head> Confraria Floydstock: world music
Mostrando postagens com marcador world music. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador world music. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 22 de novembro de 2022

Morreu Pablo Milanés

Cantor vencedor do Grammy e compositor de "Yolanda", faleceu aos 79 anos de idade

Pablo Milanés, vencedor do Grammy e membro-chave do movimento "nuevo trova" (música nova) de Cuba, morreu aos 79 anos.

Carinhosamente conhecido como Pablito, ele era conhecido por suas letras poéticas e vocais emocionais em sucessos como "Yolanda", "Yo Me Quedo (I'm Staying)" e "Amo Esta Isla (I Love This Island)".

Sua morte foi confirmada "com muita dor e tristeza" em sua página oficial do Facebook.

No início deste mês, Milanés cancelou vários shows enquanto procurava tratamento para leucemia na Espanha.

A cultura em Cuba está de luto pela morte de Pablo Milanes”, tuitou o primeiro-ministro Manuel Marrero Cruz na noite de segunda-feira.

Pablo Milanés Arias nasceu na cidade de Bayamo, no leste cubano, em 1943, o caçula de cinco irmãos nascidos de pais da classe trabalhadora.

Seus talentos musicais eram aparentes desde tenra idade. Aos seis anos, Milanés começou a entrar, e muitas vezes ganhou, concursos de canto na TV e rádio locais, e mais tarde estudou no Conservatório Municipal de Havana.

Apesar do treinamento formal, ele geralmente creditava os músicos boêmios de seu bairro como inspiração para o início de sua carreira.

Embora tenha apoiado a revolução cubana de 1959, Milanés foi inicialmente alvo do governo de Fidel Castro, que reprimiu a cultura "alternativa".

O músico teria sido assediado por usar o cabelo afro e, em 1965, foi enviado para um campo de trabalhos forçados agrícolas por seu interesse em música estrangeira.

Ele finalmente escapou e denunciou os campos. Mas as experiências não diminuíram seu fervor pela revolução, e ele começou a incorporar a política em sua música.

Trabalhando com músicos como Silvio Rodríguez e Noel Nicola, e patrocinado pelo governo de Castro, ele co-fundou o movimento nuevo trova, que foi projetado para atualizar a música folclórica cubana tradicional para a sociedade moderna e pós-revolucionária.

Em 1987, o New York Times, externo, chamou Rodriguez e Milanés, que eram colaboradores próximos, "um símbolo de Cuba e sua revolução tanto quanto Fidel Castro e sua barba".

O sucesso de Silvio e Pablo é o sucesso da Revolução”, disse Fidel Castro em uma recepção em homenagem aos artistas em 1984.

Em 1970, Milanés escreveu a seminal canção de amor latino-americana "Yolanda", uma homenagem à sua então parceira Yolanda Benet, que acabara de dar à luz a filha Lynn.

Uma favorita duradoura, a música eclipsou até mesmo sua própria fama, disse o músico.

"Yolanda tem sido avassaladora para a minha carreira. Ela foi mais forte do que eu, mais imprevisível do que eu, mais persistente do que eu desejaria.

Portanto, acredito que a criação em si supera as intenções do artista."

Suas outras canções conhecidas incluem "Yo No Te Pido", "Los Años Mozos" e "Cuba Va"; e ele ganhou vários prêmios Grammy Latino, incluindo um prêmio pelo conjunto da obra em 2015.

O firme apoio de Milanés a Castro fez dele uma figura divisiva, especialmente entre os exilados cubanos, mas ele se tornou mais crítico da revolução cubana em seus últimos anos.

Em 2010, ele apoiou um dissidente em greve de fome que exigia a libertação de presos políticos

E, depois que protestos generalizados varreram a ilha em 2021, Milanés assinou um documento intitulado Manifesto da Sociedade Civil Cubana pedindo reformas sociais e econômicas urgentes em Cuba.

"Nosso país, unido, precisa dar lugar a novas vozes e novas formas de pensar, que exigem novas leis e novas liberdades", disse ele ao assinar o documento.

Seu último show aconteceu em Havana em junho de 2022.

