Confraria Floydstock: Lacuna Coil fará show celebrando os 20 anos do álbum 'Comalies'

segunda-feira, 9 de maio de 2022

Lacuna Coil fará show celebrando os 20 anos do álbum 'Comalies'

Na ocasião a banda italiana executará na íntegra o trabalho que a projetou para o mundo.

O Lacuna Coil celebrará o 20º aniversário de seu terceiro álbum de estúdio, "Comalies", apresentando-o na íntegra em um show de uma noite no sábado, 15 de outubro na Fabrique em Milão.

Os bilhetes de pré-venda estarão disponíveis via Metalitalia a partir de amanhã (terça-feira, 10 de maio) às 10:00 CET. A venda geral será sexta-feira, 13 de maio, às 10h CET. (horários europeus).

O terceiro álbum do grupo, "Comalies", foi lançado em 29 de outubro de 2002 pela Century Media Records. O LP, que contou com o single "Heaven's A Lie" da banda, vendeu mais de 300.000 cópias apenas nos Estados Unidos.

Sobre o título de “Comalies”, a vocalista Cristina Scabbia, disse: “[Durante a gravação do álbum], tivemos uma espécie de explosão criativa. só queríamos usar a palavra 'coma', mas havia algo faltando, então brincamos com as duas palavras coma e mentiras."

A música "Swamped" de "Comalies" está disponível como uma faixa para download para a série de videogames "Rock Band" e também apareceu no videogame de 2004 "Vampire: The Masquerade - Bloodlines".

A banda fez seu primeiro show para uma plateia em mais de dois anos no dia 7 de abril último, dividindo a noite com o Apocalyptica no Masquerade em Atlanta, Geórgia.

Antes do show em Atlanta, a última vez que eles tocaram juntos foi no evento especial de transmissão ao vivo do grupo em setembro de 2020, onde os membros da banda apresentaram seu último álbum, "Black Anima", na íntegra, sem público presente no Alcatraz Club em Milão. Itália. Esse show foi lançado como um álbum ao vivo, "Live From The Apocalypse", pela Century Media.

O Lacuna Coil não tocava para uma multidão desde a conclusão da turnê sul-americana da banda em fevereiro de 2020.

Há três meses, o grupo declarou que havia entrado em estúdio para começar a gravar "um projeto muito especial". Não foram disponibilizados mais detalhes.

Em junho passado, Scabbia disse ao Revolver que ela e seus colegas de banda não usaram o tempo de inatividade do coronavírus para trabalhar em novas músicas. "Nós não queríamos forçar o fato de que, porque estávamos em casa, tínhamos que escrever música", explicou ela. "Sempre pensamos que para escrever música você precisa se inspirar. E a inspiração vem de fora, vem das experiências que você tem, das coisas que você vive. Pelo menos isso é válido para nós.

Tudo o que fazemos em uma vida normal, nos enriquece e nos dá informações que podemos colocar em nossa música”, disse ela. "E também gostamos de escrever juntos. Então, se Marco [Coti Zelati, baixo] cria a base da música junto com os outros músicos da banda, então Andrea [Ferro, vocal] e eu entramos com as letras e os vocais Mas fazemos isso juntos. Precisamos entrar no modo de composição. Então não gostamos muito do fato de termos que escrever separadamente só porque temos que lançar um disco porque é quarentena. Agora estamos começando a coletar ideias porque nos sentimos um pouco mais felizes."

Scabbia continuou: "Não queríamos nada ligado à negatividade da pandemia... Por isso usei meu tempo para fazer algo completamente diferente. Porque sei que o que fiz é completamente diferente do que costumo fazer me fará começar novamente para fazer o que eu fazia antes com paixão - com a mesma paixão. Eu só estava com medo de que se eu tivesse usado todo o tempo de inatividade fazendo música quando eu realmente não queria, isso teria uma influência negativa em mim. E teria sido, tipo, 'Eu realmente não quero fazer isso.' E eu também queria provar a mim mesma que, sim, a música é minha paixão principal. Eu amo o que faço para viver, e espero poder fazer isso até o dia em que morrer. Mas também queria mostrar a mim mesma que posso ser capaz de fazer outra coisa também."

Via Blabbermouth.

Nenhum comentário:

Postar um comentário