Confraria Floydstock: Jinjer - Tatiana Shmayluk: “Espero que nenhum outro país experimente o mesmo que a Ucrânia”

sexta-feira, 22 de julho de 2022

Jinjer - Tatiana Shmayluk: “Espero que nenhum outro país experimente o mesmo que a Ucrânia”

Vocalista admite que está 'perdendo a fé na música' devido à guerra em seu país natal.

A cantora Tatiana Shmayluk, do Jinjer, revelou que está “perdendo a fé na música” devido à guerra em sua terra natal, a Ucrânia.

Entrevistada com exclusividade na novíssima edição da Metal Hammer, a cantora falou de seu orgulho pela banda ter recebido permissão das autoridades ucranianas para fazer uma turnê no exterior como embaixadores de seu país e arrecadar fundos e conscientização sobre a guerra. de volta para casa.

Estamos muito gratos ao nosso Ministério da Cultura da Ucrânia que nos deu esta oportunidade de fazer o que amamos fazer e tocar em todos os festivais que anunciamos”, diz Tatiana, cuja banda toca no festival Bloodstock do Reino Unido no sábado, 13 de agosto. “Estamos usando todos os festivais para arrecadar fundos e divulgar a verdadeira guerra que está acontecendo no século 21, o que é uma loucura.

É difícil de acreditar, mas essa é a dura realidade. É de partir o coração, mas ao mesmo tempo também estamos cheios de esperança de que em breve tudo acabe. Estamos espalhando positividade e esperança, e estamos sonhando com a paz. Espero que nenhum outro país europeu ou mundial experimente o mesmo que a Ucrânia”.

Mas ela também disse que a invasão russa no início deste ano a fez questionar o lugar que a música tinha em sua vida: “Sabe de uma coisa, estou perdendo minha fé na música. Não sinto que consigo me expressar o suficiente para dizer o que realmente sinto, porque não há palavras para explicar. Então, eu sinto que deveria desistir… mas então algo me faz ir mais longe.

Ela acrescentou que, apesar do sucesso da banda na última década, a felicidade é mais importante do que a fama para ela agora.

Quero que minha banda seja uma das maiores do mundo, mas a felicidade é a prioridade. Dizem que você não encontra felicidade em lugar nenhum porque a felicidade mora dentro de você, mas estou aprendendo a apreciar minha vida. Essa é minha maior ambição, ser feliz e encontrar a paz interior, e que haja justiça para a Ucrânia”.

Leia a entrevista completa com Tatiana Shmayluk na nova edição da Metal Hammer. Encomende sua cópia aqui.

Via Metal Hammer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário