Confraria Floydstock: Em Beloved Antichrist o Therion nos ensina que música é de fato algo erudito

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Em Beloved Antichrist o Therion nos ensina que música é de fato algo erudito


Após passar três semanas ouvindo o novo lançamento da banda sueca Therion, a ópera "Beloved Antichrist", que chegou no dia nove de fevereiro último, aquilo que inicialmente para mim soou como um longo e dificílimo quebra-cabeça musical a ser explorado, agora soa como uma obra deveras e prazerosamente familiar.

Primeiramente devo dizer que se você leitor não tem afeição alguma por música clássica, fuja.

Porém se aprecia uma obra contendo peças musicais imersas em vozes e orquestrações magistrais aptas a levá-lo ao mais alto grau de contemplação, então aqui você encontrará seu paraíso.

Possuindo pouco mais de três horas de duração em quarenta e seis canções entoadas por trinta vocalistas entre tenores, barítonos, baixos e sopranos que se revezam entre as faixas que discorrem sobre a história baseada no livro A Story of Antichrist, de Vladimir Solovyov, contendo vinte e sete personagens onde o protagonista é o médico greco-russo Seth Thanos, que de tão aprofundado em seus estudos científicos e teológicos, começara a crer que ele sim seria também um filho encarnado de Deus, o segundo, com a missão de conduzir a humanidade à redenção.

O trabalho foi instrumentalmente composto pelo guitarrista e líder do Therion, o esplêndido Christopher Johnsson e todas as letras baseadas na temática acima descrita ficaram a cargo de Per Albinsson.

Resolvi não destacar quaisquer canções aqui, embora confesse que algumas tenham sobressaltado aos meus ouvidos e infestado minha mente, felizmente. Com algum tempo de audição seguidas vezes, todas as partes começam a parecer somente um lindo todo.



Outra coisa a que me propus foi abandonar aqui os usos de termos como ópera-rock ou ópera metal, pois "Beloved Antichrist" é por excelência uma Ópera lírica feita com esse fim, tudo sendo conduzido dentro de um esqueleto rítmico de metal, com bateria, teclado, guitarra e baixo, tendo este último o maior destaque na obra dentre os instrumentos convencionais.

Digo isso porque em praticamente todo o trabalho, não se percebe floreios de virtuosismo de guitarras com riffs ou "soleiras", tampouco grandes variações de bateria. A banda literalmente aqui serve ao papel de entregar a base e andamento para que os cantores e orquestra brilhem erudita e eruptivamente. E nessa solene cozinha, as linhas de contrabaixo são notoriamente elegantes, inclusive abrindo a ópera.

Alguém pode surgir e dizer: "Ah mais isso já fora feito antes como em álbuns do Ayreon ou Avantasia!"

E a resposta é "Não", pois diferentemente dos supracitados, que fizeram trabalhos enfocados metal progressivo com partes de sonoridades e temáticas clássicas, aqui o objetivo foi realmente criar uma ópera, com cem por cento de preocupação com o eruditismo, com toques sutis de heavy metal.

É como pingar gotas de leite num café preto.

Concluindo, o Therion esbanjou categoria ao mostrar que acima de qualquer peso ou celeridade está a música em sua mais linda e lírica essência, não importando mais se ele é leve ou pesada, contando que seja feita com esmero e encante os bons ouvidos.

Quer um conselho: ouça "Beloved Antichrist" com tempo e tranquilidade. Quer outro: repita isso inúmeras vezes e verás como ela começará a integrar a sua vida.


Tracklist:

Act I

01. Turn From Heaven
02. Where Will You Go?
03. Through Dust, Through Rain
04. Signs Are Here
05. Never Again
06. Bring Her Home
07. The Solid Black Beyond
08. The Crowning Of Splendour
09. Morning Has Broken
10. Garden Of Peace
11. Our Destiny
12. Anthem
13. The Palace Ball
14. Jewels From Afar
15. Hail Caesar!
16. What Is Wrong?
17. Nothing But My Name

Act II

01. The Arrival Of Apollonius
02. Pledging Loyalty
03. Night Reborn
04. Dagger Of God
05. Temple Of New Jerusalem
06. The Lions Roar
07. Bringing The Gospel
08. Laudate Dominum
09. Remaining Silent
10. Behold Antichrist
11. Cursed By The Fallen
12. Resurrection
13. To Where I Weep
14. Astral Sophia
15. Thy Will Be Done!

Act III

01. Shoot Them Down!
02. Beneath The Starry Skies
03. Forgive Me
04. The Wasteland Of My Heart
05. Burning The Palace
06. Prelude To War
07. Day Of Wrath
08. Rise To War
09. Time Has Come/Final Battle
10. My Voyage Carries On
11. Striking Darkness
12. Seeds Of Time
13. To Shine Forever
14. Theme Of Antichrist



Um comentário:

  1. Todas as músicas desse álbum tem uma melodia singular, apurada, rebuscada...Faz mais de 01 ano que o escuto constantemente e sempre surge algo "novo" igualmente belo e profundo. Porém as vezes sinto o álbum um pouco "aprisionado" numa narrativa complexa o que obriga a melodia se adequar ao enredo para contar a história. É uma obra original e sem precedentes na música pesada.

    ResponderExcluir