Confraria Floydstock: shows
Mostrando postagens com marcador shows. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador shows. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 2 de março de 2021

Festival online traz Urantia, Torture Squad, Claustrofobia e mais

Neste domingo (07/03) acontece o festival “Eu Apoio o Metal Nacional - Live”, que acontece a partir das 16h, de forma gratuita, no YouTube. O evento contará com bandas do rock e do metal nacional, são elas: Raimundos, Torture Squad, Claustrofobia, Urantia, Project46, Gangrena Gasosa, Hatefulmurder, Noturnall, Maldita, Confronto, Involuntarium, Circus Rock, Agona, Pavio, Plastic Fire, Ataque Periférico, New Day Rising, Cervical, Unnature e Repressor.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria?Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

Formada em 2015, a Urantia é uma banda de Heavy Power Metal com vocal feminino. Na sua discografia estão os EPs “Inneverse I” (2017) e “Inneverse II” (2019), além dos singles “Evil Angel” (2018) e “Van Gogh” (2021), que antecipa o clima do próximo álbum, com previsão de lançamento para ainda este ano. Com instrumental pesado e veloz, a banda mescla elementos de música regional brasileira e erudita do período barroco. Enquanto as letras buscam passar mensagens positivas ao abordar temas como filosofia, história e misticismo, e ainda ficção científica, literatura e fantasia. A Urantia é formada por Raíza Silva (voz), Wallace Oliveira (guitarra), Rafael Dalcero (baixo) e Vicktor Correa (bateria).

A Urantia apresentará seu material gravado durante a quarentena. O conteúdo foi gravado individualmente, no estúdio Krypta, cidade de Petrópolis (RJ), seguindo todos os protocolos de segurança. O responsável pelas filmagens, áudios e edição do vídeo é Vicktor Correa (bateria). 

O festival Eu Apoio o Metal Nacional - Live, foi criado pelos administradores da página “Eu apoio o metal nacional”, no Facebook, e que hoje conta com mais de 140 mil seguidores. O objetivo dos criadores é divulgar gratuitamente bandas de rock e metal que ainda não alcançaram o grande público, 

Serviço:

Eu Apoio o Metal Nacional - Live

Data: 07/03/2021 (domingo)

Horário: 16h00

Festival Gratuito

Evento: https://www.facebook.com/events/728249898082970

Canal: http://www.youtube.com/dannbarbosadrums

Classificação etária: Livre

Sarau em Casa Com Vida recebe Carlos Malta e Walter Fernandes na terça (02/03)

Projeto da Casa com a Música promove lives semanais com artistas de diferentes gerações, países e estilos

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria?Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

A Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro e a Secretaria Municipal de Cultura, através da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc, apresentam o Sarau em Casa Com Vida, projeto de shows online que promove nesta terça, 2 de março, às 21h, o encontro dos músicos e compositores Carlos Malta e Walter Fernandes. Realizada pela Casa com a Música em parceria com o Sindicato Nacional dos Compositores Musicais, a iniciativa tem o propósito de abrir espaço para a diversidade e a riqueza das manifestações artísticas e é uma extensão virtual do evento Sarau ComVida, paralisado por causa da pandemia de Covid-19. A apresentação é de Robertinha Villas e Ricardo Moreno. 

Conhecido como “Escultor do Vento”, o músico carioca Carlos Malta é multi-instrumentista, arranjador, compositor e educador com mais de 40 anos de carreira. Mestre dos sopros que domina toda a família de saxofones e flautas, iniciou sua carreira artística em 1978 e logo em 1981, aos 20 anos, entrou para o grupo de Hermeto Pascoal, onde permaneceu como solista de instrumentos de sopro por 12 anos, participando da gravação de cinco álbuns e de inúmeros festivais e concertos realizados no Brasil e no exterior. Em 1993, partiu para a trajetória solo atuando como “bandleader” e como instrumentista em shows e gravações de vários artistas consagrados. No ano seguinte, criou os grupos de música instrumental brasileira Coreto Urbano e Pife Muderno. Reunindo os dois grupos no Free Jazz Festival de 1997, no Rio de Janeiro, fez um show histórico que foi apontado pela crítica como um dos melhores do ano. Em plena atividade, presente em distintas formações e projetos, vem esculpindo os seus múltiplos timbres pelo mundo todo, traduzindo através de seu sopro a alma da música do Brasil. Coleciona diversas indicações, prêmios e participações especiais em shows de Edu Lobo, Dave Matthews Band, Snarky Puppy, Michel Legrand, Bob Mc Ferryn, Chucho Valdéz, Roberto Carlos & Caetano Veloso no tributo a Tom Jobim, entre muitos outros. 

Eclético, Malta desenvolve trabalhos como solista, compositor e orquestrador com grupos sinfônicos, tais como: Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB/RJ), Banda Sinfônica do Estado de São Paulo (SP), Amazonia Jazz Band (PA), Royal Conservatory of Music Big Band (Dinamarca), Orquestra Jazz Sinfônica (SP), Orquestra a Base de Cordas (PR), Banda Euterpe Friburguense, Orquestra Sinfônica da Paraiba (PB), Orquestra Sinfônica de Brasília (DF), Orquestra Petrobras Sinfônica (OPES/RJ), com a qual orquestrou e solou de sua autoria, Rapsódia das Rochas Cariocas, em homenagem aos 450 anos do Rio de Janeiro, sob a regência do maestro Roberto Tibiriçá. Também já esteve sob a regência de nomes como Isaac Karabitchevsky, Roberto Minczuk, Helena Herrera, Abel Rocha e Jens Chappe Christensen. Lançou diversos álbuns, dentre eles, “O Escultor do Vento” (1997); “Carlos Malta e Pife Muderno” (1999), indicado ao Grammy Latino em 2000; “Tudo Coreto” (2004), com o Coreto Urbano, sua banda de metais e percussões; “Pimenta” (2000), em homenagem a Elis Regina; Pixinguinha Alma e Corpo (2000); e “Ponto de Bala”, uma coletânea de 10 anos de carreira solo.

