Confraria Floydstock: álbuns
Mostrando postagens com marcador álbuns. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador álbuns. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 28 de junho de 2022

Charlotte Wessels lança clipe de "Against All Odds", canção de seu próximo álbum solo; assista

"Against All Odds" integrará "Tales From Six Feet Under Vol. II", 2° álbum solo da ex-vocalista do Delain, Charlotte Wessels, que chegará no dia 7 de outubro próximo, via Napalm Records.

O trabalho sucederá "Tales From Six Feet Under" (2021) e novamente contará as 6 cordas com Timo Somers, ex-companheiro de Wessels no Delain.

Em nota, a cantora discorreu sobre o lançamento:

"Tenho o orgulho de anunciar o meu segundo full-lenght auto-produzido: "Tales From Six Feet Under Vol. II", que será lançado no dia 7 de outubro de 2022. Pré-saves e pré-encomendas estão abertas agora através de charlottewessels.nl

Desde maio de 2020, tenho estado a escrever e a gravar uma nova música todos os meses na minha caverna "Six Feet Under Studio", alimentada por - e lançada para a minha unida comunidade Patreon. Este álbum não estaria lá sem eles. Estou entusiasmada por me juntar novamente à @napalmrecords para partilhar uma nova coleção destas faixas com um público mais vasto.

Com "Tales From Six Feet Under" (2021) lancei para o mundo as minhas faixas favoritas do primeiro ano desta empreitada, e o próximo álbum "Tales From Six Feet Under Vol. II" é a sua contraparte, com as minhas faixas favoritas do segundo ano. Definitivamente existem diferenças entre os dois, com o segundo inclinado mais para o lado mais pesado, mas eles pertencem um ao outro.

A arte da capa, feita pelo inimigo @maarten.donders foi feita para refletir essa conexão, e um movimento em direção à luz. Porque não se pode ficar na caverna para sempre: Tales Vol. II será lançado no dia 7 de outubro, bem a tempo antes do meu primeiro show ao vivo no dia 23 de outubro no @tivolivredenburg - tornando-o efetivamente um show de lançamento duplo para ambos "Tales Fix Feet Under I e II". Mal posso esperar para voltar lá.

Você pode conferir todas as edições diferentes dos discos e um novo single "Against All Odds" ft. @timosomers através de charlottewessels.nl .

Tenho o orgulho de apresentar o meu novo single "Against All Odds" com @timosomers do meu próximo álbum "Tales From Six Feet Under Vol. II".

Against All Odds' pode parecer uma escolha estranha para uma prévia deste disco, não é a regra começar com algo otimista e pesado? Essa regra é quebrada aqui, mas incorpora a introspecção e a antecipação de começar de novo. Embora a letra possa ser interpretada para muitos cenários diferentes, foi especialmente significativo gravar um vídeo para a música no palco vazio de TivoliVredenburg, o cenário do último concerto que realizei pré-Covid, e o primeiro show com meu novo material chegando em 23 de outubro. Muito obrigado Timo por não só gravar lindamente as guitarras para esta faixa como também se juntar a mim neste vídeo."

Assista ao clipe de "Against All Odds" no player abaixo:


Tracklist:

01 Venus Rising
02 Human To Ruin
03 The Phantom Touch
04 Against All Odds
05 A Million Lives
06 The Final Roadtrip
07 Good Dog
08 Toxic
09 I Forget
10 Utopia

sábado, 25 de junho de 2022

Queensrÿche lança clipe de “In Extremis”, 1º single de seu novo álbum; ouça

In Extremis” integra “Digital Noise Alliance”, novo álbum da banda Queensrÿche, que chegará no dia 7 de outubro próximo via Century Media Records.

Sobre o novo trabalho, o vocalista Todd La Torre explicou (como divulgado no Mundo Metal):

CADA MÚSICA PODE TER UMA ATITUDE UM POUCO DIFERENTE E QUERÍAMOS USAR AMPLIFICADORES REAIS E TODAS AS COISAS VINTAGE E REAIS QUE FORAM USADAS AO LONGO DA HISTÓRIA DO QUEENSRŸCHE

TOCAMOS TODA A BATERIA EM UM LUGAR EM CLEARWATER (FLÓRIDA) – UMA CASA ENORME COM O TETO MAIS INCRÍVEL PARA UMA SALA DE BATERIA. ENTÃO NÓS TOCAMOS TODA A BATERIA LÁ. E ENTÃO, REALMENTE, NA MINHA CASA EM ST. PETERSBURG, FLÓRIDA, NÓS PODEMOS GRAVAR TODAS AS GUITARRAS, BAIXO E VOCAIS.

AQUELES DIAS DE ALUGUEL DE ESTÚDIOS DE MIL DÓLARES POR DIA, NÃO PRECISAMOS MAIS DISSO. E NOSSO PRODUTOR ZEUSS, QUE FEZ OS DOIS ÚLTIMOS ÁLBUNS DO QUEENSRŸCHE – ELE FAZ TODAS AS COISAS DE ROB ZOMBIE; ELE É UM PRODUTOR MUITO EXPERIENTE , E ELE FAZ MIXAGEM E MASTERIZAÇÃO, ENTÃO ELE É UM BALCÃO ÚNICO – ELE É AQUI DE MASSACHUSETTS. ENTÃO ELE ESTÁ LIDANDO COM TODAS ESSAS TAREFAS. E AS COISAS ESTÃO INDO MUITO BEM. ESTAMOS NOS DIVERTINDO MUITO.

Assista ao clipe de “In Extremis” no player abaixo:


A Banda:

Eddie Jackson – baixo

Michael Wilton – guitarra

Todd La Torre – vocal

Casey Grillo – bateria

Mike Stone – guitarra

Christine McVie lança sua compilação "Songbird (A Solo Collection)"; ouça

A tecladista e vocalista do Fleetwood Mac está lançando o seu 3º material solo.

Christine McVie aproveitou a pausa nos trabalhos de sua banda, a Fleetwood Mac, que aliás ela mal sabe dizer se ainda existe ou não, para lançar sua nova compilação "Songbird (A Solo Collection)", seu terceiro trabalho solo, sucedendo os álbuns "Christine McVie" (1984) e "In the Meantime" (2004).

Christine McVie relança a canção "Songbird", título de sua nova compilação e fala sobre o futuro do Fleetwood Mac.

Stevie Nicks e Chris Isaak lançam 'Cotton Candy Land', canção da trilha sonora da cinebiografia 'Elvis'.

Ouça via Spotify no player abaixo ou clique AQUI para demais plataformas.


Tracklist:

1. “Friend”

2. “Sweet Revenge”

3. “The Challenge”

4. “Northern Star”

5. “Ask Anybody”

6. “Slowdown” *

7. “Easy Come, Easy Go”

8. “Giving It Back”

9. “All You Gotta Do” *

10. “Songbird” – Orchestral Version * previously unreleased.

sexta-feira, 24 de junho de 2022

Ozzy Osbourne lança clipe de “Patient Number 9”, faixa-título de seu novo álbum; assista

Faixa conta com a participação de Jeff Beck às 6 cordas.

O eterno Príncipe das Trevas e frontman do Black Sabbath Ozzy Osbourne divulgou hoje o título, capa, tracklist e o primeiro single com direito a videoclipe de seu novo álbum, “Patient Number 9”, sucessor de "Ordinary Man" (2020).

A produção do trabalho novamente ficou a cargo de Andrew Watt, que também integra a banda fixa de apoio ao madman no disco, juntamente com Duff McKagan (Guns N’ Roses) as 4 cordas e o Chad Smith (Red Hot Chili Peppers) às baquetas.

Dentre os convidados especiais temos Tony Iommi, Eric Clapton, Zakk Wylde, Mike McCready (Pearl Jam), Josh Homme (Queens of the Stone Age), Robert Trujillo (Metallica) e o agora saudodo Taylor Hawkins (Foo Fighters).

A faixa-título conta com a participação do guitarrista Jeff Beck e segundo Ozzy é sobre a sua relação com a esposa e empresária Sharon Osbourne, que completará 40 anos no dia 4 de julho próximo.

Assista ao clipe de “Patient Number 9” player abaixo:


Tracklist:

Patient Number 9 (feat. Jeff Beck)
Immortal (feat. Mike McCready)
Parasite (feat. Zakk Wylde)
No Escape From Now (feat. Tony Iommi)
One Of Those Days (feat. Eric Clapton)
A Thousand Shades (feat. Jeff Beck)
Mr. Darkness (feat. Zakk Wylde)
Nothing Feels Right (feat. Zakk Wylde)
Evil Shuffle (feat. Zakk Wylde)
Degradation Rules (feat. Tony Iommi)
Dead And Gone
God Only Knows
Darkside Blues

ZZ Top lança single “Heard It On The X”, presente em novo álbum ao vivo

Disco é a trilha sonora do documentário “That Little Ol’ Band From Texas.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

A lendária ZZ Top se prepara para lançar seu novo álbum ao vivo. “RAW” é o registro reúne a trilha sonora do documentário “That Little Ol’ Band From Texas” (2019) e será o primeiro lançamento da banda desde o falecimento de Dusty Hill. O novo single do projeto é “Heard It On The X”, um dos destaques do álbum “Fandango!” (1975). Este é um lançamento da Shelter Records/BMG.

Ouça “Heard It On The X”: https://lnk.to/ZZTopHeardItOnTheXRAW 

A faixa conta uma história que faz parte da formação musical do trio. Na época em que eram jovens, os aparelhos de rádio do Texas pegavam as frequências de rádios mexicanas - todas com X no começo do nome. Essas rádios, que tinham frequências longas, fizeram com que os três músicos passassem o tempo ouvindo e curtindo a mesma música mesmo crescendo longe um dos outros.  “Heard It On The X” é uma das faixas obrigatórias dos sets da banda desde os anos 70.

Com clima de jam session que marca o blues rock dos artistas, o disco foi gravado ao vivo no Gruene Hall, uma das casas mais icônicas e tradicionais do Texas, sua terra natal. A performance intimista e intensa da formação clássica de Billy Gibbons, Frank Beard e o saudoso Hill mostra a química de muitos anos fazendo música juntos.

ZZ Top antecipa álbum ao vivo “RAW” com “Tube Snake Boogie.

ZZ Top antecipa álbum ao vivo com o single “La Grange.

ZZ Top anuncia novo álbum ao vivo com o single “Brown Sugar”.

Com previsão de lançamento para o dia 22/07, “RAW” é antecedido por “Heard It On The X”, que está disponível em todas as plataformas de streaming.

quinta-feira, 23 de junho de 2022

Spiritbox lança EP “Rotoscope” e clipe da faixa-título; assista

Lançamento chega via Rise Records/BMG.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

Um dos principais novos nomes do metal e rock alternativo, a banda canadense Spiritbox lança suas primeiras músicas inéditas após o elogiado álbum de estreia “Eternal Blue”. “Rotoscope” traz 3 faixas com tons mais industriais e um olhar renovado para o rock alternativo dos anos 90. O lançamento chega com um clipe dirigido por Max Moore (A Day to Remember, All Time Low) para a faixa-título.

Ouça “Rotoscope”: https://riserecords.lnk.to/Rotoscope 

Assista ao clipe “Rotoscope”:

Spiritbox une metal, post-metal, alternativo e progressivo em suas músicas. Com dois EPs e um álbum na sua discografia e se descrevendo como um coletivo de artes e não só como uma banda, o trio busca trazer questões pertinentes como a saúde mental para suas composições.

Capitaneado por hits como “Holy Roller” e “Hurt You”, “Eternal Blue” colocou a banda - que está em um longa turnê pela Europa e América do Norte - como um dos mais instigantes nomes do novo rock. Agora “Rotoscope” abre uma nova página nessa história, com uma nova formação.

Ouça “Eternal Blue”: https://riserecords.lnk.to/eternalblue

Assista a “Holy Roller”:

Assista a “Hurt You”:

Da melancolia à loucura, da desesperança à redenção, Spiritbox é uma extensão completa de seus criadores. Este é um lançamento Rise Records/BMG disponível em todas as plataformas de música.

Tracklist:

1. Rotoscope

2. Sew Me Up

3. Hysteria

Megadeth libera clipe de “We’ll Be Back”, 1° single de seu novo álbum; assista

We’ll Be Back” integra “The Sick, the Dying… and the Dead!”, 16° álbum de estúdio do Megadeth, que chegará no dia 2 de setembro próximo, via Tradecraft/Universal Music.

O trabalho sucederá o ótimo "Dystopia" (2016) e será trará James LoMenzo às 4 cordas, na vaga do demitido David Ellefson.

O clipe de “We’ll Be Back” inicia uma trilogia anunciada de clipes até o lançamento do álbum “The Sick, the Dying… and the Dead!”.

Assista no player abaixo:


Tracklist:

The Sick, The Dying… And The Dead!
Life In Hell
Night Stalkers (com Ice-T)
Dogs Of Chernobyl
Sacrifice
Junkie
Psychopathy
Killing Time
Soldier On!
Célebutante
Mission To Mars
We’ll Be Back
Police Truck
This Planet’s On Fire (Burn In Hell) (com Sammy Hagar)

terça-feira, 21 de junho de 2022

Therion: Christofer Johnsson explica a trilogia de álbuns "Leviathan"

O líder do Therion, o guitarrista Christofer Johnsson, discorreu sobre os detalhes de suas atuais composições, envolvendo o já lançado álbum "Leviathan", bem como seus sucessores, os vindouros "Leviathan II" e "Leviathan III".

Therion lança clipe de "Litany Of The Fallen", seu novo single; assista.

Therion libera clipe de "Nocturnal Light", canção de seu mais recente álbum; assista.

O músico faz ainda algumas analogias destes trabalhos com discos anteriores, no tocante à sonoridade e atmosfera.

Eu e Thomas começamos a trabalhar muito bem como time de compositores. Por conta disso, conseguimos escrever cerca de 40 (!) músicas que foram realmente boas para fazer demos. Delas, 35 eram boas o bastante para uma gravação. Então, terminamos com material para 3 álbuns. Por isso, a situação foi bem parecida quando "Lemuria" e "Sirius B" foram escritos, em que tínhamos 30 músicas. Na época decidimos fazer 2 álbuns ao mesmo tempo e reservamos músicas para um terceiro álbum (mas ao invés disso acabaram divididas entre "Gothic Kabbalah", "Sitra Ahra" e uma música acabou no "Beloved Antichrist", que é a cena "Signs Are Here").

Dessa vez decidimos lançá-los um por um, e, em vez de misturar tudo, decidimos dividir por estilo (embora algumas músicas sejam meio que sobrepostas).

"Leviathan I": Este é o mais bombástico e épico. Voltado para hits. Muitos vão preferir esse.

"Leviathan II": Este é mais sombrio e melancólico. Muitas músicas também são voltadas para hits, mas de um jeito mais "triste". Ele não soa como "Vovin" de qualquer maneira, mas esse álbum foi mais dark e melancólico que qualquer outro álbum do Therion. Meu pressentimento me diz que este será um pouquinho mais popular.

"Leviathan III": Será lançado em algum momento de 2023. Este será uma coleção de músicas remanescentes, o que o torna mais diversificado. Algumas músicas são mais arriscadas e progressivas, outras mais folk, e algumas mais pesadas que o normal. Os que gostaram do lado mais arriscado do Therion no decorrer dos anos, provavelmente vão preferir esse, mas em geral eu presumo que será o menos popular da trilogia.” – Christofer.

Via Therion Brasil.

sexta-feira, 17 de junho de 2022

Porcupine Tree lança clipe de "Rats Return", canção de seu novo álbum Closure/Continuation"; assista

"Rats Return" integra "Closure/Continuation", novo álbum de estúdio do Porcupine Tree e o 1º em 13 anos, que chegará no dia 24 de junho próximo, via Music For Nations/Sony.

Steven Wilson: "eu nunca planejei que o Porcupine Tree terminasse por tanto tempo".

Trabalho quebre o hiato iniciado após o décimo álbum 'The Incident' em 2009. O cantor/guitarrista/tecladista/baixista Steven Wilson, o tecladista Richard Barbieri e o baterista Gavin Harrison comemoram seu retorno com uma turnê européia em outubro e novembro, culminando com um grande show de boas-vindas na SSE Wembley Arena em 11 de novembro e hoje compartilha um novo vídeo.

Assista ao vídeo de "Rats Return" no player abaixo:


Tracklist:

1. Harridan

2. Of The New Day

3. Rats Return

4. Dignity

5. Herd Culling

6. Walk The Plank

7. Chimera's Wreck

Mortemia lança a canção 'What Else Is There?' (feat. Zora Cock - Blackbriar); ouça

"What Else Is There?", novo single do Mortemia, integra "The Pandemonium Sessions", projeto paralelo de Morten Veland, guitarrista e líder do Sirenia, e conta com a participação especial da vocalista Zora Cock (Blackbriar).

Estou orgulhoso e honrado em apresentar Zora Cock da Blackbriar como minha convidada especial para ‘The Pandemic Pandemonium Sessions’. A 10ª música é intitulada 'What Else is There?', e estará disponível em todas as plataformas digitais em 17 de junho de 2022. Esta música é uma versão cover da banda norueguesa Röyksopp originalmente lançada em 2005. Sirenia e Blackbriar se apresentaram no o mesmo festival na Holanda alguns anos atrás, e foi aí que eu descobri a banda e a voz única de Zora. Zora tem uma voz realmente assombrosa e distinta que realmente se destaca, uma voz de assinatura, por assim dizer. Assim que ela começa a cantar você pode dizer imediatamente que é ela. Depois do show na Holanda, eu me tornei um fã instantâneo de Blackbriar e Zora. Sinto-me verdadeiramente privilegiado e grato por ter Zora a bordo deste projeto, e estou realmente ansioso para compartilhar essa música com todos vocês. Acho essa música muito única e especial e com certeza vai aumentar a grande variedade de The Pandemic Pandemonium Sessions." - comentou Morten.

“Há pouco fui a um show do Sirenia e depois me encontrei com o Morten. O show foi incrível e o encontro com o Morten também! Ele tocou a música que ele tinha em mente para mim e isso realmente me impressionou. Fiquei tão entusiasmada com isso que comecei a gravar meus vocais no dia seguinte. Essa música mostra um lado diferente de mim, mas ainda sinto que combina muito bem comigo. Eu amo música que pode te colocar em algum tipo de transe, e acho que essa vai fazer isso com você. Trabalhar com o Morten parece um desejo se tornando realidade, e espero que vocês amem essa colaboração tanto quanto eu!”” - declarou Zora.

Após 11 anos de silêncio, o multi-instrumentista, produtor e artista norueguês Morten Veland está mais uma vez ativo com seu projeto solo Mortemia, desta vez com um conceito totalmente novo. 'The Pandemic Pandemonium Sessions' é uma série de singles lançados mensalmente, cada música apresentando um cantor convidado bem conhecido e de alto perfil da cena do metal, até agora os seguintes cantores contribuíram:

Mortemia lança a canção 'Veiled in Despair' (feat. Heidi Parviainen - Dark Sarah); ouça.

Mortemia lança clipe do single "Here Comes Winter" (feat. Maja Shining); assista.

Mortemia lança o single "My Demons and I" (feat. Brittney Slayes); ouça.

Mortemia lança lyric video de "Devastation Bound" (feat. Melissa Bonny); assista.

Mortemia lança o single "Decadence Deepens Within" (feat. Liv Kristine); ouça.

Ouça The Hour of Wrath, novo single do Mortemia (Alessia "Melany" Scolletti).

Assista ao lyric video de "Death Turns a Blind Eye", novo single do Mortemia (feat. Marcela Bovio).

Ouça "The Enigmatic Sequel", novo single do Mortemia (feat. Madeleine Liljestam, do Eleine).

Sirenia lança lyric video de "This Curse Of Mine", canção de seu novo álbum; assista.

Sirenia: entrevista exclusiva com a vocalista Emmanuelle Zoldan / exclusive interview with vocalist Emmanuelle Zoldan.

Este é o 1º trabalho do projeto desde o álbum único "Misere Mortem" (2010).

Ouça 'What Else Is There?' (feat. Zora Cock - Blackbriar) via Spotify no player abaixo:

quinta-feira, 16 de junho de 2022

Christine McVie relança a canção "Songbird", título de sua nova compilação e fala sobre o futuro do Fleetwood Mac

Ouça sua nova versão do clássico de 1976 do Fleetwood Mac, onde a faixa vocal original foi combinada com um novo arranjo de cordas.

Christine McVie passou a maior parte de sua carreira profissional no Fleetwood Mac, mas fez uma breve pausa em 1984 para gravar "Christine McVie" e seguiu 20 anos depois com "In the Meantime". Este material solo é amplamente desconhecido do público em geral, especialmente na América, mas ela espera mudar isso em 24 de junho com o lançamento de "Songbird (A Solo Collection)". É uma mistura de músicas de seus dois álbuns solo mais um punhado de músicas inéditas, incluindo “All You Gotta Do”, um dueto com George Hawkins originalmente gravado para "In the Meantime".

Stevie Nicks e Lindsey Buckingham mantiveram carreiras solo ativas durante seu tempo no Fleetwood Mac, mas McVie diz que nunca teve esse desejo. “Nunca me senti uma artista solo”, McVie disse à Rolling Stone de sua casa em Londres. “Sempre gostei de fazer parte de um grupo. Eu também me senti um pouco desconfortável fazendo uma turnê solo para aquele material. Isso só me deixou desconfortável.

Para a nova compilação, McVie “foi para minhas músicas favoritas que não estavam nos discos do Fleetwood Mac”, trabalhando com o produtor Glyn Johns e refazendo as faixas com instrumentação extra.

The Challenge” do álbum auto-intitulado de 1984 de McVie apresenta backing vocals de Buckingham e guitarra de Eric Clapton. “Lembro-me claramente de pedir a Eric para tocar nele”, diz McVie. “E para minha alegria, ele concordou. Como todas as minhas músicas, é sobre a vida, remorso e rejeição.

A maioria das músicas de "Songbird (A Solo Collection)" vem de "In the Meantime", de 2004. Ela lançou o álbum alguns anos depois de se separar do Fleetwood Mac e se retirar para sua casa no interior da Inglaterra. Ele alcançou a posição # 133 no Reino Unido e nem sequer caiu nas paradas dos EUA. “Eu realmente gosto desse disco”, diz McVie. “Acho que não foi divulgado tão bem quanto poderia ter sido.

A única música do Fleetwood Mac no disco é sua balada de 1976, “Songbird”, e é uma nova versão que combina sua faixa vocal original com um novo arranjo de cordas do compositor e arranjador Vince Mendoza. Confira a música aqui:

O Fleetwood Mac está completamente inativo desde a conclusão de sua turnê mundial de 2018/19. Foi a primeira vez desde a separação amarga de Buckingham, quando ele foi substituído pelo vocalista do Crowded House, Neil Finn e pelo guitarrista do Tom Petty & Heartbreakers, Mike Campbell. “Aqueles caras foram ótimos”, diz McVie. “Nós nos divertimos muito com eles, mas meio que terminamos agora, então quase nunca os vejo.

Eu também não me comunico muito com Stevie [Nicks]”, diz ela. “Quando estávamos na última turnê, fizemos muito. Nós sempre sentamos uma ao lado da outra no avião e nos demos muito bem. Mas desde que a banda se separou, eu não tenho falado com ela.

Ela quer dizer que o Fleetwood Mac não existe mais? “Bem, não como conhecemos”, diz McVie. "Não sei. É impossível dizer. Podemos voltar a ficar juntos, mas eu simplesmente não posso dizer com certeza.

Mick Fleetwood foi aberto sobre suas esperanças de ver a formação do Rumours voltar para uma grande turnê de despedida, mas McVie é altamente cética. “Não me sinto fisicamente preparada para isso”, diz ela. “Estou muito mal de saúde. Eu tenho um problema crônico nas costas que me debilita. Eu me levanto para tocar piano, então não sei se eu poderia fazer isso fisicamente. O que isso está dizendo? A mente está disposta, mas a carne é fraca.

Em teoria, McVie poderia sentar-se ao teclado para facilitar para ela passar por um show, mas ela diz que isso não funcionaria na prática. “Eu não poderia sentar no equipamento que toco”, diz ela. “Você tem que se levantar para tocar piano e o Hammond Organ está abaixo disso, então é um pouco difícil pensar em sentar e fazer isso. De qualquer forma, eu não gostaria de fazer isso.

De acordo com McVie, o baixista John McVie está em uma situação semelhante. “Eu não acho que John está pronto para outra turnê”, diz ela. “Ele tem problemas de saúde, então não sei se ele aceitaria. Você teria que perguntar a ele.

Se uma turnê acontecer de alguma forma, McVie espera que eles encontrem uma maneira de trazer Buckingham de volta ao rebanho. “Eu sempre quero Lindsey de volta”, diz ela. "Ele é o melhor. Neil e Mike eram uma dupla tão alegre, mas Lindsey fez falta.

Mas estou ficando um pouco demorada aqui”, continua ela. “Estou muito feliz por estar em casa. Não sei se quero fazer uma turnê novamente. É um trabalho árduo.

Isso pode decepcionar as legiões de fãs do Fleetwood Mac, para não mencionar alguns de seus próprios companheiros de banda, mas eles ficarão aliviados em saber que ela não está fechando as portas em uma turnê completamente. “Realmente não posso dizer com certeza”, diz ela, “porque posso estar errada. Então, vou deixar em aberto e dizer que podemos.

Via ROLLING STONE.

Pink Floyd: o lendário solo de David Gilmour em Comfortably Numb foi gravado de primeira

O guitarrista gravou “dezenas de takes” tentando melhorar o lead icônico, mas “nunca melhorou”, diz o produtor de "The Wall", Bob Ezrin.

"Comfortably Numb" do Pink Floyd apresenta alguns dos melhores trabalhos de guitarra elétrica já gravados. A dupla de solos de guitarra de David Gilmour, eleita a terceira melhor de todos os tempos pelos leitores da Guitar World no ano passado, foi habilmente construída, compreendendo uma enxurrada de licks de blues no estilo hendrixiano, agressivos double stops e whammy bar vibrato cirurgicamente preciso, para não mencionar um tom para as eras.

Pode ser uma surpresa, então, que o solo que ouvimos na marca de 4:31 foi na verdade a primeira tomada de Gilmour.

Em uma entrevista na nova edição da Total Guitar, o produtor de "The Wall", Bob Ezrin, lembra que ficou emocionado quando Gilmour tocou pela primeira vez no estúdio.

O segundo solo de Comfortably Numb, que pode ser o melhor solo de todos os tempos, é na verdade um primeiro take”, diz ele. “Foi tão poderoso quando eu ouvi e vi ele tocar, literalmente trouxe lágrimas aos meus olhos – e tem feito muitas vezes desde então.

Mesmo que este seja um disco do qual eu participei, e por todos os direitos agora deve ser bastante seco para mim, esse momento ainda é, para mim, um dos momentos mais emocionantes de toda a música."

Ezrin acrescenta que, apesar do primeiro take quase perfeito, Gilmour usou “pontuações de tomadas” tentando melhorá-lo, mas sem sucesso. “Nunca melhorou”, continua ele. “Foi sempre aquele primeiro momento de inspiração que produziu a magia.

Em outra parte da entrevista, Ezrin aborda o que faz de David Gilmour um dos melhores guitarristas do mundo.

Ele tem uma musicalidade inata que é informada pelo blues”, explica. “Então ele é incrivelmente lírico e melódico, e todas as suas estruturas melódicas são construídas sobre uma base de blues. E isso as torna realmente cheios de alma.

Além disso, ele tem uma majestade de timbre, e isso vem da combinação de seu vibrato lento e sua palhetada realmente precisa e quão forte ele segura as cordas, de modo que as notas soam por muito, muito tempo. Adicione a isso um instinto incrível para o que vai funcionar onde, e você acaba com um dos maiores guitarristas de todos os tempos.

Para mim, a linha de fundo sobre David Gilmour é que você poderia dar a ele um ukulele e um amplificador Pignose e ele ainda faria soar majestoso, bonito e emocionante.

Ezrin continua: “Está nos dedos, em última análise, e ele tem uma excelente mão esquerda. Ele massageia a música do violão. E também a mão direita – a combinação de palhetada e o uso ocasional da tremolo bar, novamente é meio que acariciando o instrumento e tirando o som dele...

Tive o privilégio de trabalhar com alguns guitarristas realmente ótimos em minha carreira, mas devo dizer que David Gilmour é meu favorito de todos eles, e tenho certeza que não estou sozinho nisso.

No mês passado, Gilmour deu a entender que o Pink Floyd não necessariamente fechou a porta dos shows ao vivo.

Nós nem pensamos em fazer shows ao vivo, mas acho que é uma possibilidade”, disse ele. “Eu não faço um há tanto tempo, mas quem sabe – eu não sei.

Seus comentários vieram depois que ele afirmou no ano passado que uma reunião do Pink Floyd nunca aconteceria, chamando essa ideia de “falsificação para voltar e fazer de novo”.

Via Guitar World.

Oceans of Slumber divulga clipe do single "The Lighthouse"; canção de seu novo álbum; assista

"The Lighthouse" integra "Starlight And Ash", 5º álbum da banda texana Oceans of Slumber, que chegará no dia 22 de julho próximo, via Century Media Records.

Oceans of Slumber divulga o single "Hearts Of Stone"; canção de seu novo álbum; ouça.

O trabalho sucederá o ótimo auto-íntitulado de 2020.

"Na verdadeira forma de contar histórias, "The Lighthouse" evoca as emoções frenéticas das perigosas tendências religiosas do sul evangélico. Liderando com um evangelho sinistro, "The Lighthouse" é uma música tão sombria e atmosférica quanto o ar úmido que paira pesado em nossa região.” - disse em nota a frontwoman Cammie Beverly.

Assista ao clipe de "The Lighthouse" no player abaixo:


Tracklist:

1 - The waters rising

2 - Hearts of stone

3 - The lighthouse

4 - Red forest roads

5 - The hanging tree

6 - Salvation

7 - Star altar

8 The spring of '21

9 - Just a day

10 - House of the rising sun

11 - The shipbuilder's son

terça-feira, 14 de junho de 2022

Simple Minds anuncia novo álbum de estúdio “Direction of the Heart”

Previsto para 21 de outubro, disco é antecipado pelo single “Vision Thing.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

O Simple Minds anuncia o lançamento de “Direction of the Heart”, seu décimo oitavo álbum de estúdio, para o próximo dia 21 de outubro. Já em pré-venda, o disco é antecipado pelo single “Vision Thing”, uma celebração à vida composta por Jim Kerr como um tributo ao seu pai, falecido em 2019. Este é um lançamento BMG.

Ouça “Vision Thing”: https://simpleminds.lnk.to/VisionThingPR 

Garanta “Direction of the Heart” na pré-venda: https://simpleminds.lnk.to/DirectionOfTheHeartPR 

Formada por Jim Kerr (vocais), Charlie Burchill (guitarras, teclados), Gordy Goudie (violão), Ged Grimes (baixo), Cherisse Osei (bateria), Berenice Scott (teclados) e Sarah Brown (vocais), o Simple Minds faz, nessa nova faixa, uma ponte entre o passado e o presente da banda.

Pré-produzido por Kerr e Burchill na Sicília (Itália), o álbum foi gravado na Alemanha com produção adicional de Andy Wright (Massive Attack, Echo & The Bunnymen) e Gavin Goldberg (Simply Red, KT Tunstall) e conta com participação especial de Russell Mael (Sparks). 

Vision Thing” está disponível em todas as plataformas de música.

Tracklist:

Vision Thing

First You Jump

Human Traffic(featuring Russell Mael of Sparks)

Who Killed Truth?

Solstice Kiss

Act Of Love

Natural

Planet Zero

 The Walls Came Down (written and originally recorded by The Call).

quinta-feira, 9 de junho de 2022

Pixies anuncia novo álbum “Doggerel”

Disco é antecipada pelo novo single “There’s a Moon On.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

A icônica Pixies anuncia o lançamento de seu oitavo álbum de estúdio da veterana do rock alternativo. “Doggerel” será lançado no dia 30/09 e é antecipado pelo single e lyric video “There’s a Moon On”.  O lançamento é da BMG.

Assista ao lyric video “There’s a Moon On”: 

Ouça “There’s a Moon On”: https://pixies.ffm.to/theresamoonon

Garanta “Doggerel” na pré-venda: https://pixies.ffm.to/doggerel

O novo álbum é um disco que caminha entre os extremos sonoros que marcam a carreira do Pixies, só que dessa vez eles mostram uma faceta mais sombria e madura ao lado de melodias pop e momentos folk. A produção é dividida entre Tom Dalgety (Royal Blood, Ghost) e o guitarrista e vocalista Black Francis.

Estamos tentando fazer coisas muito grandes, ousadas e orquestradas. O material punk, eu realmente gosto de tocar, mas você simplesmente não pode criar artificialmente. Há outra maneira de fazer isso, há outras coisas que podemos fazer com essa energia extra que estamos encontrando”, reflete Black Francis. 

O guitarrista Joey Santiago complementa: “Desta vez nós crescemos. Não temos mais músicas com menos de dois minutos. Temos pequenas pausas, arranjos mais convencionais, mas ainda nossas reviravoltas”.

Além dele, a banda é formada pelo baterista David Lovering e pela baixista Paz Lenchantin. “Doggerel” já está disponível para pré-venda.

Tracklist:

1. Nomatterday

2. Vault of Heaven

3. Dregs of the Wine

4. Haunted House

5. Get Simulated

6. The Lord Has Come Back Today

7. Thunder and Lightning

8. There’s A Moon On

9. Pagan Man

10. Who’s More Sorry Now?

11. You’re Such A Sadducee

12. Doggerel