Confraria Floydstock: documentários
Mostrando postagens com marcador documentários. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador documentários. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 23 de fevereiro de 2021

Malice Divine lança seu álbum de estreia; ouça

Debut chegara no dia 19 de fevereiro último.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria?Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

O one-man do Malice Divine de Toronto (concorrente no Shredders of Metal Seasons 1 e 2 da Banger TV) lançara um álbum autointitulado de estreia na sexta-feira última, 19 de fevereiro, via Bravewords.

Ric Galvez, criador do Malice Divine, comenta sobre o lançamento do álbum:

Estou incrivelmente orgulhoso de apresentar a estreia autointitulada do meu projeto solo Malice Divine. Muitas influências diferentes foram derramadas na composição deste álbum, do black metal ao death metal, algum thrash metal e até música clássica na forma de guitarra clássica. Este também foi um esforço de vários anos para mim, o que torna seu lançamento ainda mais satisfatório.

O álbum de estreia autointitulado foi gravado na Monolithic Productions em Oshawa, Ontário por Tyler Williams no início de janeiro de 2020. Após a conclusão do processo de gravação, o álbum foi re-amplificado e mixado por Tyler Williams e, em seguida, masterizado por Lasse Lammert do LSD- Estúdio na Alemanha. Este álbum é um excelente exemplo de como o tempo gasto durante a pandemia Covid-19 foi bem utilizado.

As letras exploradas no álbum homônimo são na verdade bastante pessoais e lidam com os pensamentos e sentimentos de Ric Galvez em relação às suas experiências de vida. Eles são uma válvula de escape para a auto-expressão, ao mesmo tempo que exploram tópicos como espiritualidade e psicologia com um tema subjacente de capacitação pessoal.

Melódico e cativante com uma boa mistura de estilos pesados, Malice Divine é recomendado para fãs de Skeletonwitch, Death, Dissection e Immortal.

Ouça na íntegra, clicando na capa do álbum, no fim deste post.

Tracklist:

1. Somnium Lucidus (2:00)

2. Quantum Manifestation (7:11)

3. Malicious Divinity (5:54)

4. Triumphant Return (5:35)

5. Into Subconscious Depths (8:02)

6. Ancient Visions (6:14)

7. In Time (8:11)

8. Intuitive Realization (3:40)

9. The Transcendence Of Isolation (9:46)

Album Length: 56:37

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2021

Existe uma gravação com Frank Zappa e Jimi Hendrix, mas os Zappa não conseguem encontrar

Um dos tesouros enterrados no cofre de Frank Zappa é uma gravação de Zappa com Jimi Hendrix. A má notícia é que ninguém sabe onde está

Ahmet Zappa, filho de Frank e Gail Zappa e co-curador da propriedade de Zappa, diz ao Noise11 que sabe que as fitas existem em algum lugar. “Posso dizer pessoalmente que aquela que ainda não encontramos, mas ouvi minha mãe e meu pai falarem sobre Frank e Jimi Hendrix tocando no jardim. Sempre quis ouvir como isso soava”, diz Ahmet.

As gravações de Zappa com John Lennon foram lançadas no álbum ‘Someime In New York City’ de Lennon. Uma sessão não lançada é Zappa e Eric Clapton juntos. “Isso é de uma noite em que tocaram em um show,” Ahmet disse ao Noise11.com. “As fitas de Eric Clapton são eles tocando em Nova York ou Londres. Eles estão conversando, Frank está tocando o solo e Eric está solando, então eles mudam de posição. Essas são muito impressionantes. Encontramos pepitas aqui e ali. Não sei se há mais especificamente de outra colaboração com John ou outra colaboração com Eric”.

Frank Zappa lançou 62 álbuns em sua vida e mais de 100 já foram lançados após sua morte aos 52 anos em 1993. “Temos provavelmente cerca de 35% nas fitas”, diz Ahmet. “Isso deve dar a você uma amostra de como o cofre é vasto. Temos mais de 100 lançamentos e em cada lançamento pode haver algumas fitas master que estamos lendo. É uma grande quantidade de mídia que meu pai fez durante sua vida. É extraordinário. Dezenas de milhares de fitas”.

Frank era alguém que sempre tinha um gravador ou vídeo funcionando. É extraordinário que todos tenham uma câmera de vídeo com alta definição no bolso agora, mas você teve que pagar alguém. Foi um empreendimento caro. Ele estava sempre documentando. Ele fazia a curadoria do melhor deles ou das coisas mais estranhas, apenas coisas específicas que o inspiravam. Nós descobrimos áudio incrível o tempo todo. Alguns shows podem ter multitracks, alguns podem ser uma fita de placa ou sessões que não sabíamos que tínhamos no Whitney Studios, algo que não foi para "Hot Rats". Encontramos coisas assim. O que tentamos fazer é ser completistas. É arqueologia, ele registrou aqui, do que isso pode fazer parte. Tentamos ouvir a base de fãs e fazer alguns pacotes bem especiais e esperamos que as pessoas gostem”.

Assista a entrevista inteira do Noise11.com com Ahmet Zappa.


Zappa - Official Trailer:

quinta-feira, 12 de novembro de 2020

Setfire: Liberada a primeira parte do documentário de 11 anos da banda

Desde o início do Setfire (mesmo antes na época do embrião da banda, quando ainda se chamavam Territory Hostile e faziam tributo a Pantera e Sepultura), a banda sempre "incendiava" no palco, com performances avassaladoras dos músicos e muita técnica e isso acabou chamando a atenção tanto do público, mídia e das bandas com as quais compartilhavam os palcos. Isso fez com que o Setfire, ao longo dos anos, forma-se uma base de fãs fiéis, que sempre acompanha a banda, onde quer que eles forem tocar.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria?
Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

E com 11 anos de história, o Setfire resolveu presentear os fãs e celebrar toda a sua trajetória com um documentário, que será dividido em partes e disponibilizado no canal de YouTube da banda. Esse documentário irá contar com depoimentos de fãs, amigos e grandes personalidades da música pesada brasileira, como Vitor Rodrigues (Tribal Scream, ex- Torture Squad e Voodoopriest), Marcus D'Angelo (Claustrofobia), André Rod (Attomica) e Carlos Louzada (Vulcano) entre outros.

E a primeira parte do documentário já está disponível e você pode conferir no vídeo abaixo:

O Setfire nesta sexta-feira será uma das atrações da Oitava Edição do Roadie Crew Online Festival, que será realizada no canal de YouTube (roadiecrewmagtv) no dia 13 de novembro, a partir das 19 horas.

quarta-feira, 4 de novembro de 2020

Com patrocínio da Natura, The Baggios lança documentário sobre 'Vulcão'

Com o disco, a banda fez 60 shows, realizados de 2018 até fevereiro de 2020, no Brasil e na Europa

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria?
Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

Depois do caos vem a calmaria. O dito popular é o fio condutor dos últimos dois anos do The Baggios e também permeia o documentário "Vulcão", uma produção inédita sobre absolutamente tudo sobre quarto e aclamado disco do trio sergipano de blues rock.

O lançamento do material audiovisual faz parte do edital Natura Musical, patrocinado via lei de incentivo, por meio da Secretaria Especial da Cultura e Ministério do Turismo. Confira aqui: https://rebrand.ly/thebaggios-documentario.

"Vulcão", o documentário, tem aproximadamente 25 minutos e mostra a singularidade de todo o processo encarado por Júlio Andrade, Gabriel Carvalho e Rafael Ramos ao término da turnê do álbum "Brutown", nos idos de 2018.

"Vulcão", o álbum, representa a fuga do caos urbano sugerido no disco anterior e por isso o The Baggios buscou uma casa no campo, no Povoado Areia Branca, para fazer a minuciosa pré-produção deste último registro e que é o mote do documentário.

O isolamento, por opção, também potencializou a conexão artística e pessoal dos músicos, o que cada um dos Baggios conta e reflete neste lançamento. “Confinados, ficamos exclusivamente focados em experimentar timbres, ritmos e melodias, assim como trocar ideias entre nós sobre a vida, sobre música, enfim, sobre tudo”, conta Júlio.

Não à toa a produção de "Vulcão" é tida para a banda como o embrião de uma nova etapa, pluralmente germinada nas gravações na Toca do Bandido, tão específicas e ricas em detalhes, na divulgação pela mídia com muitos elogios e, claro, ao longo dos cerca de 60 shows realizados de 2018 até fevereiro de 2020, no Brasil e na Europa. Tudo está devidamente, e em cores vibrantes, documentadas neste material.

O documentário também mostra a relação do The Baggios com o BaianaSystem, uma das importantes participações em "Vulcão" (que ainda teve Céu), a importância do percussionista Pedro Mendonça na concepção do disco e bastidores das apresentações no Casa Natura, Teatro Ateneu, Festival de Artes de São Cristóvão e em alguns dos 23 shows em solo europeu em 2019.

Outro ponto revelador de "Vulcão" é sobre a transfiguração de ideias em imagens de videoclipes e concepção gráfica do álbum. “Conseguimos explorar muito bem a parte imagética. Quando escrevo, a música vem carregada de imagens e nem sempre temos verba para produzir conteúdo ideal, mas foi possível com o apoio da Natura. Conseguimos fazer clipes como Limaia, Bem-Te-Vi (em Lençóis, na Bahia), Vulcão (em Itabaiana, no Sergipe), além de vídeos ao vivo e live sessions”, completa Júlio.

"Vulcão" teve uma prensagem de 300 discos e esgotadas, um número expressivo para uma banda que vive da música independente, além de 800 CDs vendidos.

segunda-feira, 24 de agosto de 2020

Ozzy Osbourne: assista ao trailer oficial de seu novo documentário


"Biography: The Nine Lives Of Ozzy", documentário focado na vida de Ozzy Osbourne pós Black Sabbath, trazendo os registros pós-demissão da banda que o consagrara, chegará no dia 7 de setembro próximo no canal A&E internacional.

O filme é dirigido por R. Greg Johnston, com o próprio madman e sua esposa-empresária, Sharon Osbourne, como produtores executivos.

Hoje, o próprio Ozzy postara o trailer oficial em suas redes sociais. Anteriormente, um teaser já tinha sido divulgado.

Assista a ambos nos players abaixo:



terça-feira, 28 de julho de 2020

Ozzy Osbourne: assista ao novo trailer do documentário que será exibido na TV


"Biography: The Nine Lives Of Ozzy", documentário focado na vida de Ozzy Osbourne pós Black Sabbath, trazendo os registros pós-demissão da banda que o consagrara, chegará no dia 7 de setembro próximo no canal A&E internacional.

O filme é dirigido por R. Greg Johnston, com o próprio madman e sua esposa-empresária, Sharon Osbourne, como produtores executivos.

Assista ao trailer no player abaixo:

terça-feira, 9 de junho de 2020

Thin Lizzy: documentário sobre Phil Lynott chegará ao cinema ainda em 2020


Via Blabbermouth

Um documentário sobre a vida e carreira de Phil Lynott do premiado cineasta irlandês Emer Reynolds será lançado nas salas de cinema irlandesas no 2º semestre.

"Phil Lynott: Songs For While I'm Away" incluirá entrevistas com Eric Bell, do Thin Lizzy, Scott Gorham, Darren Wharton, Adam Clayton do U2, Suzi Quatro, Huey Lewis, James Hetfield do Metallica e Midge Ure do Ultravox.

"Phil Lynott: Songs For While I'm Away" é um documentário que conta a história de como um jovem negro da classe trabalhadora de Dublin, nos anos 50, se tornou o maior astro do rock da Irlanda. Como vocalista do Thin Lizzy, Lynott era compositor, poeta, sonhador, selvagem. Contado extensivamente pelas palavras do próprio Phil e focado em algumas de suas canções icônicas, o filme chega ao coração de Philip, pai, marido, amigo, filho, ícone do rock, poeta e sonhador.

Reynolds disse: "Estamos muito satisfeitos que 'Phil Lynott: Songs For While I'm Away' - nosso filme sobre o lendário Phil Lynott - em breve chegará às telonas! Mal podemos esperar para compartilhá-lo com o público irlandês. e para celebrar Philip e sua vida e música extraordinárias".

As filhas de Lynott, Sarah Lynott e Cathleen Howard-Lynott, acrescentaram: "Como sempre, estamos incrivelmente orgulhosas de nosso pai e adoramos ter a oportunidade de olhar para o homem por trás da música com este filme".

Uma data exata de lançamento ainda não foi anunciada.

"Phil Lynott: Songs For While I'm Away" será disponibilizado pela Break Out Pictures, uma nova empresa irlandesa de distribuição de filmes e eventos fundada por Nell Roddy e Robert McCann Finn.

Desde sua morte prematura em 1986, Lynott deixou um legado musical que continua a influenciar e inspirar músicos em todo o mundo. Até o lendário Bob Dylan foi citado como lhe tendo rasgado elogios. Ao longo dos anos, as músicas de Lynott foram gravadas por uma variedade de artistas diversos, como Henry Rollins, The Corrs, Smashing Pumpkins, Randy Bachman, Huey Lewis, Metallica e The Cure.

quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

ZZ Top: assista ao vídeo ao vivo de "Brown Sugar", do novo documentário sobre a banda


"Brown Sugar" integra "That Little Ol' Band From Texas", que chegará no dia 28 de fevereiro próximo em DVD, Blu-ray e formatos digitais, via Eagle Rock Entertainment.

Produzido pela premiada Banger Films ("Super Duper Alice Cooper"; "Peabody"/série internacional da Netflix premiada com o Emmy "Hip-Hop Evolution"), "ZZ Top: That Little Ol' Band From Texas", traz a história deste power-trio em um estilo artístico que complementa a vibração distinta do ZZ TOP. Originalmente estreou em uma exibição esgotada no Cinerama Dome, em Hollywood, no início deste ano, o filme passou por uma bem-sucedida exibição de 10 semanas em 150 telas em todo o país.

Ele revela a história de três músicos de blues adolescentes: o guitarrista Billy F Gibbons, o baixista Dusty Hill e o baterista Frank Beard, que se tornaram sensações internacionais. O filme traça o rico legado de ZZ TOP, desde o início dos shows nos bares até a era definidora da MTV e a ascensão meteórica à fama. Além de entrevistas com os membros da banda, a película apresenta conversas com fãs de alto nível como Billy Bob Thornton e Joshua Homme (Queens of the Stone Age), bem como imagens de arquivo nunca antes vistas. Filmado exclusivamente para este filme, uma performance intimista do ZZ TOP no histórico Gruene Hall, a mais antiga casa noturna do Texas, é exibida no documentário.

Além do filme, o DVD e o Blu-ray também incluem dois segmentos de performance ao vivo. 18 minutos da apresentação no Gruene Hall, junto com o Ham Estate Archive, que mostra raras cenas preliminares ao show "Eliminator", de 1976 e 1981.

"Acho que até nossos fãs mais firmes se surpreenderão com o que aprenderem sobre aqueles homens por trás de barbas e óculos de sol baratos", disse Gibbons. "Lá estamos nós, lá em cima na tela prateada e é algo que temos o prazer de compartilhar com fãs de todas as faixas etárias".

Atualmente comemorando sua carreira de meio século com extensas turnês pela Europa e América do Norte, o ZZ Top continua a inspirar os fãs 50 anos após sua criação. "That Little Ol 'Band From Texas" mergulha profundamente na história da banda, que é realmente um passeio imperdível.

Assista ao vídeo ao vivo de "Brown Sugar" no player abaixo:


Assista ao trailer no player abaixo:

sexta-feira, 24 de janeiro de 2020

Assista ao trailer do novo documentário sobre o King Crimson


Filme é dirigido por Toby Amies.

O King Crimson disponibilizara um trailer do próximo documentário sobre a banda intitulado "Cosmic FuKc".

O projeto está sendo dirigido por Toby Amies, com uma declaração sobre a leitura do filme: “Em 2018, Robert Fripp encomendou um documentário para explorar o significado do King Crimson 50 anos após a formação da banda. O que se segue é uma visão exclusiva da produção desse filme.

O trailer pode soar meio inusitado, pois os membros da banda não parecem muito entusiasmados em serem capturados para o filme.

Amies recebera acesso exclusivo à atual formação do King Crimson, e o "Cosmic FuKc" também apresentará entrevistas com membros do passado, junto com imagens de arquivo, ao passo que uma trilha sonora também será lançada.

Mais detalhes serão revelados oportunamente. Aguardemos.

Assista ao trailer no player abaixo:


quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

Assista ao trailer do novo documentário sobre o ZZ Top

"That Little Ol' Band From Texas" chegará no dia 28 de fevereiro próximo em DVD, Blu-ray e formatos digitais, via Eagle Rock Entertainment.

Produzido pela premiada Banger Films ("Super Duper Alice Cooper"; "Peabody"/série internacional da Netflix premiada com o Emmy "Hip-Hop Evolution"), "ZZ Top: That Little Ol' Band From Texas", traz a história deste power-trio em um estilo artístico que complementa a vibração distinta do ZZ TOP. Originalmente estreou em uma exibição esgotada no Cinerama Dome, em Hollywood, no início deste ano, o filme passou por uma bem-sucedida exibição de 10 semanas em 150 telas em todo o país.

Ele revela a história de três músicos de blues adolescentes: o guitarrista Billy F Gibbons, o baixista Dusty Hill e o baterista Frank Beard, que se tornaram sensações internacionais. O filme traça o rico legado de ZZ TOP, desde o início dos shows nos bares até a era definidora da MTV e a ascensão meteórica à fama. Além de entrevistas com os membros da banda, a película apresenta conversas com fãs de alto nível como Billy Bob Thornton e Joshua Homme (Queens of the Stone Age), bem como imagens de arquivo nunca antes vistas. Filmado exclusivamente para este filme, uma performance intimista do ZZ TOP no histórico Gruene Hall, a mais antiga casa noturna do Texas, é exibida no documentário.

Além do filme, o DVD e o Blu-ray também incluem dois segmentos de performance ao vivo. 18 minutos da apresentação no Gruene Hall, junto com o Ham Estate Archive, que mostra raras cenas preliminares ao show "Eliminator", de 1976 e 1981.

"Acho que até nossos fãs mais firmes se surpreenderão com o que aprenderem sobre aqueles homens por trás de barbas e óculos de sol baratos", disse Gibbons. "Lá estamos nós, lá em cima na tela prateada e é algo que temos o prazer de compartilhar com fãs de todas as faixas etárias".

Atualmente comemorando sua carreira de meio século com extensas turnês pela Europa e América do Norte, o ZZ Top continua a inspirar os fãs 50 anos após sua criação. "That Little Ol 'Band From Texas" mergulha profundamente na história da banda, que é realmente um passeio imperdível.

Assista ao trailer no player abaixo:

segunda-feira, 9 de dezembro de 2019

The Doors: filme celebrando Ray Manzarek será exibido nos cinemas

"The Doors: Break on Thru - A Celebration of Ray Manzarek", um concerto-documentário realizado em 2016 em homenagem ao tecladista e co-fundador do The Doors, Ray Manzarek, será exibido nas salas de cinema pelo mundo no dia 12 de fevereiro próximo, data de nascimento do saudoso homenageado.

A película inclui raras imagens de arquivo da banda, conversas entre Jim Morrison e Ray Manzarek, além de novas entrevistas com John Densmore e Robby Krieger, que reuniram para o evento após 15 anos distanciados.

INGRESSOS

domingo, 1 de dezembro de 2019

Documentário sobre a Rádio Fluminense FM (a "Maldita") será exibido no Festival do Rio

Via Luiz Antonio Mello, da Coluna Gilson Monteiro

O longa metragem “A Maldita”, de Tete Mattos, documentário que conta a história da Rádio Fluminense FM, vai ser lançado no Festival do Rio de Cinema, em dezembro.

Depois de muitos anos pesquisando, entrevistando as pessoas, captando imagens e áudios raros, mergulhada na fascinante história de uma das mais importantes emissoras brasileiras, a incansável e renomada Tetê Mattos faz os últimos ajustes e “A Maldita” vai estar na telona do Festival do Rio, categoria Retratos Musicais, neste dezembro.

O filme dinâmico, ágil, divertido, mostra como essa vitoriosa rádio corajosa, irônica, antenada, caótica, nascida na ditadura militar (foi ao ar em 1 de março de 1982), transformou-se em uma turbina de liberdade, garra, “faça você mesmo”, o que mais tarde foi identificado como “teste da abertura política”.

De fato, sem a abertura política, a Maldita jamais entraria no ar; o governo que concede os canais de rádio e TV controla o conteúdo com mão de ferro quando os seus interesses são contrariados e contrariar interesses do poder foi o que a Maldita mais vez.

Até hoje é assim. As concessões são mercadorias políticas (muitas pertencem a parlamentares), toma lá, da cá, e transformou-se numa abastada fonte de renda. Apesar da “mão de ferro” do Estado, elas são alugadas ao bel prazer. No Rio, o aluguel de um canal de FM pode passar de 400 mil reais por mês sem que o proprietário gaste um tostão sequer com pessoal, impostos, energia elétrica. A conta é toda do inquilino, na maioria dos casos grupos religiosos. É dinheiro puro, no bolso.

Maldita no ar foi um sinal de que a redemocratização era para valer, como de fato foi. Se dela brotaram Sarney, Collor e tudo mais, é outro assunto, uma fatalidade.

Sabiamente, sem saudosismo, Tetê Mattos focou o filme num fenômeno, uma rádio com uma proposta completamente nova, com locução exclusivamente de mulheres, tocando músicas que nenhuma outra tinha coragem de tocar (rock, principalmente), situada em estúdios humildes em um prédio em frente a Rodoviária de Niterói.

Tetê ficou anos nos entrevistando; fundadores, produtores, locutoras da rádio, artistas, ouvintes, jornalistas. Conseguiu imagens raras da cidade de Niterói naquele início dos anos 1980, outras da campanha Diretas Já, além das festas memoráveis, shows, takes raros no estúdio, o “Vesúvio” em que se transformou o Circo Voador, numa atmosfera de pura energia positiva, quântica. Os ecos estão aí, até hoje.

Produzido pelo Canal Brasil, o documentário é um mergulho nos anos 1980, considerada a década perdida pelos economistas. A inflação galopante, aliada a uma brutal recessão (fenômeno conhecido como “estagflação”), em 1983-85 superou o patamar de 200% ao ano. Felizmente as novas gerações não tem ideia de como era viver em um país atirado no forno da inflação e no lodo da recessão profunda. O filme “A Maldita” é um testemunho (ou seria testamento?) de uma época em que os bons ventos da liberdade sopraram no país e as pessoas começaram a acreditar, mesmo, que chegava, enfim, a hora de ser feliz. Ou seja, peça fundamental para entendermos a década de 80.

Doutoranda do Programa de Pós Graduação em Comunicação da UERJ, a brilhante Tetê Mattos é professora assistente da Universidade Federal Fluminense.

Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Cinema e Produção Cultural, atuando principalmente nos seguintes temas: curta-metragem, cinema – festivais, cinema documentário, cinema – exibição e cinema. Dirigiu os documentários “Era Araribóia um Astronauta?”, de 1998, e “Fantasias de Papel”, de 2015.
LPs da época, como "Alchemy", duplo ao vivo do Dire Straits, vinham com o selo de aprovação da Maldita.

quinta-feira, 31 de outubro de 2019

Rolling Stones: assista ao trailer do novo documentário sobre Ronnie Wood

"Somebody Up There Likes Me", documentário sobre Ronnie Wood, chegará aos cinemas do Reino Unido em 26 de novembro próximo.

"Eu estava nas mãos do destino toda a minha vida ... estar no lugar certo na hora certa", diz o stoniano, logo no início do trailer, que você pode conferir no player logo abaixo:


O filme levou dois anos para ser produzido e explora a vida e a carreira de Wood, juntamente com clipes de seu tempo com os Stones, o Jeff Beck Group e o Faces, além de novas entrevistas com Mick Jagger, Keith Richards, Charlie Watts e Rod Stewart.

"Quando meu colega Mike Figgis se aproximou de mim para fazer este documentário, fiquei perplexo por onde começar e por onde terminar...", disse Wood. 

terça-feira, 15 de outubro de 2019

Documentário sobre icônico bar e reduto de rockstars de Los Angeles traz Lemmy, Ozzy, Slash e Gene Simmons

Via Blabbermouth

A Gravitas Ventures, empresa da Red Arrow Studios, adquiriu direitos mundiais de "The Rainbow", dirigido por Zak Knutson. O documentário apresenta entrevistas com as lendas do rock and roll, Ozzy Osbourne, Slash, Gene Simmons, Lita Ford e o falecido Lemmy Kilmister. O documentário estará disponível on demand em 29 de outubro.

"The Rainbow" explora a vasta história do famoso Rainbow Bar & Grill de Hollywood e Whisky A Go Go na Sunset Strip. Ambos os locais icônicos foram fundados pelo falecido Mario Maglieri. O Rainbow, inaugurado em 1972, está repleto de rica história do rock and roll. A herança italiana de Mario inspirou a deliciosa comida que é servida lá, especialmente a pizza, conhecida como a melhor da cidade.

Verdadeiramente um amante da música e das artes, Mario, conhecido como o Rei da Sunset Strip - ajudou centenas de artistas a começar em Los Angeles. Esperanças de todo o mundo chegaram ao The Rainbow com o desejo de serem descobertas. Ele costumava encontrar músicos talentosos que se tornaram vendedores de platina. Suas fotos estão alinhadas nas paredes do local.

O documentário mostra aos espectadores a família Maglieri, dona do local, que dedicara suas vidas à preservação da história do rock.

"Contar a história do Rainbow Bar & Grill, da família Whisky A Go Go e da família Maglieri neste filme foi uma grande honra e uma que realmente representa a história do rock n 'roll na América", diz o produtor Matthew Perniciaro, da Bow. & Arrow Entertainment. Perniciaro e Michael Sherman, do Bow And Arrow, produziram o filme, com Todd Singerman, Erik Kritzer da Link Entertainment, Mikeal Maglieri e Mike Maglieri Jr. como produtores executivos.

"Estamos empolgados em lançar o documentário 'The Rainbow', pois é um verdadeiro testemunho da história do rock and roll. O icônico Rainbow Bar and Grill tem sido o lar de muitas lendas ao longo dos anos e este é um documentário imperdível para qualquer música e amante do pôr-do-sol ", disse Nolan Gallagher, fundador e CEO da Gravitas Ventures.

Gallagher negociou o acordo com Matt Perniciaro, da Bow And Arrow Entertainment.

"The Rainbow" já pode ser encomendado no iTunes.

segunda-feira, 2 de setembro de 2019

Pink Floyd: "Live at Pompeii", uma das coisas mais impressionantes do mundo da música no século XX

No início de outubro de 1971, a formação que conhecemos como a clássica do Pink Floyd já estava estabelecida, o álbum "Meddle" estava prestes a ser lançado (31/10/71) e duas de suas canções "One of These Days" e "Echoes", ambas assinadas pelos quatro integrantes, Gilmour, Mason, Waters e Wright, a segunda com a letra integralmente escrita por Roger Waters, se tornariam emblemáticas no âmbito do rock progressivo setentista.

Fora neste contexto que o diretor francês Adrian Maben trouxera a ideia de fazer um filme em parceria com emissoras de tv belga e francesa, onde o Pink Floyd faria um show sem público no local, somente para os telespectadores.

O local: um anfiteatro varrido pelas lavas à beira do Vulcão Vesúvio, nas ruínas na cidade de Pompeia, Itália.

E como ligar todos aqueles equipamentos nababescos da banda no meio do nada? Quilômetros de fios elétricos foram puxados desde a cidade mais próximos até o referido anfiteatro para viabilizar os trabalhos.

Em 2 de setembro de 1972, "Live at Pompeii" fora exibido e em 1974 o filme foi relançado com cenas adicionais filmadas nos estúdios Abbey Road de 1972, onde o Pink Floyd gravava o seu então vindouro e incomensurável álbum, "The Dark Side of the Moon".

Em 2003, já na era do DVD, um novo corte do diretor fora incluído, trazendo imagens e entrevistas não mostradas anteriormente .


Com a realização deste filme, o Pink Floyd já deixava entrever a sua aptidão para a excentricidade e gigantismo, como se quaisquer pretensões pudessem ser colocadas em prática.

O rebuliço fora tão grande que começou-se a se falar à época em se levar bandas para tocar na Lua, lembrando que no final da década passada o homem pisara lá pela primeira vez.

Há quem diga que "Live at Pompeii" seja o vídeo mais louco que já se vira. Pode ser e pode não ser, mas uma coisa é certa: é impossível assisti-lo impassivelmente, sem ser afetado por ele, ficando indiferente.

Em 2016, 45 anos depois, o guitarrista floydiano David Gilmour retornara ao local, desta vez para realizar uma apresentação para um grande público presente. Sorte de quem viu.


Tracklist:

Filme para as TVs belga e francesa (1972):

"Intro Song"
"Echoes, Part 1" (do Meddle, 1971)
"Careful with That Axe, Eugene" (Lado B do single "Point Me at the Sky", 1968)
"A Saucerful of Secrets" (do A Saucerful of Secrets, 1968)
"One of These Days" (do Meddle, 1971)
"Set the Controls for the Heart of the Sun" (do A Saucerful of Secrets, 1968)
"Mademoiselle Nobs" (do Meddle, 1971)
"Echoes, Part 2" (do Meddle, 1971)

Filme no Cinema e VHS (1974):

"Intro Song"
"Echoes, Part I" (do Meddle, 1971)
"On the Run" (Arquivo de Estúdio) (do The Dark Side of the Moon, 1973)
"Careful with That Axe, Eugene" (Lado B do single "Point Me at the Sky", 1968)
"A Saucerful of Secrets" (do A Saucerful of Secrets, 1968)
"Us and Them" (Arquivo de Estúdio) (do The Dark Side of the Moon, 1973)
"One of These Days" (do Meddle, 1971)
"Set the Controls for the Heart of the Sun" (do A Saucerful of Secrets, 1968)
"Brain Damage" (Arquivo de Estúdio) (do The Dark Side of the Moon, 1973)
"Mademoiselle Nobs" (do Meddle, 1971)
"Echoes, Part II" (do Meddle, 1971)

DVD  - Versão do Diretor (2003)

"Echoes, Part 1"/"On the Run" (Arquivo de Estúdio) (Não creditada) (doMeddle/The Dark Side of the Moon, 1971/1973)
"Careful with That Axe, Eugene" (Lado B do single "Point Me at the Sky", 1968)
"A Saucerful of Secrets" (do A Saucerful of Secrets, 1968)
"Us and Them" (Arquivo de Estúdio) (do The Dark Side of the Moon, 1973)
"One of These Days" (do Meddle, 1971)
"Mademoiselle Nobs" (do Meddle, 1971)
"Brain Damage" (Arquivo de Estúdio) (do The Dark Side of the Moon, 1973)
"Set the Controls for the Heart of the Sun" (do A Saucerful of Secrets, 1968)
"Echoes, Part 2" (do Meddle, 1971)

segunda-feira, 12 de agosto de 2019

Assista ao trailer do novo documentário sobre Chuck Berry

Família de Chuck Berry e fãs famosos se lembram do guitarrista em trailer do documentário

O filme "Chuck Berry", dirigido e produzido por Jon Brewer, chegará no dia 4 de outubro próximo no Festival de Cinema de Nashville (Nashville Film Festival), trazendo a primeira entrevista com Themetta Suggs, a esposa do saudoso guitarrista, de 68 anos.

O concerto de 60 anos de Chuck Berry e o drama em torno dele foram capturados em Hail! Saudar! Rock 'n' Roll, um dos maiores filmes musicais de todos os tempos. Mas a vida de Berry nunca foi coberta na tela. Isso muda com Chuck Berry, um filme dirigido e produzido por Jon Brewer, que vai estrear em 4 de outubro no Nashville Film Festival.

Em um novo trailer lançado hoje, várias lendas do rock and roll refletem sobre o que Berry significava para eles:

"Ele era o guitarrista mais importante da história do rock", diz George Thorogood.

Nile Rodgers: ele “transformou o violão em um instrumento de percussão”.

Quase se pode dizer que Chuck Berry inventou o adolescente”, diz Steven Van Zandt.

Assista ao trailer no player abaixo:

segunda-feira, 10 de junho de 2019

Bob Dylan: Assista ao vídeo de “Hard Rain”, prévia do filme dirigido por Martin Scorsese


Quatorze anos após o lançamento de "No Direction Home", o diretor Martin Scorsese trará o mestre Bob Dylan novamente para as telas, desta vez via Netflix, com o seu novo documentário "Rolling Thunder Revue: A Bob Dylan Story by Martin Scorsese", que chegará na platorma digital de streaming no dia 12 de junho próximo.

A fim de concorrer ao Oscar no próximo ano, a película também será exibida em cinemas europeus e na América do Norte.

O diretor mostrará no filme a turnê realizada por Dylan e "dúzias" de ilustres convidados pela América do Norte entre 1975 e 1976, numa verdadeira "caravana musical".

Entre os músicos que integraram tal jornada estão Joan Baez, Bob Neuwirth, Roger McGuinn, T Bone Burnett, Ramblin' Jack Elliott, Ronee Blakley, Mick Ronson, Scarlet Rivera, Allen Ginsberg, Sam Shepard, Joni Mitchell, Ringo Starr, Patti Smith, Bette Midler, Kinky Friedman, Dennis Hopper e Phil Ochs.

Cenas registradas pelo próprio Dylan, entrevistas com os músicos participantes, imagens dos shows e da estrada, além de cenas fictícias inspirando um "sonho febril" é o que a Netflix promete mostrar em "Rolling Thunder Revue: A Bob Dylan Story by Martin Scorsese".

Assista ao vídeo de “Hard Rain” no player abaixo:


Assista ao trailer no player abaixo:




sexta-feira, 7 de junho de 2019

Assista ao documentário "Yes 50: Yesterday, Today, Tomorrow"


Antes do lançamento, na semana que vem, da tão aguardada "The Royal Affair Tour", os pioneiros do rock progressivo lançaram online um documentário de quase 40 minutos, "Yes 50: Yesterday, Today, Tomorrow". Este documentário é um teaser para o próximo lançamento da Rhino, "Yes 50 Live", que chegará no dia 2 de agosto próximo.

