head> Confraria Floydstock: Neil Young está disposto a perder 60% da receita de streaming deixando o Spotify: “em nome da verdade”

quinta-feira, 27 de janeiro de 2022

Neil Young está disposto a perder 60% da receita de streaming deixando o Spotify: “em nome da verdade”

No início desta semana, a lenda do folk Neil Young compartilhou uma declaração em seu site exigindo que sua gravadora removesse sua música do Spotify por temores de que o podcast exclusivo Joe Rogan Experience divulgasse informações erradas sobre o Covid-19 e a vacina.

Em um comunicado intitulado 'Spotify: In the Name of the Truth', o músico explicou que sempre teve a intenção de deixar o serviço e agradeceu sua gravadora pelo apoio, já que ele deve perder 60% de sua receita de streaming.

Em uma declaração, Young escreveu: “Estou muito feliz com o apoio deles. Quero agradecer pessoalmente à Merck [Mercuriadis, fundadora da Hipgnosis] e à Hipgnosis por estarem ao meu lado. [Esta é] uma mudança cara, mas vale a pena por nossa integridade e crenças.

A partir de agora, as únicas faixas de Neil Young disponíveis no Spotify são aquelas que apareceram em álbuns de trilhas sonoras licenciadas ou amostras de seu trabalho por outros artistas.

Até o momento, Joe Rogan ainda não comentou o assunto, no entanto, o Spotify divulgou uma breve mensagem dizendo que estavam tristes por ver Young ir, mas que “esperam recebê-lo de volta em breve”.

A indignação de Young vem de Joe Rogan, um comediante sem formação médica, defendendo teorias potencialmente prejudiciais e cientificamente desmascaradas em seu podcast. Young identificou que isso pode custar vidas e não ficou feliz com a falta de interferência do Spotify no assunto, já que o podcast é hospedado exclusivamente em sua plataforma de streaming.

No entanto, com Rogan assinado um contrato de vários anos de US$ 100 milhões, resta saber se algo pode ser feito para resolver o assunto.

Via FAR OUT.

Nenhum comentário:

Postar um comentário