Via BBC.

terça-feira, 25 de outubro de 2022

Tetel Di Babuya: uma cantora brasileira lançada pelo selo nova-iorquino Arkadia Records

O produtor e empresário da artista é o americano Bob Karcy, ganhador de várias indicações ao Grammy.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

Desde os 9 anos de idade, a paulista do interior Tetel Di Babuya apreciava a música clássica. Aos 9 anos, iniciou como violinista, mais tarde se formou em bacharel e, posteriormente, mestre em performance musical. Este período foi marcado por diversas apresentações em orquestras juvenis e profissionais, como a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo. No entanto, um outro ramo da música iria atrair seus ouvidos: o jazz (como o de Louis Armstrong e Ella Fitzgerald) e a música popular brasileira de Elis Regina, Djavan e Tom Jobim.

Em 2019, a até então violinista de carreira sentiu a necessidade emocional de registrar no mundo sua face como compositora e cantora. Ela sabia, porém, que necessitava de apoio quanto à composição de banda, refino de arranjos, organizações dos detalhes de gravações, entre outras questões semelhantes. Tetel encontrou em seu amigo de faculdade, o pianista e arranjador Daniel Grajew, a solução destes problemas. Foi então que gravaram o álbum “Mon Choux”.

Mon Choux” foi lançado no ano seguinte de maneira independente, mas os próximos passos e “o que fazer com isso” a paralisou por um tempo, sentindo-se sozinha e sem experiência suficiente para dar sequência ao lançamento e sua carreira. Como as letras do álbum estavam todas em inglês, Tetel passou a explorar gravadoras e selos norte-americanos, na tentativa de que algum deles gostassem do seu trabalho. Foi então que a artista encontrou Bob Karcy, nova-iorquino atualmente dono da gravadora Arkadia Records.

Recebi algumas respostas educadas às minhas mensagens por e-mail, mas a resposta de Bob Karcy foi rápida, honesta e humana, nunca sequer questionando o por quê uma brasileira escreveria músicas em inglês. As outras respostas eram frias e pouco inspiradoras. Ele ouviu o álbum, parecia genuinamente interessado e prestativo, tinha comentários precisos, sugestões e alguns criticismo. Depois que começamos a nos comunicar, deixei de pensar em seguir com qualquer outra gravadora.  Ele me elogiou e fez críticas detalhadas. Outra vantagem foi que Bob tem uma vida de experiência e sucesso em muitas áreas da indústria musical”, conta Tetel.

Sobre Tetel, Bob Karcy diz: “Eu ouvi um som ímpar nos vocais de Tetel, e fiquei intrigado com a alta qualidade de suas composições, com letras únicas e tiradas irônicas. Com sua musicalidade inata, qualidade artística incomum, ética de trabalho e inteligência natural, essa é uma artista com quem quero trabalhar e acho que ela pode ir longe.

O álbum “Mon Choux” não serviu apenas para atrair a atenção de Bob. As faixas foram reaproveitadas e gravadas novamente em outro nível de produção, mais elevado. “Mudamos o título para 'Meet Tetel', reformulamos alguns dos títulos da música e refinamos as letras. Regravamos todos os vocais e Bob me orientou com interpretação e performance, além de retrabalharmos mix e master.

Tetel diz: “Este é apenas o começo da história da Tetel com a Arkadia Records. Depois de um ano e meio trabalhando juntos, ainda não nos encontramos pessoalmente. Retrabalhamos completamente o álbum 'Meet Tetel' e desenvolvemos nossa relação artística e comercial através do zoom. Mesmo no estúdio, Bob estava comigo a cada passo do caminho. Quão conectados nos tornamos musicalmente e artisticamente, embora só nos conheçamos no ciberespaço.

Embora às vezes eu possa ser controladora por natureza, senti total confiança. Tudo está de alguma forma conectado e sincronizado, e continuaremos avançando. Minha carreira começou. Que será, será!” 

Clique aqui para ouvir "Meet Tetel" nas plataformas de streaming

“Meet Tetel, um álbum que vibra como um expresso triplo. Resumindo, ela é um estouro!” • Andrew Gilbert, Revista JazzTimes

“Tetel Di Babuya, uma artista de impressionante originalidade e talento virtuoso...”  • Mark Holston, JAZZIZ, LATINO

“Meet Tetel é uma estreia impressionante para a cantora… um belo conjunto.”  • Scott Yanow, Downbeat e LA Jazz Scene.

DESAFIOS A SEREM SUPERADOS:

Se você olhar para as circunstâncias e os potenciais obstáculos, diferenças e conflitos, é uma maravilha que essa relação possa sair do chão, quem dirá florescer. Aqui estão algumas questões que tivemos que resolver e trabalhar:

- Uma cantora brasileira desconhecida escrevendo músicas em inglês e uma gravadora amaricana estabelecida;

- Entre 2020 e 2022, a pandemia de Covid-19;

- Os desafios de trabalhar juntos mesmo com 4.758 milhas que separam São Paulo e Nova York;

- A diferença de gerações entre Tetel e Bob;

- As dificuldades tecnológicas de ensaiar à longa distância;

- O desafio de produzir e mixar o álbum por meio de vídeo-chamada;

- O processo de aprender a ser flexível e aceitar novas ideias, que certamente foi facilitado pela confiança que desenvolvemos  um no outro.

TETEL AO VIVO:

Desde junho de 2022, Tetel está em uma temporada de shows em casas noturnas de São Paulo. Fique por dentro das próximas apresentações e venha ouvir Tetel ao vivo!

27 de outubro de 2022 – Jazz Factory (R. Bárbara Heliodora, 536 - Vila Romana, São Paulo - SP)

8 de novembro de 2022 – All Of Jazz (R. João Cachoeira, 1366 - Itaim Bibi, São Paulo - SP)

9 de novembro – Drosophyla Bar (R. Nestor Pestana, 163 - Consolação, São Paulo - SP)

20 de novembro de 2022 – Festival Music In The Park (Parque Do Povo - Av. Henrique Chamma, 420 - Pinheiros, São Paulo - SP)

24 de novembro de 2022 – Colchetes Café (R. Mateus Grou, 162 - Pinheiros, São Paulo - SP).

quarta-feira, 31 de agosto de 2022

Junior Carelli lança álbum com grandes clássicos em formato voz e piano

Greatest Hits on Piano” reúne 18 músicas que marcaram gerações com releituras especiais.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

O renomado músico brasileiro Junior Carelli lançou durante este ano três singles com releituras bastante particulares de grandes músicas da história, em um formato de piano e voz, que obtiveram grande retorno do público.

Este novo e versátil trabalho de Junior Carelli é uma oportunidade de entregar aos fãs uma nova abordagem para músicas que marcaram época. Com ampla bagagem de turnês por diversos continentes, o artista agora apresenta versões pianísticas de grandes sucessos internacionais no álbum “Greatest Hits on Piano”, que chegou recentemente às plataformas digitais em parceria com Outono Music, selo especializado em rock e metal, com distribuição da Universal Music.

Todas as 18 músicas presentes em “Greatest Hits on Piano” terão seus respectivos videoclipes, que serão disponibilizados aos fãs por meio do canal oficial do artista no YouTube.

Os singles lançados anteriormente, como uma prévia deste álbum, foram “Wasted Years” (Iron Maiden), “You'll Be in my Heart” (Phil Collins) e “Bridge Over Troubled Water” (Simon & Garfunkel). Confira abaixo a lista de todas as canções presentes neste novo trabalho de Junior Carelli:

1 - Sunrise (Norah Jones)

2 - What a Difference a Day Made (Aretha Franklin)

3 - Alone (Anie)

4 - Fly Me to the Moon (Frank Sinatra)

5 - Night Tale (Anie)

6 - Wasted Years (Iron Maiden)

7 - Hold On (Anie)

8 - When You Wish Upon a Star (Cliff Edwards)

9 - Against all Odds (Phil Collins)

10 - She (Charles Aznavour)

11 - Choices (Anie)

12 - I’m All Over It (Jamie Cullum)

13 - Angels (Robbie Williams)

14 - Bridge Over Troubled Water (Simon & Garfunkel)

15 - You'll Be in my Heart (Phil Collins)

16 - It’s Begging to Look a Lot Like Christmas (Bing Crosby)

17 - Let it Snow! Let it Snow! Let it Snow! (Frank Sinatra)

18 - Have Yourself a Merry Little Christmas (Judy Garland)

Escute na sua plataforma preferida:

https://umusicbrazil.lnk.to/GreatestHitsOnPiano

Dedicando sua vida à música há 25 anos, Junior Carelli tem vasta experiência no mercado musical, tocando ao lado de grandes nomes do Metal nacional, como Shaman, Noturnall, Angra, Edu Falaschi e ANIE. Como produtor, trabalhou com artistas das mais diversas áreas, indo de comediantes a importantes bandas do cenário mundial. Trabalhou por sete anos com a banda Viva Noite, do Pânico na TV e é sócio-diretor da empresa Foggy Filmes, que atua em diversas áreas no entretenimento.

Este novo e versátil trabalho musical de Junior Carelli é uma oportunidade de ouvir e absorver uma nova abordagem para músicas que marcaram gerações.