Confraria Floydstock: notícias
Mostrando postagens com marcador notícias. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador notícias. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 1 de março de 2021

Iggor Cavalera participa de bate papo com Régis Tadeu e Paulo Baron

Entrevista repassa momentos importantes da carreira do baterista

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria?Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

O renomado baterista Iggor Cavalera, músico de extrema importância na história da música pesada, é o mais novo entrevistado no Bate Papo com Regis Tadeu e Paulo Baron. A conversa, descompromissada, mostra Iggor explicando sua relação de longa data com a música industrial e eletrônica; seu método livre de tocar bateria e a situação mundial da atualidade.

A entrevista gravada à distância repassa a carreira musical de Iggor, falando inclusive de seus projetos mais recentes, como o PetBrick, duo industrial em parceria com Wayne Adams, do Big Lad, o eletrônico MixHell e o alternativo Soulwax. Também foram assuntos o Nailbomb e o futuro do Cavalera Conspiracy.

Assista o Bate Papo com Regis Tadeu e Paulo Baron:

Uma das mais recentes novidades de Iggor Cavalera é a série de vídeos Beneath the Drums, criada para mostrar um pouco mais de sua história e música, e vem obtendo grande destaque na mídia internacional, sendo destaque nos principais veículos de música especializados Em seu canal oficial no YouTube, o músico apresenta músicas marcantes de sua carreira, explicando o conceito, composição e tocando as faixas para os fãs.

O baterista também lançou este ano uma conta no Patreon, oferecendo recompensas exclusivas para os fãs. Com esta iniciativa, Iggor Cavalera se aproxima de seu público e oferece uma visão exclusiva sobre sua obra musical e seu legado, inspirando fãs e músicos.

Entre os atuais projetos musicais de Iggor estão o MixHell, o Soulwax, o Petbrick e a banda ao lado de seu irmão Max, o Cavalera Conspiracy. O último álbum da banda é "Psychosis", de 2017.

Mais informações sobre Iggor: https://www.youtube.com/IggorCavaleraDrums

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

Epica anuncia shows no Brasil, a Ωmega BrasileirΩ tour

O Epica anunciara agora há pouco cinco datas e locais de shows em terras brasileiras pela Ωmega tour, turnê que divulgará o seu 8º álbum de estúdio, "Ωmega" (saiba mais), que chegará amanhã, via Nuclear Blast.

Eis as datas e locais:

07/12/21 Opinião - Porto  Alegre

08/12/2021 Tork ’n' Roll - Curitiba

10/12/2021 Toinha - Brasília

11/12/2021 Audio Club - São Paulo

12/12/2021 Circo Voador - Rio de Janeiro

A venda de ingressos foi confirmada para iniciar no dia 4 de março próximo.

Além do anúncio da turnê brasileira do novo álbum para este ano, o Epica também comunicou outra novidade hoje.

Coincidindo com o início da pré-venda dos ingressos da turnê, a banda, junto à Liberation Music Company, lançará uma pop-up store na GALERIA DO ROCK em São Paulo (Av. São João, 439, loja #372, segundo andar). 

Horários de funcionamento da loja: 

Quintas-feiras: 12:00 - 19:00

Sextas-feiras: 12:00 - 19:00

Sábados: 11:00 - 17:00

A pop-up store venderá ingressos de shows da turnê, merchandise exclusivo da banda e o novo álbum ‘Ωmega’.

Ainda não temos informações sobre os preços dos ingressos. Divulgaremos aqui assim que possível. *

*Informações adicionais do fan Group EPICA BRASIL no Facebook.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2021

Ligante Anfetamínico: Lança Revista Pôster + CD com 25 Clássicos (coletânea) Edição Limitada

No ano de 1998 nasce a Ligante Anfetamínico, a banda que viria a se tornar o expoente máximo do punk rock da serra gaúcha. Surge com muita personalidade e estilo definidos. Criatividade e produção incessantes tornam-se, pouco a pouco, a marca desta banda que teve a coragem de romper com o cover e mostrar somente trabalhos autorais. 

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria?Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

De fato, a consagração de vinte três anos de um trabalho diário de divulgação e compromissos será, enfim, finalizada com chave de ouro que tem data para acontecer, e hora marcada para surgir. 

Mudaram os meios de distribuição, as rádios viraram on line, as redes sociais vieram para ficar e criar a conexão entre o artista e o público e a Ligante não parou no tempo atualmente é uma das bandas que mais atende solicitações de entrevistas nas redes sociais, que mais toca nas diversas rádios web espalhadas pelo Brasil. Suas redes sociais crescem mais e mais a cada dia.

A revista é um grande resgate de todo material já lançado publicado nesses vinte dois anos de estrada trazendo fotos histórias.

A revista que vai sair com uma tiragem de edição limitada e conta com financiamento próprio e também privado para alguns parceiros da banda exporem sua marca nos espaços para publicidade nas páginas da revista.

Essa é a Ligante Anfetamínico, formada por Esqueleto – Vocal, Jocemar – Guitarra, Tchaina HC – Baixo, Luciano Paim – Bateria. 

Pontos de Vendas Oficiais:

Esses são os primeiros pontos de venda oficiais novos pontos de venda serão informados individualmente  conforme forem surgindo.

Pontos de venda On line:

Rock na Ativa Store: rocknaativa.com.br/loja/

Pagina Facebook: facebook.com/bandaliganteanfetaminico/

Instagram: instagram.com/liganteanfetaminico/

Pontos de venda Físicos:

Cachaçaria Sarau: 

Endereço: R. Cel. Flores, 749 - São Pelegrino, Caxias do Sul - RS

Horários de atendimento:

Quarta a sexta a partir das 18h30min

Sábado a partir das 20h

Hamburgueria Jaime Rocha:

Marquês do Herval, 983 - Centro, Caxias do Sul - RS

Horários de atendimento:

De segunda à sábado

11:00 às 14:00hs

18:00 às 23:30hs

Rock Skulls Shop:

Endereço: R. 18 do forte, 1881, Centro Caxias do Sul, RS

Horários de atendimento:

De segunda à sexta 

09:30 as 18:00

Sábado das 09:30 as 16:00

Sobre a Ligante Anfetamínico

Poucas bandas autorais surgidas na serra gaúcha se deram ao luxo de completar mais de 20 anos de trajetória ininterrupta. A  Ligante Anfetamínico,  nome que ninguém esquecerá no dia em que se biografar a história do punk e da cena underground de Caxias do Sul RS.  

Nascida no bairro Cruzeiro a Ligante passou por diversas fases, com diversos componentes. Ora puxou mais para o punk e hardcore, ora para o rock, mas sempre se manteve independente.

Com influências de Os Replicantes, Sex Pistols e Ramones, a banda Ligante Anfetamínico, do bairro Cruzeiro, em Caxias do Sul RS.

Meio que na contramão das tendências virtuais e buscando um resgate pelo material físico pelos produtos como Vinil, Cd  e Revistas a Ligante aposta alto na qualidade do material que vem sendo produzido em parceria com a editora Virtua.

E sua nova iniciativa inédita na  serra gaúcha é uma revista pôster é uma coletânea intitulada "Lembra??" com 25 músicas com toda a trajetória banda com músicas de todas resgatadas de todos os discos e demo tapes lançados pela banda.

Os garotos nunca esconderam a grande referência que são os replicantes e o cantor Wander Wildner, ex-Replicantes. Aliás, o nome da banda é inspirado num demo-tape chamado "Punk Rock Anfetamínico Que Matou a Modelo", da primeira banda de punk brega, o Sangue Sujo.

A Ligante Anfetamínico hoje é composta por Esqueleto, vocalista, que está desde o início, Luciano Paim, fundador da banda, Jocemar como guitarrista, Anderson Severo (Tchaina) como baixista.

A banda caxiense tem duas demos e três CDs de estúdio gravados, um DVD com a história da banda, e a coletânea "20 anos de Ligadeira", lançada em 2018.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2021

Chegou "Persona", novo EP do Elyose; ouça

 

"Persona", EP da banda francesa de metal sinfônico-industrial, Elyose, chegara hoje, em diversos formatos.

Ouça na íntegra:

Recentemente a banda liberara o single "Mille silences". Assista ao clipe no player abaixo:


Tracklist:

1. Metropolis
2. Fit In
3. Mille silences (feat. Julien Nutz Deyres)
4. Hurt People
5. Fit In (Helalyn Flowers Remix)
6. Mille silences (Acoustic Version)

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2021

Delain: 4 dos 5 integrantes deixam a banda

Hoje os fãs da banda Delain foram surpreendidos por 2 comunicados: o 1º deles do líder da banda, o tecladista Martijn Westerholt, que praticamente decretara o fim do grupo, como se conhece e o da frontwoman Charlotte Wessels, explicando com todo o seu pesar a situação.

Ainda que não tenha batido o martelo decretando o fim do Delain, Martijn praticamente o fizera, uma vez que com as partidas da cantora Charlote Wessels, do baixista Otto Schimmelpenninck van der Oije, do guitarrista Timo Somers e do baterista Joey de Boer agora, restara somente ele, que segundo o próprio, retornará à raiz, na condição de projeto, onde passará a contar com inúmeros musicistas convidados.

Leia abaixo a declaração dele: 

"Estou muito triste que nossa cooperação tenha chegado ao fim, mas ao mesmo tempo sou muito grato por todos os anos em que pudemos trabalhar juntos. Juntos, viajamos pelo mundo, compartilhamos altos e baixos e tivemos muitos sucessos, além de tempos que nos levaram a aprender e crescer. Todos gostamos de conhecer nossos fãs e fazer novos amigos em todo o mundo.

Os outros optaram por seguir caminhos diferentes. Eu decidi manter o Delain vivo continuando a escrever e produzir músicas para o Delain, como sempre fiz. Comecei o Delain como um projeto em 2002 e para o próximo álbum vou retomar a forma de projeto, lançando músicas com convidados especiais. Parece que muitos rostos familiares estarão retornando para se juntar a mim nesta jornada.

Não posso expressar minha gratidão o suficiente a todos vocês Delainers que nos apoiaram por tantos anos. Sua dedicação à música e à comunidade que vocês criaram para nós tem sido impressionante[...] Este não é o fim de Delain. É o fim de um capítulo, mas também o início de um novo."

A frontwoman Charlotte Wessels, por sua vez, se pronunciara:

"Delain é o meu mundo há quase 16 anos, o que é metade da minha vida e toda a minha carreira. Portanto, é com o coração pesado que estou confirmando que Delain continuará como o projeto solo de Martijn, e meu envolvimento com Delain termina aqui.

No momento, eu sei que você pode ter perguntas sobre o "porquê" de tudo isso. Eu entendo e respeito totalmente isso. Simplificando, é a triste conclusão de mais de um ano tentando encontrar soluções para as queixas acumuladas. Em parte de mim, parece que estou decepcionando todos vocês e gostaria que soubessem que esta decisão não foi tomada de ânimo leve e peço desculpas àqueles que tinham grandes esperanças de ver todos nós juntos ao vivo novamente no palco depois confinamento. Até recentemente, eu pensava que isso ainda poderia ser útil para nós também.

Nos últimos 15 anos, lançamos músicas nas quais colocamos nosso coração e alma. Nós fizemos turnês pelo mundo, balançamos tantos palcos e conhecemos tantos fãs maravilhosos; Eu estimo tudo isso além da medida. Todos os olhos travados durante uma letra, todas as primeiras fileiras de cinco, todos os abraços depois do show (lembra dos abraços?) Do buraco suado na parede aos Wembleys, Wackens e Paradisos de nossa carreira. As memórias que nós: banda, equipe, fãs, fizemos juntos durarão para sempre. E no final, elas são mais importantes para mim do que as diferenças que não poderíamos superar, então é onde eu gostaria que o foco da narrativa estivesse.

Então, para onde vamos a partir daqui? Otto, Timo e Joey também estão saindo do Delain, mas seguirão fazendo música com projetos próprios. Certifique-se de seguir o que eles estão fazendo. Mal posso esperar para ver e ouvir como eles vão dominar o mundo. Martijn continuará com Delain, e embora possa ser doloroso no início ver um Delain do qual eu não faço parte, desejo-lhe o melhor neste novo capítulo. Como qualquer relacionamento, nossa parceria criativa exigiu trabalho às vezes, mas também foi incrivelmente frutífera e sou grata por todas as coisas que fizemos juntos. Por fim, espero que o Delain continue sendo uma força positiva na vida de todos. Nós somos os outros ("We Are The Others"), sempre seremos, e nada disso muda isso.

Quanto a mim, vou continuar escrevendo e apresentando música. É o que me dá alegria e propósito. Estou muito grata por minha incrível comunidade no Patreon, algo que deveria ser um projeto paralelo do Delain, mas agora será o principal lugar onde eu lanço música e crio arte e comunidade.

Esta plataforma permite-me continuar a criar de forma independente e agradeço a todos os patrocinadores que tornam isso possível. Estou dedicada a trazer a vocês o meu melhor absoluto, e estou ansiosa para fazer mágica com todos vocês.

Dou as boas-vindas ao futuro de braços abertos e espero vê-los em minha jornada. Você pode encontrar o mais recente em http://charlottewessels.nl

Com amor,

Charlotte."

O derradeiro álbum deste Delain fora "Apocalypse & Chill", que chegara em fevereiro de 2020.

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2021

Existe uma gravação com Frank Zappa e Jimi Hendrix, mas os Zappa não conseguem encontrar

Um dos tesouros enterrados no cofre de Frank Zappa é uma gravação de Zappa com Jimi Hendrix. A má notícia é que ninguém sabe onde está

Ahmet Zappa, filho de Frank e Gail Zappa e co-curador da propriedade de Zappa, diz ao Noise11 que sabe que as fitas existem em algum lugar. “Posso dizer pessoalmente que aquela que ainda não encontramos, mas ouvi minha mãe e meu pai falarem sobre Frank e Jimi Hendrix tocando no jardim. Sempre quis ouvir como isso soava”, diz Ahmet.

As gravações de Zappa com John Lennon foram lançadas no álbum ‘Someime In New York City’ de Lennon. Uma sessão não lançada é Zappa e Eric Clapton juntos. “Isso é de uma noite em que tocaram em um show,” Ahmet disse ao Noise11.com. “As fitas de Eric Clapton são eles tocando em Nova York ou Londres. Eles estão conversando, Frank está tocando o solo e Eric está solando, então eles mudam de posição. Essas são muito impressionantes. Encontramos pepitas aqui e ali. Não sei se há mais especificamente de outra colaboração com John ou outra colaboração com Eric”.

Frank Zappa lançou 62 álbuns em sua vida e mais de 100 já foram lançados após sua morte aos 52 anos em 1993. “Temos provavelmente cerca de 35% nas fitas”, diz Ahmet. “Isso deve dar a você uma amostra de como o cofre é vasto. Temos mais de 100 lançamentos e em cada lançamento pode haver algumas fitas master que estamos lendo. É uma grande quantidade de mídia que meu pai fez durante sua vida. É extraordinário. Dezenas de milhares de fitas”.

Frank era alguém que sempre tinha um gravador ou vídeo funcionando. É extraordinário que todos tenham uma câmera de vídeo com alta definição no bolso agora, mas você teve que pagar alguém. Foi um empreendimento caro. Ele estava sempre documentando. Ele fazia a curadoria do melhor deles ou das coisas mais estranhas, apenas coisas específicas que o inspiravam. Nós descobrimos áudio incrível o tempo todo. Alguns shows podem ter multitracks, alguns podem ser uma fita de placa ou sessões que não sabíamos que tínhamos no Whitney Studios, algo que não foi para "Hot Rats". Encontramos coisas assim. O que tentamos fazer é ser completistas. É arqueologia, ele registrou aqui, do que isso pode fazer parte. Tentamos ouvir a base de fãs e fazer alguns pacotes bem especiais e esperamos que as pessoas gostem”.

Assista a entrevista inteira do Noise11.com com Ahmet Zappa.


Zappa - Official Trailer:

Neil Young irá lançar álbum e filme de seu 1º concerto. Saiba mais

Neil Young anunciou o lançamento de "Young Shakespeare", um álbum e filme ao vivo de 1971 que chegará em 26 de março próximo e apresenta as primeiras imagens conhecidas de Young em um concerto.

Em 22 de janeiro de 1971, Young subiu ao palco no Shakespeare Theatre em Stratford, Connecticut. O show, gravado para a televisão alemã, mas não lançado publicamente até agora ,mostra o cantor e compositor fazendo uma performance despojada de violão, piano e gaita.

Entregue alguns meses após o lançamento de seu álbum de estúdio "After the Gold Rush", a performance inclui duas faixas desse LP: "Tell Me Why" e "Don't Let It Bring You Down", somadas às canções anteriores como "Cowgirl in the Sand”e “Down by the River”.

"Young Shakespeare" também traz as primeiras gravações ao vivo de "Old Man", "The Needle and the Damage Done", "A Man Needs a Maid" e "Heart of Gold", tocadas mais de um ano antes de serem lançadas no álbum "Harvest", de 1972 .

Assista a um trailer de "Young Shakespeare" no player abaixo:

"Young Shakespeare" chegará em vinil e CD, bem como em um DVD independente. Um box "Deluxe Edition" também estará disponível, apresentando todos os três formatos do lançamento, junto com material bônus. Todas as versões estão disponíveis para pré-encomenda agora no site Neil Young Archives.

Young descrevera seu show de "Young Shakespeare" como “uma performance mais calma, sem a atmosfera de celebração do Massey Hall, capturada ao vivo em 16 mm. "Young Shakespeare" é um evento muito especial. Para meus fãs, eu digo que esta é a melhor de todas ... uma das performances acústicas mais puras que temos no Arquivo.

Tracklist:

1. "Tell Me Why"

2. "Old Man"

3. "The Needle and the Damage Done"

4. "Ohio"

5. "Dance Dance Dance"

6. "Cowgirl in the Sand"

7. "A Man Needs a Maid/Heart of Gold"

8. "Journey Through the Past"

9. "Don’t Let It Bring You Down"

10. "Helpless"

11. "Down by the River"

12. "Sugar Mountain"

2 em 1: Ozzy Osbourne se vacina contra COVID-19 e lança clipe animado de "It's A Raid" com Post Malone; assista

Ozzy Osbourne recebeu sua primeira dose da vacina contra o coronavírus no início desta semana.

O lendário cantor do Black Sabbath revelou que teve a chance ao aparecer, ao lado de sua esposa Sharon, no talk show britânico "Loose Women".

Ozzy, que fez 72 anos em dezembro, disse ao painel do "Loose Women" que tomou a vacina COVID-19 na quinta-feira e que o único efeito colateral que sofreu foi uma "dor no braço". Ele acrescentou que estava "feliz" por tê-lo recebido e "absolutamente aliviado" assim que a injeção foi administrada.

Observando que o vírus trouxe um "ar de ruína" para o mundo, Ozzy também falou sobre como se sentiu quando Sharon contraiu a doença.

Ozzy explicou que estava "preocupado" com sua esposa, acrescentando: "É inevitável que você conheça alguém que já teve antes que acabe.

Não havia muito que eu pudesse fazer. Só esperei e rezei para que ela não ficasse realmente doente ou pior", disse ele.

Ozzy passou a admitir que "lutaria" sem Sharon, dizendo que sua esposa e empresária é sua "vida".

Vários dias atrás, Ozzy disse durante um episódio de "Ozzy Speaks" no Ozzy's Boneyard da SiriusXM, que estava planejando receber a vacina COVID-19 assim que pudesse.

Eu vejo assim: se eu não tomar a injeção e pegar o vírus, há uma boa chance de eu não estar aqui”, disse ele.

Em novembro passado, Ozzy disse à revista GQ que sofre de uma doença respiratória que o coloca em um risco aumentado de pneumonia grave e resultados ruins se ele desenvolver COVID-19.

"Estou com enfisema, então se eu pegar esse vírus, estou ferrado", disse ele, referindo-se ao tipo de doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) que torna a respiração difícil e piora com o tempo.

E hoje o madman lançara em parceria com Post Malone o videoclipe animado e "politicamente incorreto" de "It's A Raid", canção que integra o elogiado álbum último do Príncipe das Trevas, "Ordinary Man" (2020).

Enquanto gravava o "Vol. 4" do Black Sabbath, em Bel Air, Califórnia, Osbourne acionou o alarme de segurança da casa e a polícia cercou a casa, que ele disse ter "pilhas de maconha e cocaína". Osbourne acrescenta: "Estou gritando, 'É UMA PORRA DE BATIDA", "antes de esconder as drogas e ingerir cocaína enquanto me escondia em um dos banheiros da casa". - Esta fora a inspiração para a canção.

Assista ao clipe no player abaixo:


quinta-feira, 11 de fevereiro de 2021

Morreu Chick Corea : lenda do jazz que tocou com Miles Davis e ganhou 23 Grammys

O pioneiro do jazz americano, compositor, tecladista e bandleader Chick Corea faleceu na terça-feira, de acordo com um post em sua página no Facebook. Ele tinha 79 anos. O comunicado do Facebook diz que Corea morreu de “uma forma rara de câncer que só foi descoberta recentemente”.

Corea foi a quarta artista mais indicada na história do Grammy, com 65 indicações, vencendo 23 vezes. Ele também ganhou 3 prêmios Grammy Latinos, o máximo de qualquer artista na categoria Melhor Álbum Instrumental.

Da vanguarda à vanguarda, do bebop à fusão, das canções infantis à música de câmara, juntamente com algumas incursões de longo alcance nas obras sinfônicas, Corea teve um número surpreendente de bases musicais em sua ilustre carreira.

Suas composições "Spain", "500 Miles High", "La Fiesta", "Armando’s Rhumba" e "Windows" são padrões do jazz. Ele foi membro da banda de Miles Davis no final dos anos 1960, participando do nascimento do jazz fusion. Corea tocou em vários álbuns clássicos de Miles Davis, incluindo “Black Beauty: Live at the Fillmore West” e “Miles Davis at Fillmore: Live at the Fillmore East”.


Na década de 1970, Corea formou Return to Forever, um dos grupos centrais do movimento jazz-fusion. Junto com Herbie Hancock, McCoy Tyner, Keith Jarrett e Bill Evans, ele é considerado uma das principais vozes de piano a emergir no jazz durante a era pós-John Coltrane.

Corea continuou a buscar múltiplas colaborações e a explorar diferentes estilos musicais ao longo das décadas de 1980 e 1990. Ele também era conhecido por promover e arrecadar fundos para uma série de questões sociais.

O comunicado postado no Facebook incluía esta mensagem de Corea: “Espero que aqueles que têm a intuição de tocar, escrever, atuar ou não o façam. Se não por você, então pelo resto de nós. Não é só que o mundo precisa de mais artistas, é também muito divertido.

A música de Corea foi apresentada em "The Two Papes for Netflix 2019", de Fernando Meirelles.

No documentário "2012 Return to Forever: Inside the Music", que Corea produziu, ele promovera uma reunião de fundadores do jazz/rock.

Aqui está a postagem completa de sua página do Facebook:

"É com grande tristeza que anunciamos que no dia 9 de fevereiro, Chick Corea faleceu, aos 79 anos, de uma forma rara de câncer que só foi descoberta muito recentemente.

Ao longo de sua vida e carreira, Chick desfrutou da liberdade e da diversão de criar algo novo e de tocar os sons que os artistas fazem.

Ele era um marido, pai e avô amado, e um grande mentor e amigo de muitos. Através de seu trabalho e das décadas que passou viajando pelo mundo, ele tocou e inspirou a vida de milhões.

Embora ele fosse o primeiro a dizer que sua música dizia mais do que as palavras jamais poderiam, ele tinha esta mensagem para todos aqueles que conhecia e amava, e para todos aqueles que o amavam:

“Quero agradecer a todos aqueles ao longo da minha jornada que ajudaram a manter o fogo da música aceso. É minha esperança que aqueles que têm a ideia de tocar, escrever, atuar ou de outra forma, o façam. Se não por você, então pelo resto de nós. O mundo não precisa apenas de mais artistas, mas também de muita diversão.

E para meus incríveis amigos músicos, que são como uma família para mim desde que eu os conheço: foi uma bênção e uma honra aprender e tocar com todos vocês. Minha missão sempre foi levar a alegria de criar em qualquer lugar que eu pudesse, e ter feito isso com todos os artistas que eu admiro tanto - esta tem sido a riqueza da minha vida.”

A família de Chick certamente apreciará sua privacidade durante este momento difícil de perda."

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2021

Rock and Roll Hall of Fame 2021: Iron Maiden, RATM e Foo Fighters estão entre os indicados para a indução. Veja a lista completa

O Rock and Roll Hall of Fame divulgara a lista dos artistas indicados para serem induzidos à sua calçada em maio de 2021, Cleveland, Estados Unidos, com transmissão posterior da HBO.

Como critério para ser elegível, o artista e/ou banda deve ter lançado um single ou álbum relevante há pelo menos 25 anos.

A grande novidade deste ano são as inéditas indicações do Foo Fighters, Iron Maiden, Mary J. Blige, The Go-Go’s, Dionne Warwick e outros .

A escolha é aberta ao voto popular, através do site do Museu, porém o peso deste é minimizado, tendo o valor de 1 jurado dentre um grande montante destes.

Confira abaixo todos os indicados:

Mary J. Blige

Kate Bush

Devo

Foo Fighters

The Go-Go's

Iron Maiden

Jay-Z

Chaka Khan

Carole King

Fela Kuti

LL Cool J

New York Dolls

Rage Against the Machine

Todd Rundgren

Tina Turner

Dionne Warwick

terça-feira, 9 de fevereiro de 2021

Morreu Mary Wilson, cofundadora das Supremes

A vocalista Mary Wilson, que co-fundou o The Supremes aos 15 anos de idade em um conjunto habitacional em Detroit e ficou com o trio da Motown Records até sua dissolução em 1977, morreu na noite de segunda-feira em sua casa em Las Vegas. Ela tinha 76 anos.

O publicitário de longa data de Wilson, Jay Schwartz, relatou que ela morreu repentinamente. As circunstâncias de sua morte não foram reveladas imediatamente. Os serviços funerários serão privados por causa da COVID, disse ele, mas haverá um memorial público ainda este ano.

Fiquei extremamente chocado e triste ao saber do falecimento de um membro importante da família Motown, Mary Wilson, das Supremes”, disse Berry Gordy em um comunicado na noite de segunda-feira. “As Supremes sempre foram conhecidas como as‘ namoradas da Motown ’. Mary, junto com Diana Ross e Florence Ballard, veio para a Motown no início dos anos 1960. Depois de uma série sem precedentes de sucessos no. 1, reservas para a televisão e casas noturnas, elas abriram portas para si mesmas, para os outros artistas da Motown e muitos, muitos outros. (…) Sempre tive orgulho de Mary. Ela era uma grande estrela por seus próprios méritos e ao longo dos anos continuou a trabalhar duro para impulsionar o legado das Supremes. Mary Wilson foi extremamente especial para mim. Ela foi uma pioneira, uma diva e fará muita falta.

Apenas dois dias antes de sua morte, Wilson colocou um vídeo em seu canal do YouTube anunciando que ela estava trabalhando com a Universal Music no lançamento de material solo, incluindo o álbum inédito "Red Hot" que ela gravou na década de 1970 com o produtor Gus Dudgeon. “Espero que parte disso seja lançado no meu aniversário, 6 de março”, disse ela no vídeo. Ela também prometeu entrevistas futuras que fez sobre as experiências das Supremes com a segregação, que ela disse virem em homenagem ao Mês da História Negra.


Wilson tivera alta visibilidade em 2019, quando ela apareceu na 28ª temporada de "Dancing With the Stars" e lançou "Supreme Glamour", seu quarto livro.

Wilson estava se preparando para passar parte do ano participando das comemorações do 60º aniversário das Supremes, ainda o trio vocal feminino mais icônico de todos os tempos.

Aqueles imediatamente pesando na hora tardia para prestar homenagem a Wilson variaram de Questlove a Paul Stanley do KISS. "AMD! Mary Wilson, das Supremes, morreu repentinamente”, tuitou Stanley. “Eu estava em uma ligação da Zoom com ela na quarta-feira por cerca de uma hora e nunca poderia ter imaginado isso. Tão cheio de vida e grandes histórias. Absolutamente chocado. Descanse na Suprema Paz Mary.

Com a vocalista principal Diana Ross e o membro fundador Florence Ballard (e com a substituta de Ballard, Cindy Birdsong), Wilson apareceu em todos os 12 sucessos pop nº 1 do Supremes de 1964-69; durante esse período, o maior dos grupos vocais da Motown graças ao seu som sedoso, atingiu um total de 16 singles pop top-10 e 19 R&B 45s top-10 (seis deles no topo das paradas).

Se Ross se tornou conhecida como a superestrela internacional do grupo e Ballard, que morreu prematuramente aos 32 anos em 1976, passou a ser homenageada como sua figura trágica, Wilson foi sua força motriz constante, onipresente e aberta, embora muitos a vejam como um pouco mais do que um fornecedor dos ganchos de backup que apoiavam o trabalho principal de Ross.

Via Variety.

The Supremes: Mary Wilson, Florence Ballard & Diana Ross

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2021

Weight of Emptiness: Banda ganha importante prêmio da música chilena

Há algumas semanas, foi divulgado que o Weight of Emptiness havia sido indicado em 2 categorias para o "Escuchar", o prêmio mais importante da música independente chilena.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria?Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com 

E o Weight of Emptiness ganhou um dos prêmios mais importantes do "Escuchar 2021" , o de "Melhor Disco do Metal Extremo" com o álbum "Conquering The Deep Cycle", lançado em 2019. O evento foi realizado no último domingo (31/01) e veio para coroar todo o trabalho árduo que os chilenos vem fazendo desde 2015, ano de sua fundação.

Sobre o prêmio de Melhor Disco do Metal Extremo, o guitarrista Juan Acevedo comenta: “Este prêmio que recebemos é muito importante para nós, pois destaca o trabalho de bandas independentes de rock e metal no Chile. Ser destacado como Melhor Disco de Metal Extremo, em um país onde existem grandes bandas do estilo, é uma verdadeira honra e nos dá energia para continuar trabalhando duro, como temos feito desde que a banda começou. Isso nos encoraja a continuarmos firmes"

O Weight of Emptiness, que desde sua fundação, já lançou 2 full álbuns ("Anfractuous Moments For Redemption" e "Conquering The Deep Cycle"), além de shows por Argentina e tours no México e na Europa, está compondo o seu terceiro álbum, que ainda não tem previsão de lançamento.

Confira abaixo o vídeo clipe de "The Flame", lançado no álbum "Conquering The Deep Cycle":

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2021

Tony Bennett revela que vive com Alzheimer há anos

A lenda do jazz Tony Bennett falou sobre a sua vida com a doença de Alzheimer. Em nova publicação da AARP, a revista detalhou a vida com Alzheimer do homem de 94 anos, que fez uma carreira de enorme sucesso como artista nas últimas sete décadas.

Bennett fora diagnosticado com a variante de demência em 2016, logo depois de dizer a sua esposa, Susan, que não conseguia se lembrar dos nomes de seus músicos durante uma apresentação de 2015. Mesmo assim, ele continuou se apresentando até a pandemia de COVID-19, fazendo seu último show em 11 de março de 2020, em Nova Jersey, e gravando o sucessor de "Cheek to Cheek", seu álbum de duetos de sucesso com Lady Gaga de 2014. Esse álbum está definido para sair nesta primavera do hemisfério Norte, de acordo com a AARP, depois que Bennett gravou com Gaga de 2018 a 2020.

Quando a família de Bennett,- incluindo Susan, que é sua zeladora em tempo integral, e seus filhos Danny e Dae, seu empresário e produtor de longa data, respectivamente, queria ir a público sobre seu Alzheimer, perguntaram a Lady Gaga. “Eu queria verificar com ela para ter certeza de que ela estava bem, porque ela cuida dele o tempo todo”, disse Danny à AARP. “Ela estava tipo,‘ Com certeza, é apenas mais um presente que ele pode dar ao mundo’”.

Mesmo durante a pandemia de COVID-19, e conforme sua comunicação se tornou mais difícil, Bennett continuou ensaiando sua música duas vezes por semana. Seu neurologista, Dr. Gayatri Devi, recomendou que ele continuasse cantando após o diagnóstico. “Para alguém como Tony Bennett, a grande alegria que ele obtém ao se apresentar foi muito importante”, disse Devi à AARP. E enquanto Susan disse que vê-lo se apresentar para um público inconsciente de seu diagnóstico de Alzheimer a deixou "uma pilha de nervos", ela também continuou cantando. “Há muitas coisas sobre ele que sinto falta, porque ele não é mais o velho Tony”, disse ela. "Mas quando ele canta, ele é o velho Tony."

Via Vulture.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2021

Silver Lake: Projeto de Esa Holopainen (Amorphis) assina contrato com Nuclear Blast

A Nuclear Blast orgulhosamente anuncia a assinatura de contrato com o projeto solo do guitarrista do Amorphis Esa Holopainen, Silver Lake. Esa Holopainen aproveitou seu tempo em 2020 e realizou um sonho antigo gravando seu primeiro álbum solo nos estúdios Sonic Pump.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria?Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com 

"Como alguns de vocês devem ter notado, estou trabalhando em meu primeiro álbum solo. Bem, na verdade, prefiro chamar isso de um projeto que estou liderando, pois inclui diferentes músicos e vocalistas que tive grande privilégio de conhecer durante esses anos. Eu tive essa ideia na minha cabeça há anos e agora que a Covid-19 impactou as nossas vidas, era hora de ser criativo e começar este projeto. O projeto é intitulado Silver Lake de Esa Holopainen e estou muito feliz em anunciar que Silver Lake agora assinou contrato com a Nuclear Blast, o que foi uma escolha muito óbvia, já que NB também é a gravadora do Amorphis e conheço muito bem todo o pessoal da gravadora. Outra escolha natural foi a escolha da Gray Beard Concerts & Management, que também gerenciará meu trabalho solo. Estou ansioso para revelar mais novidades sobre os artistas que estão colaborando comigo no Silver Lake", comenta Esa Holopainen.

Markus Staiger, proprietário e CEO da Nuclear Blast Tonträger Produktion und Vertriebs GmbH acrescenta: “Uma velha amizade de quase três décadas, que remete aos primórdios do Amorphis, me conecta a Esa Holopainen. Naquela época, acabamos de licenciar a banda da Relapse para o mercado europeu. Esa Holopainen é um guitarrista notável, cuja forma inovadora de tocar é super-reconhecível. Você pode ouvir imediatamente se ele está envolvido e foi natural para nós trabalharmos juntos no lançamento de seu álbum solo. Fiquei muito surpreso com a diversidade do produto final e como Esa continua revelando lados ocultos de sua música. O fato de muitos amigos trabalharem no álbum como convidado faz com que este álbum fantástico seja completo e estou convencido de que não apenas os fãs do Amorphis irão adorar. Quero agradecer a Esa por sua lealdade e por conceder esta joia de álbum. É verdadeiramente lindo.

Mais informações sobre o próximo álbum do Silver Lake virão em breve, fiquem ligados!

Battle Beast: Banda renova contrato com a Nuclear Blast

Battle Beast e Nuclear Blast renovaram o vínculo de sua parceria de sucesso: O sexteto finlandês de heavy metal renova contrato com a maior gravadora de metal do mundo!

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria?Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

Eero Sipilä, baixista do Battle Beast afirma: "Estamos entusiasmados em anunciar nossa renovação contratual com os titãs do metal Nuclear Blast Records. Com mais de 200 milhões de reproduções em vários serviços de streaming e com uma alta classificação em todo o mundo, não há absolutamente nenhuma dúvida que tivemos um fruto muito bom nesta nossa longa parceria. Os trabalhos para o próximo álbum do Battle Beast estão bem avançados e mal podemos esperar para pisar nos palcos ao redor do mundo assim que esta doença passar! Acreditamos que teremos muitos anos frutíferos adiante!"

Marcus Hammer, Diretor Executivo da Nuclear Blast Europa, comenta: “Estou muito feliz e orgulhoso por podermos estender a parceria com a Battle Beast e podermos continuar esta história de sucesso! Como podemos ver, ainda existem finais hollywoodianos para algumas histórias. Estamos muito felizes em começar juntos o próximo capítulo desta carreira notável.

Desde o álbum de estreia "Steel" de 2011, a banda atingiu mais de 200 milhões de audições em plataformas de streaming digital. Junto a este álbum, que conquistou o primeiro lugar em todas as paradas da Finlândia, seu álbum mais recente "Hollywood Endings" (2019) alcançou anotável 11ª posição nas paradas de colocação de álbuns mais vendidos na Alemanha.

Depois de conquistar a Europa em várias turnês e em todos os principais festivais, o Battle Beast fez sua primeira turnê na América do Norte em 2017, apoiando o Sabaton. No Brasil, o álbum “Hollywood Endings” (2019) foi lançado no Brasil pela parceria Shinigami/Nuclear Blast Records e pode ser adquirido através deste link.

A banda também fechou um acordo de gerenciamento para turnês com a Artist Group International (Metallica, Ghost, Sabaton) para a região da América do Norte e para a região européia a banda continua com a K2 (exceto Finlândia).

Battle Beast é:

Noora Louhimo | vocais

Eero Sipilä | baixo

Joona Björkroth | guitarra

Juuso Soinio | guitarra

Janne Björkroth | teclados

Pyry Vikki | bateria

FireWing anuncia lançamento de álbum e contrato com a Massacre Records

Disco de estreia da banda de symphonic metal sai no mês de abril

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria?
Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

A banda FireWing, baseada nos EUA, está com o lançamento marcado para seu primeiro álbum de estúdio, chamado "Resurrection". Para isto, o grupo assinou contrato com a importante Massacre Records. O trabalho chega às lojas no dia 23 de abril. A arte da capa foi desenvolvida por Junki Sakuraba. "Resurrection" também trará a participação de convidados de peso, que serão revelados em breve.

A proposta do grupo, que reúne músicos formados na conceituada Berklee College of Music, é trazer novos ares para o symphonic metal, ao unir a técnica do heavy metal com orquestrações melódicas. O grupo foi fundado pelo guitarrista Caio Kehyayan, reconhecido por sua técnica e formação. A banda internacional conta com músicos brasileiros e americanos em seu lineup.

O FireWing é formado por Airton Araujo (vocal), Chris Dovas (bateria),  Peter de Reyna (baixo), Bruno Oliveira (guitarra e orquestrações) e Caio Kehyayan (compositor e guitarrista). Caio tem formação em produção e engenharia de áudio pela Berklee College of Music. Ele assina a produção do primeiro disco da FireWing, assim como as músicas, letras e todo o conceito do trabalho. O vocalista Airton Araujo também integra o Age of Artemis, grande nome do metal brasileiro. Os músicos Chris Dovas e Peter de Reyna fazem parte da Seven Spires, banda americana cujos álbuns foram produzidos pelo renomado Sascha Paeth.

O jovem músico esteve nos grandes festivais e turnês de metal, como Morbid Fest Tour, Hell & Heaven Fest, Steel Fest e Freak Fest, entre outros. Desde 2019 atua como músico de turnê no grupo de death metal Vital Remains.

O FireWing surgiu em 2015 quando Caio e Airton começaram suas primeiras composições juntos. No ano seguinte, o guitarrista foi aos EUA para estudar música, e na Berklee conheceu os demais membros, Chris, Peter e Bruno. Eles estudaram concluíram o curso juntos, dando solidez aos alicerces do conjunto. O resultado de toda esta jornada é uma experiência de alto nível e conexão entre música, literatura e imagem, que poderá ser ouvida em "Resurrection."

Iggor Cavalera cria Patreon e oferece conteúdos exclusivos para fãs

Baterista apresenta soluções para celebrar sua carreira em variadas plataformas

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria?
Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

O baterista Iggor Cavalera lançou criou uma conta no Patreon, onde irá disponibilizar conteúdos exclusivos e diferenciados para seus fãs. Há dois níveis de contribuição, com diversas recompensas. No último mês, Iggor lançou seu canal no YouTube, onde está postando a série de vídeos “Beneath the Drums”, onde disseca grandes momentos de toda sua carreira, tocando músicas e contando mais sobre seu processo de criação.

O Patreon de Iggor Cavalera oferece duas modalidades. Uma delas é a “Bloody Roots”, com valor mensal de 30 dólares, que dá direito ao fã de obter as faixas de bateria em formato wav para tocar junto e aprender, a lista completa de todos os equipamentos usados em suas gravações e diversos benefícios para compra de produtos de merchandise limitados. Além disto tudo, o colaborador poderá participar de pesquisas exclusivas, assistir cenas de bastidores e transmissões ao vivo.

O patreon VIP “Beneath the Drums” prevê, por 50 dólares mensais, além de todos os benefícios da modalidade anterior, conversas online via “Zoom” após cada estreia de vídeo da série que ele postar no YouTube. Na conversa com Iggor, o fã terá a chance de aprender com mais detalhes como ele trabalhou nas gravações, seguido de uma sessão de perguntas e respostas; e também acesso antecipado a notícias, ingressos e lançamentos.

Com esta iniciativa, Iggor Cavalera se aproxima de seu público e oferece uma visão exclusiva sobre sua obra musical e seu legado, inspirando fãs e músicos.

O Patreon é um serviço de financiamento coletivo, onde os fãs contribuem com valores pré-determinados para obter acesso exclusivo a conteúdos e recompensas.

O primeiro vídeo da série “Beneath the Drums”, no canal Iggor Cavalera, pode ser conferido no player abaixo:

Entre seus projetos musicais atuais, estão o eletrônico MixHell, na ativa desde 2006; o alternativo Soulwax e o mais recente Petbrick, duo industrial em parceria com Wayne Adams, do Big Lad. O último álbum de Iggor com o Cavalera Conspiracy, ao lado de seu irmão Max, é "Psychosis", de 2017. Depois, a dupla realizou turnês mundiais celebrando clássicos discos do passado, incluindo shows lotados pelo Brasil.

Informações:

https://www.youtube.com/IggorCavaleraDrums

quarta-feira, 20 de janeiro de 2021

Angie, ex-mulher de David Bowie, critica a cinebiografia "sombria" ‘Stardust’

"É mais triste do que um documentário de uma estrela"

A ex-mulher de David Bowie, Angie, criticou o novo filme biográfico "Stardust", chamando o filme de "perda total de tempo".

Em uma nova entrevista para o The Mirror, Angie Bowie, que foi casada com David Bowie entre 1970 e 1980, compartilhou sua aversão pelo filme e disse “David nunca o teria assistido”.

Deveria se chamar a história de Ron Oberman Whingeing and Whining”, disse Bowie, acrescentando: “Foi entediante. Eu não achei nada divertido. É mais triste do que um documentário de uma estrela. Era muito neutro e sem graça e sem a música, não há nada.

Comentando sobre o fato de que Stardust não apresenta nenhuma música do artista, ela continuou: “As únicas pessoas que iriam assistir são pessoas obcecadas por celebridades. Bowie era músico. E onde estava a música?

Angie Bowie também notou várias imprecisões no filme, incluindo uma discussão entre ela e David quando ele voltou a Londres depois de tentar fazer sucesso nos Estados Unidos.

Não foi nada disso”, disse ela. Nosso casamento não estava à beira do colapso. Isso veio muito depois. Não estava preocupado com nada, estava de muito bom humor. Eu estava me divertindo muito em Londres. Eu não estava de plantão 24 horas por dia.

O personagem que me interpreta diz que eu queria que Davi e eu fôssemos rei e rainha, mas isso não é verdade.

Bowie acrescentou: “Eu queria que a carreira de David fosse incrível e depois queria perseguir meus sonhos de dirigir e atuar. Eu não queria ser uma rainha."

Em uma crítica de quatro estrelas de "Stardust", a NME disse que "o filme funciona muito melhor, então, como um filme revelador de viagem ao invés de um filme biográfico", chamando a performance de Flynn de "lindamente problemática".

Via NME.

terça-feira, 19 de janeiro de 2021

Therion: mais detalhes sobre o novo álbum "Leviathan"

"Leviathan", novo álbum do Therion, chegará no dia 22 de janeiro próximo, em diversos formatos, via Nuclear Blast.

Therion libera clipe de "Die Wellen der Zeit", canção de seu novo álbum; assista.

Detalhes de "Leviathan". novo álbum do Therion. Assista ao lyric video da faixa-título.

Pré-Venda.

Tracklist:

01. The Leaf on the Oak of Far

02. Tuonela (feat. Marco Hietala)

03. Leviathan

04. Die Wellen der Zeit

05. Aži Dahāka

06. Eye of Algol

07. Nocturnal Light

08. Great Marquis of Hell

09. Psalm of Retribution

10. El Primer Sol

11. Ten Courts of Diyu

12. Eye of Algol (alternative vocals version)

13. Tuonela (full Marco vocals version)

14. Tuonela (alternative vocals version)

15. Tuonela (instrumental version)

16. Tuonela (orchestral version)

Vocais:

1. The Leaf of the Oak of Far -Thomas/Rosalía

2. TuonelaThomas/Marko Hietala/Taida Nazraić

3. LeviathanLori/Chiara (na nota final)

4. Die Wellen der ZeitTaida Nazraić

5. Aži DahākaThomas/Chiara

6. Eye of AlgolRosalía

7. Nocturnal LightThomas/Lori/Chiara

8. Great Marquis of HellThomas/Lori (nos corais)

9. Psalm of RetributionMats Léven/Thomas/Lori

10. El Primer Sol Thomas/Rosalía (inclusive em espanhol)

11. Ten Courts of DiyuNoa Gruman/Taida Nazraić/Thomas

- Compositores:

Christofer (Tuonela, Leviathan, Aži Dahāka)

Christofer e Thomas (The Leaf of the Oak of Far, Eye of Algol, Great Marquis of Hell, Psalm of Retribution, El Primer Sol)

Thomas (Nocturnal Light, Ten Courts of Diyu)

Nalle (Die Wellen der Zeit)

- Vocais convidados:

Hellscore (Corais)

Marko Hietala

Mats Levén

Noa Gruman

Taida Nazraić

- Bateria (convidados):

Björn Höglund (The Leaf of the Oak of Far, Tuonela, Leviathan, Eye of Algol, Great Marquis of Hell, Psalm of Retribution)

Snowy Shaw (Die Wellen der Zeit, Aži Dahāka, Nocturnal Light, El Primer Sol, Ten Courts of Diyu)

- Arranjos orquestrais:

Fabio Amurri

- Letras:

Per Albinsson

- Therion é:

Christofer Johnsson - Guitarra

Christian Vidal - Guitarra

Nalle Påhlsson- Baixo (estúdio)

Thomas Vikström - Vocais

Rosalía Sairem - Vocais

Chiara Malvestiti - Vocais

Lori Lewis-Perkis - Vocais (estúdio)

sexta-feira, 15 de janeiro de 2021

Morreu Sylvain Sylvain, guitarrista do New York Dolls

Sylvain Sylvain & David Johansen, 2010

Sylvain Sylvain, o guitarrista que misturou a agressão punk com o glam rock como parte da banda New York Dolls, morreu de câncer aos 69 anos.

A notícia foi anunciada em sua página no Facebook, com um comunicado dizendo que ele estava com a doença há dois anos e meio. “Enquanto lamentamos sua perda, sabemos que ele finalmente está em paz e sem dor”, acrescenta. “Por favor, aumente a música dele, acenda uma vela, diga uma oração e vamos mandar esta linda boneca embora.

Sylvain nasceu no Cairo em 1951, emigrando com sua família para a França e depois para o estado de Nova York. Depois de se mudar para a cidade de Nova York, ele dirigiu uma empresa de roupas e formou o grupo Actress, que - após adicionar o vocalista David Johansen - se tornou o New York Dolls em 1971.

Sylvain Sylvain com o New York Dolls. 2º da direita para a esquerda.

Embora eles tenham lançado apenas dois álbuns na década de 1970, nenhum dos quais foi um sucesso cravado, o New York Dolls teve uma grande influência na música da cidade. Ao relacionar o cool niilista do Velvet Underground ao showmanship andrógino do glam rock set e uma sensibilidade pop com sucessos cult como "Personality Crisis", eles pressagiaram o punk que floresceria no final daquela década.

Em meio a shows caóticos e comportamento hedonista, a formação do New York Dolls mudou, com Sylvain e Johansen sendo as únicas duas constantes até a eventual separação da banda em 1977. Sylvain começou uma nova banda, os Criminals, com o ex-membro do New York Dolls Tony Machine e mais tarde lançou ocasionalmente álbuns solo durante os anos 80 e 90. Mais tarde, ele formou a banda Batusis e também fez uma turnê com Glen Matlock do Sex Pistols para a turnê "Sex Doll" em 2013.

Em 2004, três dos membros originais do New York Dolls, incluindo Sylvain, se mudaram a pedido de Morrissey, que era o curador do festival de música Meltdown daquele ano em Londres. Eles acabaram lançando mais três álbuns e empreenderam a turnê Glam-a-Geddon de 2011 ao lado do Mötley Crüe e do Poison. Sylvain publicou um livro de memórias, "Não há ossos no sorvete", em 2018.