head> Confraria Floydstock: rock nacional
Mostrando postagens com marcador rock nacional. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador rock nacional. Mostrar todas as postagens

sábado, 26 de novembro de 2022

Pitty e Nando Reis lançam o EP “As Suas, As Minhas e As Nossas”

Show de lançamento acontece no dia 3 de dezembro no Vibra São Paulo e será gravado para um futuro DVD.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

Em turnê pelo Brasil desde agosto, o projeto PittyNando cresceu. As apresentações ao vivo foram tão emocionantes, tanto para o público como para os artistas, que Pitty e Nando Reis decidiram gravar 5 músicas em estúdio. O EP “As Suas, As Minhas e As Nossas” (Deck) chega aos aplicativos de música na próxima quinta-feira (1/12) e, para marcar o lançamento, eles se apresentam no Vibra São Paulo no dia 3 de dezembro. A data se torna ainda mais especial porque será feito o registro audiovisual do show para edição de álbum ao vivo e DVD em 2023.

Titãs: integrantes e ex-integrantes confirmam shows com todos reunidos.

O repertório do EP, assim como o do show, traz versões completamente novas de sucessos que foram revisitados, ganhando arranjos bem diferentes dos originais a partir de uma pesquisa minuciosa. “Primeiro fiz um setlist gigantesco com todas as minhas músicas e as do Nando. Depois fomos observando quais eram as músicas que combinavam mais e que as pessoas gostariam de ver a gente cantando junto e, principalmente, que músicas se mesclavam umas às outras de forma orgânica. Então o público vai ouvir no EP, assim como no show, canções que são conhecidas, mas de uma forma que nunca escutaram antes” – conta Pitty, que assina a produção do EP em parceria com Paulo Kishimoto.

"Esse projeto é uma alegria intensa que irradia do palco e agora das músicas gravadas nesse EP. Ficamos muito felizes em poder registrar algumas das canções tocadas na turnê e a inédita 'PittyNando’, que além de ser nossa primeira parceria, traduz bem o espírito, que não é nem Pitty nem Nando e sim a junção de nossos trabalhos e de nossa forma de fazer música” – comenta Nando Reis.

Além da parceria “PittyNando” (Pitty/ Nando Reis), composta durante a turnê, “Os Cegos do Castelo” (Nando Reis), “Temporal” (Pitty), “Luz dos Olhos” (Nando Reis) e “Na Sua Estante” (Pitty) são as canções que compõe o EP.

Pitty e Nando são acompanhados pela banda formada por Martin Mendonça (guitarra), Daniel Weksler (bateria), Paulo Kishimoto (lap steel e percussão), Felipe Cambraia (baixo) e Alex Veley (teclados).

Serviço:

Show: Pitty e Nando Reis - Lançamento do EP "As Suas, As Minhas e As Nossas"

Data: 3 de dezembro (sábado)

Horário: 22h

Local: Vibra São Paulo

Endereço: Av. das Nações Unidas, 17955 - Vila Almeida -  São Paulo/SP

Ingressos: A partir de R$ 60

Compra de ingressos: https://uhuu.com/evento/sp/sao-paulo/pitty-e-nando-turne-as-suas-as-minhas-as-nossas-10712

Classificação: Livre (menores de 16 anos acompanhados de pais ou responsáveis)

Ficha técnica

Criação: Pitty e Nando Reis

Direção geral e artística: Pitty

Direção musical: Pitty e Paulo Kishimoto

Direção de arte: Tito Sabatini

Videos: Fabrizio Martinelli e Otavio Sousa

Realização: Setevidas, Relicário e Elemess.

terça-feira, 22 de novembro de 2022

Morreu Erasmo Carlos

A causa da morte não foi divulgada. Cantor tinha 81 anos.

Morreu hoje o cantor e compositor Erasmo Carlos, após ser internado e intubado ontem, em estado gravíssimo, no hospital Barra D’Or, no Rio de Janeiro.

Há 3 semanas, o agora saudoso Tremendão e maior parceiro musical de Roberto Carlos, além de seu melhor amigo, comemorou sua alta, após ter ficado internado no mesmo hospital por 2 semanas, a fim de fazer exames para tratar uma síndrome edemigênica, doença caracterizada pelo excesso de líquido preso nos tecidos do corpo.

Maiores informações em breve.

R.I.P ERASMO CARLOS.

Destaque da cena alagoana, Gato Negro faz uma ponte entre o passado e o presente em “Mestiço”

Este é o segundo álbum da banda.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

Se na mitologia grega Cérbero, o cão de três cabeças, guarda o submundo, para a banda alagoana Gato Negro, sua contraparte felina guarda o paraíso. E é por isso que ela estrela a capa de “Mestiço”, segundo álbum de estúdio do trio, onde mergulha fundo nos grooves mais psicodélicos e dançantes dos anos 70, mesclando ao rock alternativo e ao blues.

Ouça “Mestiço”: https://linktr.ee/gatonegromusica

‘Mestiço’ é a evolução natural de ‘Cio’, nosso disco de estreia. Uma mistura de sentimentos aguçada pelo isolamento da pandemia e uma vontade louca de emanar energias positivas”, conta o vocalista e guitarrista Paulo Franco, que também assina a produção musical.

Além dele, a banda conta com Wilson Silva na bateria e André Damasceno no baixo. O disco ainda traz Natan no trompete e flugelhorn. Iniciada em 2007, a Gato Negro reuniu um repertório autoral que une funk, soul, rock e blues indo de Tim Maia até Led Zeppelin. Seu disco de estreia, “Cio”, foi lançado em 2015, e durante a pandemia eles se inspiraram na vontade de trazer algo novo, algo luminoso.

Disponível em todas as plataformas musicais e com capa assinada pela artista plástica Ana Noronha, “Mestiço” é um disco para se ouvir no fim de noite ou para relaxar em casa e mostra uma nova página de um grupo que quer se reinventar para se aproximar do público.

A Banda:

Wilson Silva: Bateria

André Damasceno: Baixo

Paulo Franco: Voz, Guitarra, Piano, synth, pad.

Natan: Trompete e flugelhorn

Gravação e mixagem: Joaquim Prado 

Produção musical, arranjos e edição: Paulo Franco.

quarta-feira, 16 de novembro de 2022

Titãs: integrantes e ex-integrantes confirmam shows com todos reunidos

Os 4 integrantes egressos devem se reunirão com os 3  remanescentes para celebrar os 40 anos da banda.

Conforme noticiamos anteriormente aqui, os Titãs sinalizaram na direção de uma reunião da banda para shows comemorativos das 4 décadas de existência da banda, que começou com 9 integrantes, se popularizou com 8 e hoje segue com 3 (Tony Belotto, Branco Mello e Sérgio Britto), após 4 saídas: Arnaldo Antunes (em 1992), Nando Reis (em 2002), Carles Gavin (em 2010) e Paulo Miklos (em 2016), além do falecimento de Marcelo Fromer em 2001.

Durante o dia 10/11, todos os integrantes e ex-integrantes alteraram as suas fotos de perfil para imagens do mesmo tema, sugerindo uma convergência na direção de um mesmo projeto, muito provavelmente uma turnê dos 40 anos de banda em 2023, com todos juntos nos palcos pelo Brasil.

Agora a banda concedeu uma entrevista à ex-VJ da MTV, Sarah Oliveira confirmando tudo e dando os seguintes detalhes:

Titãs anuncia neste momento a reunião em uma coletiva de imprensa apresentada por Sarah Oliveira, ex-VJ da MTV Brasil.

Todos os 7 músicos se reunirão para realizar dez concertos pelo Brasil:

28/04 Rio de Janeiro - Jeunesse Arena

29/04 Belo Horizonte - Expo Minas

05/05 Florianópolis - Hard Rock Live

06/05 Porto Alegre - Beira Rio

27/05 Salvador - Arena Fonte Nova

02/06 Recife - Classic Hall

03/06 Fortaleza - Marina Pa

07/06 Brasília - Nilson Nelson

10/06 Curitiba - Pedreira Paulo Leminski

16/06 São Paulo - Allianz Park (show extra)

17/06 São Paulo - Allianz Park (ingressos já esgotados)

A filha de Marcelo Fromer, Alice, participará representando o seu finado pai em algumas canções.

"É um tributo ao Marcelo" - disse Sérgio Britto.

INGRESSOS (a partir de amanhã, 17/11): https://www.titasencontro.com.br/https://www.eventim.com.br/

Maiores informações em breve, aguardemos.

sexta-feira, 11 de novembro de 2022

Titãs planeja reunião em 2023

Os 4 integrantes egressos devem se reunir com os 3 remanescentes para celebrar os 40 anos da banda.

Conforme rapidamente adiantou o IGORMIRANDASITE.COM , ainda sem muitos detalhes precisos, os Titãs apontam na direção de uma reunião da banda para shows comemorativos das 4 décadas de existência da banda, que começou com 9 integrantes, se popularizou com 8 e hoje segue com 3 (Tony Belotto, Branco Mello e Sérgio Britto), após 4 saídas: Arnaldo Antunes (em 1992), Nando Reis (em 2002), Carles Gavin (em 2010) e Paulo Miklos (em 2016), além do falecimento de Marcelo Fromer em 2001.

Durante o dia de ontem (10/11), todos os integrantes e ex-integrantes alteraram as suas fotos de perfil para imagens do mesmo tema, sugerindo uma convergência na direção de um mesmo projeto, muito provavelmente uma turnê dos 40 anos de banda em 2023, com todos juntos nos palcos pelo Brasil.

Tal possibilidade é real e dada como certa, uma vez que anteriormente já fora indicada e corroborada por declarações do guitarrista Tony Belotto:

Esta ideia de fazer a reunião existe sim, existe uma conversa. Talvez seja no ano que vem, a gente não sabe ainda, mas essa possibilidade existe sim.

A gente tem uma relação muito boa, nunca houve uma briga. Claro, a gente teve divergências, mas jamais uma ruptura.

CONFIRMADO!!!

Titãs: integrantes e ex-integrantes confirmam shows com todos reunidos.

terça-feira, 1 de novembro de 2022

Morreu Claudio Roberto, compositor de "Maluco Beleza" com Raul Seixas, entre tantas outras


Aos 70 anos, grande parceiro musical de Raulzito, ele não resistiu a uma cirurgia no coração.

O co-autor de vários sucessos na voz do saudoso Raul Seixas, Claudio Roberto, faleceu neste sábado último, dia 22, em decorrência das complicações geradas em uma cirurgia cardíaca, a qual fora submetido.

Claudio "sucedeu" Paulo Coelho como parceiro autoral de Raul Seixas em 1975 e a partir então co-escreveu canções memoráveis como “Cowboy Fora-da-Lei”, “Aluga-se”, “Rock das Aranhas” e o "hino" "Maluco Beleza".

Juntos, em 1977, compuseram todo o álbum "O Dia em que a Terra parou".

sexta-feira, 28 de outubro de 2022

Outono Music lança a coletânea “Autoral 01”, desenvolvida em parceria com a rede americana School of Rock

Coletânea especial reúne 14 faixas inéditas e compostas por alunos brasileiros da franquia que visa descobrir novos talentos no país.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

O álbum digital, intitulado “Autoral 01” conta com composições autorais desenvolvidas e produzidas pelos próprios alunos com supervisão de seus professores e diretores em sala de aula.  Esse projeto é parte de uma série de ações institucionais que celebram os 10 anos de atividade da rede no Brasil.

A iniciativa visa fomentar a produção musical em solo brasileiro e estimular o desenvolvimento de composições próprias desde a infância.

Para iniciar os trabalhos, o single “Invencível” foi lançado em setembro e agora é a vez do material completo estar disponível nas principais plataformas digitais de áudio através da parceria que o selo possui com a major Universal Music.

As músicas “Deixar Pra Trás”, “Radar” e “Screen” contam com versões em vídeo, já disponíveis no canal oficial da School of Rock Brasil no YouTube.

Assista aos vídeos.

Deixar pra trás”:

Radar”:

Screen”:

Este é um passo importante de uma iniciativa que tem o propósito de desenvolver as habilidades especiais dos alunos, criar novos artistas para o mercado do music business mundial e quem sabe descobrir os novos grandes astros do rock. Considerando que o mercado latino americano é um terreno fértil em consumo de rock e seus derivados, a School of Rock e a Outono Music miram principalmente neste mercado para difundir o estilo.

O CEO da School of Rock Brasil, Paulo Portela, comenta sobre essa importante iniciativa em prol da cultura: “Eu me emociono toda vez que vejo esses jovens se superando. Isto me faz lembrar o momento em que entraram pela porta das nossas escolas, muitos sem saber sequer pegar em um instrumento, com aquele olhar assustado no palco dos nossos estúdios pensando “Será que eu consigo?”. Esta coletânea é a prova de que sim, todos conseguem!

School of Rock

A School of Rock possui mais de 320 escolas ao redor do mundo, operando em 15 países - incluindo Brasil, Chile, Peru, Austrália, África do Sul, diversas regiões da Europa e toda a América do Norte. Graças ao método inovador baseado em performance, alunos de todo o mundo conquistaram habilidades instrumentais superiores ao convencional, e confiança para subir no palco como um astro do rock, com alguns partindo diretamente para contratos de gravação e plataformas maiores, como American Idol, The Voice e Broadway. 

O modelo adaptável de ensino é um dos grandes destaques da rede, que sempre busca a inovação para expandir sua atuação e formar músicos completos para o mercado da música e do entretenimento ao vivo. 

Confira o tracklist completo e a ficha técnica da compilação digital “Autoral 01

01 - Decidida

02 - Deixar pra trás

03 - I’m (not) wrong

04 - Invencível

05 - Life and stuff

06 - O que o tempo traz

07 - Primeiro vício

08 - Promise

09 - Proud

10 - Radar

11 - Raices

12 - Recomeçar

13 - Screen

14 - Standby

Já disponível, ouça: https://umusicbrazil.lnk.to/Autoral01/

Diretores de áudio / mixagem / masterização:

Guilherme Mascotto

Rogério Matsumoto

Tomas Bloch

Marcell Cardoso

Fernando Quesada

Alexandre Fernandes

Fernando da Silva Junior

Celso da Silva Santos

Otávio Rossato

Hugo Vinícius da Silva

Aline de Souza

Rodrigo Cabrera

Amanda Kobaiachi

Rafaela Marcondes

Caio Sedenho

Italo Miranda

Vitória Fukuzaki

Rodrigo Ribas

Diretores de vídeo:

Tiago Cândido

João Henrique Moreira dos Santos

Rodrigo Ribas

Autores / compositores:

Maria Regina Medeiros, Tabata Romero

Rodrigo Ribeiro, Manô

Aline de Souza, Rodrigo Cabrera, Amanda Kobaiachi

Madu Ferreira, Uriel Carvalho, Pedro Menon, Iara Almeida, Gani Anias, Enzo Lima, Sayuri Adachi, Sharon Henzel

Eduardo de Lima, Katia Lee, Pedro Vitorino

Marcelo Pereira, Alfonso Alvarez, Rudnei de Oliveira, João Pedro Reis, Christopher Roger White, Luis Mario Domingues, Madu Ferreira

Guilherme Mascotto, Fabio Mascotto, Evandro Muzilli, Junior Muzilli

Maju Blanes, Gi Spiazzi

Luciana Derubeis, Antônio Bastos Filho

Lorena Mandarano

Sofia Urrego, Juanes Urrego

Gabriel Gonzo, Edu Moreno, Gabs Lopes, Rafael Lopes, Igor Sá Fortes, Raul Crespo

Tomas Bloch, Rafaela Marcondes, Caio Sedenho, Italo Miranda, Vitória Fukuzaki

Rodrigo Ribas, JR Falco, Ju, Du Mandoli

Selo: Outono Music

A&R Outono Music: João da Silva Bueno Neto (Baffo Neto)

Distribuição mundial: Universal Music

Desenvolvimento: Outono Music

A vida com música é a melhor escolha!

sexta-feira, 21 de outubro de 2022

Planet Hemp lança seu novo álbum "Jardineiros"; ouça

Trabalho é o 1º de inéditas da banda desde “A Invasão do Sagaz Homem Fumaça” (2000).

Planet Hemp lança clipe para a sua nova canção “Distopia”, com participação de Criolo; assista.

O Plenet Hemp lançou digitalmente hoje o seu mais novo disco, intitulado "Jardineiros", trazendo as colaborações de Criolo, Black Alien e Tropkillaz, entre outros.

Em declarações sobre o lançamento, Marcelo D2 e B Negão disseram respectivamente:

A gente achava que nunca mais ia lançar um disco do Planet. Estávamos bem resolvidos com a agenda de shows rolando desde 2008. Mas o momento da pandemia e todo o descaso do governo – que só foi crescendo e colocou o país numa situação de violência absurda – pareceu um chamado a criar algo e a nos posicionarmos por meio da música. Era como se cada um estivesse em um canto até o momento que recebemos o chamado do Batman. Esse foi o momento em que entendemos que era necessário tirar a poeira da capa e voltar para unificar o público.

Na primeira vez que tocamos essa faixa ao vivo, a Fundição Progresso (casa de shows no Rio de Janeiro) veio abaixo. Foi um momento muito importante para nós, ao apresentarmos um som novo depois de duas décadas, e também para o público, que nos cobrava bastante isso. E quando tocamos na loucura que foi o Lollapalooza – numa apresentação levantada em 24 horas, na total surpresa -, tivemos a oportunidade de defender o som ao vivo junto com o Criolo, num show transmitido em tempo real e direto para todo o planeta. Foi louco o bagulho!”.

Ouça “Jardineiros” via Spotify, ou clique aqui para demais plataformas.


Tracklist:

Marcelo Yuka
Distopia (feat. Criolo)
Taca Fogo
Puxa Fumo
O Ritmo e a Raiva (feat. Black Alien)
Jardineiro
Amnésia
Meu Barrio (feat. Trueno)
Fim do Fim
Eles Sentem Também
Ainda (feat. Tropkillaz)
Remedinho
Veias Abertas (feat. Tantão e Os Fita)
Planeta Maconha
Onda Forte (com sample de MC Carol de Niterói).

sexta-feira, 14 de outubro de 2022

Acústicos & Valvulados relança "Fim de Tarde com Você" com participação de Frejat; assista

Versão revisitada de um dos maiores sucessos da banda gaúcha já está disponível nas principais plataformas de música.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

Há mais de três décadas na estrada com a bandeira do rock gaúcho sempre hasteada, a banda Acústicos & Valvulados lançou hoje, 14 de outubro, o single "Fim de Tarde com Você" (Paulo James). Versão revisitada e remodelada de um dos maiores sucessos do grupo, a novidade chega acompanhada de um videoclipe e traz a participação especial de Frejat.

"Pra mim foi uma alegria enorme receber esse convite para participar dessa música tão bacana. E também fiquei feliz de estar presente neste momento de celebração. Achei que o resultado ficou lindo, o arranjo é belíssimo. Parabéns, e que venha muito sucesso para os meus queridos amigos do Acústicos & Valvulados" - declara Frejat.

O cantor Rafael Malenotti responde: "Para nós é uma imensa honra termos a benção desse monstro sagrado do rock brasileiro, chancelando nossa trajetória artística e perpetuando, além da nossa amizade, esse novo registro maravilhoso dessa música - que foi lançada originalmente em 1999, no nosso álbum homônimo - e que talvez seja a composição mais emblemática da nossa história". 

Rafael Malenotti (vocal), Paulo James (bateria e percussão), Alexandre Móica (guitarra), Daniel Mossmann (violão) e Diego Lopes (baixo e violão) gravaram a faixa no Estúdio Tabuleiro, localizado em Porto Alegre. Já Frejat (vocal), gravou sua parte no Rio, no Estúdio Du Brou. A produção ficou a cargo de Diego Lopes, que também cuidou da mixagem e masterização. A capa do single traz uma ilustração do designer gráfico Paulinho Tscherniak.

Muito embora se trate de um lançamento isolado, "Fim de Tarde com Você" pode ser encarada como integrante do mesmo movimento que foi iniciado pelo Acústicos & Valvulados no ano passado, com a coletânea de releituras "Diamantes Verdadeiros Vol.II - With a Little Help From Our Friends". Além de marcar as comemorações dos mais de 30 anos de carreira, o principal objetivo da ação é apresentar a banda a uma nova geração de ouvintes. "Queremos chegar a novos ouvidos, fãs de música que surgiram na era do streaming. Para isso, estamos explorando nossa sonoridade original de uma forma diferente, revitalizando o repertório através de arranjos mais atuais" - destaca o baterista e compositor Paulo James.

O videoclipe, que já pode ser assistido no canal do Acústicos & Valvulados no YouTube, mescla de maneira criativa imagens dos músicos com animação gráfica inspirada na própria capa do single. A direção é de Trick Bernardi.

"Fim de Tarde com Você" é um lançamento independente com distribuição da ONErpm.

quinta-feira, 13 de outubro de 2022

Teorias do Amor Moderno retrata memórias e saudades no clipe de 'Em Mim'; assista

Vídeo da segundo faixa do recém-lançado EP 'Cartas para Dario', é a sequência do clipe da música que leva o nome do registro.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

A Teorias do Amor Moderno lança o videoclipe de 'Em Mim', a continuação da história iniciada no audiovisual anterior, 'Cartas para Dario'. Traz, em sons e movimentos, a persistência de celebrar a memória de pessoas e/ou coisas que se foram, como uma saudades a ser sempre experimentada com o sorriso.

Assista (Todas as cenas foram rodadas no Parque Ecológico Guapituba, em Mauá (São Paulo)).

O desfecho ainda será com um terceiro videoclipe, para a música 'Agosto', que igualmente fecha o EP 'Cartas para Dario', lançado pelo power trio de rock alternativo paulistano em agosto deste ano via selo Praia dos Artistas.

'Em mim', que apresenta uma sonoridade menos aberta e com mais tensões do que o single anterior ('Cartas para Dario'), é um rock alternativo com os vocais sempre marcantes e melódicos da vocalista Larissa Alves.

Na letra, que é transmitida em imagens no videoclipe, também aborda perdas de pedaços de si mesmo. Larissa conta um pouco sobre o que é 'Em mim':

"Quando perdemos alguém, não raramente é difícil enfrentar nossos próprios bichos, nossos monstros e ansiedades. E o clipe retrata essa confusão interna, essa ansiedade, esse momento que a gente se perde dentro de nós mesmos e fica difícil achar o caminho de volta", ela destaca.

Confira aqui o clipe anterior, "Cartas para Dario":

O EP "Cartas para Dario".

O novo EP da Teorias do Amor Moderno é o sucessor do enérgico single 'Aurora'. São três músicas que fragmentam o processo de luto e a aceitação. Todas as faixas também saem em videoclipe.

Nas palavras do produtor, Martin Mendonça, "Larissa Alves é uma figura muito querida e estimada no meio do rock independente de São Paulo. Em todas as ‘cenas’ é sempre tida como uma artista super talentosa e batalhadora. São canções delicadas, ásperas, pesadas, belas e doloridas e me conectei com elas imediatamente".

No estúdio de Paulo Kishimoto, em São Paulo, foram gravadas as vozes, o baixo de Willian Salles e pianos, órgãos, percussão e sintetizadores.

Em Salvador, gravaram algumas guitarras no estúdio Praia dos Artistas e, no estúdio de André T, registraram a participação de Duda Machado, na bateria, de “Cartas para Dario”. André também ficou responsável pelas mixagens e masterização.

De volta a São Paulo, no novo estúdio que Larissa montou, gravaram mais guitarras.

"Larissa é uma artista muito talentosa, que canta, escreve e toca muito bem. Ela se mostra nesse EP com uma vulnerabilidade que nunca tinha mostrado nos trabalhos anteriores da Teorias. No auge da quarentena, perdeu um grande amigo, foi para o fundo do poço, mas saiu. E saiu com “Cartas para Dario”, finaliza o produtor.

É, sem dúvida, o trabalho mais intenso e desafiador da Teorias até aqui. Tecnicamente ele é gigante, com a produção do Martin, e ainda ter a guitarra dele impressa nesse EP é uma explosão de felicidade, ter as teclas e a sensibilidade do Kishi e a cereja do bolo que foi a bateria do Duda, é um presente inimaginável.

E tudo isso lapidado pelo André T, que foi extremamente parceiro e paciente, fazendo as músicas serem exatamente como deveria ser nesse mundo.

quinta-feira, 6 de outubro de 2022

Electric Mob, banda brasileira de hard rock que vem ganhando destaque no exterior, lança novo single e clipe; assista

"Sun is Falling" já está disponível nas principais plataformas digitais via Frontiers Music.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

Com a missão de cravar de vez seu nome no mapa global do rock, a banda brasileira Electric Mob inaugura hoje, dia 6 de outubro, os trabalhos de promoção de seu segundo álbum, com o lançamento do single e videoclipe de "Sun is Falling".

Mas antes, vamos voltar ao ano de 2016, quando Renan Zonta (vocal), Ben Hur Auwarter (guitarra), Yuri Elero (baixo) e André Leister (bateria) formaram a banda em Curitiba (PR) com a proposta de reverenciar a velha escola dos anos 70 e 80 e ao mesmo tempo criar um som potente, movido pelo groove explosivo do rock pesado dos anos 2000. Uma fórmula relativamente simples, mas extremamente eficiente se bem executada. Prova disso é o EP de estreia “Leave a Scar” (2017), que logo de cara chamou a atenção da Frontiers Music, uma das principais gravadoras de hard rock do mundo e casa de artistas como Whitesnake, Def Leppard, Sammy Hagar e Sebastian Bach. 

Já contratado pela Frontiers Music, em 2020, o Electric Mob lançou seu primeiro álbum, "Discharge". O trabalho foi muito bem recebido pela crítica especializada, que não hesitou em apontar o grupo como uma empolgante e promissora novidade. O single "Devil You Know" teve ótima execução em rádios da Europa e dos Estados Unidos, onde esteve presente por 14 semanas consecutivas na Billboard / BDS Mainstream Rock Indicator Chart e na Foundation Rock Chart, figurando na 22ª e 5ª posição, respectivamente. No ambiente digital a performance também foi notável, com mais de 3.5 milhões de streams e com o quarteto estampando por duas vezes a capa da playlist mundial Hard Rock, a principal do gênero no Spotify. O passo seguinte seria uma turnê internacional, mas a pandemia pausou os planos (e sonhos) do grupo. O que poderia ser motivo de abatimento, acabou se transformado em combustível para escrever material para o próximo disco. 

"Sun is Falling" (Zonta/ Auwarter/ Elero/ Leister) é a primeira amostra do novo, e ainda mais vigoroso, repertório do Electric Mob. Gravada no Nico’s Studio (Curitiba), a faixa foi produzida por Amadeus De Marchi. A mixagem e a masterização ficaram a cargo de Nico Braganholo. 

O clipe, que acompanha o single, foi dirigido por Estanis Neto e produzido pela BRX Filmes. O vídeo dialoga com a letra através de imagens da banda interpretando a música em um ambiente fechado e por vezes sufocante. "Somos uma banda que incentiva a livre interpretação das letras para que as pessoas tirem suas próprias conclusões, mas é um fato que todos os dias nos deparamos com algum tipo de inimigo. Não propriamente inimigos físicos, mas também mentais e emocionais. Então quisemos condensar toda essa raiva e angústia nessas imagens. As correntes, o carrasco, a sujeira, tudo isso faz parte daquela 'caixa' que somos obrigados a caber" - comenta o vocalista Renan Zonta.

Assista ao clipe:

quinta-feira, 22 de setembro de 2022

Planet Hemp lança clipe para a sua nova canção “Distopia”, com participação de Criolo; assista

Faixa integra o vindouro álbum de inéditas, o 1º da banda desde “A Invasão do Sagaz Homem Fumaça” (2000).

O Plenet Hemp lançou digitalmente um novo single inédito que conta com a colaboração do cantor Criolo, com direito a um videoclipe.

A música integrará o novo álbum da banda, o primeiro em mais de vinte anos, cujos detalhes ainda serão revelados.

Em declarações sobre o lançamento, Marcelo D2 e B Negão disseram respectivamente:

A gente achava que nunca mais ia lançar um disco do Planet. Estávamos bem resolvidos com a agenda de shows rolando desde 2008. Mas o momento da pandemia e todo o descaso do governo – que só foi crescendo e colocou o país numa situação de violência absurda – pareceu um chamado a criar algo e a nos posicionarmos por meio da música. Era como se cada um estivesse em um canto até o momento que recebemos o chamado do Batman. Esse foi o momento em que entendemos que era necessário tirar a poeira da capa e voltar para unificar o público.

Na primeira vez que tocamos essa faixa ao vivo, a Fundição Progresso (casa de shows no Rio de Janeiro) veio abaixo. Foi um momento muito importante para nós, ao apresentarmos um som novo depois de duas décadas, e também para o público, que nos cobrava bastante isso. E quando tocamos na loucura que foi o Lollapalooza – numa apresentação levantada em 24 horas, na total surpresa -, tivemos a oportunidade de defender o som ao vivo junto com o Criolo, num show transmitido em tempo real e direto para todo o planeta. Foi louco o bagulho!”.

Assista ao clipe de “Distopia” no player abaixo:

terça-feira, 23 de agosto de 2022

"Faça Amor, Não Faça Guerra e Escuta Esse Rock" novo EP da Hard Blues Trio; ouça

Power trio gaúcho de blues-rock lança seu mais novo trabalho.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

A definição de um power trio bate na tríade sagrada do rock: guitarra, baixo e bateria, de Jimi Hendrix Experience a Rush, de Paralamas a Pata de Elefante, os power trios deixam  um legado, uma sensação de mobilidade e autossuficiência. Essa autonomia é um dos sobre tons encontrados no Hard Blues Trio, grupo gaúcho que renova sua carta de intenções no EP “Faça amor, não faça guerra e escute esse rock”. O trabalho não busca coesão, é o contrário disso, o Hard Blues Trio propõe uma Babel de coisas. 

O EP com cinco faixas sai em CD e traz os singles que saíram somente nas plataformas digital:

As canções trazem o poder de fogo do rock and roll, manifestação potencializada pela chama ardida do blues, além de outras cores, afora ”Pé na Estrada”, já conhecida pelo álbum homônimo de estreia, este EP agrupa os singles lançados até aqui, “Escuta esse rock”, “Vento e Chuvarada”, “Missed the Train” e “Set Fire”.

As músicas foram gravadas entre 2017 e 2021 e tiveram produção de Luciano Leães e Paulo Arcari, gravadas nos estúdios: Studio Rock e Studio Brothers, mixada e masterizada no Arco Music Studio. Com a exceção de Pé Na Estrada: gravada em março/2017 no Audiofarm Recording Studios. Produção de Mateus "Lucky" Borges.  

Em tempos em que o streaming priva o ouvinte da experiência física, Dani, Juliano e Alexandre nos entregam uma ponta de lança, uma bandeira. Aperte o play, mas atenção: "ao escutar esse rock, o fogo da existência poderá reencontrar o trem perdido da memória. E, se vier vento e chuvarada pela frente, não titubeia, prossiga, pule dos trilhos direto para a Highway mais próxima. Sem medo, continue firme com esse pé na estrada — sua viagem poderá ser bem mais prazerosa na boa companhia do Hard Blues Trio." (Márcio Grings).

OUÇA O HARD BLUES TRIO:

Sobre a Hard Blues Trio:

Hard Blues Trio Há 10 anos o grupo gaúcho é um dos difusores do blues rock no Sul do país.

Liga de resistência, o HBT aposta na força da tríade guitarra, baixo e bateria, trazendo elementos e conexões diretas com o som dos anos 1970, sem deixar de exibir o frescor da nova safra. Desde as origens, o rock buscou no blues parte de seu combustível mais inflamável.  Assim, seja por conexões diretas ou indiretas, o Hard Blues Trio funde rock e blues para moldar canções nesse espírito. 

Hard Blues Trio é uma das bandas que mais se destaca na cena blues/rock brasileira seu som poderoso com forte influência do Blues traz uma identidade atual e moderna com letras em português e inglês. O trio gaúcho é atração dos principais eventos de Blues do país e já é conhecido internacionalmente através da internet. No repertório muito Blues, Rock e Soul em temas autorais, B.B. King, Muddy Waters, Etta James, Janis Joplin, Little Walter, Eric Clapton, Dire Straits, Led Zeppelin e muito mais!

Formação:

Hard Blues Trio é composta com a jovem Dani Ela no contra-baixo, Juliano Rosa na guitarra e Alexandre Becker na bateria.

Dani Ela 

é cantora, compositora e multi-instrumentista autodidata e interessada pela música desde criança. É a mais jovem integrante da Hard Blues Trio, onde desenvolveu suas habilidades para tocar contrabaixo no Blues, Rock e outros estilos. Destaca-se por ser uma das únicas mulheres da cena atual que é cantora e contrabaixista. Além da voz marcante e atitude no palco, que desperta a atenção em todas as apresentações do trio, é considerada uma das revelações do Blues gaúcho. Já acompanhou músicos de renome nacional e internacional, como os harmonicistas Andy "Boy" Serrano (Brasil), Gonzalo Araya (Chile) e César Valdomir (Argentina), e também a lenda do Blues de Chicago, Bob Stroger (USA).

Juliano Rosa 

é o fundador da Hard Blues Trio. Músico e compositor atuando há mais de 20 anos no Rio Grande do Sul, é conhecido na cena de Porto Alegre como agitador cultural, entusiasta e referência da guitarra Blues. É curador musical de eventos de Blues na cidade, como o Beer n’ Blues no Distrito Brewpub, e comanda um programa semanal de Blues na rádio web mais ouvida do RS neste estilo. Além de acompanhar grandes artistas de renome da cena Blues nacional e internacional, Juliano também é conhecido como parceiro do harmonicista chileno Gonzalo Araya, um dos mais respeitados da atualidade, assumindo a guitarra e a voz de sua banda no Brasil.

Alexandre Becker

É baterista e coordenador artístico na escola de música EArte. Educador, músico profissional, atuante no cenário cultural da música brasileira há mais de 30 anos. Compositor, arranjador e coordenador técnico em estúdio de gravação e produção musical. Também atua em workshops e projetos sociais e culturais para crianças e adultos em escolas e diversas instituições. Considerado um dos melhores bateristas da cena Blues brasileira.

terça-feira, 2 de agosto de 2022

Em novo single “Adoça A Alma”, Sylvestra Bianchi fala sobre esperança e cura emocional

A faixa “Adoça a Alma” é uma bossa nova em português e traz mensagem espiritual de esperança e de cura emocional. O novo som é um lançamento do selo musical Marã Música.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

A cantora curitibana Sylvestra Bianchi lança seu mais novo single “Adoça a Alma”. A faixa é uma bossa nova em português e traz mensagem espiritual de esperança e de cura emocional. O trabalho está disponível em todas as plataformas digitais e é um lançamento do selo musical Marã Música.

Sylvestra Bianchi lança videoclipe de “Sons of the Blue Ray”; assista.

A música chega como um convite a ouvir o coração, desapegar do sofrimento, eliminar os rancores, entender que existem as dores, mas que é possível superar adoçando a alma, se abrindo para viver a alegria na vida, onde o remédio está no coração e no interior de cada um. “Muitas vezes acabamos aprendendo no caminho da dor e de vivências sofridas, por escolhas inconscientes e até cármicas, porém existe um caminho de aprendizado por amor, quando temos consciência dos nossos atos, sentimentos, pensamentos e emoções, que é quando ouvimos nosso coração e nossa alma, compreendendo e transformando as negatividades”, acredita Sylvestra.

Ouça o single “Adoça a Alma”:

Letra (Escrita por Sylvestra Bianchi):

Fecho as portas para dor

Adoço a alma com amor

Todo mundo tem uma dor

E tem amor

Descarto todo o rancor

Hoje eu sou meu curador

Todo dia um bom humor

Com muito amor

Um novo ciclo começou 

O sofrimento terminou 

Um novo ciclo começou 

Agora aprendo com amor 


[refrão 3x]


O meu remédio tá no coração 

O meu remédio tá na minha alma

Sinta paz 

Sinta calma

Adoça a alma 

Adoça o coração.

A nova canção da artista chega, desta vez, em português. Ela foi escrita no primeiro ano da pandemia, após uma conexão espiritual vivida pela cantora. O som traz uma melodia de bossa nova, gênero com raiz brasileira e caracterizado por forte influência do samba carioca e do jazz. O produtor musical Leomaristi selecionou músicos renomados neste estilo musical para a gravação da obra.

Quando recebi esta mensagem, junto com a melodia, soube que teria que adaptar todo estilo musical de canto e instrumental. Para mim foi um desafio superado cantar uma bossa nova em português, após diversas composições em inglês e em Rock Cósmico. Precisei fazer aulas de coach vocal (e agradeço a Coach Ana Cascardo), para chegar neste resultado desafiador. A música significa muito para mim devido a clareza que tive desta conexão espiritual e a mensagem que ela traz de cura emocional”, declara Sylvestra.

A música vem acompanhada de um lyric video gravado na Chácara da Villarrica Filmes e estará disponível no canal do youtube da artista no próximo dia 11 de agosto, às 20h. Com direção da produtora Villarrica Filmes, o lyric vídeo traz imagens captadas de Sylvestra na natureza, apresentando a letra da música. Sylvestra traz novamente a energia dos elementais da natureza em seu figurino e na energia da faixa.

Sobre o que espera para o lançamento, ela conta: “A expectativa é que ao ouvir ‘Adoça a Alma’, as pessoas possam se abrir a um novo ciclo na vida com mais leveza, com mais alegria, desapegando do sofrimento e se permitindo adoçar a alma e o coração, ancorado e manifestando o amor”, finaliza.

Sylvestra Bianchi, de Curitiba, Paraná, iniciou o projeto musical em 2016, lançando a primeira música "Lightworkers" em outubro de 2019. A administradora e engenheira civil, aceitou um chamado espiritual, após mais de 10 anos na jornada de autoconhecimento e evolução espiritual, a cantar e transmitir mensagens altruístas que auxilie a todos na paz de espírito.

Na infância, Sylvestra cantava em concursos de karaokê infantil na cidade de Curitiba, resgatando o dom após uma jornada de cura interior e então criou o Rock Cósmico, para que através da música, seja transmitido mensagens espiritualistas a fim de auxiliar a todos na jornada de autoconhecimento. Anos antes do chamado ao canto, foi possível aprender sobre o mercado da música indo a diversos shows de rock pelo mundo

O Rock Cósmico recebe inspiração do plano espiritual. Já o gosto musical da artista fica com as bandas Guns n’ Roses, Kiss, Led Zeppelin, The Doors, Beatles, além das cantoras Etta James e Nina Simone, e dos artistas brasileiros Cazuza, Rita Lee, Mutantes e Tom Jobim.

quarta-feira, 27 de julho de 2022

Outland lança o seu novo single, "Hybrid One"; ouça

NOSSAS CANCOES TRAZEM HISTORIAS DE UM UNIVERSO DE FORA. DISTOPIAS,

METAFORAS E DELIRIOS DO SER. SOMOS SONS DE MUNDOS DISTANTES.

SOMOS OUTLAND...”.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

O Outland traz no seu Metal Progressivo grandes influências de Hard Rock e Game Music. Melodias marcantes, harmonias exóticas e ritmos complexos para retratar uma realidade além da imaginação.

Esta história começa em 2008 quando o guitarrista Raphael Vale, junto a seu amigo de infância, o baterista Mauro Morais, resolve unir sua paixão por Rock Progressivo e Heavy Metal, e seus estudos musicais com sua admiração por games e RPG, criando assim a banda Lirium (2008-2010) , um projeto audacioso de Metal Progressivo ambientado em um universo alternativo que serviu de base para as composições. Já em 2019, Raphael e Mauro se reúnem novamente com os companheiros da antiga banda Leo Coelho (baixo) e Tio Lu (teclado), trazendo suas novas influências e ideias para os arranjos originais. Com a entrada do vocalista Diego Reategui, nasce então o Outland.

Outland é um Universo distante, nos quais habitam as histórias, personagens e conceitos abordados nas músicas. No entanto, representam metáforas e personificações de aspectos reais de nossa realidade. Reflexões sobre a existência, tomando formas como símbolos e narrativas nas canções da banda. Assim, embora pareçam fantasias distantes, é possível ver por trás de cada música o paralelo com nossas situações mundanas.

As artes conceituais foram idealizadas por Raphael, principal criador do Universo Outland e as ilustrações ficaram por conta da artista visual Valéria Aranha, que topou o desafio de dar vida e cores a este mundo, conseguindo representar esta visão de forma espetacular.

As fotos, assim como os projetos da capa, encartes e também e releases foram feitos pelo diretor de Arte Marcus Vale, que já apoia o trabalho da banda desde seus primórdios em 2008.

O EP "City of Eternal Lights" (lançamento em breve) foi totalmente produzido pelo Outland, com baterias gravadas no Fábrika Studio (Belém, Brasil), sob direção de Kleber Chaar e demais instrumentos e vocais gravados in Home Studio ao longo de 2021, com o próprio tecladista e produtor fonográfico Tio Lu a frente da engenharia de captação som, mixageme masterização, assim como da distribuição digital.

O Single "Hybrid One" é uma das faixas do EP. Aqui os elementos de Hard Rock e Metal se mesclam às experimentações progressivas. As harmonias e compassos complexos representam o conflito interno e a complexidade da existência. Esperamos que embarque nesta viagem sonora e que possa vislumbrar conosco as cores e histórias deste universo.

Bem vindo a Outland.

"HYBRID ONE" (LETRA E MÚSICA: R.VALE):

...A híbrida, em raça e em alma. Sem nome e sem lar. Deus e Diabo

de si mesma, é uma caçadora impiedosa em um mundo indiferente.

Uma sombra descrente do sentido maior, mas em constante conflito

com sua própria natureza divina. É um ser em constante

autodescoberta, vivendo o martírio da dualidade, aprendendo seu

papel numa incompreensível realidade...”.

terça-feira, 26 de julho de 2022

Female President lança “Saints of Heartache” single do EP de estreia “Our Year To Grieve”; ouça

Faixa é uma exibição imprudente de poder e uma melodia de rock retorcida que você vai querer aumentar até o fim.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

Uma demonstração imprudente de poder, a batida selvagem de "Saints of Heartache" e os riffs de rock retorcidos se sustentam sob os vocais de aço crescentes. Escrito para inspirar o início e sair de uma situação tóxica, você estará batendo os pés, tamborilando no volante e aumentando o volume nesta faixa. Este é o último single lançado do próximo EP "Our Year To Grieve" do trio Female President.

Um trio de rock moderno e energizado inspirado nas primeiras raízes do rock n roll; Female President usa coragem sincera e riffs simplistas para criar um som próprio. Uma família de músicos cujos estilos individuais criam dinâmica e groove a um ritmo febril.

 Dréa Atkins (do Farewell Albatross), Johnny Moss (do DSR) e Jasper Cunningham (do Vacant Lights) formaram a banda durante o verão de 2020. Female President lançará seu EP completo em junho de 2022. O EP é dedicado à perda de muitos membros da família e da comunidade no ano passado, incluindo o pai de Dréa.

 Ouça: "Saints of Heartache":

quinta-feira, 21 de julho de 2022

Ultranova libera seu novo single "Odisseia para Sirius"; ouça

Canção marca o retorno pós-pandêmico da banda prog paraense.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

A banda Ultranova, forte expoente do prog rock nacional, liberou hoje o seu novo single, "Odisseia para Sirius", seu primeiro lançamento após "Samsara" (OUÇA AQUI), música que chegou em maio de 2019, sucedendo o álbum de estreia, o excelente "Orion", de 2017 (LEIA A NOSSA RESENHA).

O lançamento marca o retorno pós-pandemia da banda, que interrompeu as atividades de ensaios e shows desde meados de 2020. Agora o grupo se encontra em fase de gravação de novas músicas que farão parte do novo álbum que planejam lançar até o final do ano. Além dessa, há outras em fase de gravação que talvez resultem em um outro single antes do lançamento do disco.

Sobre a faixa, o guitarrista Daniel Leite explicou:

"Quando criamos o projeto Ultranova, sempre imaginamos uma sonoridade espacial, o primeiro álbum está repleto dessa atmosfera cósmica, presente com mais amplitude em faixas como "Órbita" e "Órion". "Odisseia para Sirius" por sua vez, vem coroar todo esse contexto, e baseado nesse ambiente cósmico, fui compondo os temas e deixando a própria estrutura musical me direcionar no decorrer da composição. O nome "Odisseia para Sirius" busca inspiração na história de uma jornada para a estrela mais brilhante de nossos céus, e foi baseada nesse contexto, que a composição foi pensada e elaborada. Espero que vocês apreciem esse brilho, o brilho de Sirius!"

Ouça "Odisseia para Sirius" no player abaixo:

segunda-feira, 18 de julho de 2022

Titas lança clipe para "Caos", canção de seu vindouro novo álbum; assista

Canção foi composta pela família Lee: Rita Lee, Roberto de Carvalho e Beto Lee.

Os Titãs, hoje composto por Branco Melo, Sérgio Britto e Tony Belotto, lançaram o primeiro single de seu novo álbum, que chegará ainda este ano, sucedendo a ópera rock “Doze Flores Amarelas” (2018).

Rick Bonadio e Sérgio Fouad assinaram a produção da canção, enquanto Otávio Juliano assinara a direção do videoclipe da mesma.

‘Caos’ é uma pérola, um presente muito especial que ganhamos de Rita, Roberto e Beto Lee, uma canção inédita composta especialmente para nós por esse trio de talento extraterrestre! É também a primeira música que lançamos de nosso novo disco, um trabalho titânico que reúne 15 músicas novas, um disco de rock com que comemoramos 40 anos de carreira.” - declarou em nota o guitarrista Tony Belotto.

Assista ao clipe de "Caos" no player abaixo:

quarta-feira, 6 de julho de 2022

Orangeira Fest terá CPM 22, Plutão Já Foi Planeta e mais com entrada gratuita em Osasco

Evento, no dia 10 de julho, também terá Dona Iracema, Deb and the Mentals e outras sete bandas; entrada gratuita é mediante doação de um quilo de alimento não perecível.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

A banda CPM 22 será a atração principal do Orangeira Rock Fest, que acontecerá dia 10 de julho em Osasco (SP). O festival contará ainda com outros destaques da cena rock nacional, como as bandas Plutão Já Foi Planeta, Dona Iracema e Deb and The Mentals, além de outras bandas. A entrada para o evento será 1kg de alimento não perecível, prometendo casa cheia.

Com apoio da Secretaria de Cultura de Osasco, o evento fará parte da programação da Semana do Rock em Osasco, no ano em que o município paulista completa 60 anos. O festival, com line up eclético, reúne bandas de diferentes estados brasileiros.

O CPM 22 surgiu em 1995, influenciada por punk rock e hardcore, com músicas rápidas, melódicas e letras cotidianas. O CPM 22 tem como maior influência a cena pós punk californiana dos anos 90, como, Screeching Weasel, No Use For A Name, Face To Face, Lagwagon, entre outros.

Ao longo dos anos, a banda foi se tornando cada vez mais popular com sucessos como ‘Um Minuto Para o Fim do Mundo’, ‘Regina Let’s Go’, ‘Dias Atrás’, ‘Não Sei Viver Sem Ter Você’ e muitos outros, se tornando um dos principais nomes do rock / hardcore brasileiro.

Neste ano de 2022 a banda será atração do Palco Mundo do Rock in Rio, representando o rock nacional na mesma noite que grandes nomes do rock mundial como The Offspring, Maneskin e Guns n’ Roses. Será a terceira participação da banda no festival carioca, um dos maiores do mundo.

A Plutão Já Foi Planeta é uma banda de Natal (RN) iniciada em 2013, e no ano seguinte, lançaram o primeiro trabalho de estúdio, o ‘Daqui Pra Lá’. Com esse álbum, tocaram em cidades de todo o Brasil, marcando presença em festivais como Bananada (GO), DoSol (RN), MADA (RN), Circadélica (SP), Rolling Stone (SP), Tomarrock (RR), Contato (SP) e Ponto CE (CE). Em 2016, foram vice-campeões do reality show global “SuperStar”, o que rendeu visibilidade nacional para o trabalho.

Logo depois, em março de 2017, lançaram o segundo álbum, intitulado ‘A Última Palavra Feche a Porta’, em parceria com o selo slap da Som Livre, e conta com as participações de Maria Gadú e Liniker. Nesta turnê a banda seguiu participando de grandes festivais, como Coma (DF), Lollapalooza (SP), Rock in Rio (RJ).

É difícil ficar indiferente ao som da banda Dona Iracema, de Vitória da Conquista (BA). Potente, afirmativo, politizado, irreverente e, principalmente, autêntico, com uma propriedade rara, o grupo consegue mexer em assuntos espinhosos e imperativos na sociedade atual. No meio disso, um hardcore com sotaque nordestino e elementos de baião e forró, batizado por eles de “caatincore”.

Deb and The Mentals é uma das bandas mais ativas do cenário atual. Nascida em 2015 e liderada pela potente vocalista Deb Babilônia, a banda começa agora – em parceria dos selos Forever Vacation Records e Flecha Discos – uma nova fase, com letras em português, mas mantendo o seu garage rock/grunge pulsante.

Desde que lançou ‘Mess’, em 2017, a Deb And The Mentals tem uma estética sonora bem definida: soa noventista, se encaixa perfeitamente no que se chamava de college rock, caminhando a entre o rock mainstream e o punk underground.

Idealizador do evento e responsável pela Orangeira Music, Lucas Laranjeira falou sobre o festival.

Sou morador de Osasco desde que nasci, em 1987, e produzo eventos na cidade há muitos anos. Sempre foi vontade nossa na Orangeira Music poder realizar um festival que reunisse destaques de diferentes vertentes e regiões do rock brasileiro na cidade. Sempre trabalhamos a circulação de artistas na cidade e poder fazer isso em um festival como este é colocar Osasco na rota dos grandes festivais do país.

Além da parte musical, o festival terá exposições de artesanato, espaço kids, entre outras novidades para atender a todos os públicos e famílias do município de Osasco. Contará ainda com uma praça gastronômica com diversas opções de doces e salgados, além do bar com diversas opções.

Com entradas limitadas, sujeito a lotação máxima da casa, quem não quiser ficar de fora do Orangeira Rock Fest 2022 terá que chegar cedo para aproveitar todas as atrações do evento.

ORANGEIRA ROCK FEST 2022

Data: 10 de julho de 2022

Horário: das 10 às 23h

Local: Centro de Eventos Pedro Bortolosso

Endereço: Av. Visc. de Nova Granada, 513 – Km 18, Osasco – SP, 06194-025

Entrada solidária: 1 kg de alimento não perecível

Realização: Orangeira Music.

terça-feira, 5 de julho de 2022

Montanee lança session de versão rock do hit "...Baby One More Time"; assista

Sucesso de Britney Spears, que marcou o pop da segunda metade dos anos 90, ganha contornos rock da banda carioca.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

O trio carioca Montanee, prestes a lançar pelo selo Olga Music a inédita "Chepeast Thrill" (15/7 no streaming), solta antes a live session em que tocam uma versão rock e moderna de "... Baby One More Time", hit absoluto da cantora norte-americana Britney Spears e até hoje uma das músicas mais emblemáticas do pop.

Confira a session da Montanee tocando "... Baby One More Time":

A versão também está nas plataformas digitais, ouça aqui.

A ideia de fazer esse cover, conta o guitarrista e vocalista Felipe Areias, surgiu ao escutar a versão acústica de "... Baby One More Time" criada pela banda britânica Travis.

"Resolvi tirar ela no violão e, no dia seguinte, a gente tinha ensaio. Fiquei pronto antes dos outros e comecei a tocar ela de bobeira, o resto da banda começou a acompanhar e gostamos do que saiu dali em diante", ele revela.

Teo Kligerman, o baterista da Montanee, conta um pouco sobre o processo criativo da versão rock deste clássico do pop noventista:

"Quando fazemos uma releitura, claro que criamos várias coisas, temos uma liberdade criativa, mas é mais fácil transformar do que brotar do zero. Mas foi um processo bem natural".

A ideia de começar a música apenas com fraseados de guitarra, conta Areias, foi uma forma de manter como a versão nasceu pela primeira vez em um ensaio. "Foi uma coisa instintiva a banda entrar só no primeiro refrão".

A versão, então, ganhou mais corpo com a adição de sintetizadores, por meio da produção de Thiago Cymbal e Vic Delnur. "Elevamos nossa leitura de "...Baby one More Time" a outro nível e foi a partir daí que resolvemos encher a música com vozes", completa Areias.

Mais diversas harmonias foram gravadas e mais uma participação entra em cena na gravação: Nanda Cid, que contribuiu com backing vocals.

"Acho que a Britney vai ficar orgulhosa com a nossa versão", finaliza a banda.

Mais detalhes sobre os bastidores e o processo de gravação podem ser conferidos neste vídeo, com direção, edição e colorização de Felipe Areias, e direção de fotografia de João Carlos Rocha: