Confraria Floydstock: lançamentos

FRETE GRÁTIS PRIME / PARCELE EM ATÉ 10 VEZES
Mostrando postagens com marcador lançamentos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador lançamentos. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 26 de novembro de 2021

Tony Iommi lança “Scent of Dark”, sua 1ª canção pós-Black Sabath; assista ao clipe

Scent of Dark” marca o reaparecimento de material inédito composto pelo guitarrista do Black Sabbath, Tony Iommi, após findada sua banda.

Trata-se de uma parceria com o fundador e diretor de criação da perfumaria Xerjoff, o italiano Sergio Momo.

A canção instrumental, em clipe que você pode conferir no player abaixo, serve de publicidade à fragrância que será lançada pela empresa em homenagem ao músico sabático.

Eu tinha esse riff há um bom tempo e nunca fiz nada com ele. Construímos a faixa com bateria programada no início. Então Mike Exeter, o produtor, colocou baixo e teclados nela. A seguir adicionei solos, apenas para dar uma ideia de como soaria. Finalizando, adicionamos as cordas. Eu já tinha trabalhado com seções de cordas em álbuns do Black Sabbath antes, mas essa foi uma experiência totalmente nova.

Não poderia imaginar quem cantaria nela, simplesmente parecia ideal no formato instrumental. Já tinha a parte principal por um tempo, apenas adicionei algumas novas a ela. Há riffs mais sombrios para que se misturam com a ideia do perfume. Além disso, realmente gostei da ideia de usar alguns violinos, violoncelos e outras coisas do tipo.

É algo que sempre me interessou, desde os primeiros dias de produtos como Brut e Old Spice, que eu sempre recebia no Natal. Porém, assim que comecei a viajar pelo mundo, comecei a descobrir diferentes tipos de fragrâncias de outros países e comecei a colecioná-los. Conheci Sergio através de outro amigo meu. Ele gentilmente me enviou uma caixa com suas fragrâncias e perguntou se estaria interessado em criar uma pessoal, o que eu certamente não esperava. Sergio pediu que eu fizesse uma lista de coisas que gosto do cheiro, desenvolveu algumas amostras diferentes a partir das minhas sugestões e eu escolhi o que gosto.” - explicou Iommi sobre a composição e a parceria com a perfumaria.

Deep Purple lança "Turning to Crime", seu álbum de covers; ouça

"Turning to Crime", novo trabalho de covers do Deep Purple, chegou hoje, via ear Music.

Deep Purple libera clipe de "Oh Well"; canção de seu álbum de covers; assista.

Pegue cinco músicos desempregados em prisão domiciliar, acrescente um pouco de tecnologia, misture uma colher de músicas que nos moldaram ao longo dos anos, leve ao forno por alguns meses e este prato é o resultado. Sirva com uma pitada de sal e toque em volume alto!” - disse a banda em comunicado.

Ouça o álbum no Spotify:

Assista ao clipe animado de "Rockin' Pneumonia And The Boogie Woogie Flu":


Tracklist:

7 And 7 Is (original do Love)

Rockin’ Pneumonia And The Boogie Woogie Flu (Huey “Piano” Smith)

Oh Well (Fleetwood Mac)

Jenny Take A Ride! (Mitch Ryder & The Detroit Wheels)

Watching The River Flow (Bob Dylan)

Let The Good Times Roll (Ray Charles & Quincy Jones)

Dixie Chicken (Little Feat)

Shapes Of Things (The Yardbirds)

The Battle Of New Orleans (Lonnie Donegan/Johnny Horton)

Lucifer (Bob Seeger)

White Room (Cream)

Caught In The Act (Medley: Going Down / Green Onions / Hot ‘Lanta / Dazed And Confused / Gimme Some Lovin’)

Tarja lança "Closer To the Sky", 1° single de seu novo projeto Outlanders; ouça

"Closer To the Sky" integra o projeto Outlanders, parceria da soprano Tarja Turunen com Torsten Stenzel e traz Trevor Rabin, mais conhecido como guitarrista do Yes, bem como compositor de trilhas sonoras de sucessos de bilheteria de Hollywood

A faixa marca o início de uma série de lançamentos de oito faixas via earMusic, precedendo um álbum completo.

Cada música apresenta um guitarrista excepcional como convidado. Os participantes incluem: Al Di Meola, Joe Satriani, Jennifer Batten, Steve Rothery, Mike Oldfield, Walter Giardino, Ron "Bumblefoot" Thal, Vernon Reid e Marty Friedman.

Mas o que é o gênero Outlanders? A resposta é simples: é um gênero musical em si, já que classificar os Outlanders como qualquer gênero preexistente seria um esforço infrutífero.

A visão de Tarja para Outlanders é criar algo novo e fresco. Outlanders combinam batidas eletrônicas emocionantes e emocionantes com os vocais clássicos e emocionais de Tarja, junto com performances únicas de guitarra. Esses três elementos são uma constante em todas as músicas.

Gravado e mixado principalmente na ilha caribenha de Antigua durante os últimos dez anos, os sons de Outlanders são místicos. Eles são suaves e poderosos; cativante e sonhadora; moderno, mas vintage ao mesmo tempo. Sua música é sobre opostos que se atraem magicamente e os três elementos do pilar estético se unem para criar um som único e singular.

Ouça "Closer To the Sky" clicando na imagem abaixo:

quinta-feira, 25 de novembro de 2021

Laura Finocchiaro apresenta seu novo álbum: “Oxigênio”, o kit de sobrevivência da artista na pandemia

O lançamento marca o início das comemorações dos 40 anos de carreira independente da cantora e compositora.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

Em tempos de pandemia, em que encontros e abraços tornaram-se rarefeitos, em que tantos perderam o fôlego, e outros tantos perderam o gás, eis que encontramos as boias de salvação em balões de arte, em cilindros de afeto comprimido. Eis que sobrevivemos e enchemos os pulmões para cantar: “Oxigênio”. Este é o novo álbum da cantora, compositora, guitarrista, arte-educadora e produtora musical gaúcha Laura Finocchiaro, que fora lançado no dia 19 de novembro, em todas as plataformas de streaming.

Distribuído pela CD Baby, “Oxigênio” é mais um lançamento da Sorte Produções, empresa de Laura Finocchiaro, que comemora 40 anos de carreira independente em 2022. “Ser artista independente no Brasil é uma forma de resistência. Não há políticas públicas que nos contemple”, comenta Laura, que segue em suas batalhas na música e na vida, fora do mainstream, e contra o machismo e a homofobia.

O projeto começou pouco antes da pandemia, em janeiro de 2020, e seguiu com o lançamento de cinco singles – "A vagar", que saiu em março de 2020, "Asfixia" (maio/2020), "Minas Sonoras" (novembro/2020), "Hino à diversidade" (julho/2021) e "Vírus" (agosto/2021) – servindo de esquenta para a chegada de “Oxigênio”.

O álbum preparado pela artista funciona como um kit de sobrevivência em que a vacina é musical, os cilindros verdes defendem a natureza, os medicamentos chegam em potes de diversidade e igualdade, e os leitos são plenos de amor. Afinal de contas, a música é apenas um instrumento que Laura Finocchiaro utiliza para dar voz a seus anseios e lutar por seus ideais. A música é o canal pelo qual a artista bota em pauta questões fundamentais para ela, como igualdade, diversidade, defesa da natureza, justiça social e – o que une tudo – o amor.

Laura criou e gravou “Oxigênio” em seu home studio, ao longo do ano de 2020, como forma de resistir à pandemia da Covid 19. Foi um trabalho solitário, em que a artista gravou vários instrumentos – guitarras, baixo, teclados, sintetizadores, samples –, cantou e criou texturas sonoras. E mais: Laura escreveu todos os arranjos, assina a produção e a direção musical. Só a mixagem e a masterização foram feitas por outros profissionais. Francisco Patrício foi o responsável pelas mixagens. Já a finalização do álbum foi feita este ano, em Miami (EUA), com a masterização do supercraque Carlos Freitas, da Classic Master.

O álbum traz 11 faixas e mais quatro faixas bônus. Nove canções foram compostas durante a pandemia, com diversos parceiros. As outras duas são “Chapéu” – de 1982, quando Laura musicou os versos da poeta e publicitária Leca Machado, sua parceira frequente – e “Hino à diversidade”, regravação da canção feita por encomenda, especialmente para a Parada Gay de São Paulo, nos anos 1990, em parceria com Glauco Mattoso e Roberto Firmino.

A produção pandêmica de Laura Finocchiaro foi intensa. Uma das faixas “Mulher Maria”, ela fez especialmente para sua companheira Maria Esperidião, jornalista que escreveu a letra de “Da Paz”, parceria das duas, que também está no álbum “Oxigênio”.  "Mulher Maria" foi inspirada em Maria, mas é uma canção composta para valorizar a mulher, “todas as Marias dessa vida, por isso também escolher um nome popular e bíblico como simbolismo da mulher que tem poder e garra”, ressalta Laura. Já a canção "Da Paz" fala sobre a dor de perder alguém que se ama. Uma reflexão sobre o sentido da vida e da morte. Um questionamento tão atual em tempos pandêmicos! 

Laura é uma artista de afetos. Então, nada mais natural do que compor com pessoas que fazem parte de sua vida pessoal e de sua trajetória independente na música durante quatro décadas. Só assim, entre afetos, pôde compor retratos da dura realidade pandêmica – em que doença e desgoverno causaram sofrimento em mais de 600 mil famílias brasileiras. Só mesmo de mãos dadas a companheiros de vida e luta, Laura Finocchiaro teve forças para compor canções duras como "Vírus" e “Asfixia”, em parceria, respectivamente, com os jornalistas João Luiz Vieira e Flávio Paiva. 

...Não desapareci nas sombras da arte, do amor, de tudo que cura...” (“Asfixia”) 

Falando em amizade, um dos destaques é “A vagar”, parceria dela com o saudoso poeta Jorge Salomão, que ela acompanhou no hospital em seus últimos dias de vida e luz. Luz que ele deixou iluminando o trabalho de Laura. Esta música foi a primeira deste projeto a ser produzida. Justamente por causa do estado de saúde de Jorge Salomão. E foi para homenageá-lo que ela decidiu lançar “A vagar” como primeiro single, marcando esta nova proposta musical: “uma música visceral, construída sobre harmonias contundentes, criadas sobre camadas de texturas sonoras. Uma música inspirada no dia a dia traduzida em forma de poesia, repleta de melodias, contracantos, ritmos diversos e timbres sintéticos, numa sonoridade assumidamente eletrônica, pop e livre de qualquer rótulo ou gênero musical”, explica Laura.

Também fruto de amizade é a faixa “Minas Sonoras”, nome do coletivo que Laura formou com Ana Martins, que fez a letra da música, e Patricia Mellodi. As duas participam cantando no registro da canção.

Completam o álbum as faixas “Nonsense”, mais uma feita a quatro mãos com Leca Machado; “Amora”, que fala de injustiça social e sofrimento feminino, parceria com o baixista Hans Zeh, que também assina "Trans" – uma denúncia contra a transfobia –, com Laura e J. Caminha. Hans, aliás, toca baixo nessas duas faixas e em “Hino à diversidade”, e participa com arranjos, grooves e sintetizadores, além de produzir e mixar com Laura estas três faixas.

O álbum conta ainda com participações especiais: Ana Martins e Patricia Mellodi em “Minas Sonoras”; Bozo Barreti, arranjador das cordas em “Hino à diversidade”; João Parahyba, que gravou os grooves e samples na faixa "Vírus"; Marcelo Gallo no remix de "Amora” e Artur Rodrigues, responsável pelas flautas em "Da Paz" e "Hino à diversidade".

Depois de tanto tempo em confinamento, já vacinada com duas doses, Laura Finocchiaro sente-se finalmente com fôlego para lançar este trabalho. Afinal de contas, é hora de viver, de compartilhar, de respirar “Oxigênio”.

OUÇA "OXIGÊNIO" NO SPOTIFY.

Tracklist e ficha técnica:

01.Vírus (Laura Finocchiaro e João Luiz Vieira)

Arranjo, voz, vocal, guitarras, baixo, teclados, sintetizadores, samples, edições musicais: Laura Finocchiaro                     

Participação especial: João  Parahyba (bateria eletrônica)                             

Faixa produzida por Laura Finocchiaro, mixada por Francisco Patrício e Laura Finocchiaro, e masterizada por Carlos Freitas

02. Da Paz (Laura Finocchiaro e Maria Esperidião)

Arranjo, voz, vocal, guitarras, baixo, teclados, sintetizadores, samples, edições musicais: Laura Finocchiaro -Participação especial: Artur Rodrigues (flauta)                                                                      

Faixa produzida por Laura Finocchiaro, mixada por Francisco Patrício e Laura Finocchiaro, e masterizada por Carlos Freitas

03.Asfixia (Laura Finocchiaro e Flavio Paiva)

Arranjo, voz, vocal, guitarras, baixo, teclados, sintetizadores, samples, edições musicais: Laura Finocchiaro - Faixa produzida por Laura Finocchiaro, mixada por Francisco Patrício e Laura Finocchiaro, e masterizada por Carlos Freitas 

04.Hino à diversidade (Laura Finocchiaro, G. Mattoso, R.Firmino)

Arranjo, voz, vocal, guitarras, edições musicais: Laura Finocchiaro

Participações especiais: Bozo Barreti (cordas) e Hans Zeh (arranjo, baixo, grooves e sintetizadores) 

Faixa produzida e mixada por Hans Zeh e Laura Finocchiaro, e masterizada por Carlos Freitas

05. Trans (Laura Finocchiaro, Hans Zeh e J. Caminha)

Arranjo, voz, vocal, guitarras, edições musicais: Laura Finocchiaro

Participação especial: Hans Zeh (arranjo, baixo, grooves e sintetizadores)

Faixa produzida e mixada por Hans Zeh e Laura Finocchiaro, e masterizada por Carlos Freitas

06.Chapéu (Laura Finocchiaro e Leca Machado)

Arranjo, voz, vocal, guitarras, baixo, teclados, sintetizadores, samples, edições musicais: Laura Finocchiaro

Faixa produzida por Laura Finocchiaro, mixada por Francisco Patrício e Laura Finocchiaro, e masterizada por Carlos Freitas

07.Amora (Laura Finocchiaro e Hans Zeh)

Arranjo, voz, vocal, guitarras, edições musicais: Laura Finocchiaro

Participação especial: Hans Zeh (arranjo, baixo, grooves e sintetizadores)

Faixa produzida e mixada por Hans Zeh e Laura Finocchiaro, e masterizada por Carlos Freitas

08.Minas Sonoras (Laura Finocchiaro e Ana Martins)

Arranjo, voz, vocal, guitarras, baixo, teclados, sintetizadores, samples, edições musicais: Laura Finocchiaro

Participações especiais: Ana Martins e Patricia Mellodi (vocais)

Faixa produzida por Laura Finocchiaro, mixada por Francisco Patrício e Laura Finocchiaro, e masterizada por Carlos Freitas

09.Mulher Maria (Laura Finocchiaro)

Arranjo, voz, vocal, guitarras, baixo, teclados, sintetizadores, samples, edições musicais: Laura Finocchiaro

Faixa produzida por Laura Finocchiaro, mixada por Francisco Patrício e Laura Finocchiaro, e masterizada por Carlos Freitas

10.Nonsense (Laura Finocchiaro e Leca Machado)

Arranjo, voz, vocal, guitarras, baixo, teclados, sintetizadores, samples, edições musicais: Laura Finocchiaro

Faixa produzida por Laura Finocchiaro, mixada por Francisco Patrício e Laura Finocchiaro, e masterizada por Carlos Freitas

11.A vagar (Laura Finocchiaro e Jorge Salomão)

Arranjo, voz, vocal, guitarras, baixo, teclados, sintetizadores, samples, edições musicais: Laura Finocchiaro

Faixa produzida por Laura Finocchiaro, mixada por Francisco Patrício e Laura Finocchiaro, e masterizada por Carlos Freitas

Bônus tracks:

12.Amora (P.Y.N.  Remix) (Laura Finocchiaro e Hans Zeh)

Faixa produzida e mixada por Marcelo Gallo e Masterizada por Carlos Freitas

13.Amora (Noizeh Retrô Mix) (Laura Finocchiaro e Hans Zeh)

Faixa produzida e mixada por Hans Zeh, e masterizada por Carlos Freitas

14.Hino à diversidade (Noizeh Remix) (L.Finocchiaro, G.Mattoso, R.Firmino)

Faixa produzida e mixada por Hans Zeh e masterizada por Carlos Freitas

15.Trans - Instrumental (Laura Finocchiaro, Hans Zeh e J. Caminha)

Faixa produzida e mixada por Hans Zeh e Laura Finocchiaro, e masterizada por Carlos Freitas

Direção artística e musical: Laura Finocchiaro

"The Beatles: Get Back": documentário de Peter Jackson no Disney Plus

Confira os bastidores da gravação de um dos álbuns de rock mais controversos do mundo.

"Get back to where you once belonged!"

Finalmente temos em mãos a primeira parte do documentário de três partes de Peter Jackson, "The Beatles: Get Back" no Disney Plus.

Jackson, - que é mais conhecido por dirigir as franquias "O Senhor dos Anéis" e "O Hobbit", admitiu recentemente que convencera a Disney a quebrar uma de suas maiores regras ao fazer o documentário.

Tivemos que conversar com a Disney sobre o juramento. Os Beatles são garotos malvados e xingam livremente, mas não de forma agressiva ou sexual”, disse ele à revista Radio Times.

Conseguimos que a Disney concordasse em fazer liberar palavrão, o que eu acho que é a primeira vez para um canal da Disney. Isso também os faz sentir modernos.

A próxima série de três partes apresenta imagens de arquivo nunca antes vistas da banda Liverpudlian, com Jackson revisando 57 horas de vídeo ao longo de quatro anos enquanto edita os filmes sobre a produção dos Beatles de seu álbum Let It Be, de 1970.

Quem está pensando que isso vai ser uma pá de cal, pense novamente”, disse Jackson ao The Guardian. “Eu não queria reter ou higienizar nada, mas houve uma reação muito positiva de todos, mesmo que alguns deles dissessem que partes dela eram estressantes de assistir.

The Beatles: Get Back - Part 1 estreou hoje, quinta-feira, 25 de novembro de 2021.

The Beatles: Get Back - Part 2 chegando amanhã, sexta-feira, 26 de novembro de 2021.

The Beatles: Get Back - Part 3 chegando sábado, 27 de novembro de 2021.

Cada episódio dura cerca de duas horas, com seis horas ao total.

Para assistir "The Beatles: Get Back", você precisará assinar o Disney +, se ainda não o tiver feito.

sábado, 20 de novembro de 2021

Reação evoca o poder da resistência e da luta do povo negro

Histórica banda sergipana de reggae roots lança o single ‘Negro de União de Palmares’ em 19 de novembro, no Mês da Consciência Negra.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

Passado e presente são um só tempo para a banda de reggae roots sergipana Reação, que traz a resistência de Palmares para os dias atuais no novo single ‘Negro de União de Palmares’, a primeira amostra do que será o segundo disco da histórica banda, com 20 anos de atividades e perseverança na música.

A luta de antes, eles constatam, ainda é a luta de hoje: o povo negro ainda grita por atenção, respeito e igualdade diante de uma sociedade que se diz sensibilizar com tais questões, mas que ainda não erradicou o preconceito no Brasil. A reflexão, no entanto, é repleta de melodias e manifestos, de amor e de esperança.

Negro de União de Palmares’ é o single que chega às plataformas de streaming no dia 19 de novembro, véspera do dia de Zumbi, pelo selo Toca Discos, com distribuição da Altafonte.

Ouça aqui: https://links.altafonte.com/a32v7dk.

A música transcende, fala de Zumbi, mas as pessoas o reconhecem como herói ao mesmo tempo em que o povo negro, em pleno século 21, ainda passa por diversas situações de opressão e discriminação. Seus descendentes continuam aqui, sofrendo, com fome, vítima de injustiças sociais”, reflete Junior Moziah (guitarra e voz).

A sonoridade de ‘Negro de União de Palmares’ evoca o roots da Jamaica dos anos 70, com um groove visceral, bastante peculiar que o Reação consolidou ao longo de duas décadas. Além disso, o single é marcado por uma melodia com grandes intervalos de notas revelando a impressionante extensão vocal de Junior e suas vibrações do axé raiz.

Negro da União de Palmares’, assim com as outras nove faixas que compõem o futuro segundo disco da banda sergipana, com uma grande participação especial, foi gravada no Rio de Janeiro, durante uma imersão dos músicos ao longo de uma semana no mítico estúdio Toca do Bandido, junto ao produtor Felipe Rodarte e da diretora artística Constança Scofield.

A histórica banda Reação

Reação completa 21 anos de resistência e atividade musical neste mês de novembro de 2021. Mais do que um conjunto musical, é uma entidade do reggae roots, uma energia que pulsa por união e respeito de todos os povos.

Os caminhos que levaram a Reação à Toca do Bandido junto à Rodarte passam por personalidades de renome na música brasileira, como Marcelo Falcão e Julico (The Baggios), com quem o produtor também trabalha há anos.

Lá atrás já tinha ouvido falar do Reação, cujo nome foi exaltado aqui na Toca pelo Julico durante a produção do terceiro disco da Baggios, o Brutown. Em 2018, o Falcão também mencionou o Reação, apontando-a como a ‘melhor banda de reggae roots do Brasil’”.

O convite para trazê-los ao Rio de Janeiro foi natural, lembra Rodarte. “Literalmente eles pegaram um ônibus em Aracaju e desembarcaram aqui. Foi um processo de muita energia, tudo gravado em exatos seis dias”.

Reação é uma banda na ativa desde 20 de novembro de 2000 que emana poder, uma banda que naturalmente – por meio das composições estridentes – clama por ser divulgada e clama por mais reconhecimento na música brasileira. O conjunto sergipano é, mais do que tudo, resistência e luta por uma sociedade mais adepta ao amor e igualdade.

Eles levam às músicas o sofrimento e as múltiplas vivências da comunidade onde vivem hoje, conhecido como Morro da Reação – antes Morro do Cruzeiro – em Aracaju (Sergipe). As letras trazem reflexões sobre a comunidade e buscam tanto representá-las como apresentá-las ao mundo. “As pessoas têm orgulho do que fizemos e o que fazemos na comunidade”, ressalta a banda.

Ali, na periferia de Aracaju, o Reação transformou vidas por meio do reggae – ‘música para transformar o ser humano’, este é o mantra que fortalece a banda, seja na frente social ou cultural. “Serve para lembrar do Deus que habita em nós”, completam.

Tudo começou em um vão de 4 por 4 metros e que com o passar dos anos se tornou um ponto de cultura no morro, um local em que a Reação ensaiava, proliferada a filosofia do reggae e engajar jovens a se envolverem com a música enquanto um guia espiritual e educativo para o futuro.

Dali o Reação ganhou as ruas de Aracaju, agitou shows pela cidade e extrapolou fronteiras – inclusive do Sergipe, sendo hoje uma banda que rodou diversos estados brasileiros. O primeiro disco veio apenas em 2008: Na Força da Fé, com quinze músicas.

Durante estes anos, a Reação provou de encontros cruciais para reafirmar sua missão no reggae, como a conversa com Marcelo Yuka em 2003, em Recife, durante Bienal da UNE, cujo incentivo é sentido até os dias de hoje pela banda. “Ele nos viu tocando e foi impactado, pediu ‘nunca mudem’, é algo que estamos digerindo até hoje”, lembra Junior.

Tiveram também encontros com Falcão em 2009, que mais tarde seria a ponte com Felipe Rodarte (Toca do Bandido) e a inusitada performance de Junior em 2018 com Tony Garrido e toda a Cidade Negra, durante um show da banda em Aracaju. Na ocasião, o vocalista do Reação subiu ao palco em duas oportunidades, muito devido ao carisma da plateia que fez Garrido convocá-lo a subir e cantar juntos. “Alinhado com Jah, tudo flui”, destaca Junior.

A Reação hoje é Junior Moziah (guitarra e voz), André Levi (voz), Ras Lau (baixo), Chico Ras (percussão), Adriano (teclado), Yuri (guitarra), Jil (guitarra), Pedrão (percussão) e Wipsom (bateria).

Exodus lança novo álbum “Persona Non Grata”; ouça

Banda aproveitou para lançar também um lyric vídeo para a faixa ‘Prescribing Horror.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

O Exodus, uma das bandas de thrash metal mais cultuadas do Mundo, marca mais um momento histórico em sua carreira. Hoje o quinteto norte americano lança o tão esperado 11º álbum “Persona Non Grata”. Comemorando este momento histórico, a banda disponibilizou um lyric vídeo para a faixa ‘Prescribing Horror’ que faz parte do novo álbum.

Gary Holt comentou: “Finalmente chegamos no dia do lançamento de nosso novo álbum “Persona Non Grata”. Estávamos tão ansiosos para lançar o álbum que tudo parecia demorar uma eternidade! Estamos felizes em compartilhar o último lyric vídeo com vocês de uma música que também é uma de minhas favoritas do álbum – ‘Prescribing Horror’. Uma pequena história sobre uma irmandade montada sobre drogas e o que acontece quando a ganância vem antes da segurança e da vida. A história da Talidomida.”.

 Assista o videoclipe de ‘Prescribing Horror’: 

Adquira o álbum “Persona Non Grataaqui.

Gary Holt, lendário guitarrista da banda, também concedeu uma coletiva de imprensa á respeito de “Persona Non Grata” que foi um grande sucesso na mídia especializada. O 11º álbum da carreira da banda também é lançado hoje no Brasil pela parceria Shinigami Records/Nuclear Blast Records. O músico falou sobre as músicas do álbum, e deu destaque para a música ‘Clickbait’ – segundo single do álbum.

Gary Holt comentou em resposta ao influenciador cultural Sergio Martins quando perguntou a respeito das fake news á respeito da banda - “Veja a Wikipedia, é tudo uma  mentira. Mas a música não é muito uma visão política a respeito das coisas – é mais sobre a mídia em geral e o dinheiro que está envolvido nisto tudo. Eles precisam que você clique nas coisas que eles publicam por que eles são pagos por clique. É como se você colocasse uma armadilha, como colocar um queijo para o rato e o rato tem que pegar ele sabe? Mas sabe, minhas notícias são fake news para um e as fake news de outro são fake news pra mim – quem sabe? O que eu acho que é verdade o outro vai achar que é mentira. Eu acho que tudo que ele lê é uma merda e tudo que eu leio é verdade. É mais uma forma que a mídia encontrou para que  títulos tendenciosos fique em evidência e sejam clicados por você -  o corpo do texto está totalmente fora do contexto do título.

 Assista ao videoclipe para ‘Clickbait’:

Literalmente traduzido para uma pessoa “que não é bem vinda” ou “inaceitável”, "PERSONA NON GRATA" toca em temas que revoltam  e enojam a sociedade moderna. A banda se juntou na casa de Tom Hunting nas montanhas, onde produziram e gravaram Persona Non Grata de três estúdios construídos em casa. Steve Lagudi foi o homem responsável pela engenharia enquanto a banda encarregou Andy Sneap do Backstage Studio para a mixagem do álbum. Pela terceira vez na história da banda, eles voltaram a trabalhar com o artista sueco Par Olofsson que ficou encarregado pela arte da capa.

Ouça no Spotify:

Tracklist:

Persona Non Grata

R.E.M.F

Slipping Into Madness

Elitist

Prescribing Horror

The Beatings Will Continue (Until Morale Improves)

The Years Of Death And Dying

Clickbait

Cosa Del Pantano

Lunatic-Liar-Lord

The Fires Of Division

Antiseed

A Banda:

Gary Holt | Guitarra

Tom Hunting | Bateria

Steve “Zetro” Souza | Vocal

Jack Gibson | Baixo

Lee Altus | Guitarra

sexta-feira, 19 de novembro de 2021

Robert Plant e Alison Krauss lançam o novo álbum “Raise the Roof”; ouça

Raise the Roof”, 2º álbum do eterno frontman do Led Zeppelin com Alison Krauss, chegara hoje, via Warner Music.

O trabalho sucede “Raising Sand” (2007), que vencera as 6 categorias nas quais fora indicado ao Grammy em 2009.

Nós queríamos fazer diferente. Nós trouxemos outras pessoas, outras personalidades se somaram à banda, e retornar ao estúdio trouxe um novo intimismo às harmonias.” - explicara Alison Krauss.

Ouça no Spotify:

Tracklist:

Quattro (World Drifts In)
The Price Of Love
Go Your Way
Trouble With My Lover
Searching For My Love
Can’t Let Go
It Don’t Bother Me
You Led Me To The Wrong
Last Kind Words Blues
High And Lonesome
Going Where The Lonely Go
Somebody Was Watching Over Me

Pink Floyd: "Animals é reinventado por inúmeros artistas do prog rock em álbum-tributo; ouça

"Animals Reimagined: A Tribute To Pink Floyd" traz Rick Wakeman, Al Di Meola, Billy Cobham, Martin Barre, James LaBrie, Patrick Moraz e outros.

Membros do Yes, King Crimson, Jethro Tull, Dream Theater, Focus, Mahavishnu Orchestra, Moody Blues e outros se uniram para uma nova gravação do álbum de 1977 do Pink Floyd, "Animals".

"Animals Reimagined: A Tribute To Pink Floyd" chegara hoje pela Cleopatra Records.

"Animals Reimagined: A Tribute To Pink Floyd" traz nomes como Rick Wakeman, Patrick Moraz, Arthur Brown, Billy Cobham, Al DiMeola e outros homenageando o Pink Floyd com sua própria visão sobre "Animals". Cada faixa do foi completamente reinventada com floreios de produção modernos e adições musicais de bom gosto, enquanto permanece fiel às composições inebriantes e sutilmente complexas do álbum original.

Ouça no Spotify

Tracklist:

1. Pigs On A Wing 1 - Nick van Eede (Cutting Crew) & Martin Barre (Jethro Tull)

2. Dogs - Graham Bonnet (Rainbow), Vinnie Moore (UFO), Kasim Sulton (Utopia), Jordan Rudess (Dream Theater) & Pat Mastelotto (King Crimson)

3. Pigs (Three Different Ones) - James LaBrie (Dream Theater), Al Di Meola, Joe Bouchard (Blue Öyster Cult), Patrick Moraz (The Moody Blues) & Billy Cobham (Mahavishnu Orchestra)

4. Sheep - Arthur Brown, Rick Wakeman (Yes), Jan Akkerman (Focus), David J. (Bauhaus) & Carmine Appice (Cactus/Vanilla Fudge)

5. Pigs On A Wing 2 - Jon Davison (lead vocalist for Yes), Albert Lee & Billy Sherwood (Yes).

Via PROG.

Mortemia lança lyric video de "Devastation Bound" (feat. Melissa Bonny); assista

"Devastation Bound", novo single do Mortemia, integra "The Pandemonium Sessions", projeto paralelo de Morten Veland, guitarrista e líder do Sirenia, e conta com a participação especial da vocalista Melissa Bonny (Ad Infinitum).

Esta é a quarta canção do projeto. As outras você pode conferir nos links abaixo.

Mortemia lança o single "Decadence Deepens Within" (feat. Liv Kristine); ouça.

Ouça The Hour of Wrath, novo single do Mortemia (Alessia "Melany" Scolletti).

Assista ao lyric video de "Death Turns a Blind Eye", novo single do Mortemia (feat. Marcela Bovio).

Ouça "The Enigmatic Sequel", novo single do Mortemia (feat. Madeleine Liljestam, do Eleine).

Sirenia lança lyric video de "This Curse Of Mine", canção de seu novo álbum; assista.

Sirenia: entrevista exclusiva com a vocalista Emmanuelle Zoldan / exclusive interview with vocalist Emmanuelle Zoldan.

Este é o 1º trabalho do projeto desde o álbum único "Misere Mortem" (2010).

Assista ao lyric video de "Devastation Bound" (feat. Melissa Bonny) no player abaixo:

Adele lança seu novo álbum, '30', nas plataformas digitais; ouça

Cantora bretã incorpora novos elementos no novo trabalho.

Adele está de volta com seu novo álbum, intitulado '30', já disponível nos serviços de streaming. O disco é o sucessor de '25' (2015).

A artista revelara que literalmente levara suas sessões de terapia para o estúdio, sendo suas elaborações afetivas as inspirações para as canções, como por exemplo o divórcio com o agora ex-marido, Simon Koneck, seu processo de luto e superação.

Ainda  single “Easy On Me”, previamente lançado, tenha causado a impressão de mais do mesmo, a artista frisara que este se trata de um material onde ela traz novos elementos e sonoridades e que portanto tem poucas chances de estourar junto ao público adolescente.

Ouça o álbum na íntegra no Spotify:

Tracklist:

01 Strangers by Nature

02 Easy on Me

03 My Little Love

04 Cry Your Heart Out

05 Oh My God

06 Can I Get It

07 I Drink Wine

08 All Night Parking (With Erroll Garner) Interlude

09 Woman Like Me

10 Hold On

11 To Be Loved

12 Love Is a Game

13 Wild Wild West (Bonus Track)

14 Can’t Be Together (Bonus Track)

15 Easy on Me (Bonus Track) (with Chris Stapleton)

quarta-feira, 17 de novembro de 2021

Arjen Lucassen revela clipe de "Fate Of Man", canção do novo álbum do Star One; assista

Novo trabalho trará os convidados Steve Vai, Tony Martin, Roy Khan, Marcela Bovio e outros, chegando no dia 18 de fevereiro próximo via InsideOut Music.

O multi-instrumentista neerlandês Arjen Lucassen, conhecido pelo Ayreon e outros projetos musicais, apresenta o clipe de "Fate Of Man", o 2° single de "Revel in Time", novo álbum de seu Star One.

Arjen Lucassen revela clipe de "Lost Children Of The Universe", canção do novo álbum do Star One; assista.

A canção traz o guitarrista do Symphony X, Michael Romeo e a vocalista do Unleash The Archers, Brittney Slayes.

“Esta abertura rápida e furiosa é o segundo videoclipe/single do novo álbum do Star One, "Revel In Time” revela Lucassen. "As letras são inspiradas no filme "Terminator" ("O Exterminador do Futuro").

Para mim, esta é a faixa mais Star One do álbum, uma reminiscência de "Set Your Controls" do primeiro álbum do Star One, Space Metal. Os vocais principais são da cantora incrivelmente talentosa Brittney Slayes, do Unleash the Archers e o virtuoso solo de guitarra é de ninguém menos que Michael Romeo, do Symphony X. Uma das minhas faixas favoritas do álbum.

Ayreon é como a nave-mãe de todas as minhas músicas. Ele contém todos os diferentes estilos musicais que gosto de ouvir e que adoro criar. Mas estou sempre em busca de desafios e tento criar algo novo e original também. Trabalhar dentro de um conjunto de restrições força você a fazer isso, então às vezes gosto de me limitar e focar em apenas um estilo. Por exemplo, com Star One eu foco no lado metálico do Ayreon. Isso significa que você não ouvirá o uso exuberantemente liberal de instrumentos acústicos que são tão frequentemente apresentados em álbuns do Ayreon, como violino, instrumentos de sopro, violoncelo, trompas, dulcimer, bandolim, etc..." - Explica Arjen Lucassen.

O álbum estará disponível para pré-venda em 17 de dezembro e virá em 2CD digipak, deluxe 3CD + Blu-ray artbook (incluindo um pôster da capa), e 180g gatefold 2LP (incl. o álbum em CD e um livreto de LP).

Assista ao clipe de "Fate Of Man" no player abaixo:

Tracklist:

CD1

1] Fate of Man
2] 28 Days (Till The End Of Time)
3] Prescient
4] Back From The Past
5] Revel In Time
6] The Year Of ’41
7] Bridge Of Life
8] Today Is Yesterday
9] A Hand On The Clock
10] Beyond the Edge Of It All
11] Lost Children of the Universe

CD 2 trará as mesmas canções, porém com diferentes vocalistas.

terça-feira, 16 de novembro de 2021

Beth Hart: ouça “Good Times Bad Times”, faixa do álbum tributo ao Led Zeppelin

Good Times Bad Times” integra “A Tribute to Led Zeppelin”, álbum da blueswoman Beth Hart que celebra a carreira da gigante banda bretã e chegará no dia 25 de fevereiro próximo.

O trabalho fora gravado concomitantemente com o último álbum “War On My Mind” (2019), trazendo os musicistas David Campbell nas orquestrações, Rob Cavallo como produtor e guitarrista, Tim Pierce (Bruce Springsteen, Tina Turner) e Chris Chaney (Rob Zombie, Slash) às 4 cordas; Jamie Muhoberac (Bob Dylan, Rolling Stones) às teclas e Dorian Crozier (Celine Dion, Miley Cyrus, Joe Cocker) às baquetas, exceto na canção "Stairway to Heaven", que contara com Matt Laug (Alanis Morissette, Alice Cooper) na bateria.

Para cantar Led Zeppelin você tem que estar furiosa ou não vai dar certo. Não podia, trabalhei anos para colocar minha raiva de lado. Então a pandemia e todas as coisas ao seu redor chegaram. Aí sim eu estava puta. Pedi que enviassem as músicas porque estava pronta para fazer isso. Este álbum me permitiu colocar tudo para fora e sou grata pela oportunidade.” - declarara a cantora.

Ouça "Good Times Bad Times" no player abaixo:


Tracklist:

Whole Lotta Love
Kashmir
Stairway To Heaven
The Crunge
Dancing Days/When The Levee Breaks (Medley)
Black Dog
No Quarter / Babe I’m Gonna Leave You (Medley)
Good Times Bad Times
The Rain Song

Rod Stewart lança novo álbum no streaming; ouça

The Tears of Hercules”, 31° álbum de estúdio de Sir Rod Stewart, chegara nas plataformas digitais via Warner/Rhino.

O trabalho traz 12 canções, sendo 9 autorais, incluindo um tributo ao saudoso frontman do T-rex, Marc Bolan e mais 3 covers: Marc Jordan (faixa-título), Johnny Cash (“These Are My People”) e Soul Brothers Six (“Some Kind of Wonderful”).

Ouça no player abaixo:



Tracklist:

One More Time
Gabriella
All My Days
Some Kind Of Wonderful
Born To Boogie (A Tribute To Marc Bolan)
Kookooaramabama
I Can’t Imagine
The Tears Of Hercules
Hold On
Precious Memories
These Are My People
Touchline

domingo, 14 de novembro de 2021

Amaranthe lança "PVP", seu novo single; ouça

A banda sueca Amaranthe lançara nesta 6ª feira última o seu novo single, intitulado "PVP".

Trata-se do huno oficial da equipe de e-sports do país.

Estamos orgulhosos de ter alguns dos maiores competidores do esporte eletrônico na Suécia. Escrever uma música para a seleção nacional que disputa a Copa do Mundo foi muito divertido! Canções enérgicas e edificantes são características que servem como marca registrada do Amaranthe. ‘PvP’ certamente não é exceção, ela foi projetada desde o início para ser uma injeção de adrenalina e endorfina nestes tempos cada vez mais sombrios. Esperamos que todos gostem e, claro, desejamos à seleção sueca da Copa do Mundo todo o sucesso que ela merece.” - declarara a banda em nota.

Ouça no player abaixo:

sexta-feira, 12 de novembro de 2021

Gov’t Mule cai no blues com o novo álbum “Heavy Load Blues”

Heavy Load Blues”, o 13º álbum de estúdio do Gov't Mule, chegara hoje via Fantasy Records.

Ainda que a banda de Warren Haynes traga sempre em sua essência o elemento blues dentro de seu blues-rock que o caracteriza, a banda não havia feito nada inteiramente no estilo, até agora...

O trabalho traz mescladamente canções covers e próprias.

Pessoalmente, isso meio que tem estado na minha lista de coisas a fazer por anos. Não sabia se seria um álbum solo ou um do Gov’t Mule. Tocamos alguns blues tradicionais no palco de vez em quando e apesar de geralmente não ser mais do que algumas canções por show, nossa abordagem do blues é única e baseada em nossa química coletiva como banda.” - declara Haynes.

Ouça o álbum na íntegra:


Tracklist:

Blues Before Sunrise
Hole In My Soul
Wake Up Dead
Love Is A Mean Old World
Snatch It Back and Hold It – Hold It Back – Snatch It Back and Hold It
Ain’t No Love In The Heart Of The City
(Brother Bill) Last Clean Shirt
Make It Rain
Heavy Load
Feel Like Breaking Up Somebody’s Home
If Heartaches Were Nickels
I Asked Her For Water (She Gave Me Gasoline)
Black Horizon

Tracklist da versão deluxe:

Hiding Place
You Know My Love
Street Corner Talking
Have Mercy On The Criminal
Long Distance Call
Feel Like Breaking Up Somebody’s Home (Extended Version)
Need Your Love So Bad (Live)
Good Morning Little School Girl with Hook Herrera (Live)

Northtale lança lyric video de “Future Calls”, canção de seu novo álbum; assista

Single conta com participação especial do lendário guitarrista Kai Hansen e de seu filho Tim Kanoa.

A banda de power metal Northtale está lançando em 12 de novembro seu novo álbum de estúdio “Eternal Flame”, pela renomada gravadora Nuclear Blast Records. Produzido por Dennis Ward (PINK CREAM 69, UNISONIC), o álbum traz 12 faixas inéditas e uma gama de novas influências, desde thrash metal, citações clássicas, música tradicional brasileira e elementos fundidos no power metal melódico característico do Northtale.

Para celebrar a ocasião, a banda também lança um lyric video do single “Future Calls”, que já está disponível em todas as plataformas de música.

Assista:

O guitarrista Bill Hudson comenta: “Não acredito que estou dizendo isso, mas finalmente chegou a hora de Eternal Flame! Foram dois anos de trabalho árduo, mudança na formação e uma pandemia global, mas conseguimos! Este bebê agora está disponível e mal posso esperar que todos vocês  ouçam a melhor versão do nosso trabalho. Para comemorar, escolhemos 'Future Calls' como o novo single! Há um motivo muito especial para isso: Kai Hansen é um dos meus heróis de infância e, há alguns anos, tivemos a chance de nos tornar amigos. Fez total sentido para mim tê-lo como convidado no álbum, e quando ele sugeriu que seu filho Tim Kanoa Hansen viesse também, achei que adoraria organizar uma reunião de família! Espero que os fãs gostem deste álbum tanto quanto nós!”.

"Eternal Flame" (produto físico ou digital):

https://bfan.link/eternal-flame

'Only Human':

'Midnight Bells':

Tracklist:

1 - Only Human 

2 - Wings of Salvation

3 - Future Calls (feat. Tim and Kai Hansen)

4 - The Land of Mystic Rites

5 - Midnight Bells

6 - Eternal Flame 

7 - In The Name of God

8 - Ride The Storm 

9 - King of Your Illusion 

10 - Judas Be My Guide (IRON MAIDEN cover feat. Jonas Heidgert)

11 - Nature’s Revenge 

12 - Ivy (Outro)

O álbum Eternal Flame conta com participações especiais do lendário ícone do Metal, Kai Hansen (HELLOWEEN/GAMMA RAY) e o filho Tim Kanoa Hansen (INDUCTION), Jonas Heidgert (DRAGONLAND) e Mary Zimmer (HELION PRIME). A capa do disco foi desenvolvida pelo artista Gustavo Sazes (MACHINE HEAD, AMARANTHE, KAMELOT)

O Northtale é um quinteto internacional de Power Metal formado em 2017 pelo guitarrista Bill Hudson (DORO, TSO, ex-U.D.O), que estava inicialmente escrevendo canções para um álbum solo. O baterista Patrick Johansson (ex-Yngwie Malmsteen/W.A.S.P), o tecladista Jimmy Pitts, o baixista Mikael Planefeldt e o vocalista original Christian Eriksson (ex-TWILIGHT FORCE) se uniram na fase das demos, quando aconteceu a decisão de tornar o projeto em uma banda em tempo integral.

O álbum de estreia “Welcome To Paradise” foi lançado em agosto de 2019, pela Nuclear Blast, com excelente recepção ao redor do mundo e ótimas críticas na mídia especializada internacional.

No verão de 2020 a banda escolheu o novo vocalista, Guilherme Hirose, após uma procura a nível mundial que incluiu 40 candidatos de 11 diferentes países.

'Follow Me' (nova versão com Guilherme Hirose): https://youtu.be/IgwukfToA_Y

A Banda:

Guilherme Hirose | vocals

Bill Hudson | guitarra

Mikael Planefeldt | baixo

Patrick Johansson | bateria

Jimmy Pitts | teclado

Korn anuncia “Requiem”, seu novo álbum e divulga clipe de “Start the Healing”; assista

Start the Healing” integra “Requiem”, 14º álbum de estúdio do Korn, que chegará no dia 4 de fevereiro próximo.

Considerado mais experimental pelos integrantes da banda, o trabalho sucederá “The Nothing” (2019).

Assista ao clipe de “Start the Healing” no player abaixo:


Tracklist:

Forgotten
Let The Dark Do The Rest
Start The Healing
Lost In The Grandeur
Disconnect
Hopeless And Beaten
Penance To Sorrow
My Confession
Worst Is On Its Way

Jack White anuncia dois álbuns para 2022 e lança clipe “Taking Me Back”

Artista revelará “Fear of the Dawn” em abril e “Entering Heaven Alive” em julho.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

Jack White prepara grandes novidades para 2022. Após o elogiado “Boarding House Reach” (2018), ele prepara o lançamento de dois álbuns de estúdio para o próximo ano. “Fear of the Dawn” está previsto para o dia 08 de abril e “Entering Heaven Alive”, para o dia 22 de julho. As faixas lançadas recentemente pelo artista antecipam o clima dos projetos. “Taking Me Back (Gently)” faz parte do segundo e a enérgica “Taking Me Back” abre o primeiro disco. A faixa ganha um impactante clipe dirigido por White com Lauren Dunn (Megan Thee Stallion, Kali Uchis). Esses são lançamentos da Third Man Records disponíveis para pré-venda.

Um dos artistas mais inquietos dos últimos 25 anos e vencedor de 12 Grammys, Jack White se tornou sinônimo de um novo modelo de rockstar para o século XXI com seu projeto solo, com o The White Stripes, The Dead Weather e The Raconteurs. Guitarrista com sonoridade icônica, White une os tons do rock de garagem com o espírito do começo do blues. Suas melodias são entoadas em coro tanto nos principais festivais de música quanto em estádios esportivos como cânticos de torcidas.

Fundada por White em 2001 e baseada em Detroit, a Third Man Records se consolidou como um sinônimo de inovação e bom gosto ao buscar alternativas para experiências exclusivas e analógicas em um meio digital. Os novos lançamentos de Jack White podem ser garantidos em múltiplos formatos físicos e digitais pelo selo.

Assista ao vídeo para “Taking Me Back”:

Garanta “Fear of the Dawn” na pré-venda: https://orcd.co/fearofthedawn

Garanta “Entering Heaven Alive” na pré-venda: https://orcd.co/enteringheavenalive

Tracklists:

"Fear of the Dawn":

1. TAKING ME BACK

2. FEAR OF THE DAWN

3. THE WHITE RAVEN

4. HI-DE-HO (W/ Q-TIP)

5. EOSOPHOBIA

6. INTO THE TWILIGHT

7. DUSK

8. WHAT’S THE TRICK?

9. THAT WAS THEN (THIS IS NOW)

10. EOSOPHOBIA (REPRISE)

11. MORNING, NOON AND NIGHT

12. SHEDDING MY VELVET


Entering Heaven Alive

1. A TIP FROM YOU TO ME

2. ALL ALONG THE WAY

3. HELP ME ALONG

4. LOVE IS SELFISH

5. I’VE GOT YOU SURROUNDED (WITH MY LOVE)

6. QUEEN OF THE BEES

7. A TREE ON FIRE FROM WITHIN

8. IF I DIE TOMORROW

9. PLEASE GOD, DON’T TELL ANYONE

10. A MADMAN FROM MANHATTAN

11. TAKING ME BACK (GENTLY)


quinta-feira, 11 de novembro de 2021

Exodus se prepara para lançar novo álbum “Persona Non Grata”

Gary Holt, lendário guitarrista da banda, concedeu uma coletiva de imprensa a respeito de “Persona Non Grata” que foi um grande sucesso na mídia especializada. O 11º álbum da carreira da banda será lançado no Brasil pela parceria Shinigami Records/Nuclear Blast Records no dia 19 de Novembro. O músico falou sobre as músicas do álbum, e deu destaque para a música ‘Clickbait’ – segundo single do álbum.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

Gary Holt comentou em resposta ao influenciador cultural Sergio Martins quando perguntou a respeito das fake news á respeito da banda - “Veja a Wikipedia, é tudo uma mentira. Mas a música não é muito uma visão política a respeito das coisas – é mais sobre a mídia em geral e o dinheiro que está envolvido nisto tudo. Eles precisam que você clique nas coisas que eles publicam por que eles são pagos por clique. É como se você colocasse uma armadilha, como colocar um queijo para o rato e o rato tem que pegar ele sabe? Mas sabe, minhas notícias são fake news para um e as fake news de outro são fake news pra mim – quem sabe? O que eu acho que é verdade o outro vai achar que é mentira. Eu acho que tudo que ele lê é uma merda e tudo que eu leio é verdade. É mais uma forma que a mídia encontrou para que  títulos tendenciosos fique em evidência e sejam clicados por você -  o corpo do texto está totalmente fora do contexto do título.

 Assista ao videoclipe para ‘Clickbait’ aqui:

A banda também lançou recentemente um lyric vídeo para a faixa “The Years Of Death And Dying” que é o terceiro single do álbum “Persona Non Grata”. Assista ao videoclipe aqui: 

Tom Hunting comenta, “’The Years Of Death And Dying’ começou como um poema, da perspectiva da Morte, sendo uma entidade pensante, sempre assistindo e procurando pór fraquezas e oportunidade de poder chamar por pessoas. Uma história de ceifador. Estamos perdendo lendas: Bowie, Cash, Petty,Prince, Frey... a lista continua infinitamente. Depois começamos a perder membros da família e amigos próximos. Bom, o título surgiu primeiro, depois o poema, que virou uma música. Eu compartilhei as letras com o Gary, que me ajudou a inspirar com as frases para terminá-la e o restante da banda amou. A música é realmente longa e quanto mais lendas foram morrendo até o momento em que Zet começou a cantar ela, então tivemos que continuar escrevendo até que eu tivesse o suficiente para completar a música. Espero que vocês curtam o tributo aos que morreram!

PRE-VENDA do álbum "PERSONA NON GRATA" aqui https://exodusattack.com/site/persona-non-grata

PRE-SALVE o álbum aqui: https://exodus.bfan.link/persona-non-grata

Literalmente traduzido para uma pessoa “que não é bem vinda” ou “inaceitável”, "PERSONA NON GRATA" toca em temas que revoltam  e enojam a sociedade moderna. A banda se juntou na casa de Tom Hunting nas montanhas, onde produziram e gravaram "Persona Non Grata" de três estúdios construídos em casa. Steve Lagudi foi o homem responsável pela engenharia enquanto a banda encarregou Andy Sneap do Backstage Studio para a mixagem do álbum. Pela terceira vez na história da banda, eles voltaram a trabalhar com o artista sueco Par Olofsson que ficou encarregado pela arte da capa.

Tracklist:

Persona Non Grata

R.E.M.F

Slipping Into Madness

Elitist

Prescribing Horror

The Beatings Will Continue (Until Morale Improves)

The Years Of Death And Dying

Clickbait

Cosa Del Pantano

Lunatic-Liar-Lord

The Fires Of Division

Antiseed

A Banda:

Gary Holt | Guitarra

Tom Hunting | Bateria

Steve “Zetro” Souza | Vocal

Jack Gibson | Baixo

Lee Altus | Guitarra