Confraria Floydstock: Como o Fleetwood Mac se reuniu para o Ao Vivo "The Dance"

quarta-feira, 19 de agosto de 2020

Como o Fleetwood Mac se reuniu para o Ao Vivo "The Dance"


Via UCR

O Fleetwood Mac estava saindo de uma de suas eras mais decepcionantes. Isso levou a formação mais conhecida da banda a deixar de lado as diferenças do passado e se reunir para "The Dance", que chegara às lojas em 19 de agosto de 1997.

O trio vocal de Lindsey Buckingham, Stevie Nicks e Christine McVie concordou com mais uma temporada que seria destaque em um especial do MTV Unplugged. Querendo aproveitar uma rara oportunidade quando eles estavam todos juntos, o grupo também compusera uma série de novas faixas que se misturariam com suas canções clássicas.

No momento em que eles chegaram à Warner Bros. Studios em 23 de maio de 1997 em Burbank, Califórnia, a banda estava totalmente atualizada tanto com o material antigo quanto com o novo. Embora faixas como "Bleed to Love Her" e "My Little Demon" tenham se destacado durante as sessões, nenhuma delas ganhou destaque quando o álbum foi lançado. Em vez disso, os fãs gravitaram em torno das versões recém-despojadas de favoritas do passado, como "Landslide" e "Silver Springs", as quais passaram um bom número de semanas na parada Adult Contemporary. "Landslide" fora melhor na corrida das duas, chegando ao Top 10 do rádio.


"The Dance" foi o primeiro novo álbum desta edição de cinco peças desde "Tango in the Night" de 1987, uma década antes. Pouco antes do retorno de todos os três cantores, John McVie e Mick Fleetwood tentaram continuar sem sucesso com várias novas adições. Mas o sucesso de "The Dance", que catapultou para o primeiro lugar nas paradas, derrubando o rapper Sean "Puff Daddy" Combs - levou o Fleetwood Mac a reconsiderar o futuro e trabalhar em mais uma turnê juntos. O álbum viria a se tornar o quinto álbum ao vivo mais vendido de todos os tempos nos EUA, com mais de cinco milhões de cópias vendidas.

Quanto ao especial da MTV, também foi um grande sucesso. Os fãs puderam retomar seus hits favoritos como "The Chain", "Dreams", "Rihannon", "You Make Lovin 'Fun" e "Don't Stop", e havia um bônus adicional como o USC moderno. A banda marcial seguiu os passos de seus predecessores tocando "Tusk" com Fleetwood Mac na gravação. Eles também ficaram para "Don't Stop".


Aqueles que compraram o DVD puderam ver uma versão mais completa da performance real, que também mostrou as habilidades dos vários membros. Lindsey Buckingham trabalhou em um banjo para a música "Say You Love Me", que também contou com Christine McVie no pandeiro e John McVie nos backing vocals. Enquanto isso, Christine McVie tocava vários instrumentos, tocando teclado, piano, acordeão e maracas, além de cantar.

Mantendo o pouco de nostalgia fornecida com o disco, Fleetwood Mac ofereceu alguns acenos ao seu trabalho anterior na arte da capa do disco. O fotógrafo David LaChappelle tirou uma foto do grupo com Mick Fleetwood recriando sua pose da capa de "Rumours" e Buckingham segurando a bengala do LP de 1975 da banda.



Nenhum comentário:

Postar um comentário