Confraria Floydstock: livros

1XBET

1XBET
UTILIZE O CÓDIGO PROMOCIONAL 1x_431349 PARA DOBRAR SEU 1º DEPÓSITO
Mostrando postagens com marcador livros. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador livros. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 22 de junho de 2021

Kiko Loureiro inicia pré-venda do livro Negócios para Criativos

Obra traz dicas simples para alavancar a carreira nas artes com profissionalismo

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

O guitarrista Kiko Loureiro é um dos maiores exemplos de união entre música e conhecimento do show business. O artista, que marcou época ao lado do Angra e hoje é integrante do gigante do thrash metal americano, o Megadeth, se aprofundou não apenas nas habilidades técnicas de seu instrumento, mas também em todo o mercado empresarial que cerca sua profissão.

Sua ampla visão do negócio o qual está inserido será compartilhada no livro "Negócios para Criativos", onde explica que sempre haverá desafios no caminho e que cada um deve finalmente correr atrás daquilo que mais ama, tornando o trabalho uma carreira criativa e de sucesso. Kiko Loureiro aplicou isto na música, porém, o livro abrange outras áreas do universo artístico, estimulando quem almeja trabalhar com o que realmente gosta: “Todo criativo deve ser um apaixonado pelo ato de criar, sem julgamento e sem medo de descartar as próprias ideias”, explica o guitarrista.

O livro está disponível para aquisição, na pré-venda, por R$ 57, com custos de postagem já inclusos. A aquisição antecipada prevê como bonificação o curso “Caminhos para monetizar sua carreira artística”. Para compras em quantidades, a partir de 10 cópias, será disponibilizada uma sessão de mentoria online, em grupo, com Kiko Loureiro.

Confira os detalhes através do link: https://amzn.to/3wSCauu

A obra estimula a busca dos objetivos, explica de maneira clara as nuances da indústria artística e conduz a arte ao profissionalismo com resultados, alcançando e conquistando seu público. Em Negócios para Criativos, o autor disponibiliza um verdadeiro passo a passo para transformar, por meio de dicas simples, as ideias mais malucas em atividades rentáveis e abraçar a coragem de viver do que você mais gosta de fazer.

Kiko Loureiro

O amor pela música surgiu cedo na vida de Kiko Loureiro. Aos 11 anos, iniciou os estudos de violão, mas só descobriu sua verdadeira vocação depois entrar no mundo do rock e suas vertentes, além do jazz e do fusion. Ao longo de uma carreira de sucesso integrou a banda brasileira Angra, premiada e reconhecida mundialmente. Lançou carreira solo em 2005, e em foi eleito o melhor guitarrista do mundo pela revista Burrn! em 2006. Desde 2015, é integrante do grupo americano de thrash metal Megadeth, com o qual gravou o álbum Dystopia (2016) e cujo single homônimo recebeu um Grammy. Em 2017, Kiko se tornou o primeiro músico brasileiro de rock e heavy metal a receber um Grammy pela The Recording Academy.

Sua trajetória artística impressionante é a verdadeira prova de que criativos podem transformar a arte em um negócio de sucesso: além da música, dedica-se ao ensino de music business, marketing musical e desenvolvimento de carreira, palestrando para artistas e corporações, e realizando cursos presenciais e on-line. O multi-instrumentista e escritor Kiko Loureiro também busca utilizar conceitos empreendedores e de inovação para alavancar ainda mais sua carreira e suas criações.

quinta-feira, 18 de março de 2021

Pink Floyd: livro compila todas as letras escritas por Syd Barrett

"The Lyrics of Syd Barrett" chegará em 6 de maio próximo, via Omnibus Press, trazendo toda a obra escrita pelo Louco Diamante, em 52 canções, seja para a banda que ele criara, o Pink Floyd, seja em seus discos solo, somadas a fotos raras e obras de arte, para formar este livro belamente ilustrado.

O material fora compilado em colaboração com o espólio de Syd Barrett e apresentando um prefácio do ex-empresário do Pink Floyd, Peter Jenner, além de uma introdução abrangente do biógrafo Rob Chapman, "The Lyrics of Syd Barrett" investiga profundamente uma das mentes mais criativas e ardentes do rock'n'roll.

PRÉ-VENDA.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2021

Ligante Anfetamínico: Lança Revista Pôster + CD com 25 Clássicos (coletânea) Edição Limitada

No ano de 1998 nasce a Ligante Anfetamínico, a banda que viria a se tornar o expoente máximo do punk rock da serra gaúcha. Surge com muita personalidade e estilo definidos. Criatividade e produção incessantes tornam-se, pouco a pouco, a marca desta banda que teve a coragem de romper com o cover e mostrar somente trabalhos autorais. 

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria?Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

De fato, a consagração de vinte três anos de um trabalho diário de divulgação e compromissos será, enfim, finalizada com chave de ouro que tem data para acontecer, e hora marcada para surgir. 

Mudaram os meios de distribuição, as rádios viraram on line, as redes sociais vieram para ficar e criar a conexão entre o artista e o público e a Ligante não parou no tempo atualmente é uma das bandas que mais atende solicitações de entrevistas nas redes sociais, que mais toca nas diversas rádios web espalhadas pelo Brasil. Suas redes sociais crescem mais e mais a cada dia.

A revista é um grande resgate de todo material já lançado publicado nesses vinte dois anos de estrada trazendo fotos histórias.

A revista que vai sair com uma tiragem de edição limitada e conta com financiamento próprio e também privado para alguns parceiros da banda exporem sua marca nos espaços para publicidade nas páginas da revista.

Essa é a Ligante Anfetamínico, formada por Esqueleto – Vocal, Jocemar – Guitarra, Tchaina HC – Baixo, Luciano Paim – Bateria. 

Pontos de Vendas Oficiais:

Esses são os primeiros pontos de venda oficiais novos pontos de venda serão informados individualmente  conforme forem surgindo.

Pontos de venda On line:

Rock na Ativa Store: rocknaativa.com.br/loja/

Pagina Facebook: facebook.com/bandaliganteanfetaminico/

Instagram: instagram.com/liganteanfetaminico/

Pontos de venda Físicos:

Cachaçaria Sarau: 

Endereço: R. Cel. Flores, 749 - São Pelegrino, Caxias do Sul - RS

Horários de atendimento:

Quarta a sexta a partir das 18h30min

Sábado a partir das 20h

Hamburgueria Jaime Rocha:

Marquês do Herval, 983 - Centro, Caxias do Sul - RS

Horários de atendimento:

De segunda à sábado

11:00 às 14:00hs

18:00 às 23:30hs

Rock Skulls Shop:

Endereço: R. 18 do forte, 1881, Centro Caxias do Sul, RS

Horários de atendimento:

De segunda à sexta 

09:30 as 18:00

Sábado das 09:30 as 16:00

Sobre a Ligante Anfetamínico

Poucas bandas autorais surgidas na serra gaúcha se deram ao luxo de completar mais de 20 anos de trajetória ininterrupta. A  Ligante Anfetamínico,  nome que ninguém esquecerá no dia em que se biografar a história do punk e da cena underground de Caxias do Sul RS.  

Nascida no bairro Cruzeiro a Ligante passou por diversas fases, com diversos componentes. Ora puxou mais para o punk e hardcore, ora para o rock, mas sempre se manteve independente.

Com influências de Os Replicantes, Sex Pistols e Ramones, a banda Ligante Anfetamínico, do bairro Cruzeiro, em Caxias do Sul RS.

Meio que na contramão das tendências virtuais e buscando um resgate pelo material físico pelos produtos como Vinil, Cd  e Revistas a Ligante aposta alto na qualidade do material que vem sendo produzido em parceria com a editora Virtua.

E sua nova iniciativa inédita na  serra gaúcha é uma revista pôster é uma coletânea intitulada "Lembra??" com 25 músicas com toda a trajetória banda com músicas de todas resgatadas de todos os discos e demo tapes lançados pela banda.

Os garotos nunca esconderam a grande referência que são os replicantes e o cantor Wander Wildner, ex-Replicantes. Aliás, o nome da banda é inspirado num demo-tape chamado "Punk Rock Anfetamínico Que Matou a Modelo", da primeira banda de punk brega, o Sangue Sujo.

A Ligante Anfetamínico hoje é composta por Esqueleto, vocalista, que está desde o início, Luciano Paim, fundador da banda, Jocemar como guitarrista, Anderson Severo (Tchaina) como baixista.

A banda caxiense tem duas demos e três CDs de estúdio gravados, um DVD com a história da banda, e a coletânea "20 anos de Ligadeira", lançada em 2018.

segunda-feira, 11 de janeiro de 2021

El Efecto revisita álbum “Memórias do Fogo” com livro de canções

Obra está disponível em um esquema “pague o que quiser”

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria?
Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

Veterana e destaque da cena independente carioca, a El Efecto revisita o último álbum de estúdio da banda, “Memórias do Fogo”, em um livro de canções com partituras, tablaturas, letras e cifras das músicas do disco, além de alguns textos explicando as ideias e influências nas composições. A publicação está disponível para que o público pague o quanto quiser a partir de R$ 5 ou até para adquirir gratuitamente.

Inspirado na trilogia de nome semelhante de Eduardo Galeano, que fala sobre a trajetória da América Latina, o trabalho evoca a importância de cultivarmos a chama interior, seja para jamais esquecer que o mundo está pegando fogo, ou até mesmo, para juntos, incendiá-lo em algum sentido.

Ouça “Memórias do Fogo”: http://bit.ly/ElEfectoMemoriasdoFogo

Percebemos que, de uma maneira ou de outra, as músicas tinham em comum a referência ao elemento do fogo. E juntas, compunham um painel poético de situações, personagens e alegorias que evocam lutas coletivas contra diferentes formas de opressão, espalhadas em cenários, épocas e realidades distintas. Uma evocação à necessidade mais objetiva de torrar os ônibus, por exemplo, ou à imagem da barricada.  A ideia é que cada uma das músicas pretende ser uma chama, pra esquentar, pra botar lenha na fogueira, pra incendiar nossos corações”, explica Bruno Danton.

O álbum “Memórias do Fogo” é um convite a conhecer e contar histórias. Com letras que evocam desde tradicionais símbolos de luta, até a ideia do empreendedorismo de faz-de-conta, o disco chama o ouvinte a questionar-se e, porque não, rebelar-se contra as lógicas da opressão.

A banda é formada por Tomás Rosati (Voz, cavaquinho e percussão), Cristine Ariel (guitarra, cavaquinho e voz), Tomás Tróia (guitarra e voz), Bruno Danton (voz, violão e viola), Aline Gonçalves (flauta e clarinete e voz) e Vovô Bebê (baixo e voz). A temática com base política é recorrente nas canções do El Efecto, que ficou conhecido no país graças à canção “O Encontro de Lampião com Eike Batista”, em que mistura o rock com a literatura de cordel. Em junho de 2013, El Efecto foi indicado como Melhor Grupo de Rock no Prêmio da Música Brasileira. “Pedras e Sonhos”, álbum da faixa viral, foi considerado um dos três melhores discos do gênero. Desde então, a banda vem expandindo seu público em apresentações por todo o país e algumas incursões internacionais no Equador, Argentina, Portugal e Espanha. 

O livro está disponível no site https://elefecto.minestore.com.br junto de outros produtos da banda e a edição gratuita no e-mail elefecto@gmail.com.

Confira o livro de canções: http://bit.ly/ElEfectoLivro

quinta-feira, 18 de junho de 2020

O Senhor dos Metais: A Influência de J. R. R. Tolkien no Rock & Heavy Metal


"O Senhor dos Anéis" e "O Hobbit" não são apenas duas das principais obras de literatura fantástica de todos os tempos, aclamadas por gerações de leitores e cinéfilos de todo o mundo: os livros de J.R.R. Tolkien também são pilares sobre os quais inúmeras bandas repousam o imaginário de suas músicas.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria?
Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

Beatles, Led Zeppelin e Pink Floyd são apenas alguns dos primeiros grupos musicais nos quais podemos vislumbrar influências do universo tolkieniano, mas é com o advento do Black Sabbath e do Heavy Metal em especial, com todos os seus gêneros e subgêneros, que a obra do escritor inglês ganhou um lar no universo da música. Do Power Metal do Blind Guardian e do Epic Metal do Cirith Ungol, passando pelo Thrash e Death, até as infames e controversas hordas de Black Metal que surgiram nos anos 90, podemos enxergar o universo de Tolkien no meio do barulho das guitarras.

"O SENHOR DOS METAIS: A INFLUÊNCIA DE J.R.R. TOLKIEN NO ROCK E HEAVY METAL" explora o imenso impacto de Tolkien na cena Heavy Metal, com análises que vão intrigar e entusiasmar não apenas os fãs de Rock, Metal, fantasia ou cinema, mas também leitores mais experientes sobre a vida e obra desse gênio da literatura inglesa.

O livro chega da gráfica no dia 10 de agosto, mas pode ser adquirido antecipadamente no site da editora com 30% de desconto: https://bit.ly/Tolkien_Metal

Sobre o autor: Nascido em Zevio (Itália) em 1984, Stefano Giorgianni formou-se em Linguística pela Universidade de Verona. É ensaísta e tradutor de várias línguas. Gosta de Metal desde a infância e é editor chefe da Metal Hammer na Itália. Com a Associação Italiana de Estudos Tolkienianos, o principal órgão de estudos na Itália, do qual é membro fundador, têm cuidado da difusão dos pensamentos e obras de J.R.R. Tolkien, escrevendo artigos, ensaios e organizando conferências acadêmicas internacionais.

Ficha Técnica:

Lançamento oficial: 10/08/2020
Preço de capa: R$ 74,90
Preço durante a pré-venda: R$ 52,70
Acabamento: capa dura, formato de luxo
Quantidade de páginas: 350 (aprox.)
Editora: Estética Torta

Contato:

Site: http://www.esteticatorta.com.br
Facebook: http://www.facebook.com/esteticatorta
Instagram: @esteticatorta
E-mail: contato@esteticatorta.com.br


segunda-feira, 6 de abril de 2020

The Who: biografia autorizada de John Entwistle chegando esta semana


Via Blabbermouth

Em 7 de abril, a Hachette Books lançará o novo livro do escritor britânico Paul Rees, "The Ox: A Biografia Autorizada de John Entwistle" . O livro é descrito pela editora como "a biografia definitiva e sem restrições de John Entwistle, o lendário baixista do The Who".

É um fato inequívoco que, em termos de bandas de rock, The Beatles, The Rolling Stones e The Who representam o Ano Zero; o começo de todas as coisas, os pioneiros. Para esse fim incontestável, Entwistle continua sendo uma figura enigmática, mas inegavelmente influente, reconhecida tanto por seu imenso talento quanto por seu caráter gloriosamente exagerado. No entanto, ao contrário de seus colegas músicos, Entwistle ainda não foi objeto de uma grande biografia. Nos anos que se seguiram à sua morte, seu legado duradouro foi cuidadosamente guardado por seus entes queridos, impedindo que biógrafos em potencial obtivessem acesso suficientemente próximo para escrever um relato definitivo de sua vida extraordinária - até agora. Pela primeira vez, e com a cooperação total da família Entwistle , "The Ox" lança uma luz muito atrasada sobre uma das figuras mais importantes da história do rock.

Baseando-se em suas próprias anotações para uma autobiografia inacabada que ele iniciou antes de sua morte em 2002, bem como em seus arquivos pessoais e entrevistas com sua família e amigos, "The Ox" oferece aos leitores uma visão nunca antes vista dos dois extremamente distintos lados de John Entwistle. Por um lado, ele era a estrela do rock encarnada - maior que a vida, excessivamente autocentrado, e quase desafiadoramente orgulhoso. Extravagante com dinheiro, ele encomendava carros antigos americanos através do Atlântico sem ter carteira de motorista, construía bares exponencialmente maiores e grandiosos a cada casa que adquiria e acumulou uma extraordinária coleção de posses, de armaduras e armas a suas patenteadas botas de salto cubano. Mas sob essa fama e agitação, ele também era um homem de gostos simples e opiniões tradicionais. Ele era um pai dedicado e um homem de família que amava nada mais do que acordar com um tradicional café da manhã inglês ou jantar peixe, batatas fritas e uma pint em seu pub local.

Após sua morte prematura, muitas dessas histórias foram trancafiadas nas lembranças de sua família e amigos. Finalmente, "The Ox" nos apresenta o homem por trás do mito - o icônico e inimitável John Entwistle .

Chris Entwistle , filho de John , disse: "A primeira, última e única biografia autorizada de papai. Meticulosamente pesquisada, entrevistada e escrita. Freqüentemente engraçada, às vezes dolorosa. É uma visão de sem concessões da vida de John. 'The Ox' Entwistle.

quinta-feira, 2 de abril de 2020

Pink Floyd: David Gilmour e Polly Samson farão live stream no Facebook


O eterno guitarrista floydiano, David Gilmour e sua esposa, Polly Samson farão uma exibição ao vivo hoje (02/04) em seu Facebook.

Samson, que é poeta e escritora, lançará seu novo livro, "A Theatre For Dreamers" em uma live stream especial no Facebook, às 16:30 (horário de Brasília). Seu marido, David Gilmour, a acompanhará, munido de seu violão.

quinta-feira, 14 de novembro de 2019

Livro que conta a história do Epica chegará em 9 de dezembro

"The Essence of Epica", contendo 208 páginas, já se encontra em pré-venda e chegará no dia 9 de dezembro próximo, trazendo inúmeras fotos, entrevistas e histórias de um dos pilares do symphonic metal mundial: a banda neerlandesa Epica, sendo um promissor compêndio ilustrado nas opções Classic Edition e Signature Edition, esta última com direito a vir autografado pela banda e conter 3 impressões artísticas originais, tudo dentro de uma caixa de apresentação.

