head> Confraria Floydstock: shows
Mostrando postagens com marcador shows. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador shows. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 6 de dezembro de 2022

Kapivara Fest terá Planet Hemp, Fresno, CPM 22 e mais 8 atrações no dia 17 de dezembro

Festival acontece em Piracicaba, no interior paulista, dentro do complexo histórico e turístico do Engenho Central.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

Rock e suas diversas vertentes, reggae, rap e música eletrônica são os sons que movimentarão a primeira edição do Kapivara Fest, que acontece no próximo dia 17 de dezembro (sábado) na cidade de Piracicaba, a cerca de 200 km da capital São Paulo.

Será um festival de grande porte a céu aberto, dentro de um ecossistema interiorano com experiências de lifestyle urbano no maior complexo turístico da cidade, o Engenho Central, ao lado do famoso rio Piracicaba, com dois palcos, área vip, camarote elevado, ampla praça de alimentação, espaço de merch.

As atrações do palco Kapivara, aliás, são nomes consagrados do primeiro escalão da música nacional: Planet Hemp, CPM 22, Fresno, Mato Seco e Tasha e Tracie.

O outro palco é uma parceria com o Locomotiva Festival, um dos principais e mais prestigiados fests do circuito alternativo do interior paulista, que levará ao Kapivara os shows do Terno Rei, The Mönic, Water Rats e apresentações dos DJS Brendão e Pôke.

Outro atrativo do Kapivara Fest é o show da artista de indie lo-fi Natália Carreira, a vencedora do concurso Groover.

A produção do Kapivara Fest é da Hardcore Pride, empresa de entretenimento com mais de 15 anos de experiência em eventos em Piracicaba.

O Kapivara Fest tem apoio da Bem Bolado Brasil, Estúdio Lab Sound, Drogal e Szad arquitetura.

Acompanhe o festival: www.instagram.com/kapivarafest e https://linktr.ee/kapivarafest.

A Kapivara

A capivara é um mamífero relativamente comum em várias partes do Brasil e que adora andar em grupo. É um bichinho tranquilo que está constantemente às margens do rio Piracicaba, ali pertinho do Engenho Central, o imponente e principal cartão postal da cidade.

Não à toa o animal, local e município do interior paulista dão vida ao Kapivara Fest (www.instagram.com/kapivarafest), um festival para agregar e unir tribos.

Hardcore Pride, a produtora

Bruno Genaro, 31 anos, o produtor do Kapivara Fest, é piracicabano e mora nos Estados Unidos desde 2011. Ele começou no ‘corre’ de produção de shows em 2005, entre seus 14 e 15 anos, quando criou a Hardcore Pride, uma marca que posteriormente se tornaria referência em produção de eventos do nicho hardcore/punk no interior paulista.

Foi por meio da Hardcore Pride que Piracicaba recebeu nomes consagrados e em alta do estilo, principalmente bandas internacionais, como Have Heart (EUA), 25 TaLife (EUA), No Turning Back (Holanda), Nueva Etica (Argentina), Asunto (Chile), entre outros.

A Hardcore Pride retomou a produção de eventos em Piracicaba no mês passado com o festival Reunion Fest II, que colocou mais de 500 pessoas no histórico Teatro São José para assistir Ratos de Porão, Dead Fish, Gritando HC e outras sete bandas.

Agora é a hora do Kapivara Fest, no emblemático Engenho Central, simplesmente o ponto turístico e cultural mais importante da cidade.

Já tinha uma ideia, baseado em festivais gringos, de fazer uma mistura de estilos. A ideia, com muita base na minha experiência no João Rock deste ano, é unir rock, reggae e rap, estilos que, de certa forma, compartilham um senso contracultura. Vamos balancear com nomes importantes e em alta para ser um festival agradável e divertido para todos”, destaca Genaro.

Serviço:

Kapivara Fest

Data: 17 de dezembro de 2022 (sábado)

Horário: 12h (abertura dos portões) | 13h às 22h (shows)

Local: Parque do Engenho Central de Piracicaba

Endereço: Avenida Dr. Maurice Allain, 454 - Vila Rezende, Piracicaba/SP

Ingresso: R$ 100 (Pista - Meia-entrada - Solidária - 4º lote); R$ 200 (Pista - Inteira - 4º lote) e R$ 250 (Camarote Elevado - lote único)

Venda on-line: www.clubedoingresso.com/evento/kapivarafest

Venda física em Piracicaba: Ambient (rua Governador Pedro de Toledo, 1734), Kings (Shopping Piracicaba).

Ingresso solidário: mediante a doação de 1 quilo de alimento não-perecível na entrada do evento.

Classificação etária: desacompanhados, apenas maiores de 18. Menores de 18 anos poderão entrar acompanhados de responsável legal (ascendentes ou colaterais até 4° grau), mas não receberão pulseira que garante consumo de bar. Será assinado na entrada um termo de responsabilização e serão fotografados os documentos do menor e do responsável.

terça-feira, 29 de novembro de 2022

Trio Zaravi realiza nesta quinta (1º) o último show do projeto “A Viola Caipira e suas possibilidades”

O espetáculo acontece em Guaxupé (Minas Gerais), no Teatro Municipal Arlete Souza Mendes, com entrada gratuita.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

O grupo paulista Trio Zaravi se apresenta nesta quinta-feira, 1º de dezembro, na cidade de Guaxupé, Minas Gerais, com o show do projeto "A Viola Caipira e suas possibilidades".

O show traz a essência da alma brasileira e a sua diversidade através da música instrumental, com composições e arranjos que combinam rusticidade e requinte. A apresentação que acontece no Teatro Municipal "Arlete Souza Mendes" e terá entrada gratuita.

Com Dalga Larrondo no zarb e percussão, Bruno Menegatti nas rabecas e Thiago Rossi na viola, o Trio Zaravi transporta o ouvinte a uma experiência atemporal, ilustrativa de uma cultura viva e seu rico processo de transformação, com o repertório destacam compositores brasileiros contemporâneos como Almir Sater, Levi Ramiro, Anderson Baptista, Zé Gramani, entre outros.

Este é o último show da série iniciada na cidade de Cosmópolis, onde surgiu o projeto "A Viola Caipira e suas possibilidades". O Trio Zaravi escolheu a cidade mineira de Guaxupé para encerrar as apresentações deste ano.

A Viola Caipira e suas possibilidades

A viola caipira, um instrumento brasileiro, marcado pela representatividade em manifestações populares e transmissão de conhecimento através da oralidade, vem ao longo dos tempos ganhando novos espaços e cenários no país. Desde 2005, a viola está na Academia, com a criação do primeiro curso de música, com bacharelado em viola caipira, pela USP (Universidade de São Paulo). Diante deste cenário, esse instrumento passa a transitar em diversas manifestações e segmentos musicais diferentes. Ao mesmo tempo em que o instrumento vem conquistando novos horizontes, não se pode negar as raízes.

Segundo o violeiro Thiago Rossi, tocar um instrumento pode ser algo que fortalece as pessoas, nas suas identidades, amplia repertório de vida, desenvolve competências numa fase de construção de identidade. “Acreditamos que o domínio de um instrumento musical, é mais completo quando o foco do ensino é voltado às tradições inicialmente. Valorizando e utilizando técnicas e repertórios tradicionais, só faz aumentar a possibilidade de criação do novo. Se conectar às origens para então traçar novos caminhos”, afirma.

Mais que uma série de shows, o projeto, que tem o incentivo federal, através do Ministério do Turismo, oferece aulas de viola na Escola Municipal de Música de Cosmópolis, Villa Musical, em parceria com a secretaria de educação e patrocínio da Stoller do Brasil.

Trio Zaravi

Nos últimos anos, o trio tem participado de inúmeros projetos, entre formação solo ou em colaboração com outros artistas, a exemplo de Gabriel Sater, João Paulo Amaral e Ricardo Matsuda.

Dalga Larrondo, Bruno Menegatti e Thiago Rossi estão envolvidos diretamente com a educação, em que imprimem um viés educativo ao trabalho, o que possibilitou a participação em projetos com a Orquestra de Violas das Oficinas de Música Caipira de Joaquim Egídio, com a Cia de Dança de Campinas no projeto Dança e Cidadania, e em oficinas musicais com o Projeto Primeira Nota em Campinas.

Atualmente, encontra-se no processo de finalização de seu primeiro CD.

Zavari é:

Jão Dalga (zarb)

Bruno Menegatti (rabecas)

Thiago Rossi (violas).

segunda-feira, 28 de novembro de 2022

Metallica anuncia novo álbum “72 Seasons”, lança clipe do 1º single e diivulga turnê com 2 shows por cidade

Lux Æterna” integra o trabalho que chegará no dia 14 de abri próximo e será divulgado com inovadora turnê.

A banda Metallica anunciou a chegada de seu próximo álbum, que sucederá “Hardwired… To Self-Destruct” (2016).

Trata-se de “72 Seasons”, material que trará 12 canções distribuídos em 77 minutos de duração.

Em nota, o frontman James Hetfield declarou:

72 estações. Os primeiros 18 anos de nossas vidas que formam nosso verdadeiro ou falso eu. O conceito de que nossos pais nos disseram ‘quem somos’. Uma possível classificação ao redor que tipo de personalidade somos. Acho que a parte mais interessante disso é o estudo contínuo dessas crenças centrais e como isso afeta nossa percepção do mundo hoje. Grande parte de nossa experiência adulta é uma reencenação ou reação a essas experiências de infância. Prisioneiros de infância ou nos libertando das amarras que carregamos.

Assista ao clipe de “Lux Æterna”:


Tracklist:

72 Seasons
Shadows Follow
Screaming Suicide
Sleepwalk My Life Away
You Must Burn!
Lux Æterna
Crown Of Barbed Wire
Chasing Light
If Darkness Had A Son
Too Far Gone?
Room Of Mirrors
Inamorata.


Outra novidade diretamente ligada ao lançamento de “72 Seasons" é a inusitada turnê de divulgação do trabalho, “M72”, que se diferencia por trazer dois concertos por cada cidade que a banda passar, com intervalos de 72 horas, diferentes setlists e distintas bandas de abertura em cada um.

Segundo a organização informou, tais shows terão ingressos com descontos para fãs com até 16 anos de idade e os lucros serão parcialmente destinados à ONG All Within My Hands, mantida por músicos que dão suporte nas áreas de desastres naturais e a carência alimentar decorrentes destes.

A turnê abrangerá cidades da América do Norte e Europa, sem ainda nenhum vislumbre de show em terras sul-americanas, inclusive o Brasil.

Confira:

Europa – primeira etapa

Quinta-feira, 27 de abril de 2023 – Amsterdam NL – Johan Cruijff Arena
Sábado, 29 de abril de 2023 – Amsterdam NL – Johan Cruijff Arena
Quarta-feira, 17 de maio de 2023 – Paris FR – Stade de France*
Sexta-feira, 19 de maio de 2023 – Paris FR – Stade de France
Sexta-feira, 26 de maio de 2023 – Hamburgo DE – Volksparkstadion
Domingo, 28 de maio de 2023 – Hamburgo DE – Volksparkstadion
Sexta-feira, 16 de junho de 2023 – Gotemburgo SE – Estádio Ullevi**
Domingo, 18 de junho de 2023 – Gotemburgo SE – Estádio Ullevi

América do Norte – primeira etapa

Sexta-feira, 4 de agosto de 2023 – East Rutherford, NJ – MetLife Stadium
Domingo, 6 de agosto de 2023 – East Rutherford, NJ – MetLife Stadium
Sexta-feira, 11 de agosto de 2023 – Montreal, QC – Stade Olympique
Domingo, 13 de agosto de 2023 – Montreal, QC – Stade Olympique
Sexta-feira, 18 de agosto de 2023 – Arlington, TX – AT&T Stadium
Domingo, 20 de agosto de 2023 – Arlington, TX – AT&T Stadium
Sexta-feira, 25 de agosto de 2023 – Inglewood, CA – SoFi Stadium
Domingo, 27 de agosto de 2023 – Inglewood, CA – SoFi Stadium
Sexta-feira, 1º de setembro de 2023 – Glendale, AZ – State Farm Stadium
Domingo, 3 de setembro de 2023 – Glendale, AZ – State Farm Stadium

América do Norte – segunda etapa

Sexta-feira, 3 de novembro de 2023 – St. Louis, MO – The Dome at America’s Center
Domingo, 5 de novembro de 2023 – St. Louis, MO – The Dome at America’s Center
Sexta-feira, 10 de novembro de 2023 – Detroit, MI – Ford Field
Domingo, 12 de novembro de 2023 – Detroit, MI – Ford Field

Europa – segunda etapa

Sexta-feira, 24 de maio de 2024 – Munique DE – Olympiastadion
Domingo, 26 de maio de 2024 – Munique DE – Olympiastadion
Sexta-feira, 7 de junho de 2024 – Helsinki FI – Estádio Olímpico
Domingo, 9 de junho de 2024 – Helsinki FI – Estádio Olímpico
Sexta-feira, 14 de junho de 2024 – Copenhague DK – Estádio Parken
Domingo, 16 de junho de 2024 – Copenhague DK – Estádio Parken
Sexta-feira, 5 de julho de 2024 – Varsóvia PL – PGE Narodowy
Domingo, 7 de julho de 2024 – Varsóvia PL – PGE Narodowy
Sexta-feira, 12 de julho de 2024 – Madrid ES – Estadio Cívitas Metropolitano
Domingo, 14 de julho de 2024 – Madrid ES – Estadio Cívitas Metropolitano

América do Norte – terceira etapa

Sexta-feira, 2 de agosto de 2024 – Foxborough, MA – Gillette Stadium
Domingo, 4 de agosto de 2024 – Foxborough, MA – Gillette Stadium
Sexta-feira, 9 de agosto de 2024 – Chicago, IL – Soldier Field
Domingo, 11 de agosto de 2024 – Chicago, IL – Soldier Field
Sexta-feira, 16 de agosto de 2024 – Minneapolis, MN – US Bank Stadium
Domingo, 18 de agosto de 2024 – Minneapolis, MN – US Bank Stadium
Sexta-feira, 23 de agosto de 2024 – Edmonton, AB – Commonwealth Stadium
Domingo, 25 de agosto de 2024 – Edmonton, AB – Commonwealth Stadium
Sexta-feira, 30 de agosto de 2024 – Seattle, WA – Lumen Field
Domingo, 1º de setembro de 2024 – Seattle, WA – Lumen Field
Sexta-feira, 20 de setembro de 2024 – Cidade do México MX – Foro Sol ***
Domingo, 22 de setembro de 2024 – Cidade do México MX – Foro Sol
Sexta-feira, 27 de setembro de 2024 – Cidade do México MX – Foro Sol ***
Domingo, 29 de setembro de 2024 – Cidade do México MX – Foro Sol.

Nightwish toca "The Phantom Of The Opera" pela 1ª vez em 17 anos

Também foi a 1ª vez que Floor Jansen entoou a canção com a banda. Show foi filmado na Holanda para vindouro DVD.

Ontem, 27 de novembro, o Nightwish se apresentou no Ziggo Dome em Amsterdã, Holanda. Um vídeo fillmado por fãs mostrou a banda tocando "Phantom Of The Opera" pela primeira vez desde 2005, com o vocalista convidado Henk Poort.

Tarja Turunen sobre Floor Jansen: 'Nós somos irmãs no metal'.

Nightwish: Floor Jansen volta aos palcos após vencer o câncer.

A banda postou a seguinte mensagem:

"Obrigado, Amsterdam! Sempre um verdadeiro prazer tocar no país natal de Floor Jansen. Um grito especial para Henk Poort se juntar a nós para apresentar "The Phantom Of The Opera" novamente pela primeira vez em 17 anos!"

Assista no player abaixo:

O show foi filmado para um futuro lançamento em DVD. O setlist foi o seguinte:

"Noise"

"Storytime"

"Tribal"

"Élan"

"Sleeping Sun"

"7 Days to the Wolves"

"Dark Chest of Wonders"

"Harvest"

"I Want My Tears Back"

"Nemo"

"How's the Heart?" (Acoustic)

"Shoemaker"

"Last Ride of the Day"

"Ghost Love Score"

"The Phantom of the Opera"

"The Greatest Show on Earth"

sábado, 26 de novembro de 2022

Pitty e Nando Reis lançam o EP “As Suas, As Minhas e As Nossas”

Show de lançamento acontece no dia 3 de dezembro no Vibra São Paulo e será gravado para um futuro DVD.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

Em turnê pelo Brasil desde agosto, o projeto PittyNando cresceu. As apresentações ao vivo foram tão emocionantes, tanto para o público como para os artistas, que Pitty e Nando Reis decidiram gravar 5 músicas em estúdio. O EP “As Suas, As Minhas e As Nossas” (Deck) chega aos aplicativos de música na próxima quinta-feira (1/12) e, para marcar o lançamento, eles se apresentam no Vibra São Paulo no dia 3 de dezembro. A data se torna ainda mais especial porque será feito o registro audiovisual do show para edição de álbum ao vivo e DVD em 2023.

Titãs: integrantes e ex-integrantes confirmam shows com todos reunidos.

O repertório do EP, assim como o do show, traz versões completamente novas de sucessos que foram revisitados, ganhando arranjos bem diferentes dos originais a partir de uma pesquisa minuciosa. “Primeiro fiz um setlist gigantesco com todas as minhas músicas e as do Nando. Depois fomos observando quais eram as músicas que combinavam mais e que as pessoas gostariam de ver a gente cantando junto e, principalmente, que músicas se mesclavam umas às outras de forma orgânica. Então o público vai ouvir no EP, assim como no show, canções que são conhecidas, mas de uma forma que nunca escutaram antes” – conta Pitty, que assina a produção do EP em parceria com Paulo Kishimoto.

"Esse projeto é uma alegria intensa que irradia do palco e agora das músicas gravadas nesse EP. Ficamos muito felizes em poder registrar algumas das canções tocadas na turnê e a inédita 'PittyNando’, que além de ser nossa primeira parceria, traduz bem o espírito, que não é nem Pitty nem Nando e sim a junção de nossos trabalhos e de nossa forma de fazer música” – comenta Nando Reis.

Além da parceria “PittyNando” (Pitty/ Nando Reis), composta durante a turnê, “Os Cegos do Castelo” (Nando Reis), “Temporal” (Pitty), “Luz dos Olhos” (Nando Reis) e “Na Sua Estante” (Pitty) são as canções que compõe o EP.

Pitty e Nando são acompanhados pela banda formada por Martin Mendonça (guitarra), Daniel Weksler (bateria), Paulo Kishimoto (lap steel e percussão), Felipe Cambraia (baixo) e Alex Veley (teclados).

Serviço:

Show: Pitty e Nando Reis - Lançamento do EP "As Suas, As Minhas e As Nossas"

Data: 3 de dezembro (sábado)

Horário: 22h

Local: Vibra São Paulo

Endereço: Av. das Nações Unidas, 17955 - Vila Almeida -  São Paulo/SP

Ingressos: A partir de R$ 60

Compra de ingressos: https://uhuu.com/evento/sp/sao-paulo/pitty-e-nando-turne-as-suas-as-minhas-as-nossas-10712

Classificação: Livre (menores de 16 anos acompanhados de pais ou responsáveis)

Ficha técnica

Criação: Pitty e Nando Reis

Direção geral e artística: Pitty

Direção musical: Pitty e Paulo Kishimoto

Direção de arte: Tito Sabatini

Videos: Fabrizio Martinelli e Otavio Sousa

Realização: Setevidas, Relicário e Elemess.

quarta-feira, 23 de novembro de 2022

Nightwish: Floor Jansen volta aos palcos após vencer o câncer

Show em Antuérpia na Bélgica marcou o retorno da frontwoman aos palcos.  

A vocalista do Nightwish, Floor Jansen, anunciou que está livre do câncer! A artista revelou recentemente seu diagnóstico de câncer de mama e passou por uma cirurgia logo após seu último show no México e antes de sua turnê europeia, que começou no domingo último, dia 20. Felizmente, os resultados mostram que tudo o que é canceroso foi removido. No entanto, após a turnê europeia do grupo e o show no cruzeiro marítimo 70.000 Tons of Metal, Floor terá que receber radioterapia em fevereiro para garantir que tudo permaneça limpo.

Floor divulgou a seguinte declaração via Instagram:

"Boas notícias! Estou livre do câncer A cirurgia tirou tudo o que era canceroso e não se espalhou! Farei radioterapia local em fevereiro para garantir que tudo limpo. Estou recuperando minhas energias após a cirurgia e sinto um alívio enorme em saber que foi um sucesso! Não estou de volta a 100%, mas não tenho dúvidas de que os shows me darão o impulso que preciso para arrasar com todos vocês na próxima turnê europeia. Obrigado por seu incrível apoio e votos de melhoras

Após seu retorno à estrada para a perna europeia da banda, ela expressou antes do show:

"E então começa! Depois de um tempo tumultuado, estamos de volta ao palco!! Mais do que nunca estou ansiosa e precisando de sua energia. Muito obrigado a todos pelos votos de melhoras nas últimas semanas e pelo apoio! Agora vamos dançar e arrasar! Vejo você hoje à noite em Antuérpia!

Floor continuou a mostrar gratidão após a apresentação:

"Conseguimos! Há pouco mais de 3 semanas voltei de nossa turnê latino-americana, tendo que passar por uma cirurgia para remover meu câncer de mama. E ontem à noite eu subi no palco novamente, na sua frente e com meus irmãos. Que sensação inacreditável! Obrigado a todos mais uma vez, de verdade. Hoje à noite, lotação esgotada na London Wembley Arena!!!

O Nightwish também entrou na conversa para compartilhar sua empolgação com as boas notícias:

Estamos muito felizes com a notícia de que @floor_jansen_official agora está livre do câncer! Saber que estamos começando a turnê europeia juntos amanhã com boa saúde é algo pelo qual somos incrivelmente gratos! Esperamos ver todos vocês em breve em um de nossos shows!"

Confira vídeos do show e o setlist:


Tracklist:

Music (intro)

Noise

Storytime

Tribal

Élan

Sleeping Sun

Dark Chest of Wonders

Harvest

I Want My Tears Back

Nemo

How’s the Heart? (acústica)

Shoemaker

Last Ride of the Day

Ghost Love Score

The Greatest Show on Earth

All the Works of Nature Which Adorn the World: Ⅷ. Ad Astra.



"S&M" e o Metallica sinfônico

Para alguns, parecia que o Metallica estava ficando sem ideias. Depois de "Reload", de 1997, que na verdade foi a conclusão de uma sessão que eles começaram para "Load", de 1996), a banda lançou o álbum duplo de covers, "Garage Inc." e em 23 de novembro de 1999, eles lançaram "S&M", um disco duplo ao vivo, em colaboração, entre o Metallica e a San Francisco Symphony, regida pelo saudoso maestro Michael Kamen.

Para qualquer um que tenha examinado a história do Metallica, foi realmente apenas mais um exemplo da banda expandindo seus horizontes e tentando algo porque eles simplesmente queriam. É um caminho que o Metallica tomou ao longo de sua carreira, seja sendo pioneiro em um novo estilo musical no "Kill 'Em All", de 1983, abandonando seu núcleo de thrash e escrevendo um disco de metal direto no "Metallica" de 1991, experimentando a produção de recortar e colar, low- fi engenharia e escrita angular para "St. Anger", de 2003 ou juntando forças com Lou Reed para o álbum conceitual de improvisação de 2011, "Lulu".

Às vezes, as diversões foram triunfos, ocasionalmente foram fracassos, mas cada passo que o Metallica deu foi crucial em sua evolução. Sem a liberdade de estragar tudo, a banda não teria desfrutado de seu sucesso.

"S&M", que significa Symphony and Metallica, não foi uma conquista inovadora, mas foi um experimento legal que rendeu um álbum agradável. O álbum apresenta pelo menos uma seleção de todos os discos de estúdio, exceto "Kill ‘Em All", bem como as duas novas músicas, “No Leaf Clover” e “Human”, e Kamen, que escreveu uma trilha orquestral complementar para mais de 100 músicos clássicos.


Kamen descobriu o Metallica em 1991, quando trabalhou com o produtor Bob Rock em partes para um remix acústico de "Nothing Else Matters", que era o lado B do single "Sad But True". Intrigado com as possibilidades de uma verdadeira colaboração, Kamen perguntou ao Metallica se eles estariam interessados ​​em tocar um conjunto de suas músicas junto com sua orquestra.

A banda concordou e forneceu a Kamen uma lista das músicas que eles queriam tocar. Kamen criou uma trilha sonora cinematográfica para as músicas que aumentavam e aprimoravam a música com passagens giratórias de violino e flautas entre riffs e trompas marciais e partes de cordas para acompanhar alguns dos ritmos mais pesados ​​e conhecidos do Metallica. A banda e a orquestra estrearam as composições em dois shows no The Berkeley Community Theatre, em 21 e 22 de abril de 1999. Ambos os shows foram gravados e Rock editou as melhores tomadas do álbum "S&M". “S&M foi ideia de Michael, criação de Michael. Ele disse que sempre sentiu que nossa música se prestava à colaboração com uma orquestra”, disse o Metallica.

O Metallica também lançou uma versão em vídeo e DVD dos shows, filmada pelo diretor Wayne Isham. O filme vendeu mais de 600.000 cópias nos EUA e foi certificado sêxtuplo de platina. Embora o Metallica tenha gostado muito de trabalhar com Kamen e da atenção que isso trouxe, "S&M" foi um projeto único, e não uma espécie de epifania sonora.

Desde o momento em que ele nos abordou com a ideia naquele primeiro café da manhã em 1997, até o dia em que as mixagens finais estavam completas no disco e no DVD, passando pelas apresentações em Berlim, Nova York e Las Vegas, nós apreciamos duas anos extremamente divertidos, desafiadores e criativos juntos”, disse o Metallica em um comunicado depois que Kamen morreu de esclerose múltipla em 2003. O Metallica não trabalha com uma orquestra desde S&M, embora o baterista Lars Ulrich não descarte isso.

A coisa sobre o Metallica é que você nunca sabe o que vamos fazer”, ele me disse em 2012. “Podemos trabalhar com uma orquestra novamente, podemos receber uma ligação de alguém com quem nunca trabalhamos antes e que gostamos e quem quer trabalhar conosco, e de repente faremos um álbum juntos.

E em outubro de 2019 a banda voltou a se apresentar com orquestra, também em São Francisco, justamente para celebrar o 20º aniversário do concerto de 1999. Foram duas apresentações que deram origem ao lançamento em CD/DVD "S&M2".

Via LOUDERWIRE.

terça-feira, 22 de novembro de 2022

O último concerto de Peter Frampton; assista ao final do show

Devido a uma doença incurável, guitarrista se aposentou dos palcos tocando "While My Guitar Gently Weeps" dos Beatles.

Peter Frampton encerrou oficialmente sua carreira de turnê com findando sua turnê mundial de despedida, que começou em 2019.

A turnê mundial de despedida do guitarrista chegou à sua parada final em 16 de novembro último, no Mitsubishi Electric Halle em Düsseldorf, Alemanha, encerrando uma corrida que levou Frampton a uma série de mais de 50 shows nos EUA e ainda mais datas em todo o mundo após seu anúncio de que ele estar se aposentando das turnês devido a miosite do corpo de inclusão.

O setlist contou com vários covers, incluindo "Four Day Creep", de Ida Cox, e "Black Hole Sun", do Soundgarden, com o destaque vindo na forma de uma versão de 10 minutos de "While My Guitar Gently Weeps", dos Beatles, para fechar o show. Virando-se para a multidão no final de seu set, Frampton disse: “Muito obrigado. Eu quero que vocês saibam que vou continuar lutando contra isso, então nunca digamos nunca.

Ele disse à Rolling Stone em 2019 que a doença muscular degenerativa que enfraquece os músculos do corpo o levou a realizar a turnê de despedida. “Não quero sair e não poder tocar bem. Se vou fazer uma turnê de despedida, quero tocar bem. Eu quero arrasar”, disse ele, embora tenha sido forçado a cancelar o trecho Reino Unido / Europa de sua turnê de despedida em 2020 devido à pandemia da COVID-19.

Mais tarde, ele anunciaria três datas de regresso no Reino Unido que ocorreram no início deste mês.

No início deste ano, em setembro, Frampton revelou que teria que realizar os shows restantes da turnê de despedida sentado enquanto a doença progredia. "Nós iremos. . . minhas pernas não estão boas, e eu decidi que vou me sentar nessas próximas datas da turnê na Europa. Eu não aguento”, revelou.

Isso seria perigoso para mim agora, porque me empolgo tanto quando estou tocando que posso cair (risos). Está começando a afetar minhas mãos, mas ainda não o suficiente, então ainda posso tocar um bom lick.

Frampton lançou seu álbum instrumental "Frampton Forgets The Word" em 2019.

Via GUITAR.COM

Assista a imagens filmadas por fãs de Frampton encerrando sua carreira com "While My Guitar Gently Weeps".

Fenômeno da internet, Carniçal fará abertura dos shows do Hypocrisy e Samael em São Paulo

Banda de metal extremo de Nova Odessa ganhou destaque nas redes sociais por sua música e carisma.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

Um dos grandes fenômenos da internet na atualidade quando o assunto é metal extremo, a banda Carniçal, de Nova Odessa, foi confirmada pela Honorsounds como atração de abertura dos shows do Hypocrisy e do Samael, que acontece na Audio, dia 11 de dezembro (domingo).

O grupo de black metal Carniçal, formado por jovens músicos, ganhou grande exposição nas redes sociais, principalmente pela plataforma TikTok, com vídeos despojados mostrando a rotina de trabalho e shows, ou mesmo vídeos apenas se divertindo. Mesmo com uma postura menos sombria que outras bandas do estilo, musicalmente o trio formado por Matheus “Sototos” Castilho (vocais e guitarra), Felipe “Sombra” Rocha (bateria) e João “Mortificado” Siqueira (baixo/vocais) entrega um black metal cru e direto, com letras em português.

O Carniçal tem um álbum lançado, intitulado Inquisição Espiritual, de 2020. Porém, apenas depois de explodirem no TikTok é que o trabalho alcançou o grande público.

Hypocrisy e Samael

Os gigantes europeus do metal extremo, Hypocrisy e Samael, realizam e uma única apresentação no Brasil em dezembro. 

Os ingressos estão disponíveis através da plataforma Ticket360 e nos pontos de venda autorizados.

Todos os setores têm ingressos disponíveis na modalidade solidária, na qual qualquer pessoa pode adquirir doando 2 kg de alimentos não perecíveis para a campanha #corridacontrafome, iniciativa que une a paixão pela música com a caridade e a conscientização com a coleta de doações.

Lenda sueca do death metal, o Hypocrisy retorna ao país após oito anos, divulgando o aclamado álbum "Worship", lançado mundialmente pela Nuclear Blast e no mercado brasileiro pela Shinigami Records, e que obteve excelente retorno de público e crítica. No repertório, grandes clássicos de mais de trinta anos de carreira.

O Samael vem pela segunda vez ao Brasil, após uma década, trazendo um repertório especial, no qual executam na íntegra um de seus mais importantes registros: "Passage" (1996), até hoje é considerado por grande parcela dos fãs como o melhor disco da longa carreira do grupo suíço formado em 1987. A banda também promete tocar faixas importantes de outros álbuns.

Esta oportunidade única de conferir dois expoentes em ação é uma realização conjunta da Honorsounds em parceria com a Till Dawn They Count Brazil.

SERVIÇO

Data: 11 de dezembro 2022 (domingo)

Show principal: Samael, Hypocrisy

Abertura: Carniçal

Local: Audio

Endereço: Av. Francisco Matarazzo, 694 – Água Branca – SP

Abertura da casa: 17h

Classificação: 18 anos (menores acompanhados dos pais ou responsável)

Capacidade da casa: 3.000 pessoas

Acesso para deficientes: sim

Área PNE: sim

Local para alimentação: sim

Wifi: sim

Onde comprar: https://www.ticket360.com.br/evento/25951/ingressos-para-samael-e-hipocrisy-worship-tour-2022

Funcionamento bilheteria Audio: Segunda a sábado das 13h às 20h (exceto feriados) – sem taxa.

domingo, 20 de novembro de 2022

Elton John: último show nos EUA será transmitido ao vivo hoje pelo Disney+

Estamos chegando ao fim da “Yellow Brick Road”.

Elton John, 74, fará hoje à noite no  Los Angeles Dodger Stadium, local do lendário show de 1975, que cimentou seu status de estrela, o último de seus 4 shows finais nos EUA como parte de sua turnê de despedida, a “Farewell Yellow Brick Road Tour”.

O show de 20 de novembro terá um significado especial para John: será seu 2.000º show nos EUA e o último na América do Norte.

Sir Elton John também contém a ansiedade:

“É o último show da minha última turnê na América, então vamos terminar com um estrondo, certo?”  ele compartilhou no Instagram.

As estrelas Dua Lipa, Kiki Dee e Brandi Carlile se juntarão a John para seu canto do cisne nos EUA.

E ainda poderá até haver mais convidados especiais, especialmente considerando que o show de 20 de hoje será transmitido ao vivo no Disney+.

Depois que John tocar todos os sucessos que você conhece e adora — "Bennie and the Jets", "Tiny Dancer", "Your Song" e tantos outros, no Dodger Stadium, ele ainda não vai pendurar seu casaco esporte de lantejoulas.

De abril a maio, John tem 10 shows agendados na O2 Arena de Londres.


Transmissão no Disney+


O Disney+ transmitirá o concerto de de três horas ao vivo hoje, as 23h30 (horário de Brasília) e prestará homenagem ao seu icônico show no Dodger Stadium de 1975 no processo, com tudo isso sendo abrangido no documentário vindouro “Goodbye Yellow Brick Road: The Final Elton John Performances And the Years That Made His Legend

sexta-feira, 18 de novembro de 2022

Stream of Passion anuncia show extra de sua reunião

 

Devido ao rápido esgotamento dos ingressos para o show de reunião, banda confirmou uma segunda data.

A Banda de prog symphonic metal da frontwoman Marcela Bovio havia encerrado as atividades em 2016.

Em outubro o grupo publicou hoje nas suas redes sociais um anúncio de novo show marcado para 9 de setembro de 2023, no Dynamo, em Eindhoven, Holanda.

Esse será o primeiro concerto e primeira reunião da banda, desde o show de despedida que deu origem ao CD/DVD "Memento" (LEIA A NOSSA RESENHA).

Leia abaixo o comunicado da banda:

"ESTÁ ACONTECENDO 😱🎉🔥

“Will you follow, I will follow”! Continuamos ouvindo você cantar junto depois de todos esses anos e simplesmente não resistimos… Um show de reunião intimista, onde tudo começou.

Dynamo, 9 de setembro de 2023. Marquem em seus calendários! Pré-venda começando em breve!"

Concomitantemente, a banda anunciou também o lançamento de um vindouro EP de inéditas.

Como os ingressos se esgotaram rapidamente, a banda anunciou uma nova apresentação no dia anterior, 8 de setembro, no mesmo local.

quinta-feira, 17 de novembro de 2022

Projeto "A Viola Caipira e suas possibilidades" celebra 20 anos da Orquestra Filarmônica de Violas

O concerto acontece neste sábado, 19, às 20h, no Auditório 15 de Outubro, com entrada gratuita.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

A Orquestra Filarmônica de Violas completa 20 anos de criação e, para celebrar esse momento especial, realizará neste sábado (19) uma apresentação em Cosmópolis, às 20h, no Auditório 15 de Outubro. O concerto especial, parte do projeto "A Viola Caipira e suas possibilidades", tem entrada gratuita e trará repertório de músicas que marcaram diversas fases do grupo.

O concerto será um resumo/tributo à história do grupo, reunindo clássicos do cancioneiro caipira e da MPB, além de composições de seus integrantes.

No repertório, o público poderá conferir “Vide Vida Marvada” de Rolando Boldrin, “Fé Cega, Faca Amolada” de Milton Nascimento e Fernando Brant, “Lamento Sertanejo” de Gilberto Gil e Dominguinhos, “Tocando em Frente” de Almir Sater e Renato Teixeira, entre outros arranjos que trazem uma atmosfera de profunda emoção e encantamento.

Com direção artística de João Paulo Amaral e contando com 16 integrantes, a Filarmônica de Violas é reconhecida como o mais inovador grupo musical em seu segmento, tendo esse ano recebido o Prêmio Inezita Barroso da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).

Segundo o maestro Nelson Ayres, "a Filarmônica já tem atrás de si uma história brilhante, em cada nota ponteada ouve-se aquilo que é a grande marca do grupo, a música feita com paixão."

O projeto "A Viola Caipira e suas possibilidades" ainda terá mais uma apresentação, marcada para o dia 1º de dezembro, na cidade mineira de Guaxupé.

Orquestra Filarmônica de Violas

O grupo surgiu por sua iniciativa a partir de uma oficina de aprendizado da viola para interessados da região de Campinas, teve seu formato dos arranjos orquestrais implementado no início do grupo em 2001, pelo seu idealizador, o renomado violeiro e pesquisador Ivan Vilela. Utilizando a estrutura equivalente aos naipes orquestrais, os arranjos permitem ao grupo tocar de forma semelhante a uma orquestra sinfônica convencional, com seus naipes de cordas, madeiras, metais e percussão, no entanto, utilizando apenas subgrupos de violas caipiras.

Utilizando a combinação minuciosa de diferentes linhas musicais, o conjunto das linhas, executadas com uma cuidadosa e lapidada interpretação, produz um resultado sonoro rico em detalhes, arrojado e ao mesmo tempo popular, colorido por uma ampla gama de sonoridades, texturas e nuances, assumindo funções melódicas, harmônicas e rítmicas.

Ao longo desses anos o grupo gravou três álbuns, dos quais recebeu diversos prêmios, indicações, homenagens e realizou gravações e diversas apresentações em espaços como a Sala São Paulo, além de tocar com nomes como Tinoco, Irmãs Galvão, Ana Luiza, Ná Ozetti, Suzana Salles, Paulo Freire, Renato Braz, Tetê Espíndola, Ana Gilli, Lenine Santos, Nailor Proveta, Toninho Ferragutti, Ricardo Herz, Alexandre Ribeiro, Crythian Dozza e Fabio Presgrave.

A Viola Caipira e suas possibilidades

A viola caipira, um instrumento brasileiro, marcado pela representatividade em manifestações populares e transmissão de conhecimento através da oralidade, vem ao longo dos tempos ganhando novos espaços e cenários no país. Desde 2005, a viola está na Academia, com a criação do primeiro curso de música, com bacharelado em viola caipira, pela USP (Universidade de São Paulo). Diante deste cenário, esse instrumento passa a transitar em diversas manifestações e segmentos musicais diferentes. Ao mesmo tempo em que o instrumento vem conquistando novos horizontes, não se pode negar as raízes.

Segundo o violeiro Thiago Rossi, tocar um instrumento pode ser algo que fortalece as pessoas, nas suas identidades, amplia repertório de vida, desenvolve competências numa fase de construção de identidade. “Acreditamos que o domínio de um instrumento musical, é mais completo quando o foco do ensino é voltado às tradições inicialmente. Valorizando e utilizando técnicas e repertórios tradicionais, só faz aumentar a possibilidade de criação do novo. Se conectar às origens para então traçar novos caminhos”, afirma.

Mais que uma série de shows, o projeto, que tem o incentivo federal, através do Ministério do Turismo, oferece aulas de viola na Escola Municipal de Música de Cosmópolis, Villa Musical, em parceria com a secretaria de educação e patrocínio da Stoller do Brasil.

Trio Zaravi

Nos últimos anos, o trio tem participado de inúmeros projetos, entre formação solo ou em colaboração com outros artistas, a exemplo de Gabriel Sater, João Paulo Amaral e Ricardo Matsuda.

Dalga Larrondo, Bruno Menegatti e Thiago Rossi estão envolvidos diretamente com a educação, em que imprimem um viés educativo ao trabalho, o que possibilitou a participação em projetos com a Orquestra de Violas das Oficinas de Música Caipira de Joaquim Egídio, com a Cia de Dança de Campinas no projeto Dança e Cidadania, e em oficinas musicais com o Projeto Primeira Nota em Campinas.

Atualmente, encontra-se no processo de finalização de seu primeiro CD.

Zavari é:

Jão Dalga (zarb)

Bruno Menegatti (rabecas)

Thiago Rossi (violas)

Mais informações: www.instagram.com/zaravitrio.