head> Confraria Floydstock: shows
Mostrando postagens com marcador shows. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador shows. Mostrar todas as postagens

domingo, 13 de novembro de 2022

Último show de Milton Nascimento será transmitido ao vivo hoje pelo Globoplay

Um dos maiores artistas brasileiros se despede dos palcos hoje à noite, no Estádio do Mineirão em Belo Horizonte.

Finalizando a sua aclamada turnê de despedida, "A Última Sessão de Música", o eterno "Bituca", Milton Nascimento, fará hoje o seu concerto final no Estádio do Mineirão, na capital mineira, Belo Horiznte.

O serviço pago de streaming da Rede Globo, a Globoplay, irá transmitir ao vivo o evento neste domingo, dia 13, e o deixará disponível para seus assinantes pelo período de 3 meses, a partir de então.

Com 2 horas de duração, o espetáculo terá suas imagens utilizadas para um vindouro documentário sobre o célebre músico.

Até aqui, Milton Nascimento, que celebra em 2022 seus 80 anos de vida e 60 de carreira, vem se despedindo dos palcos em apresentações emocionantes pelo Brasil, Europa e Estados Unidos, sempre com setlists impecáveis, contendo seus gigantescos sucessos.

O show de hoje tem direção geral de Augusto K. Nascimento, e começará às 19:00 (horário de Brasília).

sexta-feira, 11 de novembro de 2022

Titãs planeja reunião em 2023

Os 4 integrantes egressos devem se reunir com os 3 remanescentes para celebrar os 40 anos da banda.

Conforme rapidamente adiantou o IGORMIRANDASITE.COM , ainda sem muitos detalhes precisos, os Titãs apontam na direção de uma reunião da banda para shows comemorativos das 4 décadas de existência da banda, que começou com 9 integrantes, se popularizou com 8 e hoje segue com 3 (Tony Belotto, Branco Mello e Sérgio Britto), após 4 saídas: Arnaldo Antunes (em 1992), Nando Reis (em 2002), Carles Gavin (em 2010) e Paulo Miklos (em 2016), além do falecimento de Marcelo Fromer em 2001.

Durante o dia de ontem (10/11), todos os integrantes e ex-integrantes alteraram as suas fotos de perfil para imagens do mesmo tema, sugerindo uma convergência na direção de um mesmo projeto, muito provavelmente uma turnê dos 40 anos de banda em 2023, com todos juntos nos palcos pelo Brasil.

Tal possibilidade é real e dada como certa, uma vez que anteriormente já fora indicada e corroborada por declarações do guitarrista Tony Belotto:

Esta ideia de fazer a reunião existe sim, existe uma conversa. Talvez seja no ano que vem, a gente não sabe ainda, mas essa possibilidade existe sim.

A gente tem uma relação muito boa, nunca houve uma briga. Claro, a gente teve divergências, mas jamais uma ruptura.

CONFIRMADO!!!

Titãs: integrantes e ex-integrantes confirmam shows com todos reunidos.

quinta-feira, 10 de novembro de 2022

Joss Stone no Brasil

Cantora virá ao Brasil em 2023 para celebrar seus 20 anos de carreira.

Após o imbróglio com o Rock in Rio e o cancelamento por engano de sua apresentação no festival carioca, a cantora Joss Stone anunciou 2 shows no país no ano que vem, nas cidades de São Paulo e Curitiba, sendo:

20/04/2023 – Vibra, São Paulo

24/04/2023 – Teatro Positivo, Curitiba.

Os concertos integram a “The Soul Sessions”, que celebra os 20 anos do álbum que a popularizou mundialmente.

SERVIÇO (com informações do IGORMIRANDASITE):

São Paulo

Data: Quinta-feira, 20/04/2023

Local: VIBRA SÃO PAULO – Avenida das Nações Unidas, 17.955 – Vila Almeida

Horário de abertura das portas: 19h00

Horário de início do show: 21h30

Classificação indicativa: 18 anos, menores de 18 anos a entrada é permitida apenas com autorização do responsável legal.

Acessibilidade para PCD.

Ingressos:

Vendas de ingressos: www.uhuu.com

Data do início de vendas: Quinta-feira, 10/11/2022 às 15h00

Bilheteria física: Bilheteria da Vibra São Paulo

Preços:

Camarote – R$900 / Meia R$450

Mesa Premium – R$800 / Meia R$400

Mesa Setor 1 – R$720 / Meia R$360

Mesa Setor 2 – R$640 / Meia R$320

Poltrona – R$660 / Meia R$330

Plateia Superior – R$530 / Meia R$265

Visão Parcial – R$390 / Meia R$195

Informações sobre meia entrada: A meia entrada é destinada para estudantes, jovens de baixa renda até 29 anos, professores, pessoas acima de 60 anos e PCD.

Curitiba

Data: Segunda-feira, 24/04/2023

Local: TEATRO POSITIVO – Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300 – Campo Comprido

Horário de abertura das portas: 20h00

Horário de início do show: 21h00

Classificação indicativa: 14 anos, menores de 14 anos somente acompanhados dos pais ou responsável legal.

Acessibilidade para cadeirantes, elevador e assentos para obesos.

Ingressos:

Vendas de ingressos: www.diskingressos.com.br

Data do início de vendas: Quinta-feira, 10/11/2022 às 15h00

Bilheteria física: Bilheteria do Teatro Positivo

Preços:

Plateia Premium – R$900 / Meia R$450

Plateia Inferior – R$800 / Meia R$400

Plateia Superior – R$690 / Meia R$345

Informações sobre meia entrada: A meia entrada é destinada para estudantes, jovens de baixa renda até 29 anos, pessoas acima de 60 anos, professores, doadores de sangue, portadores de câncer e PCD.

Descontos especiais:

Clube Disk Ingressos – Desconto de 50% sobre o valor de Inteira Clube Gazeta do Povo – Desconto de 50% sobre o valor de Inteira Curitiba Cult – Desconto de 50% sobre o valor de Inteira

Condom VIP – Desconto de 50% sobre o valor de Inteira.

quarta-feira, 9 de novembro de 2022

Epica: "Retrospect", a noite solene do metal com o erudito

O metal sinfônico tem seus entusiastas e seus inimigos. Com tantos praticantes da forma, há pouco mais a dizer que já não tenha sido dito. Então, novamente, você tem o Epica, uma banda que é mais pesada do que a norma nesta sanção e você sabia que um dia eles iriam lançar algo não apenas significativo, mas de total espetáculo. Isso foi alcançado com seu concerto de décimo aniversário, intitulado "Retrospect".

O Epica tem todos os componentes para o sucesso: uma mezzo-soprano orgulhosa e às vezes feroz que provavelmente poderia fazer uma Red Sonja convincente se você simplesmente lhe entregasse uma espada, dois guitarristas que rasgam seus trastes e esôfagos, um baterista enérgico descrito por seu fogoso companheiro de banda como (parafraseando) alguém que carrega explosivos em sua bunda, um baixista que fica alto no bolso e um tecladista/diretor musical que poderia ter se divertido melhor do que todos os outros em 23 de março de 2013 para a festa de aniversário do Epica no Klokgebouw em Eindhoven, Holanda.

"Retrospect" é um concerto de três horas comemorando uma década de trabalho para o Epica, distribuído em um pacote de capa dura contendo dois DVDs e três CDs e limitado a 3.000 cópias. Se você já é fã da banda, foi voando ao encontro disso. Se você estava apenas curioso sobre o grupo, você ainda vai querer se mover rápido antes de perder uma performance verdadeiramente surpreendente.

Apoiada pela The Extended Remenyi Ede Chamber Orchestra e The Choir of Miskolc National Theatre, o que só foi pré-gravado e comprimido em seus álbuns de estúdio é trazido à vida no palco em um dos conjuntos de metal sinfônico mais emocionantes já montados. O Epica é elevado a alturas majestosas por sua orquestra e coro e Senhor, eles aproveitam o momento indo para a cidade com uma apresentação visual digna de seu furioso tufão de som aqui. Apenas mostrando um traço de sua barriguinha neste show, Simone Simons é uma tempestade sozinha e a então futura mamãe, sem dúvida, apreciará esta noite com cada grama de carinho.

O Epica se arma com canhões pirotécnicos, lasers e ereções de holofotes em abundância que parecem torres cruzadas e mudam de cor dependendo do humor das músicas. Tudo isso mais acrobatas, um violinista duelando em uma luta frenética contra o guitarrista Isaac Delahaye, duas participações especiais da atual vocalista do Nightwish e então Revamp, Floor Jansen (incluindo uma cantata de tirar o fôlego ao lado de Simone Simons) e um "Empire Strikes Back" interlúdio sinfônico incluindo uma versão foda do tema "Imperial March" de Darth Vader. Neste último, a banda coloca munição pesada aos pés dos giros Sith de sua orquestra. Adicione uma nova música, o hino com sabor pop "Retrospect", escrito especificamente para este show e uma reunião com os ex-membros Ad Sluijter, Yves Huts e Jeroen Simons para "Quietus", e "Retrospect" é puxado como um inferno de uma festa para todos os envolvidos.

Há tantos estímulos sensoriais acontecendo no programa "Retrospect" do Epica que nem dez câmeras parecem conseguir captar tudo. No entanto, o que eles capturam é abundante e filmado lindamente, tão lindamente quanto Simone Simons lamenta em "Delirium", "Serenade of Self-Destruction", "Consign to Oblivion", "Twin Flames" e "The Divine Conspiracy (Anniversary Edition)". Seus dois duetos com Floor Jansen, "Stabat Mater Dolorosa" e "Sancta Terra" são fascinantes. A mini ópera que a dupla encena com "Stabat Mater Dolorosa" tendo apenas a Orquestra de Câmara Extended Remenyi Ede a apoiá-las é, como seria de esperar, sublime.

Basta dizer, Simone Simons para corações em todo o Klokgebouw, que recebeu convidados de cerca de cinquenta países ao redor do mundo. Os homens são frequentemente encontrados sorrindo como cachorrinhos apaixonados na frente de Simons, enquanto as mulheres batem a cabeça com ainda mais zelo do que seus colegas homens. Durante "Serenade of Self-Destruction", você até verá algumas garotas chorando com o derramamento emotivo de Simons nos compassos finais da música.

Como Mark Jansen fornece mais do que uma parte do leão de woofs, rugidos e guinchos como a contraparte "fera" de Simons, o Epica como uma banda estabelece acordes ainda mais pesados ​​para a bombástica "Monopoly of Truth", "The Obsessive Devotion", "Sensorium" , "Unleashed", "The Phantom Agony" e "Martyr of the Free Word". Jansen, Rob Van Der Loo e Isaac Delahaye giram seus folículos com agressividade durante as partes mais rápidas do Epica, e toda a linha de frente, incluindo Simone Simons, tem um talento especial para balançar e afofar seus cabelos em perfeita sincronia com seus tempos variados. O baterista Ariën van Weesenbeek se faz de bobo ao manter o ritmo com a maratona de horas intensivas da banda, mas ele nunca perde o ritmo. Tudo faz parte do show e você pode detectar a admiração de alguns membros da orquestra e do coral, que dão tudo de si para fazer parte desta gala explosiva.

Nas músicas mais lentas, a homogeneidade entre o Epica e seus coadjuvantes se torna ainda mais eloquente. Simone Simons diz a sua audiência uma vez que ela é uma viciada em filmes e que "From Hell" de Johnny Depp é a principal inspiração para muitas de suas letras antes de abrir a sombria e sensual "Chasing the Dragon". Violões acústicos de Jansen e Delahaye e sintetizadores delicados de Coen Janssen (que possui um teclado curvo e que respinga entre seu hardware) tocam docemente ao lado da seção de palhetas pontilhando suas linhas. Um par de acrobatas surge durante a música e sobem nas tapeçarias de seda para espanto de todos, até mesmo da própria Simons. Simons faz o possível para manter o foco em seu desempenho, mas é compelida a assistir as antenas, giros, divisões e suspensões enquanto "Chasing the Dragon" passa de estética a feia. As antenas aumentam o ritmo para se encaixar na agitada seção de thrash da música e, portanto, toda a cena é incrível de se ver.

Elegante que o Epica dê ao seu conjunto alguns momentos no centro do palco (obviamente para deixar Simone Simons recuperar o fôlego e passar pelas trocas de guarda-roupa), mas há uma naturalidade congruente em ter a "Melodia Orquestral" aparecendo entre a complexa e hiperativa "Serenade of Self-Destruction" e "The Divine Conspiracy". A interação da orquestra com a linha de frente do Epica em "Presto" de Vivaldi, que culmina na batalha de violinos e guitarras, exibe um respeito mútuo que tem tudo a ver com o sucesso de "Retrospect". Todo o tempo que a orquestra e o coro põem em prática durante 81 horas compostas é tratado com inegável reverência pelo Epica e seus devotos.

A única palavra de cautela para este pacote, vá pela lista de faixas nas notas do encarte, em vez do verso e dos suportes, principalmente para o ponto intermediário do show. Caso contrário, "Retrospect" é para sempre, não apenas para o Epica, mas para essa própria marca neoclássica de metal.

Via BLABBERMOUTH.

Doyle (ex-Misfits) estreia solo em São Paulo dentro do Oxigênio Festival 2022

Festival em São Paulo acontece entre os dias 18 e 20 de novembro, no Aeroclube Campo de Marte; são mais de 30 atrações.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

O primeiro dia do Vans Apresenta: Oxigênio Festival 2022, dia 18 de novembro, uma sexta-feira, já terá uma atração internacional e de peso: será a estreia solo na capital paulista do Doyle, o lendário ex-guitarrista da banda de horror punk Misfits. O fest acontece no Hangar do Aeroclube Campo de Marte e se estende até o dia 20/11, com mais de 30 atrações.

Além de Doyle, o primeiro dia do Oxigênio Festival 2022 terá Zumbis do Espaço, Carbona, Excluídos e Corazones Muertos, além da discotecagem de Thiago DJ (apresentador do programa Heavy Pero no Mucho, da Rádio 89 FM).

Ainda tem ingresso para todos os dias do Oxigênio Festival, garanta a entrada aqui: www.oxigeniofestival.com.br

Doyle, ou Wolfgang von Frankenstein, como também é conhecido, é uma personalidade do punk mundial e traz pela primeira vez ao Brasil a turnê The World As We Die World.

Doyle é um guitarrista de riffs implacáveis, como pode se conferir em hits como “Headhunter” e “Land of the Dead”. Já “Dreamingdeadgirls” traz um swing de blues enegrecido, e “Love Like Murder”, carregada de desgraça, mostra uma apreciação saudável por todas as coisas do Black Sabbath. “Blood Stains” se move do lodo primitivo para o thrash fora do tempo com facilidade.

Além de São Paulo, com show exclusivo no Oxigênio Festival, ele e sua banda ainda tocam em São Luís, no Maranhão (dia 12/11, no Maranhão Open Air, MOA), e em Belo Horizonte, em Minas Gerais (dia 12, no Mister Rock).

O inédito giro também passará por outras partes da América Latina, como Buenos Aires (Argentina, 8/11), Montevidéu (Uruguai, 9/11), Santiago (Chile, 20/11), Bogotá (Colômbia, 23/11), San José (Costa Rica, 25/11), Cidade do México (México, 27/11) e Monterrey (México, 29/11).

Vans Apresenta: Oxigênio Festival 2022

O Oxigênio Festival, um dos mais queridos e concorridos eventos da música independente de São Paulo, acontece já nos próximos dias 18, 19 e 20 de novembro no Hangar do Aeroclube Campo de Marte. O evento terá dois palcos ao ar livre para receber mais de 30 artistas, entre nomes nacionais e dois internacionais: Doyle (Misfits) e Helmet.

Assim como nas últimas edições, o Oxigênio Festival 2022 terá estrutura semelhante aos grandes festivais gringos, com ampla área externa para receber o público e dispostos um de frente para o outro, mas distantes o suficiente para que tudo aconteça de forma independente e em horários alternados.

Na sexta-feira (18/11), o Oxigênio Festival 2022 terá Doyle, Zumbis do Espaço, Carbona, Excluídos e Corazones Muertos, além da discotecagem de Thiago DJ.

Contando com 14 shows, o segundo dia de festival começa às 12h e terá Di Ferrero, Supercombo, Kamaitachi, Glória, Menores Atos, Pe Lanza, Cefa, Axty, Odeon, Meu Funeral, Ravel, Impavid Colossus e Fake Honey. A noite também contemplará o já tradicional karaokê do Oxigênio, com a banda Karaokillers.

O terceiro e último dia, domingo (20/11), também abrirá às 12h e será a vez de mais 14 bandas se apresentarem no Aeroclube – com mais um nome internacional de peso: Helmet, ícone do rock alternativo formado em 1989 na cidade de Nova Iorque (EUA) e com um estrondoso sucesso na década de 1990, além de ter sido e ainda ser influência para novas bandas de indie, punk e até metal.

Junto ao Helmet, CPM 22 na turnê dos 27 vitoriosos anos de carreira, Pense com nova formação, Garage Fuzz, Gritando HC, DFC, Colligere, The Mönic, Flicts, Forgotten Boys, Abraskadabra, Der Baum, Tara Bipolar e mais uma edição do Karaokillers.

A realização é da GIG Music com o Hangar 110. O Oxigênio Festival 2022 ainda conta com patrocínio da Monster Energy, Instax Fuji Film e Xeque Mate.

Serviço:

Vans Apresenta: Oxigênio Festival 2022

Data: 18, 19 e 20 de novembro

Horário: 19h (sexta-feira) e 12h (sábado e domingo)

Local: Aeroclube Campo de Marte

Endereço: Avenida Olavo Fontoura, 650, Santana - São Paulo, SP

Ingressos para cada dia de evento (3º Lote)

R$140 (pista - promocional e meia entrada)

R$230 (pista - inteira)

R$240 (camarote – promocional e meia entrada)

R$360 (camarote – inteira)

Vendas e informações: www.oxigeniofestival.com.br

*mediante à apresentação da carteira de estudante OU a doação de 1kg de alimento não perecível (menos sal e açúcar), a ser entregue no dia do festival.

Classificação etária: 18 anos | entrada de menores de 18 será permitida somente acompanhados pelos pais ou responsável legal.

Realização: Gig Music e Hangar 110

terça-feira, 8 de novembro de 2022

Semblant desiste de abrir para o Epica após cantora apoiar intervenção militar

Banda paranaense não participará mais dos shows das noites em São Paulo e Curitiba, nos dias 19 e 20 próximos.

A Semblant, que anteriormente afirmou que manteria seus próximos compromissos sem contar com sua vocalista, Mizuho Lin, ao microfone, hoje declinou da decisão, explicando nas redes sociais:

Informamos que a Semblant não mais se apresentará nos shows dos dias 19 e 20 de novembro, respectivamente em São Paulo (Audio Club) e Curitiba (Opera de Arame). Optamos por zelar pela segurança e bem estar de todos, público e banda, devido a proporção que a recente situação alcançou. Esperamos a compreensão de todos e que aproveitem o evento.

Com isso a banda não abrirá os aguardados shows do Epica na próxima semana, nas capitais paulista e paranaense, respectivamente.

O motivo foi o vídeo feito e postado pela cantora Mizuho Lin, apoiando antidemocraticamente uma intervenção militar, não reconhecendo a derrota de seu candidato presidencial.

quarta-feira, 2 de novembro de 2022

Rod Stewart no Brasil

Cantor bretão fará no país em 2023 alguns shows pela sua última grande turnê.

O jornalista José Norberto Flesch anunciou a vinda ao do cantor escocês Rod Stewart ao Brasil para uma série de shows ainda sem locais e datas a serem definidos, em sua derradeira turnê de grande vulto, como o próprio artista, hoje com 77 anos de idade, prometeu, que será iniciada, neste mês de novembro próximo, no Reino Unido.

 “Ano que vem será o fim das minhas turnês de rock ‘n’ roll. Eu quero fazer algo diferente. Parece o fim de uma era. Todas as coisas devem chegar ao fim. Não estou me aposentando e ainda amo cantar, só estou em busca de algo novo. Eu poderia cantar em alguns clubes folk tocando guitarra.

Sendo um dos artistas mais bem sucedidos do mundo fonográfico, ultrapassando a marca dos 120 milhões de discos vendidos, essa será a sua 6ª passagem pelo Brasil, após vir 2 vezes no Rock in Rio (1985 e 2015), além de 1989, 1994 (o apoteótico show gratuito em Copacabana para 3,5 milhões de pessoas, recorde de público pelo Guiness.

segunda-feira, 31 de outubro de 2022

Princesas e guerreiros se encontram na maior feira medieval do país

Evento gratuito já reuniu mais de 20 mil pessoas com música e artes diversas.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

O folk e o rock se unem em uma grande celebração à música, na Feira Medieval Carioca, que acontece nos dias 5 e 6 de novembro (sábado e domingo), de 10h às 18h, na Arena Socioambiental, no Parque do Flamengo (RJ). O evento gratuito contará com a presença da cantora Aline Happ e do Lyria, a maior banda de metal sinfônico do país. Além disso, a mostra contará com uma cerimônia de casamento celta, fornecedores de hidromel, cervejas artesanais, e profissionais da esgrima medieval, arco e flecha, luta de espadas, workshops, danças, stands diversos, e muito mais.

Assista o teaser da Feira Medieval Carioca:

No sábado (5/11), às 16h20, a cantora e compositora Aline Happ, conhecida por seu trabalho à frente do Lyria, retorna ao evento com seu projeto solo, acompanhada do guitarrista Rod Wolf. A artista criou durante a pandemia o projeto em que promove releituras Gothic, Folk e Celtic de canções do rock e do metal mundial, além de canções autorais, disponíveis em seu canal no YouTube. Graças ao apoio dos fãs, a cantora arrecadou mais de 200% da meta do financiamento coletivo para o seu disco solo de estreia, prestes a ser lançado.

Assista vídeo “Send me an Angel”, dos Scorpions, na versão de Aline Happ:

Criada em 2012 por Aline Happ (voz), o Lyria (RJ) é hoje um dos grandes nomes do metal nacional. No dia 6 de novembro, às 16h, a banda apresenta a turnê Immersion, que lotou espaços no Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais. No repertório do show, as canções do álbum “Immersion” e também sucessos do trabalho anterior, como a queridinha do público, “Jester” do álbum de estreia “Catharsis” (2014). Os músicos receberão os fãs gratuitamente em seu stand para fotos e autógrafos.

Assista clipe “Let Me Be Me”, do Lyria: 

Considerada a maior do país, a Feira Medieval Carioca ocupa a Arena Socioambiental, no Parque do Flamengo, próxima ao metrô Glória. O evento já reuniu mais de 20 mil pessoas, levando cultura e diversas atividades voltadas para os amantes do período medieval. O evento também contará com stands de produtos medievais, tais como acessórios, artigos místicos, livros, entre outros. O encontro acontece na Arena Socioambiental, no Aterro do Flamengo, durante a Feira Medieval Carioca, a maior do gênero na América do Sul. 

Serviço:

Aline Happ e Lyria na Feira Medieval Carioca

Data: 5 e 6 de novembro de 2022 (sábado e domingo)

Horário: 10h às 18h (Aline Happ às 16h20, no sábado l  Lyria às 16h, no domingo)

Local: Arena Socioambiental - Parque do Flamengo

Endereço: Avenida Infante Dom Henrique, nº 12 - Glória - Rio de Janeiro/RJ

Entrada Gratuita.

quarta-feira, 26 de outubro de 2022

Review: Black Label Society - Audio, 23/10/2022

Crédito: Leca Suzuki   

O Black Label Society realizou uma turnê pelo Brasil tocando nas principais capitais e eu como grande apreciador da banda fui conferir a Doom Crew na Áudio aqui em São Paulo. 

O frontman e guitar hero Mr. Zakk Wilde, também muito conhecido por ser o guitarrista do Ozzy sempre fez um trabalho sólido com BLS e em seu último álbum Doom Crew Inc. inovou trazendo um som mais refinado dividindo as guitarras com Nick Catanese mantendo sempre a pegada tradicional do BLS. 

Foi um showzaço de 90 minutos que pareceu muito pouco devido a energia e o setlist bem elaborado, a Doom Crew tocou sons de toda a discografia e trouxeram para o palco exatamente e arrisco dizer até melhor todo o peso bem elaborado de seus álbuns. 

O show abriu com as palhetadas cerradas e pesadas de "Funeral Bell", e a partir daí foi uma pedrada atrás da outra, "Destroy & Conquer, Overlord…" ate o momento em que o BLS migra pro Southern Rock e toca "The Blessed Hellride" e então mr. Wilde vai para o teclado e chama "In this River" super balada bem tocada porém é o momento em que muitos vão para o WC.

Nota de rodapé em relação aos instrumentos utilizados, não só Zakk Wilde mas como também Nick utilizam guitarras fabricadas customizadas para o Zakk Wilde, apesar das várias guitarras utilizadas no show terem o Bulls Eye elas não são mais as Gibson’s que ele utilizou por anos. Consta apenas um W no headstock. De qualquer forma possuem o mesmo som pois as Gibsons já eram customizadas. 

Quando Zakk abandonou de vez o teclado e voltou a empunhar suas “próprias” guitarras W, o apocalipse aconteceu, "Trampled Down Below", "Set You Free, Fire It Up" e em "Suicide Messiah" houve um momento apoteótico onde Zakk e Nick fazem um solo estendido que começa em estilo de duelo e os dois sobem nos retornos e com as guitarras nas costas aceleram as notas e começam a tocar juntos de maneira precisa e cirúrgica, fazem o final junto e dão um soquinho aéreo de comprimento. Todos vão a loucura! 

Aliás existe um clima no palco de camaradagem todos bebem juntos (cerveja em excesso) brindam, se cumprimentam e apesar da dificuldade de compreender o sotaque interiorano conseguia entender os agradecimentos “God Blessed you…

O deleite é encerrado com "Stillborn", som em que originalmente Ozzy canta junto com o mestre Wilde! Muitas palhetas e baquetas foram arremessadas (infelizmente não peguei nenhuma) e até as toalhas, pretas, foram presenteadas para os fãs! Grande espetáculo que espero rever em breve! Até mais 🤘🏻

Pelo confrade Aryan Ramuno.

Confira abaixo o setlist completo do show em São Paulo realizado em 23/10/2022:

1. Funeral Bell

2. Destroy & Conquer

3. Overlord

4. Heart of Darkness

5. A Love Unreal

6. You Made Me Want to Live

7. The Blessed Hellride

8. Spoke in the Wheel

9. In This River

10. Trampled Down Below

11. Set You Free

12. Fire It Up

13. Suicide Messiah

14. Stillborn.

Stream of Passion anuncia show de reunião

Banda de prog symphonic metal da frontwoman Marcela Bovio havia encerrado as atividades em 2016.

A banda mexicano-neerlandesa Stream of Passion publicou hoje nas suas redes sociais um anúncio de novo show marcado para 9 de setembro de 2023, no Dynamo, em Eindhoven, Holanda.

Esse será o primeiro concerto e primeira reunião da banda, desde o show de despedida que deu origem ao CD/DVD "Memento" (LEIA A NOSSA RESENHA).

Leia abaixo o comunicado da banda:

"ESTÁ ACONTECENDO 😱🎉🔥

“Will you follow, I will follow”! Continuamos ouvindo você cantar junto depois de todos esses anos e simplesmente não resistimos… Um show de reunião intimista, onde tudo começou.

Dynamo, 9 de setembro de 2023. Marquem em seus calendários! Pré-venda começando em breve!"

terça-feira, 25 de outubro de 2022

Tetel Di Babuya: uma cantora brasileira lançada pelo selo nova-iorquino Arkadia Records

O produtor e empresário da artista é o americano Bob Karcy, ganhador de várias indicações ao Grammy.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

Desde os 9 anos de idade, a paulista do interior Tetel Di Babuya apreciava a música clássica. Aos 9 anos, iniciou como violinista, mais tarde se formou em bacharel e, posteriormente, mestre em performance musical. Este período foi marcado por diversas apresentações em orquestras juvenis e profissionais, como a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo. No entanto, um outro ramo da música iria atrair seus ouvidos: o jazz (como o de Louis Armstrong e Ella Fitzgerald) e a música popular brasileira de Elis Regina, Djavan e Tom Jobim.

Em 2019, a até então violinista de carreira sentiu a necessidade emocional de registrar no mundo sua face como compositora e cantora. Ela sabia, porém, que necessitava de apoio quanto à composição de banda, refino de arranjos, organizações dos detalhes de gravações, entre outras questões semelhantes. Tetel encontrou em seu amigo de faculdade, o pianista e arranjador Daniel Grajew, a solução destes problemas. Foi então que gravaram o álbum “Mon Choux”.

Mon Choux” foi lançado no ano seguinte de maneira independente, mas os próximos passos e “o que fazer com isso” a paralisou por um tempo, sentindo-se sozinha e sem experiência suficiente para dar sequência ao lançamento e sua carreira. Como as letras do álbum estavam todas em inglês, Tetel passou a explorar gravadoras e selos norte-americanos, na tentativa de que algum deles gostassem do seu trabalho. Foi então que a artista encontrou Bob Karcy, nova-iorquino atualmente dono da gravadora Arkadia Records.

Recebi algumas respostas educadas às minhas mensagens por e-mail, mas a resposta de Bob Karcy foi rápida, honesta e humana, nunca sequer questionando o por quê uma brasileira escreveria músicas em inglês. As outras respostas eram frias e pouco inspiradoras. Ele ouviu o álbum, parecia genuinamente interessado e prestativo, tinha comentários precisos, sugestões e alguns criticismo. Depois que começamos a nos comunicar, deixei de pensar em seguir com qualquer outra gravadora.  Ele me elogiou e fez críticas detalhadas. Outra vantagem foi que Bob tem uma vida de experiência e sucesso em muitas áreas da indústria musical”, conta Tetel.

Sobre Tetel, Bob Karcy diz: “Eu ouvi um som ímpar nos vocais de Tetel, e fiquei intrigado com a alta qualidade de suas composições, com letras únicas e tiradas irônicas. Com sua musicalidade inata, qualidade artística incomum, ética de trabalho e inteligência natural, essa é uma artista com quem quero trabalhar e acho que ela pode ir longe.

O álbum “Mon Choux” não serviu apenas para atrair a atenção de Bob. As faixas foram reaproveitadas e gravadas novamente em outro nível de produção, mais elevado. “Mudamos o título para 'Meet Tetel', reformulamos alguns dos títulos da música e refinamos as letras. Regravamos todos os vocais e Bob me orientou com interpretação e performance, além de retrabalharmos mix e master.

Tetel diz: “Este é apenas o começo da história da Tetel com a Arkadia Records. Depois de um ano e meio trabalhando juntos, ainda não nos encontramos pessoalmente. Retrabalhamos completamente o álbum 'Meet Tetel' e desenvolvemos nossa relação artística e comercial através do zoom. Mesmo no estúdio, Bob estava comigo a cada passo do caminho. Quão conectados nos tornamos musicalmente e artisticamente, embora só nos conheçamos no ciberespaço.

Embora às vezes eu possa ser controladora por natureza, senti total confiança. Tudo está de alguma forma conectado e sincronizado, e continuaremos avançando. Minha carreira começou. Que será, será!” 

Clique aqui para ouvir "Meet Tetel" nas plataformas de streaming

“Meet Tetel, um álbum que vibra como um expresso triplo. Resumindo, ela é um estouro!” • Andrew Gilbert, Revista JazzTimes

“Tetel Di Babuya, uma artista de impressionante originalidade e talento virtuoso...”  • Mark Holston, JAZZIZ, LATINO

“Meet Tetel é uma estreia impressionante para a cantora… um belo conjunto.”  • Scott Yanow, Downbeat e LA Jazz Scene.

DESAFIOS A SEREM SUPERADOS:

Se você olhar para as circunstâncias e os potenciais obstáculos, diferenças e conflitos, é uma maravilha que essa relação possa sair do chão, quem dirá florescer. Aqui estão algumas questões que tivemos que resolver e trabalhar:

- Uma cantora brasileira desconhecida escrevendo músicas em inglês e uma gravadora amaricana estabelecida;

- Entre 2020 e 2022, a pandemia de Covid-19;

- Os desafios de trabalhar juntos mesmo com 4.758 milhas que separam São Paulo e Nova York;

- A diferença de gerações entre Tetel e Bob;

- As dificuldades tecnológicas de ensaiar à longa distância;

- O desafio de produzir e mixar o álbum por meio de vídeo-chamada;

- O processo de aprender a ser flexível e aceitar novas ideias, que certamente foi facilitado pela confiança que desenvolvemos  um no outro.

TETEL AO VIVO:

Desde junho de 2022, Tetel está em uma temporada de shows em casas noturnas de São Paulo. Fique por dentro das próximas apresentações e venha ouvir Tetel ao vivo!

27 de outubro de 2022 – Jazz Factory (R. Bárbara Heliodora, 536 - Vila Romana, São Paulo - SP)

8 de novembro de 2022 – All Of Jazz (R. João Cachoeira, 1366 - Itaim Bibi, São Paulo - SP)

9 de novembro – Drosophyla Bar (R. Nestor Pestana, 163 - Consolação, São Paulo - SP)

20 de novembro de 2022 – Festival Music In The Park (Parque Do Povo - Av. Henrique Chamma, 420 - Pinheiros, São Paulo - SP)

24 de novembro de 2022 – Colchetes Café (R. Mateus Grou, 162 - Pinheiros, São Paulo - SP).

Umbilichaos é confirmada no Masters of Noise Festival

O projeto Umbilichaos, da vocalista, guitarrista e letrista Anna Chaos tem chamado atenção por onde passa, com seu Post Noise Doom pesado e hipnótico, a artista fez grandes shows esse ano nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Paraná e agora se prepara para  o seu último show do ano.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

E para fechar este ano, nada melhor que um grande festival e a Umbilichaos acaba de ser confirmada no Masters of Noise, um festival de 4 dias reunindo algumas das melhores bandas de música extrema nacionais e internacionais. Serão 80 bandas se alternando em 2 palcos nos dias 03, 04, 10 e 11 de dezembro no Container DC em Diadema.

A Umbilichaos se apresentará no dia 03 de dezembro ao lado de bandas como Carniçal, Oligarquia, Le Mars entre outras. A entrada custa R$ 30 por dia ou R$ 25 + 1 kg de alimento e poderão ser adquiridas diretamente no dia do evento.

Confira abaixo o último vídeo lançado pela Umbilichaos, para a música "To Become Unreal Pt 02", que foi gravado no estúdio Sinfonia de Cães em São Paulo e mixado e masterizado por Renato Gimenez da banda de Black Metal Vazio:

segunda-feira, 24 de outubro de 2022

Ayreon: Arjen Lucassen divulga os nomes dos vocalistas e músicos dos shows de "01011001"

Em "01011001 Live Beneath The Waves" o prog-metálico holandês executará o trabalho clássico de 2008 no palco em Tilburg, Holanda.

O talento e o sucesso de Marcela Bovio.

O progger holandês Arjen Lucassen anunciou que trará o Ayreon de volta aos palcos ao vivo.

Ele apresentará o álbum de 2008 da banda, "01011001" no Tilburg's 013 em três datas: nos dias 15, 16 e 17 de setembro. Você pode assistir ao trailer abaixo.

Ayreon relança a canção "And The Druids Turn To Stone"; ouça.

"Depois de 4 shows esgotados do Ayreon: Electric Castle Live & Other Tales no local 013 na Holanda em 2019 (com a presença de 12.000 fãs do Ayreon de 64 países) e três shows esgotados do Ayreon Universe em 2017, o Ayreon está prestes a adicionar mais um capítulo emocionante de sua história ao vivo com "01011001 Live Beneath The Waves", disse Lucassen em um comunicado. "Esta próxima produção é baseada no aclamado álbum conceitual do Ayreon "01011001", lançado originalmente em 2008. O álbum será tocado na íntegra, além de algumas músicas extras. Será uma grande produção ao vivo, com um design de palco incrível, visuais, efeitos especiais e... uma experiência única de áudio surround ao vivo."

Ayreon lança novo clipe de "Into The Black Hole" com Bruce Dickinson.

Lançado em 2008, "01011001" foi o sétimo álbum do Ayreon e contou com as vocalistas convidadas Floor Jansen e  Anneke van Giersbergen, com os cantores Bob Catley do Magnum, Tom Englud do Evergrey, Jonas Renkse do Katatonia, Hansi Kürsch do Blind Guardian, Jon Lande e o ex-vocalista do Gotthard Steve Lee em seu última aparição antes de sua morte em 2010.

Arjen:

"Estou extremamente feliz com os cantores que conseguimos para os shows do 01011001, que elenco! É sempre um grande desafio recrutar todos os cantores para os shows ao vivo com tanta antecedência, porque muitos deles são de mega sucesso e, portanto, muito ocupados. Então... se o seu cantor favorito não estiver lá, POR FAVOR, saiba que eu fiz o melhor que pude, mas alguns simplesmente não estão disponíveis. Sempre para seu próprio arrependimento. Tenho certeza que você concorda que temos nada menos que 19 cantores incríveis aqui (além daquele cara hippie), já orgulhosos deles!"

Confira abaixo todo o cast já confirmado para os espetáculos:

Vocalistas Originais de "01011001":

Hansi Kursch (TBC)

Tom Englund

Daniel Gildenlow

Jonas Renkse

Anneke van Giersbergen

Simone Simons

Wudstik

Marjan Welman

Liselotte Hegt

Maggy Luyten

Phideaux Xavier

Arjen Lucassen ("yeah, sorry for that").

Convidados especiais:

Damian Wilson

Brittney Slayes

Micheal Mills

John Jaycee Cuijpers

Backing vocals:

Marcela Bovio

Irene Jansen

Jan Willem Ketelaers

A Banda:

Marcel Coenen - guitar

Timo Somers - guitar

Johan van Stratum - bass

Joost van den Broek - keys

Ed Warby - drums

Músicos Eruditos:

Ben Mathot - violin

Jurriaan Westerveld - cello

Jeroen Goossens - woodwinds

Os ingressos para os shows estarão à venda em 27 de outubro às 15h EST e estarão disponíveis aqui.

sexta-feira, 21 de outubro de 2022

Mötley Crüe anuncia turnê no Brasil com Def Leppard

Além dos shows, a banda presenteia os fãs com a coleção Crücial Crüe.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

Uma das mais emblemáticas bandas de rock de sua geração, os ícones do glam metal Mötley Crüe anunciaram três shows em estádios no Brasil dentro de sua “The World Tour”, ao lado do Def Leppard para o começo de 2023. No dia 07/03, eles se apresentarão em São Paulo no Allianz Parque; no dia 09/03, eles chegam ao Estádio Couto Pereira em Curitiba. A turnê será completa em 11/03 com um show em Porto Alegre, na Arena do Grêmio.

Confira mais informações sobre a turnê: https://www.eventim.com.br/campaign/defleppardmotleycrue-0 

Recentemente “Too Fast For Love” (1981), “Shout At The Devil” (1983), “Theatre of Pain” (1985), “Girls, Girls, Girls” (1987) e “Dr. Feelgood” (1989), os primeiros discos e mais icônicos álbuns do Mötley Crüe chegaram pela primeira vez remasterizados em formato físico no Brasil dentro da coleção “Crücial Crüe”. Com quatro décadas de história, a banda tem passado por uma revitalização de sua popularidade nos últimos anos com um novo público descobrindo o grupo através do filme original da Netflix “The Dirt – Confissões do Mötley Crüe” (2019). Esse novo material chega ao mercado brasileiro via BMG para celebrar desde os mais fiéis aos mais novos fãs.

Garanta “Crücial Crüe”: https://bmgbrazil.lnk.to/MotleyCrue 

O quarteto californiano é formado por Vince Neil (voz), Mick Mars (guitarras), Nikki Sixx (baixo) e Tommy Lee (bateria) e se tornou um dos maiores nomes da música com suas performances explosivas. O Mötley Crüe tem mais de 100 milhões de álbuns vendidos em todo o mundo, três indicações ao Grammy, um livro nos mais vendidos do New York Times e sua própria estrela na calçada da fama de Hollywood. Este livro, lançado em 2001, se tornou a cinebiografia sensação da Netflix trazendo Machine Gun Kelly como Tommy, Douglas Booth (Orgulho e Preconceito e Zumbis) como Nikki Sixx, Iwan Rheon (Game of Thrones) como Mick e Daniel Webber (Justiceiro) como Vince Neil. 

Os ingressos começam a ser vendidos no dia 25/10, online, a partir das 10h, e 11h nas bilheterias dos estádios.

quinta-feira, 20 de outubro de 2022

Rod Wolf, do Lyria, se apresenta com banda sueca no Rio

Noite com Ambush também traz as bandas Facing Fear e Vox Mortem.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

O guitarrista do Lyria, Rod Wolf, se apresenta com Facing Fear e o vocalista da banda sueca Ambush, Oskar Jacobsson, na próxima quarta-feira (26/10), no Heavy Beer. Na mesma noite também toca a Vox Mortem e, juntos, os grandes nomes do heavy metal carioca mostram para os europeus o poder dos riffs brasileiros! Os ingressos custam 40 reais e já estão disponíveis para compra online. 

O guitarrista da banda Lyria, Rod Wolf, foi um dos músicos convidados na faixa “Likers And Lovers”, que será tocada no show e faz parte do novo álbum da Facing Fear, “Marginal Metal”. O encontro das duas bandas aconteceu durante a 2ª edição do Lyria Fest, festival anual realizado pela banda Lyria, no Rio de Janeiro, cidade natal das duas bandas. A música traz uma forte vibe anos 80 e contou com improvisos nos solos da guitarra. A canção também traz o vocalista da banda sueca Ambush, Oskar Jacobsson.

Ouça “Likers And Lovers”, da Facing Fear: https://open.spotify.com/track/5YPTLg9ndtdUg5KUHzzmdN?si=4121fa38d2384af7

Um dos grandes representantes da “New Wave of Traditional Heavy Metal” (traduzido como Nova Onda do Heavy Metal Tradicional), o Ambush foi formado em 2013, na Suécia, e visita o Brasil pela primeira vez em uma turnê que passará por diversos países da América do Sul. No repertório da apresentação, as canções dos discos “Firestorm” (2014), “Desecrator” (2016) e “Infidel” (2020). 

Com riffs pesados e refrões que animam o público, a Facing Fear leva para o palco do Heavy Beer as canções do seu disco mais recente, “Marginal Metal” (2022). Desde 2016 na estrada, a banda incorpora os grandes nomes do heavy metal dos anos 80, como Iron Maiden e Judas Priest. A banda é formada pelos músicos Terry Painkiller (voz), Dantas (guitarra), John Killesh (guitarra) e Vall Maranhão (bateria).

Quem também participa do show é a banda Vox Mortem, que traz como mote “resgatar o espírito headbanger”. Do subúrbio do Rio de Janeiro, as referências musicais da banda são focadas no thrash metal brasileiro, como Kreator, Sepultura e Korzus, além de nomes internacionais como Slayer e Kreator. No repertório, canções dos álbuns “The Worst Creature" (2008) e “Slaves of Vanity” (2020), além do EP recentemente lançado, “Mors Ultra” (2020) e “Endless Karma” (2014).

Serviço:

Facing Fear com part. esp. de Rod Wolf (Lyria)

Data: 26/10/2022 (quarta-feira)

Horário: 20h

Ingressos: R$ 40,00 

Compre online: https://msha.ke/ingressos_do_heavy/

Classificação: 18 anos

Local: Heavy Beer

Endereço: Rua Ceará, nº 104 - Praça da Bandeira - Rio de Janeiro/RJ.

Joni Mitchell está pronta para o seu primeiro show completo em décadas


Cantora ícone do folk apresentará seu 1º concerto após vencer um aneurisma cerebral.

Joni Mitchell deve fazer seu primeiro show completo desde que sofreu um aneurisma cerebral quase fatal em 2015.

Brandi Carlile, uma amiga e colaboradora, confirmou a notícia a Trevor Noah durante uma aparição na noite de quarta-feira no The Daily Show. Mitchell não é a atração principal de um show desde um show beneficente de 2002 em Los Angeles.

Carlile diz que o próximo show de Mitchell será realizado em 10 de junho de 2023, no Gorge Amphitheatre em George, Washington, após aparições abreviadas na gala MusiCares Person of the Year e depois no Newport Folk Festival no início deste ano. "Ela disse: 'Quero cantar de novo'", Carlile disse a Noah. "Joni Mitchell vai tocar. Ninguém conseguiu comprar um ingresso para ver Joni Mitchell jogar em 20 anos."

O relacionamento das artistas surgiu a partir de uma série chamada Joni Jams, nos quais os músicos se reuniam para tocar com Mitchell durante sua recuperação. Às vezes, Mitchell cantava, enquanto outras vezes ela simplesmente gostava da música que estava sendo feita. A intenção em Newport, Carlile acrescentou, era trazer essa amálgama solta para o palco, mas então Mitchell decidiu que estava pronta para um retorno maior aos holofotes.

"Ela acabou de começar a cantar", disse Carlile em entrevista ao The Daily Show. "Tínhamos ensaiado as músicas nós mesmos, e não sabíamos se deveríamos parar ou o que deveríamos fazer, você sabe, então nós apenas cantamos com ela."

Mitchell acabou tocando um set completo em Newport, com um elenco de apoio que também incluía Wynonna Judd, depois de tocar apenas duas músicas no evento pré-Grammys MusiCares. Estas marcaram as primeiras apresentações de Mitchell desde 2013, quando ela cantou brevemente em um show em Toronto.

Via UCR.

Você pode assistir a entrevista abaixo.

Ayreon: Arjen Lucassen anuncia shows ao vivo do álbum "01011001"

Em "01011001 Live Beneath The Waves" o prog-metálico holandês executará o trabalho clássico de 2008 no palco em Tilburg, Holanda.

O talento e o sucesso de Marcela Bovio.

O progger holandês Arjen Lucassen anunciou que trará o Ayreon de volta aos palcos ao vivo.

Ele apresentará o álbum de 2008 da banda, "01011001" no Tilburg's 013 em três datas: nos dias 15, 16 e 17 de setembro. Você pode assistir ao trailer abaixo.

Ayreon relança a canção "And The Druids Turn To Stone"; ouça.

"Depois de 4 shows esgotados do Ayreon: Electric Castle Live & Other Tales no local 013 na Holanda em 2019 (com a presença de 12.000 fãs do Ayreon de 64 países) e três shows esgotados do Ayreon Universe em 2017, o Ayreon está prestes a adicionar mais um capítulo emocionante de sua história ao vivo com "01011001 Live Beneath The Waves", disse Lucassen em um comunicado. "Esta próxima produção é baseada no aclamado álbum conceitual do Ayreon "01011001", lançado originalmente em 2008. O álbum será tocado na íntegra, além de algumas músicas extras. Será uma grande produção ao vivo, com um design de palco incrível, visuais, efeitos especiais e... uma experiência única de áudio surround ao vivo."

Ayreon lança novo clipe de "Into The Black Hole" com Bruce Dickinson.

Lançado em 2008, "01011001" foi o sétimo álbum do Ayreon e contou com as vocalistas convidadas Floor Jansen e  Anneke van Giersbergen, com os cantores Bob Catley do Magnum, Tom Englud do Evergrey, Jonas Renkse do Katatonia, Hansi Kürsch do Blind Guardian, Jon Lande e o ex-vocalista do Gotthard Steve Lee em seu última aparição antes de sua morte em 2010.

Embora as recentes extravagâncias ao vivo de Lucassen tenham apresentado uma série de vocalistas convidados, ainda não há confirmação de quem estará presente no 01011001 Live Beneath The Waves.

Os ingressos para os shows estarão à venda em 27 de outubro às 15h EST e estarão disponíveis aqui.

Via PROG.

terça-feira, 18 de outubro de 2022

Hypocrisy e Samael se unem para show único e exclusivo em São Paulo

Lendas do metal pesado realizam show único em São Paulo.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

Duas verdadeiras lendas do metal pesado se unem para realizar um show exclusivo no Brasil. Os gigantes europeus Hypocrisy e Samael se apresentam juntos, como co-headliners, no dia 11 de dezembro (domingo), no palco da Audio, em São Paulo.

Os ingressos estão disponíveis pela plataforma Ticket360 e nos pontos de venda autorizados. Todos os setores têm ingressos disponíveis na modalidade solidária, na qual qualquer pessoa pode adquirir doando 2 kg de alimentos não perecíveis para a campanha #corridacontrafome.

O conceito do evento é uma realização da Honorsounds em parceria com a Till Dawn They Count Brazil que está organizando a turnê de ambas as bandas.

Hypocrisy

O Hypocrisy traz ao Brasil a turnê de Worship, o 13º álbum da carreira, lançado no ano passado e disponibilizado no Brasil pela Shinigami Records. Este trabalho foi lançado oito anos após "End of Disclosure" (2013), porém, a espera dos fãs foi totalmente compensada com um disco sólido, com muita agressividade e melodia, da mesma maneira que a banda vem entregando há décadas, porém, ao mesmo tempo, elevando o nível musical e de composição a um novo patamar ainda mais extremo. A recepção do público e da imprensa especializada comprovam o grande sucesso deste que é um dos grandes álbuns da carreira do grupo sueco.

Ícones do death metal melódico, estilo que foram desenvolvendo no decorrer da década de 1990 e aprimorando nos seguintes, o Hypocrisy é uma referência do metal extremo que comprova a cada disco sua relevância. Worship combina ideias inovadoras com o som clássico, entregando algo único. As gravações e mixagem foram feitas no estúdio Abyss, de propriedade do líder, guitarrista e vocalista Peter Tägtgren (também um renomado produtor e líder da banda Pain), na Suécia. A arte da foi feita pelo artista Blake Armstrong, cuja ilustração remete a história da relação da banda com a humanidade e os extraterrestres.

Samael

Oriundo da segunda metade dos anos 1980, o Samael iniciou sua jornada como um grupo de black metal, que com o tempo foi incorporando cada vez mais elementos eletrônicos e industriais, que criaram obras atemporais dentro de sua discografia. Em mais de três décadas de estrada, são mais de 100 músicas lançadas e cerca de mil apresentações ao redor do planeta. Neste tempo, colocaram no mercado álbuns importantes como o disco de estreia "Worship Him" (91), um dos precursores do symphonic black metal, "Ceremony of Opposites" (94) e o industrial "Passage" (96).

São onze discos de estúdio, sendo o mais recente Hegemony (2017). Todavia, o Samael não parou neste tempo, realizando shows de grande expressão e sucesso em diversos países. Após uma década, esta será a segunda visita do grupo suíço ao Brasil.

SERVIÇO:

Data: 11 de dezembro 2022 (domingo)

Abertura da casa: 17h

Show principal: Samael, Hypocrisy

Classificação: 18 anos (menores acompanhados dos pais ou responsável) 

Local: Audio

Endereço: Av. Francisco Matarazzo, 694 - Água Branca - SP

Capacidade da casa: 3.000 pax

Acesso para deficientes: sim

Área PNE: sim

Local para alimentação: sim

Wifi: sim

Onde comprar: 

https://www.ticket360.com.br/evento/25951/ingressos-para-samael-e-hipocrisy-worship-tour-2022

Funcionamento bilheteria Audio: Segunda a sábado das 13h às 20h (exceto feriados) - sem taxa

Charlotte Wessels lança clipe de "Lizzie", canção em colaboração com Alissa White-Gluz

Clipe sai como uma prévia do dueto que acontecerá no 1º show solo da cantora neerlandesa após sua saída do Delain.

Charlotte Wessels, ex-vocalista do Delain lançou hoje o clipe e "Lizzie", onde canta com a vocalista do Arch Enemy, Alissa White-Gluz.

A canção integra o álbum solo de estreia de Charlotte, "Tales From Six Feet Under" (2021) e fala foi inspirada no poema “A Silent Wood” (1860), de Elizabeth Eleanor Siddal.

Wessels lançou "Tales From Six Feet Under Vol. II", seu 2° álbum solo no dia 7 de outubro últiimo, via Napalm Records, que sucedeu "Tales From Six Feet Under" (2021) e novamente contou as 6 cordas com Timo Somers, seu ex-companheiro de Wessels no Delain.

No dia 23 de outubro próximo, a vocalista holandesa fará seu 1º concerto como artista solo, mostrando seu novo material ao público.

O show acontecerá no TivoliVredenburg na Holanda e ´contará com as participações especiais já anunciadas de Marcela Bovio, Elianne Anemaat e da própria Alissa White-Gluz.

Charlotte Wessels libera lyric video de "Toxic", 3ª canção de seu próximo álbum solo; assista.

Charlotte Wessels libera "Human To Ruin", 2ª canção de seu próximo álbum solo; ouça.

Charlotte Wessels lança clipe de "Against All Odds", canção de seu próximo álbum solo; assista.

Em nota, a cantora discorreu sobre o lançamento:

"Tenho o orgulho de anunciar o meu segundo full-lenght auto-produzido: "Tales From Six Feet Under Vol. II", que será lançado no dia 7 de outubro de 2022. Pré-saves e pré-encomendas estão abertas agora através de charlottewessels.nl

Desde maio de 2020, tenho estado a escrever e a gravar uma nova música todos os meses na minha caverna "Six Feet Under Studio", alimentada por - e lançada para a minha unida comunidade Patreon. Este álbum não estaria lá sem eles. Estou entusiasmada por me juntar novamente à @napalmrecords para partilhar uma nova coleção destas faixas com um público mais vasto.

Com "Tales From Six Feet Under" (2021) lancei para o mundo as minhas faixas favoritas do primeiro ano desta empreitada, e o próximo álbum "Tales From Six Feet Under Vol. II" é a sua contraparte, com as minhas faixas favoritas do segundo ano. Definitivamente existem diferenças entre os dois, com o segundo inclinado mais para o lado mais pesado, mas eles pertencem um ao outro.

A arte da capa, feita pelo inimigo @maarten.donders foi feita para refletir essa conexão, e um movimento em direção à luz. Porque não se pode ficar na caverna para sempre: Tales Vol. II, lançado no dia 7 de outubro, bem a tempo antes do meu primeiro show ao vivo no dia 23 de outubro no @tivolivredenburg - tornando-o efetivamente um show de lançamento duplo para ambos "Tales Fix Feet Under I e II". Mal posso esperar para voltar lá.

Assista ao clipe de "Lizzie" no player abaixo:

Tracklist ("Tales From Six Feet Under Vol. II"):

01 Venus Rising
02 Human To Ruin
03 The Phantom Touch
04 Against All Odds
05 A Million Lives
06 The Final Roadtrip
07 Good Dog
08 Toxic
09 I Forget
10 Utopia