Review: Epica - "Design Your Universe" (10th Anniversary)
Epica: os 10 anos de "Design Your Universe"
Epica - Mark Jansen: "Eu não ficaria feliz com um álbum que tenha apenas algumas músicas boas e o resto de preenchimento"
Epica: Assista ao vídeo da versão acústica de "Martyr of The Free Word"
Assista ao lyric video de "Kingdom Of Heaven", canção da edição comemorativa do álbum "Design Your Universe"
Epica: os 5 anos de "The Quantum Enigma" (also in English)

No player abaixo, assista ao vídeo com a frontwoman Simone Simons falando sobre e demonstrando ambas as edições da iminente obra:



Classic Edition

Signature Edition

sábado, 5 de outubro de 2019

Em biografia Debbie Harry conta sobre o dia em que David Bowie lhe mostrou seu pênis

Via PAPELPOP

Chega às livrarias do Hemisfério Norte neste mês de outubro o livro “Face It”, uma compilação de fotos e relatos autobiográficos de Debbie Harry, frontwoman do Blondie. São 74 anos de história, mais de 40 à frente da lendária banda da new wave… imagine você, desde que o anúncio foi feito, era mais do que esperado que a artista resolvesse fazer um trabalho honesto, bonito e possivelmente revelador.

No início desta semana trechos inéditos da publicação começaram a ser liberados e, além de falar sobre os desafios que enfrentou pra se estabelecer como artista, Debbie também tocou em uma pauta bastante comentada ao longo de sua carreira: as investidas que sofreu de David Bowie.

Nesta quarta-feira (2) a NME publicou mais um trecho do livro, desta vez dando a Harry a palavra para relembrar um episódio bastante pessoal com o astro. Após ter descolado algumas uma porção de drogas para o camaleão do rock, ele se sentiu à vontade e decidiu agradecer se masturbando na frente dela.

Uma vez, David e Iggy [Pop] estavam procurando drogas. Os contatos deles em Nova York morreram repentinamente ou desapareceram. Foi aí que um amigo me deu algumas gramas de cocaína, mas eu mal toquei naquilo. Eu não ligava muito, me deixava nervosa e afetava minha garganta. Então eu subi as escadas com a minha grande quantidade de cocaína e eles simplesmente a sugaram de uma só vez. Depois disso, David puxou seu pau, como se eu fosse uma verificadora ou algo do tipo. Desde que eu passei a fazer parte de uma banda só com homens, talvez eles tenham passado a achar que eu realmente era uma mulher com pênis”.

Debbie também descreveu a situação, dizendo que “o tamanho de Bowie era notório” e que ele adorava usá-lo “tanto com homens, quanto com mulheres”.

O tamanho do pau de David era notório. Isso foi engraçado, adorável e sexy ao mesmo tempo”.

Face It”, livro de memórias de Debbie Harry, ainda não tem previsão de publicação no Brasil.

quinta-feira, 5 de setembro de 2019

Paul McCartney lança livro infantil, feito especialmente para os avós lerem para seus netos

"Hey Grandude", novo e primeiro livro infantil de Paul McCartney em parceria com a ilustradora Kathryn Durst chegara hoje (05/09).

Na obra, Macca discorre sobre um homem chamado Grandude e seus 4 netos os quais ele chama de “Chillers

A inspiração do título viera de um dos 8 netos do autor, que o apelidara de Grandude.

A atenção dispensada com as crianças é fundamental para seu amadurecimento como ser humano,” frisou Paul.

Sobre o trabalho da famosa ilustradora que desenhara as imagens coloridas do livro, Paul não poupara o elogio:

Tive o prazer de trabalhar com uma grande artista que colaborou muito com esse lançamento

sexta-feira, 26 de julho de 2019

Fotógrafo lança livro de arte histórica com estrelas do metal para causa beneficente. Assista ao vídeo

Alissa White-Gluz (Arch Enemy) - "Marie-Antoinette"

O fotógrafo belga Tim Tronckoe está lançando "Portraits", o seu primeiro livro de retratos (artbook) temático, escolhendo como inspiração figurinos de grandes personalidades históricas à época de séculos passados.

Alguma vez você já se perguntou como Simone Simons (Epica) ficaria como a Rainha Elizabeth I, ou Alissa White-Gluz (Arch Enemy) como Maria Antonieta? E se os caras do Slayer fossem retratados por Caravaggio? E se Rembrandt fosse contratado para retratar o Cardinal Copia (Ghost)? Nos últimos três anos, Tim Tronckoe trabalhou em segredo, capturando seus amigos no estilo dos velhos mestres para responder a essas perguntas com "Portraits".

O livro traz ainda Kerry King (Slayer), Myles Kennedy (Alter Bridge & Slash), Sharon den Adel (Within Temptation), Tarja Turunen, e Charlotte Wessels (Delain) como você nunca viu antes.

Cristina Scabbia (Lacuna Coil)

"Portraits" terá tiragem limitada de apenas 1.000 cópias, trazendo 180 páginas, concebido em uma capa de linho e apresentado numa caixa personalizada

O trabalho será lançado no dia 28 de setembro próximo, numa exposição na Bélgica e já se encontra em pré-venda no site do artista. Toda a renda obtida será destinada a Psicosenxe, uma organização independente que ajuda aqueles que lutam pela a saúde mental, orientando as pessoas para o tipo certo de ajuda e tentando superar as longas listas de espera nos serviços de saúde.

Simone Simons (Epica) - "Queen Elizabeth I"

Enquanto trabalhava no livro, Tim perdeu sua amiga Jill Janus: "Sua morte me deixou ainda mais consciente do fato de que a saúde mental ainda é um tabu. Foi outro sinal de que eu deveria mostrar meu apoio a uma organização que luta para aqueles que experimentam a vida como uma luta, dia após dia ".


Anneke Van Giersbergen


Tarja Turunen - " Queen Mary Stuart"


Marcela Bovio (MaYan)

Charlotte Wessels (Delain)

Assista ao vídeo-ensaio COMPLETO no player do perfil de Anneke van Giersbergen no INSTAGRAM:

terça-feira, 11 de junho de 2019

Ritchie Blackmore lançará novo Photo book


"Ritchie Blackmore: A Life In Vision" chegará no dia 12 de setembro próximo em edição limitada de 1000 cópias via Wymer Publishing e pode ser adquirido diretamente no site da editora, com direito à dedicatória especial aos fãs que comprarem primeiramente o livro.

Este novo livro fotográfico de luxo compilado pelo biógrafo de Blackmore, Jerry Bloom, é o complemento perfeito para sua biografia de 2006, "Black Knight", que retrata a carreira de Blackmore com fotos e memorabilia de 1958 até os dias atuais.

Não só apresenta uma grande seleção de fotos, muitas das quais nunca foram vistas antes, mas após anos de pesquisa por Bloom, ele também inclui a lista de shows mais abrangente já publicada, para a carreira anterior de Blackmore, entre 1958 e 1967, mais de 300 shows detalhados de seus dias com The Outlaws, apoiando Gene Vincent e Jerry Lee Lewis; com Screaming Lord Sutch & the Savages; Neil Christian & The Crusaders; e até mesmo voltando para suas primeiras bandas como The Vampires e The Kestrals.

Aumentado com memorabilia do tempo, o livro também traça a carreira de Blackmore em fotos, através de Deep Purple, Rainbow e Blackmore's Night, juntamente com narrativa por Bloom que coloca os elementos visuais no contexto.

Entretanto, a obra não fora autorizada ou aprovada pelo prório Ritchie Blackmore, Deep Purple, Rainbow ou qualquer um dos seus representantes.


quarta-feira, 22 de maio de 2019

Chico Buarque ganha o 31º Prêmio Camões de Literatura em Língua Portuguesa


O cantor, compositor e escritor Chico Buarque de Hollanda fora agraciado com 31º Prêmio Camões, premio concedido desde 1988 em parceria dos governos do Brasil e de Portugal para os melhores do ramo dentro da Língua Portuguesa.

Chico não fora premiado por uma obra específica, ele que lançara os romances "Estorvo"(1991), "Benjamim"(1995), "Budapeste"(2003), "Leite derramado"(2009) e "O irmão alemão"(2014), mas sim pela "pela qualidade e transversalidade da obra", ou simplesmente, pelo conjunto da obra.

Mas claro que toda a sua carreira como compositor musical certamente dera uma senhora forcinha para tal premiação.

Seja como, for, Congratulações, Chico!

quarta-feira, 17 de abril de 2019

Tecladista do Uriah Heep irá lançar livro infantil sobre demônios


Além de seus trabalhos como tecladista do Uriah Heep desde a década de 80, Phil Lanzon escreve canções e histórias, sempre procurando os cantos mais distantes da imaginação para encontrar águas desconhecidas. Ele percorreu o mundo com sua música muitas vezes e viu muito da vida em todas as suas diversas dimensões, dementes e cativantes. Ele tem três filhos, nove netos e duas bisnetas - Scarlett e Delilah . Ele vive no limite do universo no leste de Kent com sua parceira, Patina.

Permeado por este contexto, Lanzon está lançando o seu livrio infantil "Curse Of The Mudchalk Devil", que chegará no dia 18 de abril, via Pegasus Publishers.

Leia a sinopse nas linhas abaixo:

"Quando uma jovem curiosa e determinada descobre que pode ver a música e ouvi-la, ela usa esse poder para destruir a maldição da desarmonia que envolve seu mundo. Elin ajuda no show ilusionista de seu pai, mas o desastroso Os eventos daquela noite a colocam em uma jornada que testaria a resistência de qualquer ser humano. Relutantemente, ela aceita a ajuda persistente de um garoto de sua classe e eles entram em um mundo fantástico, maravilhoso, do qual eles nunca retornarão sendo eles mesmos."


segunda-feira, 18 de março de 2019

Pete Townshend, do The Who, anuncia romance de estréia, "The Age of Anxiety"


O músico diz que seu conto sobre a "arte obscura da criatividade" é parte de uma magnum opus que ao final combinará ficção com ópera e instalação.

O guitarrista do The Who, Pete Townshend, anunciou seu romance de estréia, "The Age of Anxiety", uma "meditação extensa sobre o gênio maníaco e a arte sombria da criatividade" que será publicada em novembro.

Ao anunciar o livro na terça-feira, o compositor disse que decidiu há 10 anos "criar uma obra-prima que combinaria ópera, instalação artística e romance". O romance está agora concluído e foi adquirido pela Hodder & Stoughton imprint Coronet, com a ópera em desenvolvimento e a instalação a seguir.

Sou um leitor ávido e gostei muito de escrevê-lo. Eu também estou feliz em dizer que a maioria das músicas está composta, pronta para ser polida para lançamento e execução. É tremendamente excitante”, disse Townshend.

O editor da Coronet, Mark Booth, chamou "The Age of Anxiety" de “um grande romance de rock”, com seu narrador “uma criação brilhante - culta, espirituosa e inconstante”.

O romance captura a loucura dos negócios da música e exibe o senso de humor e o ouvido afiado de Townshend para o diálogo. Primeiramente concebido como uma ópera, "The Age of Anxiety" lida com temas míticos e operísticos, incluindo um labirinto, loucura divina e crianças há muito perdidas”, disse Booth. "Alucinações e paisagens sonoras assombram este romance, que em certo sentido é uma meditação prolongada sobre o gênio maníaco e a arte sombria da criatividade."

Townshend, que atualmente também trabalha com os colegas de banda no primeiro álbum do Who em 13 anos, tem um pouco de história na atividade de publicação: em 1977, fundou sua própria editora, Eel Pie Publishing e abriu uma livraria chamada Magic Bus em Richmond, que permanece aberta sob o nome Open Book. Em 1983, ele começou a trabalhar como editor para a editora Faber e Faber, e trabalhou em vários livros de música, incluindo o livro de memórias do vocalista do Animals, Eric Burdon, e o livro de letras de Brian Eno, More Dark Than Shark. Enquanto trabalhava na Faber, ele se tornou amigo do escritor de Lord of the Flies, William Golding, e do poeta Ted Hughes, com quem colaborou em um musical do livro infantil de Hughes, 'The Iron Man", em 1989.

Townshend também escreveu ficção antes, publicando uma coleção de contos, "Horse's Neck", em 1985. Um romance, Ray High and the Glass Household, nunca foi publicado, mas elementos dele terminaram no álbum solo Psychoderelict de 1993.

O movimento de Townshend na publicação de um romance segue os passos de músicos como Nick Cave e Leonard Cohen, ambos produtores de ficção com boas críticas. The Guardian disse que "The Death of Bunny Munro" de Cave é cheio de “humor negro e um tom escabroso”, enquanto Cohen foi descrito como “um escritor de energia e cor fantásticas, um humorista rabelaisiano e criador de algumas cenas memoráveis” segundo o Observer.

Mas Townshend não desejará comparações com Morrissey, cujo romance de estréia, "List of the Lost", ganhou o prêmio Bad Sex in Fiction Award há quatro anos.

Traduzido pelo confrade Renato Azambuja via The Guardian

quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

The Beatles: Paul McCartney lançará livro infantil


"Hey Grandude" chegará ainda em 2019.

“Estou feliz em compartilhar a capa do meu novo livro infantil ‘Hey Grandude!’ que será lançado no final deste ano “, diz McCartney em uma mensagem postada em seu site oficial. Ele acrescenta: “Trabalhei nisso com um grande ilustrador chamado Kathryn Durst e espero que vocês aproveitem tanto quanto eu.
Hey Grandude mostra as aventuras de um homem mágico chamado Grandude e seus quatro netos, que ele chama de “Chillers”. McCartney originalmente teve a ideia para o livro depois que um de seus oito netos começou a se referir a ele como “Grandude” e o apelido pegou. “Eu queria escrevê-lo para os avós em todos os lugares, por isso lhes dou algo para ler para os netos na hora de dormir, explicou o velho Macca.”
O eterno beatle canhoto desembarcará no Brasil para três apresentações: 26 e 27 de março em São Paulo e dia 30 de março em Curitiba.

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

Depois de quase 20 anos, "Nossa Banda Podia Ser Sua Vida" chega ao Brasil


Livro de Michael Azerrad, lançado no Brasil pela Powerline, é considerado uma enciclopédia do indie americano por jornalistas e amantes do gênero

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria?
Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

"No dia 24 de setembro de 1991, um álbum chamado Nevermind, de uma banda chamada Nirvana, foi lançado. Em questão de semanas, virou disco de ouro; pouco depois, derrubou Michael Jackson do primeiro lugar da parada de álbuns da Billboard, e levou a jornalista musical Gina Arnold a proclamar: 'Nós vencemos.' Mas quem era esse 'nós' de quem ela estava falando? E por que eram tão diferentes 'deles'?"

Assim começa o livro Nossa Banda Podia Ser Sua Vida, de Michael Azerrad, lançado nos EUA em 2001 para contar, de forma minuciosa e despojada como 13 bandas independentes prepararam o terreno fértil no qual mais tarde floresceria a cena alternativa comercial. E enfim é lançado no Brasil, pela Powerline Music & Books. O lançamento oficial é sexta-feira, 7 de dezembro, dentro da SIM São Paulo (www.simsaopaulo.com.br) com uma sessão de autógrafos com o autor e um painel no Centro Cultural São Paulo.

Graças a eles não só o Nirvana se tornou um dos maiores sucessos de todos os tempos, mas o indie foi alçado a estilo de vida juvenil, impulsionando o surgimento de centenas de novas bandas (Coldplay e adjacências inclusos), criando moda, possibilitando a existência de mega-festivais roqueiros como o Lolapalloza e sendo usado, hoje, até como trilha sonora de comerciais de carros e bancos, algo bem distante de sua essência original.

As bandas escolhidas por Azerrad para representarem as tais "cenas do indie underground americano" são seminais não necessariamente pelo número de álbuns vendidos, mas por seu poder de influência, criação de algo novo, revelia ao status quo e, muitas vezes, pela completa falta de interesse em fazer sucesso. Cada capítulo conta a história de uma delas: Mission Of Burma, The Minutemen, Black Flag, Husker Du, Minor Threat, The Replacements, Butthole Surfers, Sonic Youth, Big Black, Fugazi, Mudhoney, Beat Happening e Dinosaur Jr, cada uma com seu estilo, uma diferente da outra, cada uma importante à sua maneira.

Michael Azerrad vive em Nova Iorque e é um dos maiores críticos musicais dos EUA. Seus textos aparecem em publicações como Spin, Rolling Stone e The New York Times. É autor também, dentre outros, do bestseller Come As You Are: A História do Nirvana.

Título: Nossa Banda Podia Ser Sua Vida: Cenas do Indie Underground Americano 1981-1991 
Autor: Michael Azerrad 
Preço: R$ 79,90 
Número de páginas: 680 
Tradutores: José Augusto Lemos e Marina Melchers 
Editora: Powerline Music & Books



segunda-feira, 15 de outubro de 2018

The Who: Roger Daltrey descobriu três filhos cujas mães os entregaram para adoção


Prestes a lançar a sua autobiografia, o frontman do Who, agora com 74 anos de idade, revelou ao jornal MetroUK que após os seus cinquenta anos, descobriu ter três filhos com mulheres que teve contato entre os seus dois casamentos.

Além dos três últimos descobertos, já Daltrey possuia um filho com a primeira esposa, Jackie, três com a segunda, Heather e mais um com a modelo sueca Elisabeth Aronsson.

Paizão coruja, ele mantém boas relações com os três filhos que chegaram depois e disse que estas coisas não atrapalharam seu casamento atual, pois mantém com Heather, sua mulher uma relação aberta e de confiança, desde os tempos de maior sucesso da banda.

Eu tentei o melhor melhor para lidar com essa situação, fruto de ocorridos de muito tempo atrás...
...A Heather é maravilhosa Encontrar uma mulher que compreendesse o que é esse negócio e como e quem nós somos, aceitar isso e ainda querer estar comigo é um presente do universo”, disse Daltrey. “Seja isso um casamento aberto ou apenas uma questão de honestidade, eu sempre soube que nunca seria um marido perfeito e ela entende isso perfeitamente," disse o vocalista.

O livro "Thanks a Lot Mr. Kibblewhite: My Story" chegará no dia 23 de outubro próximo via Henry Holt and Co.

LEIA TAMBÉM:

The Who - Roger Daltrey: "cantar “Won't Get Fooled Again” me deixa entediado"


quarta-feira, 12 de setembro de 2018

AC/DC: Novo livro cobre a história da fase Bon Scott


"AC/DC 1973-1980: The Bon Scott Years", o novo livro de Jeff Apter, chegará no dia 14 de novembro próximo, passando a limpo a história da banda australiana desde seu estágio embrionário, quando eles ainda sequer se chamavam AC/DC, os primeiros shows pela Austrália, tudo amplamente recheado com miríades de ilustrações e memorabilia, até o falecimento de seu primeiro grande frontman, Bon Scott, em fevereiro de 1980.