Confraria Floydstock: Projeto "Come to Latin America" traz diversidade de estilos da capital do metal mundial

quarta-feira, 20 de julho de 2022

Projeto "Come to Latin America" traz diversidade de estilos da capital do metal mundial

O Ministério da Educação e Cultura da Finlândia promove nova safra do heavy metal através de um intercâmbio cultural com a América Latina trazendo diversidade de estilos e oportunidade para novos artistas.

Quer anunciar sua banda/artista/eventos/notícias/produtos musicais na Confraria? Mande seu material para confrariafloydstock@gmail.com

O Heavy Metal é um estilo muito presente na Finlândia e atualmente é um país considerado a capital do estilo no Mundo todo. O júri do concurso 'Come To Latin America' possui mais de cem especialistas em música. Entre eles há músicos latino-americanos, jornalistas, radialistas, organizadores de festivais e profissionais ligados ao entretenimento ao vivo, votaram em três bandas finalistas. Mas para que estas três pudessem ser escolhidas, tivemos dez semifinalistas filtrados de uma lista de mais de 136 bandas escolhidas por jornalistas e especialistas em música da Finlândia.

Abaixo um pouco mais dos dez semifinalistas que fazem parte da campanha 'Come To Latin America' e que estão conectados pelo mesmo desejo — vir á América Latina:

BLAME ME!

Blame Me! é um quarteto finlandês de Helsinki. O grupo é liderado pela vocalista Bini Silvennoinen e o grupo faz um rock alternativo contagiante. Com seu álbum de estreia 'The Invisible You' lançado em 2021, receberam a atenção da grande mídia especializada em seu país. Eles possuem hoje em dia 46.029 ouvintes apenas no Spotify e foi uma das dez, selecionadas para fazer parte da campanha “Come To Latin America".

As canções 'Fears Don't Matter', 'In The Shadows' e o ousado cover para a canção 'All The Things She Said', que ficou famosa com as russas do TaTu., tocadas em todas as rádios em seu país.

Recentemente a banda lançou um novo single chamado 'Musket Fire'. A canção já é a mais bem sucedida na plataforma digital Spotify, pois já foi escutada por mais de 15.000 vezes em uma semana apenas após lançamento. BLAME ME! está pronto para o Mundo e estão ansiosos para conhecer você.

FATAL EFFECT

FATAL EFFECT é um quinteto finlandês de Oulu. Liderada pelo vocalista Jim Junkkari a banda é uma grande pedrada nos seus tímpanos. O Thrash Metal de primeiríssima qualidade é apenas um dos pontos que chamou atenção dos jurados. Eles também fazem parte da seleção de dez bandas finalistas para a campanha Come To Latin America e hoje se prepara para lançar músicas inéditas em Julho. Os finlandeses têm se apresentado em festivais europeus como o Nummirock 2022 que ocorreu em 25 de Junho e também se apresentará no Qstock 2022 que ocorre no dia 29 de Julho.

Filmagens de bastidores estão sendo produzidas agora. O material usado para fazer um videoclipe para uma segunda música ainda está em desenvolvimento. Durante o festival Nummirock a banda fará o show que concorre para conseguir uma das vagas na final do Wacken Metal Battle na Finlândia. Se conseguirem consagrar-se campeões irão para o famoso festival Wacken Open Air disputar o lugar de campeão entre todas as bandas do Mundo.

Seu álbum mais recente, a pedrada “Roadkill” (2021) é um grande exemplo de como esta banda se preocupa em entregar violência com rapidez e absoluto peso!

FEASTEM

FEASTEM é uma banda de grindcore com fortes influências de bandas como NAPALM DEATH e NASUM. Rápidas e curtas, as faixas possuem elementos o suficiente para te manter interessado na música. Influências também do death e do trash metal são de fácil identificação. Músicas bem estruturadas e muito coerentes deixam ainda mais evidente de que o grindcore é o foco para estes finlandeses altamente agressivos.

'Fear In Concrete' lançado em 2011, é a menina dos olhos azuis da discografia e audição obrigatória para aqueles que ainda não sabem da existência da banda. O álbum mais recente da banda, o poderoso 'Graveyard Earth' (2020) foi destacado na imprensa finlandesa como um soco no estômago e eleito um dos melhores álbuns em seu estilo.

GARDENHEAD

O trio de Helsinki acabou de gravar e mixar o álbum de estreia auto-intitulado e estão procurando uma gravadora para ajudar no lançamento do material. Enquanto isto não acontece, a banda está se preparando para lançar no dia oito de Julho o próximo single chamado “Ghost to Ghost”. Como eles mesmo destacam a nova faixa ela será “mais açucarada e progressiva” do que as anteriores. O grupo já tem duas músicas disponíveis com seus respectivos videoclipes. Músicas como “Devoured” e “The Ordeal” possuem uma influência forte do stoner rock que remete muito a bandas como TOOL, The Queens Of The Stone Age e The Mars Volta.

I REVOLT

Um dos grupos mais pesados desta campanha COME TO LATIN AMERICA, I REVOLT é um quinteto que tem influências fortes de bandas como Lamb Of God, As I Lay Dying e Hatebreed trazendo um forte foco em riffs muito pesados. Já fizeram parte do Festival Pulse Of The Maggots Fest em 2020, um braço do consagrado festival Knotfest e do famoso Tuska Festival 2019 na Finlândia são algumas das conquistas das quais a banda se orgulha muito. A música “The Deep End” emplacou na lista de 50 músicas mais ouvidas no Spotify da Finlândia e com isto atingiram a impressionante quantidade de mais de um milhão de audições para a faixa. Os finlandeses terminaram as gravações do álbum de estreia e atualmente procuram uma forma de lançar ele.

LUNA KILLS

LUNA KILLS lançou o novo single “here for the drama” em Março deste ano e foi muito bem recebido por fãs e pela mídia. A música foi escolhida por uma das maiores rádios em seu país YleX como a melhor da semana (Uuden Musiikin X) e eles nomearam a banda como como a mais empolgante da cena rock finlandês.

Seu mais recente álbum “not to be bitter, but it helps” (2021) também gerou bastante barulho, pois o single “liar, liar” foi incluído em diversas playlists editoriais do Spotify. Notados com interesse pela mídia europeia com a faixa “honey trap” e ovacionada pela maior revista online de rock/metal Loudwire, LUNA KILLS é suave, mas agressivo ao mesmo tempo. Possuem uma forte influência do rock alternativo e recebe constantes comparações com bandas de renome como DON BROCO e Arctic Monkeys. Em entrevistas a banda costuma dizer que uma das maiores inspirações para sua música são os artistas Mick Gordon e Muse.

NOIRA

NOIRA possui um visual impactante e possui uma forte influência de ícones do new metal como KORN, DEFTONES com fortes elementos de MARILYN MANSON. Com a impactante “Parasite”, NOIRA produziu e masterizou este single com Jacob Hansen no estúdio Hansen, na Dinamarca. Um dos grandes destaques da banda é a interpretação da femme fatale Inka Inkinen em que ela mistura vocais gritados aos mais melódicos. Um detalhe curioso para ‘Parasite’ foi que os corais de crianças foram gravados numa escola primária perto de onde a banda mora, na Finlândia.

Parasite” possui letras baseadas em experiências da vocalista em que ela escreve sobre pessoas que apenas se interessam por você quando percebe que há valor para elas. O script para a música foi feito pela banda e eles queriam apresentar um curta para o tema clássico do cinema “vingança é um doce veneno” com uma pitada NOIRA. O clipe, filmado numa fábrica abandonada, dirigido, parcialmente filmado e editado pelo baterista Petri Inkinen.

ROJU

Alguém pediu por Nu-Metal? ROJU foi formada no meio da pandemia em 2020. Eles têm forte influência do nu-metal e muitos elementos também do metalcore, djent e do metal moderno. Riffs pesados e melodias cativantes destacam-se nesta talentosa banda da Finlândia. Com riffs pesados e melodias cativantes, o grupo motiva o público a cantar e criar rodas de mosh. Apesar de o grupo ser novo, estão inspirados e em pouco tempo de atividade já lançou quatro singles e um EP.

O single chamado apenas de "#9" lançado este ano, traz muita referência a bandas como Deftones, Korn e Slipknot. O videoclipe ‘Salvation’ lançado em Janeiro deste ano, traz um lyric video que faz uma reflexão sobre o preço que um Humano precisa pagar ao seguir um líder e caminhar para a prometida salvação. Tudo relacionado á banda hoje é criado e produzido por eles.

SACRED DIMENSION

SACRED DIMENSION é um quarteto que se identifica com o metalcore melódico. Os membros do grupo tocam junto há pelo menos dez anos e cada integrante tem uns 25 anos cada um. Com guitarra, baixo, bateria, um baixo e uma guitarra-teclado a banda projetou seu estilo para ter melodias memoráveis. Acrescente a elas breakdowns com solos de guitarra e muita mudança de ritmo. Uma receita que conforme eles sempre é bem vinda pelo público nos diversos palcos que tem pisado.

Os vocais são interpretados por três vocalistas diferentes deixando muito espaço para gritos, vocais guturais e cantos limpos. SACRED DIMENSION lançou este ano um novo single chamado 'White Dove's Crown' e a faixa já foi escutada 42.972 vezes na plataforma digital Spotify.

WHERE'S MY BIBLE

Um dos três finalistas desta campanha, WHERE'S MY BIBLE é a banda que mescla death e black metal com elementos do metal moderno e punk rock. Musicalmente, este quinteto possui um som muito complexo e cheio de detalhes. Com seu EP mais recente chamado 'Circle', a banda quis trazer á tona um tema recorrente no Mundo da música que são as doenças da mente e o problema ligado á depressão. Registro que possui quatro músicas, assimila este estado da mente às quatro estações do ano — Verão, Inverno, Primavera e Outono. WHERE'S MY BIBLE fez clipes para o EP que narram isto numa espécie de curta.

'Circle' é para a banda um marco histórico, pois é o momento em que decidiram fazer a música que estava em seus corações e que sentiam que precisava ser exposto para o Mundo. WHERE'S MY BIBLE tem orgulho de sua presença de palco e a considera muito enérgica como também notou a mídia especializada e aqueles que tiveram a chance de ver um show deles.

Para votar nos três finalistas, que são as bandas Luna Kills, Noira e Where's My Bible, uma plataforma interativa foi criada e já está no ar. Votos já estão liberados em: www.cometolatinamerica.fi

Nenhum comentário:

Postar um comentário