Confraria Floydstock

quinta-feira, 29 de abril de 2021

Stereotrilhos reflete sobre toxicidade masculina em novo single "Invencível"

Desconstruir para evoluir. Essa é a chave do novo single da Stereotrilhos: "Invencível". A música aborda a toxicidade masculina e ressalta a importância de superar estigmas para expor a sentimentalidade. 

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

Escute "Invencível":

A melodia, por sua vez, tem ingredientes de rock, folk e música pop. Assim, a banda se inspirou em nomes como El Toro Fuerte, Vanguart, Pink Floyd e Cazuza durante as sessões de gravação.

O lançamento integra o catálogo do selo Elevarte Music e antecipa o álbum de estreia da Stereotrilhos, intitulado Uma forma de sonhar e previsto para o segundo semestre de 2021. A produção é assinada pelo próprio baixista da Stereotrilhos, Rodrigo Murasawa. 

O vocalista e tecladista, Juliano Arruda, frisa que Invencível retrata a fragilidade masculina. “A vive numa sociedade muito machista. Por isso, adotamos padrões de comportamento ultrapassados e preconceituosos. Essa letra é um convite à desconstrução e a libertação desses moldes de gerações ultrapassadas”.

Rodrigo, por sua vez, aponta para a sentimentalidade da faixa. “É uma música bem introspectiva, onde o eu-lírico fala sobre as suas inseguranças e expõe o medo de se abrir para outras pessoas. Quem é paulistano, sabe muito bem do que estamos falando. É aquela coisa de  termos poucos amigos e muitos colegas. E isso reflete num buraco enorme na gente”.

Além de Rodrigo e Juliano, a Stereotrilhos ainda é formada pelo baterista Gabriel Freitas e pelos guitarristas Lucas Almeida e Raul Faria. Anteriormente neste ano, o quinteto lançou os singles "Janelas" e "A Última Música".

Nightwish anunciará seu novo baixista algumas horas antes de seu 1º concerto virtual

Os fãs que desejam saber a identidade do novo baixista do Nightwish terão que esperar mais um mês.

Em uma entrevista com o apresentador de "Breaking Absolutes", Peter Orullian, há duas semanas, o tecladista e compositor principal, Tuomas Holopainen, disse que o nome do substituto de Marco Hietala não será revelado até "algumas horas" antes do primeiro dos dois "An Evening with Nightwish In a Virtual World", concerto online que darão início à divulgação do álbum "Human.: II: Nature" (LEIA NOSSA RESENHA).

O Nightwish se apresentará em uma taverna chamada "The Islanders Arms" construída em um mundo virtual por duas noites: sexta-feira, 28 de maio e sábado, 29 de maio de 2021. Em ambas as noites, os fãs terão uma experiência inesquecível, ouvindo músicas ao vivo do último trabalho pela primeira vez. Essas duas noites terão seus próprios setlists ligeiramente diferentes.

Falando sobre quais músicas o Nightwish tocará nos shows virtuais, Tuomas disse a "Breaking Absolutes" (conforme transcrito pelo BLABBERMOUTH.NET):

"Nós não vamos apresentar todo o álbum 'Human.: II: Nature.' - é não vai ser um show do disco, então teremos apenas algumas músicas selecionadas do álbum um pouco divididas entre esses dois shows."

Ele acrescentou: "O setlist será mais focado nos discos recentes, mas haverá algumas coisas mais antigas também. E, naturalmente, desde a saída de Marco, tivemos que, novamente, ajustar um pouco o setlist porque havia algumas músicas que são tão focadas em seus vocais especialmente. Por exemplo, a música 'Endlessness' de 'Human.: II: Nature.', era algo que estávamos planejando tocar ao vivo, mas isso nunca vai acontecer agora, porque é muito prolífico para Marco."

Hietala anunciou sua saída do Nightwish em janeiro, explicando em um comunicado que ele não "era capaz de se sentir valorizado pela vida artística há alguns anos".

Em dezembro, Hietala foi coroado o vencedor da temporada de outono de 2020 de "Masked Singer Suomi" - a edição finlandesa do popular concurso de canto mascarado. Ele estava disfarçado de Tohtori - o Doutor.

"Humano.: II: Nature." foi lançado em abril de 2020. O seguimento de "Endless Forms Most Beautiful" de 2015, "Human.: II: Nature." é um álbum duplo contendo nove faixas no CD principal e uma faixa longa, dividida em oito capítulos, no CD 2.

Epica anuncia show online ao vivo para divulgar o novo álbum "Ωmega"

"Ωmega Live" acontecerá em junho próximo via streaming.

Review: "Ωmega", oitavo álbum do Epica, é puro Jung em metal-lírico.

Devido a impossibilidade de divulgar seu recém-lançado oitavo álbum de estúdio, "Ωmega" (Leia a nossa Resenha), a banda neerlandesa Epica anunciara hoje um evento online, onde promete executar as canções do novo trabalho, podendo também rolar algumas músicas já consagradas.

Em nota a banda explicara:

"Estamos muito animados em anunciar nosso evento de streaming universal ΩMEGA ALIVE!

Após o lançamento de ΩMEGA, não queríamos nada mais do que comemorar este momento memorável em nossa carreira junto com o maior número de fãs possível em um local lotado.

Infelizmente, todos nós sabemos por que isso não aconteceu ... Mas não podíamos deixar este momento passar sem uma celebração adequada, então ... BIG BANG ... nós conjuramos a próxima melhor coisa e a tornamos ÉPICA: ΩMEGA VIVO

Esta vai ser a nossa maior produção de sempre, um show massivo cheio de tudo,  'EPICA' com cerejas no topo !!!

Junte-se a nós no dia 12 de junho, pegue uma cerveja e alguns petiscos, segure-se e mergulhe fundo no mundo do EPICA.

Você não quer perder isso !!!

Ingressos e pacotes de mercadorias estão disponíveis em: www.epicastream.com ."

terça-feira, 27 de abril de 2021

Tears of the Dragon ganha versão folk com voz de Aline Happ

Canção é um clássico da carreira solo de Bruce Dickinson

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

O vocal melódico e poderoso de Bruce Dickinson é substituído pela bela voz de Aline Happ, que traz uma nova roupagem para “Tears of the Dragon”, com uma versão classical crossover. Em uma releitura voltada para o folk, a cantora e produtora musical dá uma nova vida para o clássico da carreira solo do vocalista do Iron Maiden. A canção faz parte de uma série de releituras que Happ realiza em seu canal no YouTube, o qual já conta com versões de Rihanna, Linkin Park, Iron Maiden, e até mesmo, The Mandalorian. Algumas das canções também estão disponíveis nas principais plataformas de streaming e download.

Lançada originalmente em 1994, a canção “Tears of the Dragon” foi o primeiro single do segundo disco de Bruce Dickinson, "Balls to Picasso”. A letra fala sobre as aflições do vocalista quando saiu do Iron Maiden, em 1993, retornando apenas em 1999.

Conhecida mundialmente por seu trabalho como líder, vocalista e compositora do Lyria, Aline Happ é hoje uma das vozes mais famosas do metal brasileiro. Em seu projeto solo, a artista promove releituras Gothic/Folk/Celtic de canções do rock e do metal mundial que estão disponíveis em seu canal no YouTube. Graças ao apoio dos fãs, a cantora arrecadou mais de 200% da meta do financiamento coletivo para o seu disco solo de estreia, que será lançado ainda neste ano.

Os vídeos postados no canal de Aline Happ contam com o apoio de fãs no Patreon e no Padrim. Conhecidos mundialmente, o Lyria é uma banda carioca fundada em 2012 por Aline Happ. De lá pra cá, o grupo lançou dois discos com apoio de crowdfunding, "Catharsis" (2014) e "Immersion" (2018) e tocou em diversas cidades brasileiras como Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, São Paulo, entre outras, além de transmitir shows online com venda de ingressos para o mundo todo.

Assista a versão de “Tears of the Dragon”:

segunda-feira, 26 de abril de 2021

Rolling Stones: Ronnie Wood diz que venceu o câncer novamente

Ronnie Wood e sua esposa Sally

O guitarrista dos Rolling Stones, Ronnie Wood, de 73 anos, revelara em uma entrevista ao The Sun que ele secretamente vencera o câncer novamente. “Tive câncer de pulmão em 2017 e tive pequenas batalhas mais recentemente no último lockdown. ”O câncer de pequenas células geralmente surge no pulmão, mas pode afetar áreas como próstata, pâncreas, bexiga ou gânglios linfáticos. É assim chamado porque as células cancerosas aparecem em tamanhos e formas diferentes ao microscópio.

Eu vim com tudo limpo. Estou passando por muitos problemas agora, mas durante a minha recuperação, você tem que deixar para lá. E quando você entrega o resultado ao seu poder superior, isso é uma coisa mágica. Isso o traz de volta à Oração da Serenidade (de AA e NA): "Conceda-me a serenidade para aceitar as coisas que não posso mudar". Isso é incrível. O que será, não tem nada a ver comigo. Tudo o que posso fazer é manter minha atitude positiva, ser forte e lutar contra ela, e o resto depende do meu poder superior.

O músico anteriormente culpou seu diagnóstico de câncer de pulmão em 2017 de fumar "25 a 30 cigarros por dia durante 50 anos ímpares" antes de abandonar o hábito em 2016.

Sobre o status atual de sua carreira musical e dos Rolling Stones, ele disse:

Estou tão ocupado como sempre, mas hoje em dia posso me lembrar do que estou fazendo. A música ainda está latejando. Eu tenho um novo álbum gravado no Royal Albert Hall com Mick Taylor e minha banda - uma homenagem a (músico de blues americano) Jimmy Reed chamado Mr Luck.

Eu nunca parava. Deve ter sido complicado ficar perto de mim, apenas uma loucura as coisas que eu fiz. Eu estava errático, mas meu entusiasmo não desapareceu. Eu ainda estou louco, ainda estou acordado a noite toda. Minha energia vem depois da meia-noite." O músico também disse que tem “uma segunda chance”.

Agradeço todos os dias pela continuação desta atitude positiva. Todos lutam à sua maneira, vivem suas vidas e sobrevivem”.

Via ROCKANDROLLGARAGE.