Confraria Floydstock: nirvana
Mostrando postagens com marcador nirvana. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador nirvana. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 22 de setembro de 2022

Retratos feitos com Inteligência Artificial mostram como seriam hoje John Lennon, Jimi Hendrix, Kurt Cobain e outros

Intitulado “As If Nothing Happened”, os retratos incluem também Freddie Mercury, Elvis Presley, etc.

Em uma nova série de retratos de celebridades, um fotógrafo imaginou como alguns dos maiores nomes do mundo da guitarra seriam se ainda estivessem vivos em 2022.

Você já se perguntou como John Lennon, Kurt Cobain ou Jimi Hendrix seriam se ainda estivessem por aí hoje? O fotógrafo Alper Yesiltas tentou responder a essa pergunta, criando uma série de imagens intituladas "Como se nada acontecesse".

Usando a tecnologia de AI, o artista adaptou artificialmente fotos de alguns dos guitarristas mais famosos de todos os tempos, gerando um retrato de como ele acha que eles ficariam se não tivessem falecido prematuramente.

Com o desenvolvimento da tecnologia de AI, fiquei empolgado por um tempo, pensando que ‘qualquer coisa imaginável pode ser mostrada na realidade'”, escreveu Yesiltas no post original, descrevendo por que ele buscou o projeto. “Quando comecei a mexer com tecnologia, vi o que podia fazer e pensei no que me faria mais feliz. Eu queria ver algumas das pessoas que eu perdi novamente na minha frente e foi assim que esse projeto surgiu.

A parte mais difícil do processo criativo para mim é fazer com que a imagem pareça ‘real’ para mim”, continua ele a escrever. “O momento que mais gosto é quando acho que a imagem à minha frente parece muito realista, como se tivesse sido tirada por um fotógrafo.

Músicos como Janis Joplin, Freddie Mercury, Michael Jackson e Elvis Presley também estão incluídos na gama de retratos, além de rostos famosos do mundo do cinema, como Heath Ledger e Bruce Lee.

Explicando como ele renderizou as dez imagens usadas no projeto, Yesiltas afirma que usou software, incluindo o aprimorador de fotos AI Remini e os programas de edição de fotos VSCO e Adobe Lightroom.

Em outra parte de seu post inicial, o criador também admite que pretende estender o projeto no futuro, possivelmente sob o novo título de Life in 2050.

Via GUITAR.COM

Veja abaixo no trabalho de  Alper Yesiltas, como seriam hoje John Lennon, Kurt Cobain, Freddie Mercury, Elvis Presley e Janis Joplin, além de Jimi Hendrix no início desta matéria.

 

Veja a coleção completa de retratos no post do fotógrafo.

quarta-feira, 25 de agosto de 2021

Homem fotografado como bebê na capa de 'Nevermind' processa o Nirvana, alegando pornografia infantil

A foto faz o bebê parecer "um trabalhador do sexo", disse um advogado de Spencer Elden, o homem retratado na capa enquanto criança.

O homem que foi fotografado nu debaixo d'água quando bebê e mais tarde acabou na capa do álbum icônico do Nirvana, "Nevermind", entrou com um processo na terça-feira última alegando que ele foi vítima de pornografia infantil.

A capa do álbum mostra Spencer Elden, agora com 30 anos, em uma piscina quando era bebê, com o pênis exposto.

A imagem usada para a capa do segundo álbum do Nirvana em 1991 inclui uma imposição digital de uma nota de um dólar em um anzol que o bebê parece estar tentando agarrar. A capa foi amplamente considerada uma repreensão ao capitalismo.

Fotos nuas não sexualizadas de bebês geralmente não são consideradas pornografia infantil perante a lei. Mas o advogado de Elden, Robert Y. Lewis, alega que a inclusão de moeda na foto faz com que o bebê pareça "um trabalhador do sexo".

Kurt Cobain "escolheu a imagem de Spencer - como um trabalhador do sexo, agarrando uma nota de um dólar que está posicionada pendurada em um anzol na frente de seu corpo nu com seu pênis explicitamente exposto", declarou no processo, movido no Tribunal Distrital dos Estados Unidos para o Distrito Central da Califórnia.

Elden está pedindo pelo menos $150.000 (quase R$800mil) de cada um dos réus, que incluem os membros sobreviventes da banda Dave Grohl e Krist Novoselic; Courtney Love, a executora do espólio de Cobain; Guy Oseary e Heather Parry, gerentes da propriedade de Cobain; fotógrafo Kirk Weddle; o diretor de arte Robert Fisher; e várias gravadoras existentes ou extintas que lançaram ou distribuíram o álbum nas últimas três décadas.

O baterista original do Nirvana, Chad Channing, também é citado como réu, embora tenha sido substituído por Grohl em 1990, antes que o álbum fosse gravado ou a fotografia da capa fosse tirada.

A Entertainment Weekly relatou em 1992 que Elden, com 4 meses de idade, foi escalado para a filmagem junto com outros quatro bebês. Cobain encomendou a filmagem depois de ver um documentário sobre bebês nascendo debaixo d'água e "pensar que a imagem daria uma capa legal", disse Fisher à revista na época. "Essa visão era um pouco gráfica demais, então optamos pelo bebê nadador."

Weddle tirou as fotos em uma piscina olímpica no centro aquático Pasadena, na Califórnia.

"Weddle tirou uma série de fotos sexualmente explícitas de Spencer", diz o processo. "Para garantir que a capa do álbum desencadearia uma resposta sexual visceral do espectador, Weddle ativou o 'reflexo de vômito' de Spencer antes de jogá-lo debaixo d'água em poses destacando e enfatizando os órgãos genitais expostos de Spencer.

Weddle produziu essas imagens sexualmente gráficas com o objetivo de aprimorar e aumentar o sucesso comercial do Nirvana, o álbum "Nevermind" de L.L.C.", disse o processo."

O álbum vendia cerca de 300.000 cópias por semana quando alcançou o primeiro lugar na Billboard 200 dos Estados Unidos no início de 1992. O álbum, com os clássicos "Smells Like Teen Spirit" e "Come as You Are", passou pelo menos 335 semanas no total no Billboard 200.

A imagem da capa recebeu resistência, momento em que Cobain concordou em lançar o álbum com um adesivo sobre os órgãos genitais de Elden que dizia: "Se você está ofendido com isso, você deve ser um pedófilo enrustido."

"O adesivo, no entanto, nunca foi incorporado à capa do álbum", segundo o processo.

Como resultado, Elden "sofreu e continuará a sofrer ferimentos pessoais" e "danos permanentes", incluindo "sofrimento emocional extremo e permanente com manifestações físicas, interferência em seu desenvolvimento normal e progresso educacional, perda ao longo da vida da capacidade de ganho de renda, perda de salários passados ​​e futuros, despesas passadas e futuras com tratamento médico e psicológico, perda de gozo de vida e outras perdas ”, afirma a ação.

Via NBCNEWS.COM