Yes lança álbum ao vivo para comemorar os 50 anos da banda

Dirigido por Paul Gosling, o documentário teve um lançamento limitado no Natal para os fãs como um presente de feriado e foi atualizado com mais 15 minutos de filmagens exclusivas e entrevistas com Steve Howe, Alan White, Geoff Downes, Billy Sherwood e Jon Davison. além do atual baterista adicional Jay Schellen, bem como os ex-membros Trevor Horn e Tony Kaye. O renomado artista e designer inglês Roger Dean também é entrevistado.

"Como um fã de longa data da banda, seguir o YES na estrada neste ano e no último turno da sua 50ª turnê foi um sonho que se tornou realidade", disse Gosling. "Obrigado a Steve Howe, Alan White e à banda, Roger Dean, Tony Kaye e Trevor Horn por sua cooperação na produção deste filme."

Roger Dean, cuja obra de arte magistral fora agraciada com capas de álbuns clássicos e cartazes, mais proeminentemente por Yes e Asia, é convidado especial em "The Royal Affair Tour". A caminhada começa na quarta-feira, 12 de junho próximo, em Bethlehem, Pensilvânia, e termina domingo, 28 de julho, em Saratoga, Califórnia.

Em todos os shows desta imperdível turnê britânica de rock, também apresentando Asia com o retorno do membro fundador Steve Howe em uma apresentação especial, John Lodge do The Moody Blues, e o Carl Palmer's ELP Legacy com vocais convidados de Arthur Brown, Roger Dean estará na área de recepção do local com uma exposição de sua obra de arte. Ele também estará disponível para assinar a mercadoria, incluindo o pôster "The Royal Affair Tour", que ele criou e desenhou. Seu trabalho, já vendeu mais de cem milhões de cópias em todo o mundo.

O Yes, a banda progressista mais duradoura, ambiciosa e virtuosista da história do rock, tem hoje em sua formação Steve Howe (guitarra), Alan White (bateria), Geoff Downes (teclados), Jon Davison (voz) e Billy Sherwood (baixo), com Jay Schellen na bateria adicional.

A "The Royal Affair Tour" começa no que seria o 70º aniversário de John Wetton (12 de junho), então haverá uma celebração especial de sua vida no show em Bethlehem, na Pensilvânia. E o 70º aniversário de Alan White (14 de junho) será celebrado ao estilo Yes no show de Farmingdale, em Nova York.

Assista ao documentário no player abaixo:

terça-feira, 4 de junho de 2019

Rolling Stones: assista ao trailer de "The Quiet One", documentário sobre a vida de Bill Wyman


Ao longo de sua vida, Bill Wyman, um dos membros originais dos Rolling Stones, filmou horas de imagens inéditas, tirou milhares de fotografias e coletou um vasto arquivo de memorabilia. Ele também manteve um diário detalhado para acompanhar esses tesouros. O filme revela esta coleção única, juntamente com entrevistas com sua família e amigos, levando o público em uma jornada em primeira mão através de experiências extraordinárias da Wyman. Conhecido por seus ex-companheiros de banda como um homem de poucas palavras, o baixista notoriamente privado se abre para a câmera, revelando os ícones que o inspiraram a ser um músico, de Chuck Berry e Ray Charles a Muddy Waters e Howlin 'Wolf.

Wyman descreve com modéstia e vulnerabilidade como ele permaneceu firme enquanto aproveitava os momentos significativos que compunham seus trinta anos de turnê pelo mundo com os Stones.

É um filme de memórias cinematográficas engenhoso, envolvente e muitas vezes divertido que oferece um olhar único nos bastidores de um menino da classe trabalhadora criado por sua avó, que encontrou sua casa na banda que atrapalhou a cena musical e fez a história do rock'n'roll.

O filme chegará no dia 21 de junho próximo.

Assista ao trailer no player abaixo:

Bob Dylan: Netflix divulga trailer de filme dirigido por Martin Scorsese. Assista


Quatorze anos após o lançamento de "No Direction Home", o diretor Martin Scorsese trará o mestre Bob Dylan novamente para as telas, desta vez via Netflix, com o seu novo documentário "Rolling Thunder Revue: A Bob Dylan Story by Martin Scorsese", que chegará na platorma digital de streaming no dia 12 de junho próximo.

A fim de concorrer ao Oscar no próximo ano, a película também será exibida em cinemas europeus e na América do Norte.

O diretor mostrará no filme a turnê realizada por Dylan e "dúzias" de ilustres convidados pela América do Norte entre 1975 e 1976, numa verdadeira "caravana musical".

Entre os músicos que integraram tal jornada estão Joan Baez, Bob Neuwirth, Roger McGuinn, T Bone Burnett, Ramblin' Jack Elliott, Ronee Blakley, Mick Ronson, Scarlet Rivera, Allen Ginsberg, Sam Shepard, Joni Mitchell, Ringo Starr, Patti Smith, Bette Midler, Kinky Friedman, Dennis Hopper e Phil Ochs.

Cenas registradas pelo próprio Dylan, entrevistas com os músicos participantes, imagens dos shows e da estrada, além de cenas fictícias inspirando um "sonho febril" é o que a Netflix promete mostrar em "Rolling Thunder Revue: A Bob Dylan Story by Martin Scorsese".

Assista ao trailer no player abaixo: