Confraria Floydstock: Jethro Tull: Benefit foi a semente para Aqualung

sexta-feira, 20 de abril de 2018

Jethro Tull: Benefit foi a semente para Aqualung


Em abril de 1970, Jethro Tull  já havia lançado um par de álbuns de estúdio, mas seu quarto LP, "Aqualung" , não chegaria até março do ano seguinte, em cujo ponto quase ofuscaria seu antecessor, o "Benefit", subestimado.

Gravado nos estúdios Morgan de Londres em dezembro de 1969 e janeiro de 1970, Benefit representa um período crucial na história de Jethro Tull.

Por um lado, os membros do grupo Ian Anderson(vocais, flauta e violão), o guitarrista Martin Barre, o baixista Glenn Cornick  e o baterista Clive Bunker estavam um pouco em conflito com sua gravadora e desgastados por extensas turnês. De outro, eles estavam desfrutando de um raro momento de estabilidade (embora o futuro tecladista John Evan ainda fosse um membro "não oficial"), e o sucesso do "Stand Up" do ano anterior lhes deu a confiança para continuar experimentando, indo ainda mais longe em suas raízes brit-blues da década de 1968, no álbum "This Was".

Então, para "Benefit" , “transição” pode de fato ter sido a palavra-chave, já que a banda revelou um tracklist eclético contendo um pouco do antigo, um pouco do novo e algumas coisas que nunca seriam repetidas.

Algumas canções eram ambiciosas, ornamentadas, quase esquizofrênicas - por exemplo, a abertura, “With You There To Help Me”, que alternava estalos de flauta sussurrante e guitarra acidentada em meio a uma névoa de reverb e palmas, ou a surpreendentemente “For Michael Collins, Jeffrey and Me”, que enfrentou os extremos da gama dinâmica dura do Tull.


Alguns números incluíam arranjos tão complexos, que quase o atrapalharam (“Nothing to Say”, “A Time for Everything” e a espumante ocasionalmente “To Cry You a Song”). Mas também havia canções maravilhosamente imediatas como a folksy "Inside", a misteriosa "Alive and Well and Living In" (que foi deixado de fora da edição americana do LP), e o moody "Teacher" (que estava ausente da versão britânica), cujo riff sinistro claramente previa "Aqualung"

O fato de dos tracklists dos Estados Unidos e do Reino Unido de "Benefit" estarem sujeitas a tais discrepâncias revela o quanto a Chrysalis Records foi incerta sobre a promoção de Jethro Tull.

Mas então, muitas vezes, o preço de criar um som é tão original quanto o da cabeça desgrenhada de Anderson.

Felizmente, o líder visionário do Tull mostraria a todos o caminho em "Aqualung" no ano seguinte, depois de convidar seu amigo pessoal Jeffrey Hammond-Hammond para o grupo como baixista e resolver o labirinto de sua própria criatividade assustadora. Talvez o  subestimado "Benefit" tenha sido a chave do esqueleto.

Tracklist:

- UK Edition

1. With You There To Help Me (6:05) 
2. Nothing To Say (5:11) 
3. Alive And Well And Living In (2:44) 
4. Son (2:50) 
5. For Michael Collins, Jeffrey And Me (3:45) 
6. To Cry You A Song (6:05) 
7. A Time For Everything (2:45) 
8. Inside (3:42) 
9. Play In Time (3:42) 
10. Sossity: You're A Woman (4:28) 

Do site: UCR

Nenhum comentário:

Postar um comentário