Já Walter Fernandes, carioca do mítico bairro do Estácio, conhecido como o “Berço do Samba”, é músico, cantor, compositor e instrumentista com 32 anos de carreira no cenário das noites cariocas. Teve sua iniciação musical, ainda criança, nas igrejas evangélicas do bairro. Já na adolescência, se embrenhou na MPB tendo como referências dois ícones e crias do mesmo bairro, Gonzaguinha e Luiz Melodia, vindo mais tarde a fazer participações em shows do segundo. Dividiu o palco também com outros expoentes da MPB, como Vander Lee, Geraldo Azevedo, Dominguinhos do Estácio e Eliana Printes. Tem várias canções de sua autoria gravadas por diversos cantores, cantoras e bandas e também atua como técnico de partitura no Sindicato Nacional dos Compositores Musicais (SNCM). 

Sarau em Casa        

O Sarau em Casa Com Vida realiza lives semanais, sempre às terças-feiras, com o propósito de abrir espaço para a diversidade e riqueza das manifestações artísticas, além abordar temas relevantes para a cultura. É a versão online do Sarau Com Vida, evento por onde já passaram mais de 150 artistas, de nomes de peso da música brasileira, como Jane Duboc, Carlos Dafé, Azymuth, Gerson King Combo, Kiko Continentino, Renato Piau, Mauro Senise e Reppolho, à nova geração, como Abufela, Beraderos, Soul Guanabara, Luciane Dom, Chelle, Muato, Nana Kozak e Lílian Bonard.         

Ao longo da transmissão, o público poderá participar com perguntas e comentários. Para assistir, acesse www.facebook.com/casacomamusica

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

Portinho ‘Live’ Rock acontecerá nesse final de semana em novo formato devido a pandemia

Em um momento no qual começamos a vislumbrar tempos melhores para o nosso universo de shows e eventos musicais, vem de Imbituba mais uma chama que mantém a luz da cena artística da região acesa. O Portinho Rock retorna, agora virtual e adaptado para o contexto atual que estamos vivendo, mas com a mesma ideia de trazer um grande público para frente do palco dos artistas da terra. A diferença, é que dessa vez o palco será virtual.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria?Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

Com apoio do PROCULT (Programa Municipal de Incentivo à Cultura de Imbituba), O SubSolo pôde orgulhosamente planejar e colocar em prática um Portinho Rock remodelado, dentro das necessidades que vivemos no momento, e, claro, respeitando cada medida essencial para a saúde e bem-estar de todos os envolvidos, desde a produção até os roadies de cada banda participante.

A edição 2021 será chamada de Portinho Live Rock, e terá esse nome especial pois será realizado através de streaming, modelo de transmissão ao vivo de conteúdo através das plataformas sociais. As famosas lives se popularizaram ao longo do período de isolamento social, e permitiu que público e bandas continuassem conectados.

Diferente do formato tradicional, o Portinho Live Rock será em um lugar especial. O Drakos Beer & Sushi Pub, com sua estrutura acolhedora e sempre preparada para qualquer ideia d’O SubSolo, receberá as quatro bandas e toda uma equipe para a realização dessa edição do festival.

É importante frisar que todos os envolvidos no local do evento, nos dois dias, serão testados para Covid-19 e estarão seguindo os protocolos de higiene e precaução instruídos pela OMS, como uso constante de álcool em gel, máscaras faciais e o rodizio de pessoas dentro do estabelecimento.

E quando falamos nos envolvidos, não podemos deixar de mencionar as atrações. Afinal, o que é um festival sem as bandas? No Portinho Live Rock, cada um dos nomes foi escolhido especialmente, pensando na história e relação dos músicos com a cultura e cena artística de Imbituba. Dessa forma, estão confirmados para essa edição

Sexta-feira, 26/02:

20h: Violateria - Rock n’ Roll Clássico, com Edir Miranda & Fred Speck

21h: Hallten - Stoner Metal

Faça o pré-save da live:

https://youtu.be/6Zmd2aJHvCc

Sábado, 27/02:

20h: L’Ragga - Rock n’ Roll Clássico

21h: Brusius & Barea - Rock, Pop e Reggae

Faça o pré-save da live:

https://youtu.be/PBRGCUkiWN0

Agora é só aproveitar mais essa edição gratuita e para todos do Portinho Rock. Acesse nestes dias o canal d'O SubSolo no YouTube e curta a edição virtual em seu computador, celular ou televisão!

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

Mick Fleetwood se une a Steven Tyler (Aerosmith) e Billy Gibbons (ZZ Top) em “Rattlesnake Shake”

Faixa estará em disco tributo a Peter Green e primeiros anos do Fleetwood Mac

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria?Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

Em fevereiro do ano passado, o lendário Mick Fleetwood reuniu um time de estrelas em Londres para homenagear a vida e a obra de Peter Green. O registro dessa noite, que ganhou um novo sentido com o falecimento de Peter. “Mick Fleetwood & Friends Celebrate The Music Of Peter Green and The Early Years Of Fleetwood Mac” será lançado em abril e é antecipado por “Rattlesnake Shake”, clássico do Fleetwood Mac de 1969, com participações especiais de Steven Tyler (Aerosmith) e  Billy Gibbons (ZZ Top) e  Kirk Hammett (Metallica). A faixa está disponível em todas as plataformas de streaming de música no aniversário da apresentação.

Destaque dos primeiros anos do Fleetwood Mac, “Rattlesnake Shake” também faz parte da história do Aerosmith, estando presente no setlist de shows do início dos anos 70.  “Steven e eu nos encontramos há alguns anos e ele me disse que se não tivesse ouvido ‘Rattlesnake Shake’ na garagem de Joe Perry, o Aerosmith não existiria. Ele e Joe tentaram fazer algo juntos, tiveram alguns tropeços e decidiram dar uma última chance à música antes de desistir. Naquele dia ele ouviu essa música e algo mudou. Na época, ele não tinha ideia de que era Fleetwood Mac. Ela se tornou-se uma música central para o Aerosmith, que a toca ao vivo há anos. Ter o Steven Tyler, que é facilmente um dos maiores cantores de rock de todos os tempos, nessa música foi especial.  Essa é inteiramente ligada a mim, escrita sobre mim por Peter quando eu era jovem, cheio de vigor, querendo fazer de tudo por uma garota... E fazendo o que um jovem deve fazer quando não pode tê-la. Nós nos divertimos muito com essa música, o que é totalmente apropriado”, conta Mick.

A noite e o álbum são uma celebração à obra de um artista que influenciou gerações junto de um resgate de uma fase do Fleetwood Mac que muitos não conhecem, focada no blues.

O show foi uma homenagem ao blues, onde todos nós começamos, e é importante reconhecer o profundo impacto que Peter e essa primeira fase do Fleetwood Mac tiveram no mundo da música. Ele foi meu maior mentor e foi uma alegria homenagear seu incrível talento. Tive a honra de compartilhar o palco com alguns dos muitos artistas que Peter inspirou durante os anos e que compartilham meu grande respeito por ele”, relembra Mick Fleetwood.

Confira o trailer do projeto:

Passaram pelo evento nomes que fazem parte da história do rock como Neil Finn (Fleetwood Mac), Noel Gallagher, David Gilmour, John Mayall, Christine McVie (Fleetwood Mac), Jeremy Spencer (Fleetwood Mac), Zak Starkey (The Who), Pete Townshend (The Who), Kirk Hammett (Metallica) e Bill Wyman (Rolling Stones). O produtor Glyn Johns (The Beatles, The Who, The Rolling Stones, Led Zeppelin e Eric Clapton) foi o responsável pela gravação. 

Mick Fleetwood & Friends Celebrate The Music Of Peter Green and The Early Years Of Fleetwood Mac” é um lançamento da BMG previsto para o dia 30 de abril de 2021. “Rattlesnake Shake” está disponível para streaming nas principais plataformas.

Ouça “Rattlesnake Shake”: https://mfaf.lnk.to/Rattlesnakeshake

Confira o vídeo:

Confira mais informações: www.mickfleetwoodandfriends.com

Epica anuncia shows no Brasil, a Ωmega BrasileirΩ tour

O Epica anunciara agora há pouco cinco datas e locais de shows em terras brasileiras pela Ωmega tour, turnê que divulgará o seu 8º álbum de estúdio, "Ωmega" (saiba mais), que chegará amanhã, via Nuclear Blast.

Eis as datas e locais:

07/12/21 Opinião - Porto  Alegre

08/12/2021 Tork ’n' Roll - Curitiba

10/12/2021 Toinha - Brasília

11/12/2021 Audio Club - São Paulo

12/12/2021 Circo Voador - Rio de Janeiro

A venda de ingressos foi confirmada para iniciar no dia 4 de março próximo.

Além do anúncio da turnê brasileira do novo álbum para este ano, o Epica também comunicou outra novidade hoje.

Coincidindo com o início da pré-venda dos ingressos da turnê, a banda, junto à Liberation Music Company, lançará uma pop-up store na GALERIA DO ROCK em São Paulo (Av. São João, 439, loja #372, segundo andar). 

Horários de funcionamento da loja: 

Quintas-feiras: 12:00 - 19:00

Sextas-feiras: 12:00 - 19:00

Sábados: 11:00 - 17:00

A pop-up store venderá ingressos de shows da turnê, merchandise exclusivo da banda e o novo álbum ‘Ωmega’.

Ainda não temos informações sobre os preços dos ingressos. Divulgaremos aqui assim que possível. *

*Informações adicionais do fan Group EPICA BRASIL no Facebook.

terça-feira, 26 de janeiro de 2021

Conhecido mundialmente, Lyria participa do Under Fest II

Uma das mudanças que a pandemia nos trouxe foram os festivais online. Uma forma democratizada de ter acesso aos shows de bandas de todos os cantos do país, e até do mundo, se tornou o queridinho dos amantes da música. Nesta sexta-feira (29), a partir das 20h, é a vez da segunda edição do Under Fest II, que contará com 31 bandas de todo o Brasil. Entre elas destacamos o metal sinfônico alternativo do Lyria (RJ), conhecido mundialmente e que hoje é um dos grandes nomes do gênero no país. As apresentações são gratuitas e acontecem no YouTube do Under Martyr.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria?
Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

Criada em 2012 por Aline Happ (voz), a banda de metal sinfônico alternativo é uma das mais conhecidas do Brasil, chegando a contar com quase 100 mil curtidas no Facebook. O segundo álbum, “Immersion”, contou com um financiamento coletivo para ser produzido, arrecadando mais de 13 mil dólares. Feitos extraordinários para uma banda independente de metal brasileira.

Com refrãos marcantes, arranjos bem trabalhados e temas de superação, o Lyria reúne fãs de todos os cantos do globo, principalmente na Europa, Estados Unidos e Brasil. Além de Aline, o Lyria conta com Rod Wolf (guitarra), Thiago Zig (baixo) e Thiago Mateu (bateria). Atualmente a banda segue lançando materiais extras e inéditos em seu canal oficial no YouTube, além de participar de festivais online durante a quarentena.

Assista “Let Me Be Me”, do Lyria:

Também se apresentam no Under Fest II as bandas Vocifer, Revengin, Mercy Killing, Laborator, Warshipper, Relume HC, In Raza, Ignis Perpetua, Hypatiah, Exortta, Charles Soulz, Corja, Xicão Uai Rock, Seyren, Ossos Cruzados, Sacrificed, Perpetual Legacy, Santo Graal, Seventh Sign From Heaven, Urantia, Tchandala, Neverwinter, Capella, Ben Baruk, Azorrague, Die For a Reason, Legacy of Kain, Flowers to the Ground e Válvera.

Serviço:

Under Fest II

Data: 29 de janeiro (sexta-feira)

Horário: 20h

Entrada Gratuita

Classificação etária: Livre

YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCtLan5ZTXbN2RfA1ngepXnw

Lascaux promove “Juntos Nessa Live”, projeto celebra a cultura independente da nova geração de artistas negros, mulheres, periféricos e LGBTQIA+ de Fortaleza

O evento em formato de live contará com diversos artistas convidados

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria?
Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

O projeto “Juntos Nessa Live” idealizado pela banda Lascaux, tem como proposta apresentar o novo disco do grupo, visitando cada uma das faixas de seu mais recente trabalho em ambiente virtual, trazendo um show ao vivo com a participação de artistas cearenses e independentes da dança, música, literatura, teatro e performance. O evento em formato de live vai ao ar no dia 30 de janeiro às 20h pelo canal do Lascaux. O público pode se inscrever no canal para ativar o sininho de notificação para o evento no link: https://bit.ly/3cb24Sm .

As colaborações artísticas são seguidas de rodas de conversas entre os artistas convidados, a banda e o público, na qual são problematizadas as temáticas que perpassam a construção do novo disco do Lascaux, tais como a luta contra a depressão e o preconceito e a busca por valores como a empatia, a liberdade e a afetividade na sociedade dos dias atuais. Pontos de encontro e fortalecimento entre as poéticas dos artistas convidados e da banda são elucidados nessas conversas, com participação ativa do público.

O Projeto Juntos Nessa Live é também um espaço de celebração da cultura independente e trata das urgências sociais e políticas que habitam a atual produção artística da nova geração de artistas negros, mulheres, periféricos e LGBTQIA+ de Fortaleza.  Os artistas convidados e a banda tem em comum a estética de afirmação, resistência e transformação social através da arte e colaboram, durante o evento para ampliar o debate de uma mensagem essencial de desconstrução cultural do mundo para que este atenda à diversidade de gênero, raça, comportamentos, expressões e pensamentos presentes na sociedade.

O projeto conta com as participações de: Felipe Araújo (bailarino e coreógrafo), Naiana íris (escritora, cantora, empreendedora), Rafael Carvalho (artes visuais), Carolina Rebouças (música) e Angel History (música).

Sobre a banda:

A banda Lascaux, formada no ano de 2016 por Caio Talmag (synth), Eric Lennon (baixo), George Alexandre (voz), Samuel de Melo (guitarra) e Rami Freitas (bateria), abre caminho na cena independente transformando suas inquietações sociais e políticas em rock, frenesi, performance e música. O primeiro EP da banda, "Lascaux P/ Todos", lançado em Abril de 2018 no Festival Maloca Dragão, é produto da colaboração de relevantes artistas do atual cenário musical brasileiro, contando com mixagem e edição de Clayton Martin e Regis Damasceno, ambos músicos da banda Cidadão Instigado. Em outubro de 2018, a banda venceu o III Festival de Música da Juventude de Fortaleza, o que viabilizou a gravação de seu segundo trabalho, intitulado ``Agora Lascaux". Os singles “F*** o meu coração com a língua” e “Ídolo Abalone”, já estão disponíveis nas principais plataformas de streaming.

O grupo ganha notoriedade na cena alternativa de Fortaleza a partir de suas composições new wave, performances recheadas de elementos teatrais e reivindicações políticas. Através da música, transmite uma mensagem poética de liberdade e diversidade de pensamento, investigando temas e estéticas que abarque os diversos embates da sociedade contemporânea.

Projeto fomentado com recursos da Lei 14.017/2020 Lei Aldir Blanc – por meio da secretaria municipal de cultura de Fortaleza


quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

Sr.Apache integra o line up do Hope Live Festival

Evento virtual beneficente conta com 10 atrações e irá arrecadar dinheiro para a COTIC

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria?
Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

A  banda de indie rock formada por Arthur Covales, Caio Bataglia, Gabriel Poiani e Lucas Henrique em 2016,  estará presente no line up do Hope Live Festival que irá ao no dia 23 de janeiro a partir das 18h. 

O Hope Live Festival foi criado com o intuito de trazer um pouco de esperança e diversão nesse momento tão pesado que vivemos. O evento será transmitido ao vivo no Youtube no canal oficial do @hopelivefestival e tem como o intuito principal arrecadar dinheiro para a COTIC ( Centro Organizado de Tratamento Intensivo à criança), através das vendas de camisetas do festival. 

A estampa do merchan foi criada por Andressa Say, uma artista independente de São Paulo. As vendas serão através nosso site da live: www.hopelivefestival.com

O line up ainda conta com várias bandas do cenário underground atual, tais como: Braza, Saudade, Menores atos, Delittus, Sr apache, Codinome winchester Canzone, Sueste, Diaz em transe, Âncora e

Sound bullet. O público pode ativar o sininho de alerta para o evento através do link do canal: https://www.youtube.com/channel/UCz4-XZ27Bd8HGPLxa1gXnDA

Em 2018 a banda lançou seu primeiro EP, "Furta-Cor", gravado de forma minimalista e direta. O EP é conhecido por ser o ponto de partida de algo que viria a se expandir no futuro do quarteto. Em 2019 lançou seu novo single acompanhado do clipe, "Noites". O single marcou uma mudança na forma de compor do grupo, apresentando uma sonoridade muito mais dançante e que mistura elementos eletrônicos com os já tradicionais. Ainda em 2019 a banda apresentou mais 3 singles: "Noventaenove”, "Tentei Te Esquecer” e "Rosé", sendo os dois últimos parte do segundo EP do grupo que viria a ser lançado em 2020.

Em 2020 a banda apresentou seu segundo EP: "CORPO MENTE TRANSE". Composto de 5 músicas, "CORPO MENTE TRANSE” apresenta uma mudança na história da banda. A mistura de estilos se tornou o principal diferencial do grupo, que ao mesmo tempo apresenta baterias digitais e 808s com guitarras distorcidas e camadas de vozes melódicas. O trabalho serve para concretizar uma nova linguagem que havia sido desenvolvida desde "Noites", apresentando ao público um trabalho coeso e resolvido em relação às novas propostas do grupo.

Em outubro deste ano o grupo lançou "High", a faixa também ganhou um formato visual inédito para a banda, em um clipe feito inteiramente em animação, os integrantes são transportados para um mundo cartoon psicodélico, visual que busca transmitir a sensação ao escutar a música. Confira o clipe:

quarta-feira, 13 de janeiro de 2021

Crashkill: banda é confirmada no ‘Extreme Sound on Line Festival II’

A banda de thrash metal Crashkill, está na segunda edição do ‘Extreme Sound on Line Festival’. Conforme publicação da página oficial do selo no Facebook, o evento acontecerá no dia 5 de fevereiro às 20h. Até o momento, além da banda cearense estão confirmadas as mineiras Corpse Grinder e Sepulchral Voice, bem como a paulista Válvera. De acordo com a nota, a transmissão será feita pelo YouTube e Facebook da Extreme Sound Records.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria?
Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

Recentemente, o quinteto anunciou a entrada de Jeff Nascimento no lugar do guitarrista Jean Pinheiro. Com isso a nova formação se completa com Idemar Senzuko (vocal), Valter “DoomRiff” Alves (guitarra), Mailson Buson (bateria) e Fernando Gonçalves (baixo). Por conseguinte, este mesmo time é o que fará parte da live do dia 05/02.

Depois deste festival a Crashkill anunciará datas de novas apresentações. Nesse meio tempo, a banda ensaia canções para o próximo EP que pretende lançá-lo no decorrer de 2021. Enquanto este dia não chega, acesse o link do ‘Extreme Sound on Line Festival II’ em https://fb.me/e/4qGEYdB8B e confirme a sua audiência.

Para assistir ao lyric video de ‘Artificial Inteliigence’: 

segunda-feira, 11 de janeiro de 2021

Após ganhar prêmio internacional, Hamen participa do Bode Metal Fest

A Hamen, banda power metal sinfônico, participa do Bode Metal Fest II, no dia 16 de janeiro (sábado), a partir das 18h, e contará com a presença de 45 bandas e artistas do metal. A banda também tem a sua vocalista, Monica Possel, como a ganhadora e única latina indicada ao prêmio de “Best Operatic Vocals” (Melhor Vocal Operístico em tradução livre), no FemMetal Awards, site europeu de metal. Com entrada gratuita, o evento será transmitido online, no canal do YouTube do Bode Metal.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria?
Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

Criada em 2013, a Hamen surgiu no cenário nacional com o EP “Altar” (2015) e de lá pra cá a banda lançou o álbum “Unreflected Mirror” (2018), que contou com participação especial de Marcelo Barbosa (Angra) e já participou de coletâneas internacionais, se tornando uma das representantes do power metal sinfônico brasileiro. O disco traz como temática noções abordadas na ficção científica, como mundos alternativos e também conta com influências da literatura de Arthur C. Clarke, autor de “2001 - Uma Odisseia no Espaço”, entre outros clássicos. A Hamen é formada por Monica Possel (voz), Cadu Puccini (guitarra), Gabriel Pedroso (bateria) e Matheus Maia (baixo).

Também se apresentam no Bode Metal Fest II as bandas Vikram, Saeko Kitamae, Soulspell, Vandroya, Medjay, EvenDusk, Wasting Love, A Fool’s Mockery, Final Disaster, Ad Inferi, Alchemia, Maw, Aline Happ, Revolta, Bruxax, Wolfheart and the Ravens, Alchimist, Unknow Code of Existence, Inluzt, Sun Diamond, Rise, Julia Hardy, Seyren, Crow Head, Darkaellium, Even Essence, Living Shields, Flowers to the Ground, Santo Graal, Lucy Gomes, Raissa Ramos, Lomar, Anama, Ana Clara Mafra, Hawake, Lagarto, Inanimalia, Raze, Traumer, Caio Gaona, Stab, Ciça Moreira e Magnus Wichmann.

Serviço:

Hamen no Bode Metal

Data: 16/01/2021 (sábado)

Horário: a partir das 18h

YouTube: https://www.youtube.com/bodemetalnacional

Evento gratuito

sexta-feira, 8 de janeiro de 2021

Weight of Emptiness: Nomeados como melhor show, em importante prêmio da música chilena

O prêmio "Escuchar" é uma importante premiação aos principais artistas do Rock / Metal independente chileno. Em 2021 será a terceira edição de "Escuchar" e os nomeados são escolhidos por jurados da cena independente e da mídia especializada chilena premiando as bandas em diferentes categorias.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria?
Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

E para esta edição de 2021, a banda de Progressive Death Doom Weight of Emptiness, acaba de ser nomeada na categoria de Melhor Show, com sua performance no Festival "Lado Salvaje" em Mendoza na Argentina em 2018. Essa foi a primeira vez que a banda cruzou as Cordilheiras do Andes para se apresentar no país vizinho e teve um contexto épico, já que foi a primeira apresentação do baixista Mario Urra, que tinha entrado na banda há apenas um mês. Esse show trouxe um grande prestígio para a banda, que no ano seguinte acabou voltando a Argentina para shows em 2 grandes festivais: "La Campana del Infierno" e "Criminal Metal Camp"

Confira abaixo o vídeo da música "The Flame", extraída deste show realizado em Mendoza, na Argentina:

O Weight of Emptiness, em 2018, também foi nomeado na categoria "Melhor Álbum de Metal Extremo", com o disco "Anfractuos Moments For Redemption".


quinta-feira, 7 de janeiro de 2021

Aline Happ se apresenta solo pela primeira vez no Bode Metal Fest

Conhecida mundialmente por seu trabalho como líder, vocalista e compositora do Lyria, Aline Happ (RJ) se apresenta pela primeira vez no Bode Metal Fest II. O evento online acontece no dia 16 de janeiro (sábado), a partir das 18h, e contará com a presença de 45 bandas e artistas do metal. Criado em junho de 2020, o canal no YouTube de Aline Happ foi o primeiro passo do que hoje é o projeto solo da cantora, que já fez versões de Rihanna, Black Label Society, e até mesmo das canções-tema do filme Anastasia e da série The Mandalorian.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria?
Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

Aline Happ é hoje uma das vozes mais famosas do metal brasileiro. Em seu projeto solo, a artista promove releituras Folk/Celtic de canções do rock, do metal e do pop mundial que estão disponíveis em seu canal no YouTube. Graças ao apoio dos fãs, a cantora arrecadou mais de 200% da meta do financiamento coletivo para o seu disco solo de estreia, que será lançado neste ano.

Esta é a segunda vez que Aline Happ aparece no Bode Metal Fest, porém a primeira com o projeto solo. A primeira participação foi no ano passado, com o Lyria, que foi headliner da primeira edição do Bode Metal Fest, realizado em outubro. 

Também se apresentam no Bode Metal Fest II as bandas Vikram, Saeko Kitamae, Soulspell, Vandroya, Medjay, EvenDusk, Wasting Love, A Fool’s Mockery, Final Disaster, Ad Inferi, Alchemia, Maw, Hamen, Revolta, Bruxax, Wolfheart and the Ravens, Alchimist, Unknow Code of Existence, Inluzt, Sun Diamond, Rise, Julia Hardy, Seyren, Crow Head, Darkaellium, Even Essence, Living Shields, Flowers to the Ground, Santo Graal, Lucy Gomes, Raissa Ramos, Lomar, Anama, Ana Clara Mafra, Hawake, Lagarto, Inanimalia, Raze, Traumer, Caio Gaona, Stab, Ciça Moreira e Magnus Wichmann.

Serviço:

Aline Happ - Bode Metal

Data: 16/01/2021 (sábado)

Horário: a partir das 18h

YouTube: https://www.youtube.com/bodemetalnacional

Evento gratuito

quinta-feira, 31 de dezembro de 2020

Metallica: Canal Bis exibirá “S&M2” hoje (31/12)

 

"S&M²", álbum ao vivo trazendo o reencontro do Metallica com a San Francisco Symphony no Chase Center, São Francisco, em 6, 8 e 9 de setembro de 2019, estreará hoje na televisão brasileira, pelo Canal Bis, do grupo Globo, às 22h30min (horário de Brasília).

A obra chegara no mês de agosto último em CD, LP, DVD, Blu-ray e digital.

Ouça, via Spotify, no player abaixo (também disponível em outras plataformas):



Assista aos vídeos liberados:


Tracklist completo:

CD 1

01. The Ecstasy of Gold (Live)
02. The Call of Ktulu (Live)
03. For Whom the Bell Tolls (Live)
04. The Day That Never Comes (Live)
05. The Memory Remains (Live)
06. Confusion (Live)
07. Moth Into Flame (Live)
08. The Outlaw Torn (Live)
09. No Leaf Clover (Live)
10. Halo on Fire (Live)

CD 2

01. Intro to Scythian Suite (Live)
02. Scythian Suite, Opus 20 II: The Enemy God And The Dance Of The Dark Spirits (Live)
03. Intro to The Iron Foundry (Live)
04. The Iron Foundry, Opus 19 (Live)
05. The Unforgiven III (Live)
06. All Within My Hands (Live)
07. (Anesthesia) - Pulling Teeth (Live)
08. Wherever I May Roam (Live)
09. One (Live)
10. Master of Puppets (Live)
11. Nothing Else Matters (Live)
12. Enter Sandman (Live)

DVD / Blu-ray

01. Menu (features "Moth Into Flame")
02. Intro (features "Wherever I May Roam" and "All Within My Hands")
03. The Ecstasy of Gold (Live)
04. The Call of Ktulu (Live)
05. For Whom the Bell Tolls (Live)
06. The Day That Never Comes (Live)
07. The Memory Remains (Live)
08. Confusion (Live)
09. Moth Into Flame (Live)
10. The Outlaw Torn (Live)
11. No Leaf Clover (Live)
12. Halo on Fire (Live)
13. Intro to Scythian Suite (Live)
14. Scythian Suite, Opus 20 II: The Enemy God And The Dance Of The Dark Spirits (Live)
15. Intro to The Iron Foundry (Live)
16. The Iron Foundry, Opus 19 (Live)
17. The Unforgiven III (Live)
18. All Within My Hands (Live)
19. (Anesthesia) - Pulling Teeth (Live)
20. Wherever I May Roam (Live)
21. One (Live)
22. Master of Puppets (Live)
23. Nothing Else Matters (Live)
24. Enter Sandman (Live)
25. Credits
26. Behind the Scenes: Making of the Show
27. All Within My Hands Promo

LP 1 / Side One

01. The Ecstasy of Gold
02. The Call of Ktulu
03. For Whom the Bell Tolls

LP 1 / Side Two

01. The Day that Never Comes
02. The Memory Remains
03. Confusion

LP 2 / Side Three

01. Moth Into Flame
02. The Outlaw Torn

LP 2 / Side Four

01. No Leaf Clover
02. Halo on Fire

LP 3 / Side Five

01. Intro to Scythian Suite
02. Scythian Suite, Opus 20 II: The Enemy God and the Dance of the Dark Spirits
03. Intro to The Iron Foundry
04. The Iron Foundry, Opus 19
05. The Unforgiven III

LP 3 / Side Six

01. All Within My Hands
02. (Anesthesia) - Pulling Teeth
03. Wherever I May Roam

LP 4 / Side Seven

01. One
02. Master of Puppets

LP 4 / Side Eight

01. Nothing Else Matters
02. Enter Sandman

Digital Film

01. Intro (features "Wherever I May Roam" and "All Within My Hands")
02. The Ecstasy of Gold (Live)
03. The Call of Ktulu (Live)
04. For Whom the Bell Tolls (Live)
05. The Day That Never Comes (Live)
06. The Memory Remains (Live)
07. Confusion (Live)
08. Moth Into Flame (Live)
09. The Outlaw Torn (Live)
10. No Leaf Clover (Live)
11. Halo on Fire (Live)
12. Intro to Scythian Suite (Live)
13. Scythian Suite, Opus 20 II: The Enemy God And The Dance Of The Dark Spirits (Live)
14. Intro to The Iron Foundry (Live)
15. The Iron Foundry, Opus 19 (Live)
16. The Unforgiven III (Live)
17. All Within My Hands (Live)
18. (Anesthesia) - Pulling Teeth (Live)
19. Wherever I May Roam (Live)
20. One (Live)
21. Master of Puppets (Live)
22. Nothing Else Matters (Live)
23. Enter Sandman (Live)
24. Credits

quarta-feira, 23 de dezembro de 2020

Os melhores álbuns de 2020, segundo a Confraria Floydstock

Parecia que ele não teria fim, mas o tenebroso e angustiante 2020 chegara aos seus últimos instantes.

Como uma das coisas que salvou este ano denso fora a música, a Confraria Floydstock, mantendo a tradição de fim de ano, traz aqui a sua lista dos 20 melhores álbuns destes 12 meses.

Obviamente, que como toda lista, a da Confraria Floydstock tem e muito do gosto pessoal dos editores que vos escreve, além do que você deve ter visto rolar por aqui em 2020, bem como talvez lhe surpreendendo com esse ou aquele disco incluso na relação.

Lembrando que só selecionamos álbuns de estúdio, que contenham canções até então inéditas e neste ano de 2020, duas "menções honrosas" ao final, de 2 álbuns Ao Vivo.

Os álbuns que estiverem com link, significa que há matéria e/ou resenha sobre eles aqui na Confraria, basta clicar e conferir.

Não se atenha tanto às colocações dos álbuns, pois rankear nestes casos é algo meramente subjetivo.

Obviamente que há inúmeros outros bons álbuns que também poderiam ser lembrados aqui e você, caro leitor pode ficar a vontade para citá-los.

Ao final da lista, disponibilizamos uma playlist no Spotify, contendo todas as canções dos vinte álbuns selecionados abaixo, somados dos álbums Ao Vivo, como  "Menção Honrosa". São 284 canções em mais de 22 horas. Uma bela parte do universo do rock e metal que a Confraria Floydstock entende estar repleta de qualidade.

Todos os álbuns foram ouvidos e escolhidos por André Floyd e/ou Renato Azambuja.

LEIA TAMBÉM:

Os melhores álbuns de 2019, segundo a Confraria Floydstock

Os melhores álbuns de 2018, segundo a Confraria Floydstock

Os melhores álbuns de 2017 escolhidos pela Confraria Floydstock.

Enfim, para a Confraria Floydstock os melhores álbuns de 2020 foram:

20 - Bruce Springsteen – "Letter to You"

Após 6 anos, The Boss volta a lançar um trabalho acompanhado pela E Street Band, num disco todo ele gravada no estúdio na casa do músico. Bruce acerta novamente.

19 - AC/DC – "Power Up"

Este certamente fora o álbum mais previamente especulado deste lista. E quando tudo começava a adormecer e a cheirar boato, eis que o novo álbum do AC/DC, dedicado ao seu saudoso co-fundador, Malcolm Young, chegara em novembro de 2020. Não chega a ser brilhante, mas vale o registro histórico.

18 - Sepultura - "Quadra"

Seguindo a linha de seu predecessor, "Machine Messiah", a banda brasileira sequencia os trabalhos ousando e evoluindo sempre, sem nenhuma amarra aos tempos que o consagrara, e isso está longe de ser um problema para eles.

17 - Amberian Dawn - "Looking for You"

Symphonic Metal com nuances de ABBA, pode? Sim e com direito a um cover dos próprios. Aqui o Amberian Dawn se propusera a contrabalancear seu peso com a leveza pop.

16 - Bob Dylan - "Rough and Rowdy Ways"

Eis que, beirando os 80 anos, o mestre nos apresenta um álbum duplo, com direito a uma faixa de 17 minutos, trazendo uma ordem cronológica. Coisa de gênio.

15 - Eleine - "Dancing In Hell"

Todo o vigor do power metal banhado a metal sinfônico ou vice-versa. Em seu 3º álbum de estúdio, a banda sueca soa vibrante e cativante.

14 - Cherie Currie – "Bvlds of Splendor"

O novo álbum da 'Cherry Bomb' não deseja em nenhum momento reverenciar seu passado nas Runaways mas explica sua importância no sucesso da banda. Sua voz e vigor, acrescidos agora de maturidade, conseguem ofuscar as participações especiais de convidados do calibre de Matt Sorum, Duff McKagan, Slash, Billy Corgan, Juliette Lewis, entre outros.

13 - Sons of Apollo - "MMXX"

2º full-lenght da megabanda montada por Mike Portnoy, este trabalho chegara soando mais "democrático" do que seu antecessor, com as partes funcionando mais para o todo. Metal progressivo eficazmente coeso.

12 - Deep Purple - "Whoosh!"

Novamente sob a tutela de Bob Ezrin na produção, a lendária banda púrpura destila toda a sua categoria de décadas num álbum solene e elegante.

11 - Kiko Loureiro - "Open Source"

Aqui temos a maestria da música instrumental no 5º álbum de estúdio do guitarrista, ex-Angra e atualmente no Megadeth, pingando inclusive uma tenra brasilidade às canções. Como cereja do bolo, a participação especial do ex-Megadeth, Marty Friedman, às 6 cordas.

10 - Steve Howe - "Love Is"

A não ser que Howe consiga ultrapassar este já invejável feito, Love Is é provavelmente o melhor álbum solo de um dos maiores cânones do rock progressivo. Além disso, Howe deu à luz um conjunto de canções acessíveis até aos 'não iniciados', intercalando faixas vocais e instrumentais igualmente inspiradas. Destaque para a faixa "Love is a River"

9 - Derek Sherinian – "The Phoenix"

Acompanhado por uma constelação de convidados, como Steve Vai, Zakk Wylde, Billy Sheehan, Kiko Loureiro, Joe Bonamassa e outros, o tecladista do Black Country Communion e do Sons of Apollo (com quem também figura nesta lista), navega aqui, com toda a sua classe, pelo metal, prog e jazz fusion.

8 - Lucifer - "Lucifer III"

Há 2 anos, "Lucifer II", antecessor deste trabalho, entrava nesta mesma lista em 2018. Agora, a banda sueca, capitaneada pela frontwoman Johanna Sadonis, repete o feito com seu infalível hard rock com ar setentista que em momento algum soa datado, muito ao contrário, cada vez mais moderno.

7 - Joe Bonamassa – "Royal Tea"

Uma espetacular ode ao blues bretão. Joe Bonamassa, outro que aparece por aqui pela 2ª vez, não se cansa de nos brindar com trabalhos de ótimos para estupendos.

6 - Fish - "Weltschmerz"

O trabalho, que levara 3 anos para ser concluído, traz a parceria do ex-vocalista do Marillion com Steve Vantsis e Robin Boult e conta ainda com as contribuições de John Mitchell, Foss Paterson, David Jackson. Prog e experimentalismo da melhor qualidade.

5 - Paul McCartney - "McCartney III"

Quando Paul McCartney coloca o próprio nome no título de seu álbum, isso significa que não é o seu alter ego, Sargento Pimenta, o magnífico entertainer, quem conduz o show, mas o próprio Paul, bem mais, digamos, 'nu' e ousado. Paul McCartney III não decepciona, e ainda traz uma inédita nota que nem esse o inabalável otimista pode omitir acerca dos tempos atuais.

4 - Oceans of Slumber - "Oceans of Slumber"

Campeão de 2018 aqui na Confraria Floydstock, o Oceans Slumber, da fabulosa frontwoman Cammie Gilbert retorna, novamente na parte de cima da lista, com este álbum auto-intitulado imerso em climatizações, arranjos belos e complexos e a magnífica densidade visceral construída através do canto de sua vocalista.

3 - Ozzy Osbourne - "Ordinary Man"

Talvez este não seja o melhor álbum solo do Madman, mas certamente é o mais importante, devido ao fato do eterno frontman do Black Sabbath ter superado todo tipo de adversidade no tocante a sua saúde para fazê-lo e finalizá-lo. Não fosse isso o bastante, o Príncipe das Trevas nos entregara um álbum fascinante, dessa vez mais próximo da sonoridade da banda que o consagrara e ainda contando com a especialíssima participação de Sir Elton John.

2 - Ayreon - "Transitus"

Conceitual. Divina ópera-metal composta pelo multi-instrumentista Arjen Lucassen, passeando pelo prog-metal, metal sinfônico, hard rock e erudito, contando com um vasto time de narrador, músicos e vocalistas de primeira linha.

1 - Nightwish - "Human :||: Nature"

Ave Tuomas Holopainen!!! O líder do Nightwish exala crescentemente todo o seu poder criativo e intelectual por meio de sua banda, deixando entrever cada vez mais seu amor pelo evolucionismo e pelo prog rock, que salutarmente impregnara o symphonic metal, estilo nato do grupo, que aqui triplicara os seus vocais através de Floor Janesn, Troy Donocley e Marko Hietala.

Menções Honrosas (Álbuns Ao Vivo)

Nick Mason's Saucerful of Secrets - "Live at the Roundhouse"

O eterno baterista floydiano resgatara com sua banda, neste concerto que dra origem a uma turnê e um CD/DVD Ao vivo, toda a aura floydiana dos tempos pré-Dark Side of The Moon, revivendo o Criador, Syd Barrett.

 Metallica - "S&M²"

Celebrando os 20 anos de "S&M", concerto em que o Metallica dividira o palco com a San Francisco Symphony, a banda repetira a dose, com uma produção maior e incluindo canções que não estiveram no setlist da apresentação de 1999. Tudo isso registrado em CD/DVD.

Ouça a Playlist "Os melhores álbuns de 2020, segundo a Confraria Floydstock", contendo todos os álbuns da lista, em sequência: